Jump to content
Forum Cinema em Cena

Beckin

Moderators
  • Content count

    8,132
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    8

Beckin last won the day on September 30 2013

Beckin had the most liked content!

About Beckin

  • Rank
    Roteirista

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Dublin - Ireland

Recent Profile Visitors

313 profile views
  1. Oscar 2014: Previsões

    Espero que o Daniel Bruhl seja indicado a tudo quanto é prêmio por Rush. Ele tá fantastico no filme. Also,nunca fui fã da Blanchett, mas ela chuta bundas em Blue Jasmine. Consigo ver ela vencendo, o que será merecido, inclusive. Ótimo ano pra atuações femininas. Uma pena que provavelmente vão esquecer da Greta Gerwig em Frances Ha...
  2. Woody Allen

    Blue Jasmine é ótimo, um dos melhores recentes do Woody. E tem a melhor atuação da carreira da Blanchett, no seu melhor momento "Vivien Leigh"
  3. O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    Man Of Steel (Zack Snyder) - Não faço parte da turma dos maiores conhecedores ou admiradores das adaptações anteriores do personagem para o cinema, então vou fazer esse meu comentário sem me basear ou comparar muito com obras anteriores ou com quaisquer outros tipos de mídia envolvendo o mesmo, até porque não me importo. O que posso dizer é que num geral gostei, mas com um bom número de ressalvas. Pra começar, o Zack Snyder se livrou de determinados maneirismos que permeiavam seus trabalhos anteriores mas em compensação adicionou vários outros que acabam por deixar o filme com um tom de repetitividade que se permeia especialmente no terceiro ato. É cena de ação seguida de cena de ação que acabam por muitas vezes sufocando a dramaticidade que a história poderia ter alcançado caso o roteiro e a mão pesada do diretor tivessem se permitido certo espaço pra respirar. Os momentos de interação entre a família Kent e com a Louis por exemplo são bacanas e fazem com que a gente se aproxime dos mesmos. Infelizmente eles são limitados e são quase sempre interrompidos por explosões e etc. Eu mesmo curto pancadaria e tudo mais, mas o Snyder filma de certa forma que essas cenas atingem um nível de saturação mais rápido do que deveriam. Não vou colocar spoilers mas o final é bacana (depois do interminável terceiro ato) e visualmente o filme funciona bem também. O protagonista é ancorado de forma decente pelo Henry Cavill, que apresenta um sotaque americano convincente e entrega dedicação ao papel, mesmo que com alguma insegurança em certos momentos (ele ainda é claramente timido como ator), e a maioria dos coadjuvantes funciona bem também. O vilão do Michael Shannon não é dos mais inspiradores (talvez porque mais cedo na semana eu tenha assistido uma atuação foda do mesmo em The Iceman, e a performance dele aqui empalidece em comparação com aquela) mas é pelo menos mais interessante do que aqueles vistos em Iron Man 3 por exemplo ou alguns outros exemplares recentes do gênero. Devo dizer porém que a personagem da Antje Traue apresenta uma presença mais ameaçadora e acaba por roubar as cenas onde aparece. A Amy Adams tá bem como Louis e ela traz alguns dos momentos mais descontraídos do filme, uma pena que o roteiro não tenha dado mais pra personagem fazer. Num geral parece mais longo do que deveria ter sido, por culpa de excesso, mas é agradável e bacana mesmo que com tantos problemas. Definitivamente vejo potencial pra várias correções nas futuras sequências, até porque com esses atores tem tudo pra se sair algo memorável. Embora tenho medo que com o Snyder no comando a coisa tenda a ir pro outro lado, já que ele não pareça ser um cara que aprecie tanto uma simples e bem contada história. Acredito que muitos vão desgostar, mas o público num geral parece tar gostando. Entre meus amigos devo funcionou assim, alguns odiaram mas diria que a maior parte curtiu. Estranho que na minha sessão o pessoal riu apenas uma/duas vezes durante todo o filme, tamanha a descontração do roteiro... mas pelo menos parecem ter entrado na história.
  4. Game Of Thrones

    No geral eu curti bastante a temporada, com a exceção de algumas coisas, como o arco do Theon (como já foi comentando em alguns posts anteriores). Não li os livros mas a série em si funciona bastante mesmo que haja problemas de adaptação aqui e ali. Ah, o Nicolaj Coster-Waldau foi de longe o mvp dessa temporada, imo.
  5. Cannes 2013

    Only God Forgives ta com tipo 20% no rt... a recepção foi definitivamente mais pra negativa do que mixa. Cada vez mais curioso pra La Vie D'Adele, e pro novo do James Gray, obviamente.
  6. O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    O Grande Gatsby, de Baz Lurhmann - É exagerado e cheio de tiques estilosos, como de se esperar de um filme do Lurhmann, e embora não possua a força da obra original achei agradável. Peca algumas vezes no que diz respeito a edição e em determinadas passagens a trilha sonora não funciona, embora em outras as músicas caiam como uma luva... a verdade é que possui muitos acertos e erros no mesmo tempo, mas o saldo final ainda assim é positivo. É admirável tecnicamente e possui uma atuação ótima do DiCaprio, que captou a essência do personagem de tal forma que o arco dramático todo funciona por causa de sua presença. Carey Mulligan criou uma Daisy apagada, infelizmente, mas o roteiro em si é fino e não deu exatamente muita oportunidade pra ela fazer muita coisa. Meio que me arrependi de ter visto em 3D (nem sei porque insisto, na real) Star Trek Into Darkness, de J.J. Abrams - Mantém a diversão do original embora os personagens em si ainda não continuem despertando muito do meu interesse. Mas é bacaninha e o Benedict Cumberbatch rouba a cena como o vilão. Vale a pena dar uma conferida, mesmo pra quem não seja fã, como no meu caso. O J.J sabe como criar uma atmosfera envolvente, seja lá o que ele tiver dirigindo...
  7. Oscar 2014: Previsões

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=mUCACNC0epA Bem que podiam começar a reconhecer mais uma das melhores atrizes atualmente em atividade. Os franceses ao menos já reconhecem, agora falta o resto.
  8. O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    The Place Beyond the Pines é um filme de certos altos e baixos, mas o resultado final é ainda assim muito bom. Assim como em Blue Valentine, O Derek Cianfrance sabe como trazer autenticidade pra certos dramas familiares e sabe também como tratar os personagens dele de forma humana. Uma coisa importante também é que ele é um ótimo diretor de atores. Poucas vezes o Bradley Cooper e a Eva Mendes vão entregar atuações naturais como as que eles fazem aqui. Dizendo isso, os novatos Dane Daehan e Emory Cohen roubam as atençoes. Tem umas certas oscilações de ritmo mas eu curti bastante, num geral. Springbreakers, do Harmony Korine é tudo aquilo que andam comentando por aí. E isso é exatamente o que o filme precisava ser, pra melhor ou pra pior. Exagerado, estiloso, feito especialmente pra essa geração, seja lá qual for a mensagem que se tire após os créditos finais. O Korine acertou em cheio no que diz respeito as intenções dele com relação a forma como as pessoas iriam reagir a esse aqui. E é muito bem filmado, com algumas sequências memoráveis. Alguns vão amar, muitos vão odiar, mas é um filme evento, precisa ser assistido, qualquer que seja a reação final. O novo Evil Dead é ok. Enfoca mais no gore e etc mas ao mesmo tempo diminui varias das qualidades que fizeram o original ser o que era. Mas não é ruim. Se bem que eu não sei dizer se me diverti pelo fato do filme em si ser divertido ou se é o meu desespero em achar algo decente do genero ultimamente... digamos que eu fui no cinema com otimismo. Promised Land, do Van Sant, é medíocre até o talo. Mais culpa do roteiro do que qualquer outra coisa. Mal consigo comentar direito porque não tem nada de relevante pra se falar a respeito do mesmo.
  9. Eu não to com a minha contagem aqui, mas honestamente não lembro de ter recebido quase nenhuma menção a respeito de Ruby Sparks. Talvez no máximo 2 votos
  10. Balanço do Mês

    Não uso notas há séculos mas vou tentar aqui. Março; To the Wonder, Terrence Malick - 4/5 (podendo descer) Stoker, de Chan-Wook Park - 4/5 - a direção estilosa do Park faz toda diferença. Mia Wasikowska arrebenta nesse aqui. Side Effects - Steven Soderbergh - 4/5 - Melhor filme do Soderbergh em anos. Oz - Sam Raimi - 2/5 Jack - The Giant Slayer - Bryan Singer - 3/5 Trance - Danny Boyle - 4/5 - Volta do Danny Boyle que eu curto. Welcome to The Punch, Eran Creevy - 2/5 I Give it a Year, Dan Mazer - 2/5 The Hardy Bucks Movie, de Mike Cockayne - 3/5 Smashed, de James Ponsoldt - 3/5 Red Dawn, Dan Bradley - 1/5 Se der vejo Spring Breakers essa semana
  11. Então é isso pessoal. Curti algumas coisas como Rooney mara em melhor atriz, Fincher aparecendo em direção e o elenco de O espião que recebia demais recebendo o prêmio de elenco. Obrigado a aqueles que participarem e desculpem mais uma vez os problemas todos pelos quais passamos. vlw!
  12. Melhor Filme O Artista Drive O Espião que Sabia Demais A Invenção de Hugo Cabret Millenium - Os Homens que não Amavam as Mulheres E O GRANDE VENCEDOR DA NOITE É.............................. O ARTISTA!
  13. Melhor direção David Fincher - Millenium - Os Homens que não amavam as mulheres Martin Scorsese - A Invenção de Hugo Cabret Michel Hazanavicius - O Artista Nicolas Winding Refn - Drive Wes Anderson - Moonrise Kingdom E O VENCEDOR É... OPA, DE NOVO. OUTRO EMPATE! E OS VENCEDORES SÃO... David Fincher - Millenium - Os Homens que não amavam as mulheres e Michel Hazanavicius - O Artista
  14. Melhor Atriz Meryl Streep - A Dama de Ferro Michelle Williams - Sete Dias com Marilyn Rooney Mara - Millenium - Os Homens que não amavam as mulheres Tilda Swinton - Precisamos falar sobre o Kevin E A VENCEDORA É... Rooney Mara - Millenium - Os Homens que não amavam as mulheres
  15. E as 4 últimas, pra fechar a noite... Melhor ator Denis Lavant - Holy Motors Gary Oldman - O Espião que Sabia Demais George Clooney - Os Descendentes Jean Dujardin - O Artista Michael Fassbender - Shame Ryan Gosling - Drive E O VENCEDOR É... Jean Dujardin - O Artista
×