Jump to content
Forum Cinema em Cena

Mozts

Members
  • Content count

    4,420
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    120

Mozts last won the day on November 20

Mozts had the most liked content!

About Mozts

  • Rank
    Supervisor de Roteiro

Profile Information

  • Gender
    Male

Recent Profile Visitors

1,805 profile views
  1. Capitã Marvel (08/03/2019)

    Caso se concretize, a Marvel terá 2 Sherlocks e 2 Watsons.
  2. Liga da Justiça (2017) #2

    Hilário:
  3. O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    The Killing Um dos primeiros filmes do Kubrick e uma bela porcaria. Apesar de ter menos de 1h30 é tremendamente arrastado, mal tem conteúdo para um curta-metragem. O corte entre diversos pontos de vista as vezes é confuso, outras vezes repetitivo. Ambos uma chatisse. O resto não é digno de menção.
  4. The Punisher (Netflix/Série)

    Vou ter que terminar de assistir para julgar.
  5. Gambit (Gore Verbinski - 14/02/2019)

    Lizzy Capan está no filme: http://www.tracking-board.com/lizzy-caplan-to-play-female-lead-in-gambit-opposite-channing-tatums-superhero/
  6. Universo Cinematográfico da Marvel

    Acho que esse aqui também adiciona na discussão eu diria. Pessoalmente acho que tem um outro elemento aí, algo que fica mais claro quando olhamos em jogos eletrônicos. Por alguma razão, agente tem dificuldade em focar em diversas "camadas de som", provavelmente pois evoluímos para reconhecer voz humana, que não requer muita complexidade, voz humana tem uma "camada" só. Aí volta pros consoles antigos, pessoal se matava para fazer música com alguns bits, pois o chip de som simplesmente não aguentava tocar coisa complexa. Então eles basicamente removiam complexidade, removiam camadas até o trem tocar. Surgiram alguns dos temas mais memoráveis de todos os jogos, pois essa simplicidade aproxima voz humana e portanto agente guarda bem mais fácil. Acho que semelhante aconteceu com filmes. Se reparar as trilhas mais antigas são basicamente de alguns instrumentos, hoje com tecnologia e tal, faz-se uma música de dezenas de camadas de complexidade que agente acaba não reconhecendo. Antes precisava contratar dúzias de músicos, comprar monte de instrumento, trabalhão do caramba. Hoje um maluco numa mesa compõem uma dúzia de tons ao mesmo tempo. E os melhores compositores acho que entendem isso. Silvestri, Williams, Horner, etc, mesmo quando eles tem alto orçamento e todos os instrumentos possíveis sempre tendem para uma música "murmurável" na hora de fazer aquele motif. O tema da Rey é um que vem a mente. Dá para dar vários exemplos de músicas icônicas que são extremamente simples. We Will Rock You? Pode batucar na mesa que sai, marcha imperial? Mesma coisa... Repara como a música vira "1 tom" só na nossa cabeça? É assim que agente interpreta música, em uma camada só, e quando a música aproxima isso, agente guarda bem mais fácil. Aí agente pega hoje uma trilha, sei lá, Civil War, por exemplo, tem uma complexidade que mesmo eles tentando usar o motif do Black Panther ou do Winter Soldier a coisa não gruda na nossa cabeça do mesmo jeito que um "tu-tu-ta" murmurável.
  7. The Punisher (Netflix/Série)

    Ví três episódios. Gostando, mas estou achando um pouco parada. Não sei se precisava desse rolo todo para chegar até aqui. Talvez poderiam ter começado com o Episódio 3. Atirem-me as pedras, pois não ví vantagem em tanto flashback, em especial pro Castle. Personagem dele é bem claro sem isso. Gostei bastante do tom e da pegada. A série sabe o que está tentanto dizer, ainda que nem sempre saiba melhor maneira de fazê-lo. Também achei o sangue CGI bastante notável.
  8. Os Incríveis 2 (Pixar - 15/06/2018)

    O logo é genial. No aguardo de um trailer de fato.
  9. O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    Wind River O roteirista de Sicario e Hell or High Water se arrisca na direção e faz um trabalho muito bom. Elenco bem legal, destaque pro Jeremy Renner. Nem tenho muito o que comentar, Wind River é simplesmente muito bom, sequer saberia apontar um negativo. A trama se sustenta sozinha, mas é elevada por temas e comentários, não só focados ao contexto social. O filme vai além. Wind River é dotado de uma direção e edição invisíveis, no melhor dos sentidos. A edição em particular me deixou hipnotizado. A cinematografia também é chique, bastante econômica e contida. Algumas cenas são particularmente chocantes e não tem uma tomada desperdiçada, nenhuma cena que eu cortaria.
  10. Oscar 2018: Previsões

    Fazendo referência ao colega: Gente, WIND RIVER.... Filmaço.
  11. Liga da Justiça (2017) #2

    Vocês já viram propaganda, TV Spots essencialmente, passando na globo aberta? Está passando Man of Steel e vira e meche tem comercial exclusivo da Liga da justiça. Primeira vez que vejo isso.Estão realmente focando em mercado internacional. Não obstante, abertura norte americana foi de 96 milhões. Qualquer outro filme essa seria uma grande abertura, mas para DC, é um desastre. O primeiro filme do universo DC a abrir abaixo de 100Mi, e bem abaixo de BvS que abriu com 166 Mi. http://www.boxofficemojo.com/news/?id=4346&p=.htm
  12. Shatterhand (Bond 25 - 08/11/2019)

    Os direitos de distribuição na américa do norte ficaram para a Annapurna junto com a MGM. Ainda resta saber quem vai distribuir nos restante do mundo. Interessante pois essa empresa, Annapurna, é bem pequena perto de Sony, Warner ou FOX. Comumente eles distribuem filmes da A24, indies, essencialmente. Imagino qual teria sido a oferta para conseguirem uma franquia dessas.
×