UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena

SergioBenatti

Members
  • Content count

    2,385
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    23

Everything posted by SergioBenatti

  1. SergioBenatti

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    MELHOR FILME DO ANO!!!! Fiquei surpreso quando li no jornal que a Netflix tinha disponibilizado o ganhador de festivais "Temporada" em seu catálogo. Não perdi tempo e fui conferir... Gente... É Jafar Panahi? É o irmão mais novo do fabuloso "Arábia"? Um estudo de personagem excelente. Que não se busque grandes acontecimentos neste filme: "Quando nada acontece, há um milagare que não estamos vendo" (Guimarães Rosa). E uso Rosa pois o filme é mineiro, mineiríssimo, instalado no coração de Minas Gerais. Não só o filme se passa na periferia alongada de Belo Horizonte, mas há uma coisa que me chama a atenção... A carência social mostrada neste filme é uma "estagnação econômica delicada" própria de Minas Gerais. Não há corre-corre entre traficantes como em filmes do Rio de Janeiro, não há disputa de rappers ostentação como em filmes de São Paulo, a música é outra distinta da periferia de Salvador...Em suma, este é um filme muito mineiro, na sua representação social. Casas pobres, mas com quintal. Bares pobres, mas a comida é ótima. O maior sonho é ser do SAMU ou ser cabeleireiro. O dinheiro se ganha com ajuda de amigos. E a prosa é informal, com palavras comidas em seu fim, popular na forma, e sábia por dentro. Claro que todos os brasileiros poderão se identificar, pois "Minas é o nó que une o Brasil e faz dele uma coisa só" (Darcy Ribeiro), mas somos nós mineiros quem terão um espelho à frente. Impossível falar desse filme sem falar da atriz Grace Passô, tida por muitos como a Viola Davis brasileira. É um arraso! Muita técnica e muita sensibilidade. Mas, nossa, o que o ator coadjuvante, Russo Apr, um cantor mineiro, faz aqui é mostruoso! Uma atuação fabulosa! Eu tinha escrito que o filme é um estudo de personagem, mas na verdade é um estudo de personagens, pois todos os integrantes do grupo de controle de endemias têm oportunidade de contar um pouco a sua história. Parabéns ao diretor André Novais Oliveira. Fez um filme sem maquiagem, sem filltro, sem instagram. No qual as roupas são roupas (não consigo chamar isso de "figurino", de tão real que é); no qual as pessoas feias e fora de forma - pra espanto de muitos - se beijam, têm direito ao sexo, transam e gozam!; no qual as pessoas nâo tem grana, mas o celular tá na mão; no qual o roteiro é oralizado ( e ontem reclamava de um filme superescrito) intuitivo, espontâneo; no qual a trilha sonora é comedida e pontual; no qual a fotografia escolheu o lado mais distante - longe da foto! - contaminado da Lagoa da Pampulha. Amei! Quem diria que um filme iraniano iria um dia se passar em Contagem? Contagem, Minas Gerais.
  2. SergioBenatti

    Tokyo2020: Previsões de Medalhas brasileiras

    Segundo dia de finais no Maria Lenk, segundo dia de decepções. Vini Lanza, 6º tempo do mundo, nos 100m borboleta, 51.66 (seria 7º no Rio2016), mas...No ano passado, 51.42! Bruno Fratus foi imediatamente ao Twitter defender o parceiro de seleção brasileira, advogando que é muito difícil carregar o polimento do campeonato universitário, onde Vini brilhou há duas semanas, para cá. Deve ser. Mas, ué, no ano passado também houve essa situação... Caio Pumputis, 16º tempo do mundo, nos 200m peito, com 2:09.93! Tem 20 anos e muito provavelmente será o melhor índice técnico da competição. Estará com certeza na seleção que vai ao Mundial, mas...Vai pra ganhar experiência. Aqui eu faço previsão de pódio, previsão de medalhas olímpicas, e, até agora, não houve nada que me faça acreditar que elas virão de outras provas a não ser daquelas três que venho prevendo há muito tempo. Amanhã, isso poderá mudar. É dia de 100m.
  3. Não vivo só de previsões para o Oscar, sou completamente apaixonado por Olimpíadas. Ao longo dos anos, tenho acompanhado mais os chamados esportes olímpicos e tentado prever seu quadro de medalhas. É uma oportunidade para prestar atenção à evolução esportiva do nosso país, vivenciar de tabela a emoção dos atletas, e conhecer como são as políticas nesse setor ao redor do globo. Como são centenas de países envolvidos, vou me focar nas chances brasileiras, tentando adivinhar os resultados do país em Medalhas de Ouro, Prata, e Bronze, bem como a sua posição final no Quadro de Medalhas , que vale dizer, é algo jornalístico, não é algo oficial. Afinal, o lema "O importante é Competir", que muita gente abomina, aponta para o fato de que o importante é o atleta melhorar suas marcas, seus tempos, etc; afinal um quarto lugar pode ser algo tão importante e valioso para um país sem tradição em uma modalidade, quanto uma prata pode ser decepcionante para um país acostumado a vencer sempre. Tokyo 2020 terá início em 24 de julho de 2020, e terminará em 09 de agosto do mesmo ano.
  4. SergioBenatti

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    Minha vez de ver esse filme dirigido, produzido, e protagonizado pela Brie Larson. Gostei de muita coisa, não gostei de muita coisa, mas que bom que eu restaurei minha fé na capacidade de Brie Larson em atuar. "Capitã Marvel" me deixou até assustado, pois não acho mesmo que ela esteja bem, com uma constante cara de brava. Tudo que ela precisava era de um papel diferente, uma comédia!, pra ela demonstrar outras facetas. Eu achei a atuação dela aqui muito boa, surpreendi-me com certas decisões de olhar, e de expressões. O coadjuvante - Mamoudou Athie - também é muito bom. Eis a boa-nova: Temos uma atriz! Ainda não temos uma diretora (excesso de plano/contraplano), mas temos - de volta - uma atriz!
  5. SergioBenatti

    Tokyo2020: Previsões de Medalhas brasileiras

    Fiquei decepcionado com o primeiro dia do Troféu Brasil "Maria Lenk". Nenhuma prova me entusiasmou. A prova dos 200m masculino foi boa, mas não foi ótima, como poderia ter sido. Fernando Scheffer venceu, mas sem quebrar a barreira do 1:46, 1:46.27 ( ficando bem abaixo do seu record sul-americano) com o 6º tempo do mundo este ano. Breno Correia, 1:46.65, record pessoal, como se vinha anunciando. Luiz Altamir, 1:47.23, apenas razoável. João de Lucca, voltando à titularidade do revezamento, 1:47.26. Somando-se os tempos: 7:07:41, 2º melhor tempo do mundo este ano, só atrás da Rússia! Faltando nadarem ainda Estados Unidos e Grã-Bretanha. Deveria ficar feliz, pois se confirma o que venho falando há tempos: Medalha de Bronze no horizonte! E ninguém do mundo esportivo se dava conta. Mas, nossa, o Brasil ficou 3 segundos atrás do somatório da Rússia. Não dá. Pra assegurar esse bronze, precisamos de algum nadador pra 1:45, como o Scheffer assim conseguiu no ano passado. As outras provas, melhor nem comentar, todas distantes de qualquer possibilidade de pódio em nivel mundial. São tempos bons em 100 costas, masculino e feminino, com Guilherme Guido e Etiene, mas, neste espaço aqui, eu faço previsão de medalha, não de semifinais. (foto de Raíra Rondon)
  6. SergioBenatti

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    Comédia romântica Netflix: boba, tolinha, legalzinha, com as presenças obrigatórias do "amigo negro", "do romance GLS" que não se dá um toque de mão...Mas tem duas piadas muito boas que me fizeram, apesar dos pesares, gostar. Noah Centineo está em tudo da Netflix, vai acabar desgastando sua imagem, mas...tem uma presença de fato carismática. Uma questão que passa batida...A comédia romântica tende a ser "superescrita". Pois em geral os protagonistas se bicam. Então as brigas precisam ser engraçadinhas. Aqui, não há um diálogo normal, tudo é troca de de piada, deixas irônicas, metáforas espertinhas... Sei lá, cada vez mais eu valorizo um realismo que é escrito com qualidade sim, mas de maneira invisível, uma escrita por dentro, à la Kenneth Lonergan.
  7. SergioBenatti

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    "Tito e os Pássaros" é uma animação brasileira que levou 8 anos para ser concluída, e conseguiu indicações importantes ao Annie Awards 2019, na categoria Independente, e figurou na pré-lista da categoria no Oscar, entre 25 produções. O trio de diretores conta que, quando eles informaram que a equipe era composta por 120 pessoas, os colegas de Annie riram. Pois, em animação, a média mínima é 400 profissionais. Isso tudo revela as dificuldades de se produzir no Brasil. Valendo o esforço o filme é bem bonito esteticamente, numa pegada expressionista. Porém...Ah, gente, é uma alegoria muito boba, enquanto história. Lamento dizer, mas ...não ficou bem resolvido. "Ah, é sobre a difusão do medo na sociedade..." Parabéns pela intenção! Mas a história, pra mim, ficou sem pé, sem cabeça, sem asa, sem tudo...
  8. SergioBenatti

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    Não via esse filme há uns 15 anos, mas continua adorável. Audrey Hepburn, maravilhosa é pouco. Que pena não terem indicado a Kay Thompson como Atriz Coadjuvante em 1958. Aquela cena meio nada a ver de Emma Stone dançando pra valer ao som do piano jazzistico de Ryan Gosling em "La La Land" veio deste clássico aqui. E também todo o início de "O Diabo Veste Prada": não só a chegada poderosa da editora de revista de moda, mas também a colocação de duas mesas de secretárias uma de frente pra outra, e outros detalhes... Edith Head e Givenchi perderam esse Oscar de Figurino não sei como! Um acinte! Não importa, entrou pra história.
  9. SergioBenatti

    Tokyo2020: Previsões de Medalhas brasileiras

    Final de semana olímpico sem grandes feitos do Brasil, mas meu olhar - olímpico - presta atenção a outras latitudes também: * A ginasta francesa - de nome brasileiro - Mélanie de Jesus foi a vencedora do individual geral do Campeonato Europeu de Ginástica Artística, batendo inglesas e russas. A nota final, 55.443, contudo, é inferior ao que Rebeca Andrade costumeiramente tira (Em Cottbus 2019, 56.932). Ou seja, nossa jovem brasileira tem tudo pra ganhar medalha no Individual Geral. Fui olhar todas as notas, do masculino e do feminino, e a vencedora das Barras Assimétricas tirou 14.833, mais do que a Rebeca tira. Mais um motivo pra eu não colocar a Rebeca como medalhista nesta prova. Há muitos nomes fortes. No salto, a vencedora, a linda russa Paseka, tirou 14.533. Rebeca tira mais que isso fácil fácil. No solo, Flávia Saraiva e Rebeca venceriam a todas, já que nenhuma sequer se aproximou dos 14 pontos. Nas Argolas, nenhum atleta atingiu 15 pontos. Mas fizeram 14.966. Ou seja, Arthur Zanetti precisa fazer a rotina do Mundial, de 15.100, que lhe valeu a Prata. Senão não dá pra ele. * Seletivas nacionais de natação pelo mundo afora. E muitos países decepcionaram: Hungria, China, Japão, Itália...Não vi nenhum tempo vindo desses países que ameace nossas prováveis medalhas nos 4x200m e 4x100m. Mas a Rússia...Forte a prova dos 200m deles. Bem forte. Quatro nadadores excelentes. É o que venho sustentando: USA, Russia e Brasil...A Austrália teve um grande resultado nos 100m livre, melhor tempo do mundo, e tal, mas só um atleta nadando excelentemente. Os outros 3 melhores, fracos. Revezamento é time. E o nosso está melhor. Nesta semana será a nossa seletiva! Vamos com tudo! Vamos deixar bem claro pro mundo que essas medalhas aí serão nossas! * Lucarelli, nosso ponteiro da seleção masculina de vôlei, está 100% recuperado da séria lesão que o deixou quase 10 meses parado. Está voando! Quem viu os jogos das semifinais da Superliga respirou aliviado. Teremos Wallace, Leal e Lucarelli, nas extremidades do nosso time, com Douglas Souza, outro que está voando, de reserva. Acrescentando que Bruninho e Leal estão na final do campeonato europeu de clubes. Vem, Tetra!!
  10. SergioBenatti

    Obituários (in memoriam)

    Não morreu, descansou. Formidável atriz. Fiquei triste agora.
  11. SergioBenatti

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    Domingo de chuva com o cinema audacioso e sofisticado de Claude Chabrol... "Mulheres Diabólicas" é um filme de 1995 que fez muito sucesso no circuito dos festivais, dando uma pletora de indicações e prêmios (Veneza!, entre eles) à Isabelle Huppert e Sandrine Bonnaire. As duas estão esplendorosas. Que química! E ainda tem Jacqueline Bisset... Para que banho de sangue? Mais original é sociopatas que atiram em livros, em Mozart, no "Grand Monde"... Perfeição!
  12. SergioBenatti

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    Filme do taiwanês Chu Hsien-Che, de 2016, a respeito de um jovem que tem fetiche em roubar e usar lingerie feminina, até que é filmado por um trio de estudantes, e então entra em parafuso com o segredo revelado. Quer dizer, este é o primeiro ato. O segundo ato é o melhor: sobre o sentimento de culpa desses que filmaram. E o terceiro é sobre as origens daquele fetiche. Em suma, são atos que se complementam, mas não são exatamente desenvolvimentos lógicos um do outro. Cada um deveria cuidar da própria vida, né não?!
  13. SergioBenatti

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    Segui a sugestão do @Jorge Soto, e não me arrependi. Na real, acho que é o filme do momento, pois todo mundo tem falado dele. Conquistada a "suspensão da descrença", o filme funciona muito bem. Quando terminei fiquei uns 10 minutos tentando encontrar brechas na história, e não as encontrei. No elenco, ótimos atores, como a atriz de "Julieta" do Almodovar, e o filho do Darín. Muito empolgante mesmo. Meu único ponto negativo é quanto a fotografia dos filmes espanhóis, que me parecem todas iguais ("Veronica", "Enquanto Você dorme", etc)
  14. SergioBenatti

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    Por indicação amorosa, tive de ver esse filme do Luc Besson, de 2011. Luc Besson? Pois é, algo alienígeno à filmografia dele. No Brasil, com o título de "Além da Liberdade", conta a história da Premio Nobel da Paz, San Suu Kyi, de Myanmar. O ângulo escolhido não é tanto o histórico, mas a vida íntima dela, é dizer, como sua prisão domiciliar por 15 anos afetou seu casamento e sua família. Michelle Yeoh, às vezes, santarrona de mais. O produto final é razoável. Meio sem nuance, bem perto da hagiografia. Biografias têm esse risco inerente. Penso que iria gostar de saber a história dela hoje, acusada que está pelos movimentos internacionais de Direitos Humanos por fazer pouco, ou nada, pelas minorias muçulmanas no país - Rohingya - perseguidas racialmente. Daria um filme melhor. Infelizmente, vou ter de dizer: "Gostei muito, amor". Quem nunca passou por isso?
  15. SergioBenatti

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    Minha vez de ver "A Mula", alegada última atuação do Clint Eastwood. Narrativa clássica; começo, meio e fim; boa história; boas atuações; gostei muito. É comovente vê-lo baqueado em cena. E incrível pensar que atuou, dirigiu e produziu esse filme. De quebra, seu cinema, meio silencioso, está aí para nos dizer, que há muitas pessoas deslocadas na América. Por deslocadas: sem dinheiro, sem aposentadoria, amedrontadas pelo avanço tecnológico de um simples telefone, ouvindo canções que se perderam no tempo... A América dessa geração morreu há muito, a geração, em si, ainda não. Um filme que é melhor do que aparenta.
  16. SergioBenatti

    Tokyo2020: Previsões de Medalhas brasileiras

    Saiu hoje a atualização do ranking mundial de Judô. O Brasil teria atletas classificados em todas as 14 categorias para Tokio, o que é ótimo, sem dúvida, mas só 3 cabeças de chave: Rafaela Silva, Mayra Aguiar, e Maria Suelen Altheman. Vejam de quem são justamente as minhas 3 medalhas no Judô... É imperioso angariar pontos neste ano, para fugir o máximo possível de cruzamento antecipado com japoneses.
  17. SergioBenatti

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    Shazam! E você volta a ser criança. Volta ao (agora superexplorado) clima dos anos 1980, ao clima dos anos 1990 (não é que foram bons?), à "Quero Ser Grande" , e ao prazer sem-época de ver um bom filme. Tudo diverte. No meu caso, preferi mais a fase de apresentação dos problemas e da sempre fascinante descoberta dos poderes à fase final de enfrentamento do vilão, quando a ação se revela até...sem muita grana... "Não tenho dinheiro não, moço"! E outras bem sacadas piadas, complementaram o prazer. Mas nada melhor do que o ator coajuvante, Jack Dylan Grazer ("It", "Beautiful Boy"), roubando as cenas.
  18. SergioBenatti

    Tokyo2020: Previsões de Medalhas brasileiras

    Final de semana olímpico bastante intenso: Não pretendo nesse espaço de Fórum substituir o jornalismo. Basta acessar um site esportivo que algumas informações estarão lá. O que eu pretendo fazer aqui é interpretar os resultados. Por exemplo, neste final de semana, um jovem brasileiro - Alexsandro Nascimento - conseguiu saltar 17,22m no Salto Triplo, tornando-se assim o primeiro do ranking em 2019. Mas essa marca, que ele atingiu pela primeira vez na vida, não é nada em nível de campeonato mundial ou Olimpíada. É apenas um bom salto. Almir Júnior, de quem espero o Bronze, segundo as minhas previsões, bate constantemente 17m e 40 centímetros, percebem?! Melhor é Caio Bonfim, em quarto lugar, na etapa da Copa do Mundo de Marcha Atlética. Ele foi Bronze no Mundial passado, mas na minha cabeça, ele é mesmo o 4º do mundo ( no Rio 2016, outro quarto lugar). Bom que se mostra competivo, mas...não é melhor do que os outros rivais. O melhor resultado mesmo é o Ouro de Martine Grael e Kahena Kunze ( por larga vantagem), na etapa de Vela do Princesa Sofia. São pódio há 6 anos. A competição marcou a volta de Robert Scheidt à categoria Laser, ficando em uma boa 12ª colocação. Mas...em nível de pontos...bem atrás. Fiquei decepcionado com a dupla da Nacra17, Samuel e Gabriela, que obviamente tiveram problemas, pois terminaram em 23º, bem aquém do que podem. Não me empolgam os outros bons resultados dos atletas brasileiros, como sexto e décimo lugar, de outras categorias, pois sei que...é bem por aí. Não os vejo melhorando. No Judô, Maria Portela voltou a ser Prata, agora no GP de Antalya na Turquia. É o que venho falando. Em um torneio ganha medalha, no outro perde na primeira luta. O importante é seguir ganhando pontos, pra fugir de fortes cruzamentos. As outras medalhas do Brasil...Larissa Pimenta, mais um bronze. É dela a titularidade, como assinalei no post da semana passada. Rafael Buzacarini também foi Prata, numa categoria muito fraca do nosso judô masculino. Deixem ele com a titularidade. Parabéns ao Rúgbi Sevem feminino por voltar à Elite Mundial, ao vencer o campeonato mundial da segundo divisão. Parabéns ao Diogo Brajão Soares por vencer um importante torneio Júnior de Ginástica Artística na Alemanha no Individual Geral e em alguns aparelhos (superando a marca dos 80 pontos, batendo dois americanos). Diogo poderá densificar ainda mais a equipe masculina brasileira, em apenas 1 ano? Será que consegue crescer? Precisaria fazer 83 pontos pelo menos. Parabéns a Macris, por ser a melhor levantadora do Brasil hoje, tornando indiscutível sua presença na seleção. Futebol feminino de mal a pior, com derrotas de virada, sem esquema tático, sem porte físico.
  19. SergioBenatti

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    Consigo tranquilamente separar a vida pessoal de um artista de sua obra. Então, as polêmicas, in general, envolvendo o diretor Kim Ki-Duk, não obliteram o prazer que tenho ao assistir a seus filmes. Contudo, fica impossível assistir a este "Bad Guy", de 2001, sem pensar nas recentes acusações de assédio do diretor. Pois o filme começa com uma importunação sexual, e só piora. A obra desnuda o artista, sim. Tecnicamente, o filme tem belos planos; um roteiro simbólico (com mais diálogos do que a maioria de suas obras), e ótimas atuações. O amor aqui é uma Síndrome de Estocolmo: violento, sombrio, inconsciente. Terminando com uma canção em sueco, pra frisar a condição mental. Escroto? Mas sabe tudo. Ranking Kim Ki-Duk permanece inalterado: 1) Pietá; 2) Primavera, Verão, Outono, Inverno...e Primavera; 3) O Arco.
  20. SergioBenatti

    Qual Livro Você Está Lendo?

    "As Rãs", de Mo Yan - autor chinês vencedor do Nobel em 2012. Um épico sobre a parteira de uma aldeia na época de vigência da Política do Filho Único. "Bebê" e "Rã" são a mesma palavra em chinês.
  21. SergioBenatti

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    Frequentemente apontado como o mais fraco da trilogia das cores, "A Igualdade é Branca" me satisfaz. Liga o branco à esterilidade, e a igualdade à vingança ("estarmos quites"). Vai escrever algo parecido e vê a merda que sai. É preciso talento! Não entendo por que subestimam esse filme, pois tem cenas bem bonitas, e um final pra lá de poderoso. Uma linda Julie Delpy em começo de carreira. Claro, o trabalho seguinte, o excepcional, a obra-prima, "A Fraternidade é Vermelha" iria eclipsar todas as outras cores, bem como todo o arco-íris.
  22. SergioBenatti

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    Estava há 20 anos ser assisti-lo, mas aí a Netflix o disponibilizou, e eu não resisti... Sendo franco, a dinâmica do núcleo familiar do personagem do Russell Crowe tem mó cara de anos 1990, envelheceu mal...Mas, tirando isso, o resto do filme continua excelente. Direção fantástica do Mann, roteiro inteligente, e as atuações...Todos estão muito bem, mas, por favor, o que faz o Christopher Plummer aqui?! Atuação esplêndida. 1999 é um ano mágico pro cinema. Acho que supera 1939. Como esse filmão, e suas 7 indicações ao Oscar, saíram de mãos vazias? "Beleza Americana", "Matrix", "Magnolia", "Fim de Caso", "Tudo sobre minha Mãe", "Meninos Não Choram", "O Sexto Sentido"... Que ano é esse?! 157 minutos. Podia ser menor, é bem verdade.
  23. SergioBenatti

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    Bom divertimento, mas confesso ter preferido o documentário indicado ao Oscar, cujas carreiras em paralelo acabaram por infantilizar o filme. É uma biografia, e, como todos já sabem, considero o gênero mais difícil de ser feito, em virtude da dificuldade de trazer alguma inovação à linguagem cinematográfica. Em todo caso, parabéns a Felicity Jones por mais essa ótima atuação. Muito carismática.
  24. SergioBenatti

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    Minha vez de conferir. Achei o filme apenas ok: edificante-pop-legalzinho; com um estilo bem próprio do Zemeckis. O Design de Produção talvez devesse ter tido mais atenção durante a temporada de prêmios, assim como tantas outros em tantos filmes. Não cabem todos.
  25. SergioBenatti

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    Não gostei. Trama forçada, sem novidade, ancorada apenas na caracterização/ interpretação da Nicole Kidman. Um devaneio tentarem indicá-la ao Oscar por esse filme, como almejaram alguns relações públicas.
×