Jump to content
Forum Cinema em Cena

Gust84

Members
  • Content count

    1,970
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    34

Gust84 last won the day on November 22

Gust84 had the most liked content!

About Gust84

  • Rank
    Compositor

Profile Information

  • Gender
    Male
  1. Liga da Justiça (2017) #2

    Tentei, Brasil. Voltarei aos memes.
  2. Liga da Justiça (2017) #2

    Cara, você leu todo o meu post? Só quis rebater uma ínfima parte dele. Mas vamos lá, vou tentar de novo. Impossível discutir com um chorão. Tudo isso que você tá falando está certo e li muito desse material muito mesmo. Acontece que você tem que pegar o mainstream na hora de comparar. Posso ficar aqui falando pra você ler a minissérie Tormento, Última caçada de Kraven, A minissérie Wendigo A morte de Jean dewollf, a morte de Gwen Stacy, e dizer pra você que o Homem Aranha é sombrio, sério e realista. Você faz questão de rotular quando tem coisa boa e ruim nos dois Universos, mas na ESSÊNCIA, no CORE, a DC tem em 2 de seu trio de ferro, conceitos muito mais abrangentes na jornada do heroi. Personagens fantásticos, indestrutíveis, pouco palpáveis no ser humano, no sentido da aproximação destes com o ser comum. Estão acima deles. A MARVEL, pegou conceitos como aceitação e discriminação (xmen) E o Homem aranha pra colocar os herois no mesmo plano que o leitor, trazendo dilemas e conceitos palpáveis. Enquanto o Superman queria salvar o MUNDO INTEIRO do Lex luthor, o Homem Aranha queria pegar um ladrão ao mesmo tempo que precisava pagar contas, e chegar a tempo de uma prova. Eu estou defendendo um do outro? NÃO. Os personagens em 60,70,80 anos de história podem ter fases ou contos sombrios ou alegres? Obviamente que sim. Estou dizendo que o conceito é diferente. E sempre será. Agora se você vai responder uma parte só do que eu disse e ainda tentando me diminuir, é impossível de falar com um teimoso que é incapaz de enxergar o óbvio.
  3. Liga da Justiça (2017) #2

    Cara, cale a boca, hahah! Você não entende nada de cinema, e pelo jeito nem de hq. Tá é choramingando por que não tá como você gosta, isso sim! Só isso, mais nada. Se você lesse ou debatesse ia entender que eu CAGO, pra Marvelização ou não, quero filmes bons. Melhor pra gente, e quanto mais, melhor ainda. Agora mais rídiculo ainda é você fundamentar que a DC tem o histórico de ser sombria. Isso é uma bobagem sem tamanho e a história das hqs de fato simplesmente arrebentam esse teu argumento. A DC sempre foi FANTASIA, isso não sou eu, é conhecimento notório, quem caiu no conto desse "universo sério e sombrio" foi você quando colou na bola esquerda do Nolan! Quem fica trazendo estes rótulos e choramingando sobre o assunto é você. Se você não concorda, simplesmente debata, converse, diga os pontos positivos e negativos, mas sem essa tua ideia maluca que o plano por trás disso era sua tese on drugs. Quando vier debater sério, estou á disposição, mas se continuar com essas baboseiras vem meme e resposta brusca sim. Postei ali em cima um texto de sabe lá quantas linhas e você vem me resumir e dizer que meu gosto é fundamentado pela MARVEL? Mais patético que isso só a tese da tese. O que falta na DC é uma identidade criativa, e não de tom sombrio ou alegre, é fazer algo original. Fazer algo com competência pensando antes de mais nada em fazer um grande FILME, e depois pensar que estão trabalhando com personagens de hq. Foi isso que nolan fez, mais nada. Um grande filme pode ser engraçado, triste, dramático, ou como for. Agora a DC fica dando atenção pra uns abobados tipo você e não confia no próprio taco criativo. E gera essa bagunça que vemos nas telas. A culpa é sua, não deles. Desse haterismo bizarro sem nenhum fundamento. Só pra sua cara que analisar qualidade de filme por rotten tomatoes é certo. O melhor filme do ano pra mim até agora, foi Blade runner 2049 foi um fracasso na bilheteria. Meu gosto, meus argumentos e o que penso sobre filmes nada tem a ver com Marvel, então bem menos nessas bobagens, por favor. Mas repito, SEM SOMBRA DE DUVIDAS, gente como você que está derrubando a DCU. Peço desculpas aos demais, pela descompostura.
  4. Liga da Justiça (2017) #2

    HAUHAUHAUHA Cara, você tá errado em níveis inimagináveis.
  5. Liga da Justiça (2017) #2

    Assistido em IMAX. Eu geralmente quando tento "analisar" um filme, tento tirar da conta minhas expectativas, e seu contexto pra formar minha opinião. Coisa que pra esse filme ficou impossível. Eu não sei exatamente como, mas essa DC films vive na berlinda, e ao meu ver sofre muito mais com fogo amigo (RICK) do que com as tais críticas da mídia, ou dos "marvetes". Eles simplesmente não conseguem trabalhar em paz! Vivem com críticas e vazamentos de notícias, sendo obrigados a soltar trailers, imagens e o que mais for de maneira antecipada, corrida só pra suprir a sede do pessoal, que geralmente esculacha, o que pressiona ainda mais o trabalho a ser realizado, virando uma bola de neve. O que me passou é que dentro dessa realidade onde, aparentemente eles não acertam em "nada" (eu sou um que não gostei de praticamente nenhum cartaz e material de divulgação, nem dos trailers), o filme se sai bem até demais. Não tem o gosto amargo dos outros filmes da DC (com exceção da Mulher Maravilha) ao sair da sala de cinema. Tem certa coesão, tem um elenco que o que falta de habilidade compensa com carisma e alguma química. Alguns dos heróis tem um visual bacana (Batman é de uma concepção inacreditável e me impressiona com tantos filmesjá feitos, ninguém reproduzir esse visual antes). O elenco principal com certeza absoluta abraçou o projeto mesmo com todos os problemas e cada um claramente dá o melhor de si. Não senti aquela obrigação e falta de vontade de Suicide Squad, por exemplo. Bataffleck, segue sendo o melhor Bat/Bruce de todos, e digo sem medo nenhum de errar. Achou seu tom que estava sendo construído em BvS, carrega experi, lidera o pessoal, consegue vender algumas piadas, e é o cérebro da equipe, como em qualquer HQ que lemos/líamos. Gal Gadot é um mistério pra mim. Não sabe atuar direito, mas ela sorri e eu sorrio junto. Os demais personagens conseguem criar personalidades distintas e com um certo arco dramático, com exceção do Aquaman, que achei descartável sua construção, seu universo, seu visual e sua personalidade. O flash achei ele no limite do limite do aceitável para o humor, e que só funcionou muito pelo seu talento como ator. Sobre a obra em si ela tem problemas. Estruturais, pra variar. Seu ritmo é um pouco confuso e a montagem tem uns cortes meio bruscos entregando a dupla direção e que tem mais coisa por trás do mostrado. Tem algumas cenas com tons mais estranhos. A primeira cena em que a Mulher Maravilha salva o pessoal do ataque terrorista começa com uma música, quando os bandidos tomam o banco/museu, que soa quase pastelão, pra, no momento que ela entra em cena voltar os acordes mais grandiosos, numa quebra de ritmo que pra mim, apareceu. O filme tem uma sede de mostrar imagens, e momentos, mas esquece de fazer cinema. Tenta montar quadros "inesquecíveis" o tempo inteiro e não monta uma cena inesquecível. Não tem um plano marcante, uma batalha mais criativa, uma união de poderes. E isso num universo pouco povoado e nessa meia luz fica mais pobre ainda. Não obstante a aspectos técnicos existe uma reviravolta roteirística, que muda o tom do Universo inteiro da qual todos sentem a falta e precisam do Superman, e não vimos em nenhum momento isso, fora com as pessoas dizendo neste filme. Passamos 2 filmes vendo ele, na realidade com relutância do planeta terra em aceitá-lo, com problemas no Congresso, e essa era a novidade desse Superman dos cinemas, a tal "nolanização" dele. Como seria a Terra com um alienígena por aí? Não sei até onde foi a pressão externa ou dos criadores, mas essa mudança de tom achei desnecessária, ou deveria ter sido melhor construída pelo menos no BvS, que mal nos importamos (audiência) com a sua morte, e nem o pessoal da terra daquele universo se importou direito, na realidade. Batman falando que eles precisam do "Clark", por exemplo, que ele mal conheceu no último filme é forçado pra mim. Precisa como, cara pálida? viraram amigos aos 40 do segundo tempo do último filme! E digo isso porque seu renascimento, ainda que feito de maneira "pobre" foi muito bem realizado, no seu segundo momento, no Kansas e tem uma carga emocional boa que , se fosse melhor trabalhada antes, seria ainda muito mais legal. E aí que está a curiosidade: Com todos esses problemas que eu vi, eu achei o filme divertido de verdade, achei que de alguma maneira acertaram o rumo das coisas e pra onde podem ir. Só acho que falta cinema nesses filmes. Eles tem que parar de ler os haters e trabalhar tranquilo pra realizar algo original, ainda que adaptado das HQS. Hoje o MCU tem cara própria, além das HQS, e isso por que os caras apostaram contra muita coisa até terem essa carta branca do público. E outra deram sorte, tiveram a liberdade criativa por que não tinham personagens icônicos pra o pessoal meter bala. Quando foram lançar um homem de ferro, quem fucking ligaria para o que ia sair na tela? Herói Série B da Marvel. E daí o MCU virou esse monstro. Teve essa liberdade criativa. Infelizmente a DC não tem isso, na realidade tentou fazer isso com o lanterna e deu ruim. Mas, não tem como a DC achar sua essência no cinema no meio dessa bagunça. Falta pensar mais em filme como filme, com começo meio e fim. Filmes de ação, com roteiros de filmes de ação. Os personagens icônicos são o algo mais, não a BASE. Não dá pra pensar que por que eles tem o Superman e o Batman isso é o suficiente pra entregar "qualquer" coisa. Uma cena de ação, não fica melhor por que é o Superman socando alguém e não um qualquer. Fica melhor quando melhor escrita e dirigida. E os fãs tem que tentar dar a chance deles tentarem algo novo, não algo que alguém está esperando. Tenho certeza que se dessem o tempo certo e eles esquecerem essa tal corrida com o MCU, fariam algo muito melhor e com menos problemas aparentes. Com o rumo das coisas melhorando como agora, é só esperar ele. Matt Reeves. Confio de olhos fechados. Esse cara vai surpreender a todos, podem printar aqui que esse filme do Batman vai dar boa. O melhor Batman na mão de um cara como ele, é muito difícil dar errado. E daí, Junto com a Mulher Maravlha, vai despressurizar esse DCU de vez pro pessoal trabalhar em paz. Me perdoem o textão, mas não consigo ser muito prolixo, haha. Desculpem a bíblia, mas tentei falar do filme e entrar no debate que rolou por aqui.
  6. Liga da Justiça (2017) #2

    Assistido! Posto considerações amanhã. Rick, quando vir uma piscina vazia, pode pular de ponta!
  7. Universo Cinematográfico da Marvel

    Eu acho que nada impede de discutir as trilhas aqui. Só não precisa limitar a isso. Mas as vezes alguma decisão de direção, de caminho de franquia, de acordo, de alguma coisa em relação ao estúdio e não a um filme específico pode ser feita aqui. Do que ter que abrir um outro tópico. Só isso.
  8. Universo Cinematográfico da Marvel

    Isso! E onde tem baús, leia-se mais*
  9. Universo Cinematográfico da Marvel

    Mas eu pensei que é sobre trilha, mas poderíamos falar sobre qualquer assunto baús periférico.
  10. Universo Cinematográfico da Marvel

    Eu gosto muito do tema do Winter soldier. É uma que já me peguei assoviando. E nem é um filme que acho absurdo como muitos pregam.
  11. Universo Cinematográfico da Marvel

    Eu cheguei a assistir a resposta. Mas achei que ficou muito preocupado em chamar o cara de errado do que pensar no "big picture". Achei um tema massa pra debater, e acho que muitas outras questões poderiam ser jogadas aqui no tópico, como decisões de larga escala, etc. Enfim, sei lá.
  12. Universo Cinematográfico da Marvel

    Bom, resumir a clickbait é preguiça de debater né. Eu achei muito massa o tema, por que eu chego a conclusão que talvez, pela quantidade de filmes por ano é quase que proposital a ausência de um hino. Temos um bond a cada 5 anos, um sw a cada 2 ou 3, isso depois de um hiato de 15 anos. Você tem que ter um hino pra te remeter àquilo que você gosta. No caso da Marvel, você não precisa ser lembrado, você está imerso. Imagine se fizessem uma OP de música tema, e a gente ouvisse, 2, 3 vezes ao ano. Iríamos dar um tiro na cabeça. É literalmente um universo inteiro cada um com seu tema que só funciona no filme, mas não o define. É pouco? pode ser, mas nesse caso o muito poderia saturar.
×