Jump to content
Forum Cinema em Cena

Gustavo Adler

Members
  • Content count

    2,230
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Gustavo Adler

  1. Um dos melhores suspenses da decada! http://www.adorocinema.com/filmes/filme-241160/
  2. Desejo de Matar (Remake) Eli Roth-Bruce Willis

    que tédio
  3. Star Wars Episódio VIII - Os Últimos Jedi

    Mas você acha que o Snoke não projetou sua vida em outros corpos? acho que ali, assim como o Luke conseguiu projetar um holograma, um usuário da força conseguiria projetar sua vida em outro corpo além do seu.
  4. Star Wars Episódio VIII - Os Últimos Jedi

    Vocês acham que o Snoke morreu? A projeção que o luke fez através de se permitir ser usado pela força pra fazer se materializar na frente do kylo já diz tudo, certamente o Snoke se apresenta vivo em outro lugar e continua usando o Kylo como peão. E finalmente um filme que expôs uma explicação da força sensacional e clara. É a existencia e a conexão da existência que é a força, os seres vivos são apenas ferramenta dessa energia e os jedi e os sith são os que sabem como ser essa ferramenta. Então , a paz que o luke fala e o filme mostra dos bichinhos com filhotes e do terror quando o filme mostra a onda destruindo o ninho com os filhotes é a luz e a escuridão ,é a ausência da força e devido a existencia da mesma. E a discussão que me fica é aonde está agora o Snoke? Será que ele se instalou na cabeça do Kylo pra depois construir um outro corpo ou será que ele já está construindo outro corpo? E será que ele foi o mestre do palpatine e que está vivo até hoje? Esse jornal é patético. Acompanhava somente pra ver o que as "fontes de informação" a favor do establishment falava, depois parei de acompanhar.
  5. Star Wars Episódio VIII - Os Últimos Jedi

    Filmaço do star wars, pra mim só fica atrás do imperio e é tão bom quanto uma nova esperança e melhor que a vingança dos siths. Falaram da barriga, mas realmente a parte do decodificador ficou uma barriguinha mas acredito que foi um excesso muuuuito bem vindo do qual ligou a razão do qual a rebelião luta ao que passam os escravos do sistema que constroem a falsa beleza do qual gozam quem verdadeiramente se beneficia do sistema.
  6. Os Vingadores 3: Guerra Infinita

    O que será que vai acontecer nesses minutos? Um fato é: podemos esperar um filme épico e chocante. FONTE: CINEPOP desculpe-me questão, mas se não morrer nenhum personagem principal, não vai ser nada chocante. Eu sinceramente já estou saturado de todas as piruetas que tentam mostrar um super vilão mas que os personagens principais não morrem apesar de passarem por riscos teoricamente de morte, que na verdade só resultam na segurança de que não há risco algum
  7. pois é, a própria trajetória do ceaser é a explicação do gorilão ter se tocado. Sim questão, entendo você, mas acho que se o jackson tivesse: conhecido a história de Django, django tivesse uma história em que estivesse ligado a luta em defesa dos negros, e se encontrasse em um momento do qual ele se desse conta da incoerência de lutar por sua liberdade matando a liberdade de um dos seus. Eu te entendo que a redenção pareceu uma muleta, mas se o gorilão tivesse antes revendo o conceito me pareceria muito superficial, pois uma quebra de posição saindo de uma posição favorável para uma desfavorável não acontece de forma coerente e linear, é preciso de um momento de desnude total, em que nem a própria teimosia em tentar manter sua posição convence a si mesmo. O fato do gorilão bater no ceasar, prender os símios, ao mesmo tempo que é empregado dos humanos, de por bala no canhão e tudo, a aliança a Koba e o medo de sofrer represária do Ceaser não se sustentava, e o que restava era a posição de pet dos humanos que lhe era favorável naquele momento. Mas ao ver o Ceaser que mesmo depois de toda tortura e tentações, ainda mantinha-se fiel a sua luta, prestes a morrer, a iminência da perda de um ícone do qual o gorilão teve como referencia na história dos símios e na luta de permanecer existindo, que é o que envolveu a luta entre Koba e Ceaser, e a própria luta do gorilão. Aquele momento de iminente sumiço do Ceaser é o sumiço de toda sua história como gorila, ali após todo o filme o ceasar apanhar e tudo o mais, e ver todos os símios morrendo junto com ceaser, sua ideia de posição favorável ruiu. Acho que toda aquela cena dele se redimindo em camera lenta, representa exatamente isso. Mas o filme poderia realmente explorar isso, não explorou, concordo, mas não me incomodou por conta de ser algo decorrente da própria história de vida bem explorado nos 3 filmes.
  8. Sim, mas você acha que personagens como do Samuel L Jackson em Jango quando se redimem, o fazem sem ter matado ou explorado nenhum dos seus? Normalmente quando uma pessoa nessa posição enxerga o que está fazendo e a loucura em que se encontra, o faz após matar e explorar muito
  9. Bem, atrocidades os soldados humanos fizeram, e pelos mesmos motivos (seja na vida real ou na ficção). A questão é a que momento o cara vai se tocar que ele está matando "um dos seus" (ou seja, o que significa que poderia ser ele no lugar) pro benefício de terceiros, e o filme mostrou isso, que a ideologia de nós contra eles e a raiva da rivalidade e vingança cega a ponto do cara ser capaz de se matar achando que está matando um inimigo, mas que quando isso é esfregado na sua cara (não por palavras, mas por situações circunstanciais em que o momento da sua vida coincide com um evento que está presenciando) você tem a possibilidade de ter o insight de que está matando seus próprios.
  10. You were never really here

    parece bem interessante
  11. Jogador nº 1 (Steven Spielberg) 2018

    parece que vai ser iradamassa
  12. não achei conveniente não, achei natural, um brilho na vista do gorilão que até demorou para acontecer e se tocar da merda que tava fazendo
  13. Batman Vs Superman: A Origem da Justiça #2

    é tbm acho a voz dele chata mas concordo com tudo o que ele falou. O filme paia esse viu.
  14. Batman Vs Superman: A Origem da Justiça #2

    Concordo com tudo
  15. Os Incríveis 2 (Pixar - 15/06/2018)

    que irado
  16. New Star Wars Trilogy (Rian Johnson)

    que massa vai ser antes ou depois dos skywalker?
  17. The Batman (Matt Reeves)

    https://youtu.be/uSHvAr9N-yM
  18. Thor: Ragnarok

    AiuAiUiAuiAuIaIuAiU De fato, a comedia em filmes de herói , mas o comentário do Rick foi além de engraçado, faz sentido. Os primeiros filmes de thor foram completamente inúteis , não faria falta alguma se não tivessem acontecido ( eu só assisti em casa) e colocar comédia ali me desanimou mais ainda, porque comedia em um contexto que não fez sentido nenhum vai deixar a coisa ainda mais fogos de artificio de plástico, e pra piorar potencialmente descaracteriza o ambiente e contextualização do thor e do ambiente ao qual ele está inserido Já desde os primeiros filmes. Mas, enfim, vou fazer como fiz com os outros, ver em casa, e não é pela comedia em si, embora não curta muito comédia, mas mais pelo contexto da obra, os filmes do thor não me causaram nenhuma comoção e nem me deixou interessado a procurar revisitar seu mundo.
  19. Blade Runner 2049

    Perfeito. É disso que falei a respeito da atuação mais contida. O Gosling quando passa a acreditar que é a criança muda e se torna "mais humano" passando a sentir as coisas
  20. Blade Runner 2049

    Lembra que a holograma ficava falando pra ele que era ele a criança e ele ainda tava relutante? Ai ele vai la visitar a mulher que implanta as memórias e pergunta se eles implantam memórias reais (vividas por outras pessoas mas que foram implantadas em replicantes) no que a projetora de memórias diz que não existe e depois ele pergunta se a memória que ele tem é verdadeira no que ela diz que sim. Ai ele fala com a holograma que da o nome Joe pra ele e depois ele vai pra rua nevando e começa a pegar na neve como se aquela experiência fosse real . Com a expressão de quem está maravilhado com a descoberta contemplando o momento que é real. Hmmm entendo. Não senti isso não. Mas entendo, agora que vc ressaltou , de fato, a trilha sonora sempre da um ar de tristeza e fúnebre mas tem amor e esperança, não é só catástrofe. Mas acho que faltou esse dialogo poético que desse a dimensão do que o filme estava mostrando. No caso do céu até achei massa ele pegar numa replicante e cortar a sua barriga (e até deu um simbolismo de como ele trata o seu replicante como objeto assim como eram tratados os escravos). Mas acho que faltou algo no ambiente que fizesse o link do paraíso para o útero. Algo no ambiente tão grandioso como um paraíso para o útero quanto a lágrima em uma chuva enquanto ta morrendo para um momento em seu curto tempo de vida, ou a angústia de ter posto em dúvida sua memoria como uma vida verdadeiramente vivida para o que é viver verdadeiramente e quem pode se dizer ter vivido verdadeiramente (no caso o darcken ser perguntado como ele sabe se as memórias dele não é um implante e ele permanecer calado). Na cena final faltou realmente uma frase que explorasse a poesia daquele momento de aceitação do falso e da sua missão final de cumprir algo maior.
  21. Blade Runner 2049

    Bem, vamos dissecar. Não achei o vilão ruim, muito pelo contrário, achei excelente. Foi unidimensional? De certa forma sim, mas ele era só um peão para a ideia de o que é ter uma experiência e vida verdadeira, e o que é ser um boneco, uma vida de plástico. Será que há vida em um plástico e se ela possui direitos ou pode ser explorada? O vilão cumpriu o papel do cínico hardcore que se beneficia disso. Se desse mais dimensões a ele, precisaria desenvolve-lo e aí acho que o filme perderia tempo (talvez não, poderia usar o desenvolvimento desse personagem para explorar esse beco vida em um plástico x direitos a sua própria vida, como um personagem em conflito que procura sana-lo tratando de não reconhecer a vida dentro dos replicantes). E por esse motivo tbm não acho que faltou um melhor desenvolvimento da replicante fodona, ela cumpriu seu papel (inclusive como replicante). O que faltou pra mim considerar como uma obra prima foi a poesia que tinha no primeiro. Não achei ruim o diálogo, muito pelo contrário, por exemplo quando o dono da empresa Wallace (o vilão) faz o diálogo a respeito da falta do paraíso, construiu anjos mas faltou o paraíso, achei perfeita mas a cena em que ela foi construída foi uma tradução literária do significado que a metáfora tinha e não a construção da imagem da metáfora que dava a visão do jogo poético que ela significa ( comparando com a frase do primeiro "grandes momentos perdidos no tempo como lágrimas em uma chuva" enquanto o personagem esta na chuva. Ou mesmo o lindo diálogo entre darcken e a replicante reachel que serviu até pra em palavras trazer o sentido que o filme tratava o fato de uma ser construída vida em uma maquuma). O filme tem cenas riquíssimas que carregam muita mensagem. Mas faltou cenas que os diálogos acrescentassem ou completassem o sentido vislumbrado. Explorasse mais dimensões do seu sentido, e vice versa. O final do blade runner pegando a neve com a frieza triste de quem sabe que é fake mas que vai superando isso e se resolvendo, finalmente encontrando a paz foi maravilhosa mas merecia umas palavras que explorassem o sentido lógico da poesia, como muito bem fez o Ridley no final do primeiro. Já na cena em que ele pega a neve achando que era o filho, achei perfeita, atuação magistral, deu pra ver que aquela recorríeis de sentir a neve em suas mãos como real (em contraste com a cena em que ele ta de namoro com a holograma na chuva em que a chuva não toca na holograma).
  22. Blade Runner 2049

    Filmaço filmaço
  23. Star Wars Episódio VIII - Os Últimos Jedi

    Eu gostei mas pelo potencial Acho que vão romper com lado sombrio/ luminoso e os mestres de ambos os com a força vão estimular seus discípulos a explorarem toda a força , tanto seu poder destrutivo quanto vislumbrativo para que saibam utilizar-se dela de uma forma mais total e correta.
  24. Star Wars Episódio VIII - Os Últimos Jedi

    Cadê cadê cadê cadê cadê cadê
  25. Alien Covenant

    Filminho fraco em todos os sentidos
×