UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena
Jailcante

19 Dias de Horror

Recommended Posts

Desculpe minha ausência.

 

 

Mas podemos adiar o Festival em duas semanas aí pra dar tempo de todo mundo fazer as listas. 

 

Regras são as mesma de antes: um Top 10, mas com filmes do gênero lançados entre 2006 até 2015. Pode ser os lançados no Brasil entre essa época (já que muita coisa chega tarde por aqui).

 

Cada filme da lista contendo um cometário rápido de umas 2 linhas, mas um dos filmes dessa lista com uma crítica mais robusta, como nos Festival anterior. Filme principal comentado do Top, não precisa ser necessariamente o número 1. Pode ser qualquer um dos 10.

 

Obs.: Quem quiser pode incluir junto do Top 10 dos filmes, um Top 5 livre, com série de TV ou episódio de série ou temporada de série, ou HQ ou grafic novel ou jogo de videogame, que tenha história/tema do gênero terror/horror, aqui vale de todos os tempos, não só dos últimos 10 anos. Qualquer coisa que você ache que vale a pena citar junto dos filmes. Então, seria Top 10 filmes + Top 5 livre, mas o top 5 extra é só pra quem achar necessário citar histórias de outras mídia.

 

Quem quiser entregar o Top é só levantar a mão no tópico.

 

Grato, e é isso.

Share this post


Link to post
Share on other sites

The Vatican Tapes

Terrorzinho vagabundo que entorna "O Exorcista" e "A Profecia" num caldo só, mas o faz de forma genérica e convencional. Vai vendo: jovem demonstra estar possessa pelo tinhoso e desperta a atenção do vaticano, que encaminha seu fiel escudeiro capaz de combater a provavel chegada do Anticristo...eitaporra! Na boa, esta premissa não cola se não for desenvolvida a contento, pois o filme não tem tensão e muito menos terror. Ta mais pra drama paranormal e só. Os atores até que se empenham, principalmente seu elenco semi-estelar, mas o resultado é capenga demais. Pena, porque só nos finalmentes da pelicula há alguns lampejos de criatividade deixando de ser terror pra virar filme de super-heroi, em especial "X Men 3" e uma deixa pra sequencia. Faltou feijão á produção. 7/10

 

The-Vatican-Tapes-2015-movie-poster.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

The Visit - 3,5/5,0

 

E não é que depois de cometer barbaridades cinematográficas e de, praticamente, falir (juntamente com os produtores de seus últimos...sei lá... 5 ou 6 filmes?) M. Night Shyamalan roteiriza e dirige um filme de responsa?! Mais ainda: consegue isso adotando como forma narrativa o estilo pra lá de batido do found footage!!!? :o

 

Pois é, mermão... O cara parece que acertou a mão e se reencontrou.

 

Saca a sinopse: depois de anos sem contato com os pais, com os quais rompeu totalmente após uma briga ainda muito jovem, mulher decide enviar seus dois rebentos (Becca, a mais velha e Tyler "T-Diamond Stylus", o mais novo) por uma semana prum cafundó do Judas em pleno inverno (enquanto ela sai num cruzeiro com o novo namorado)  para conhecer os avós que, ao que tudo indica, após encontrá-la na internet, parecem interessados numa reaproximação ou ao menos poderem conhecer os netos.

 

Becca, além da curiosidade de conhecer os avós, decide gravar toda a experiência com o intuito de fazer um documentário e de usar o filme como meio terapêutico para ajudar a mãe a superar esse trauma. 

 

E lá se vão os pimpolhos conhecer os velhinhos. Tudo bem, tudo legal, mas quando a noite cai, noite após noite as coisas começam a ficar cada vez mais sinistras e pra lá de esquisitas na casa dos avós...

 

Falar mais seria estragar as surpresas e apreciação do filme.

 

Acertadamente Shyamalan faz um filme curto (1h34min) e considerando as locações/cenários, investe mais na construção de um clima cada vez mais bizarro e sinistro e nas interpretações do que em gastar fortuna com produção exagerada ou na utilização de efeitos especiais (não há nenhum, na realidade). 

  

Destaque para todas as interpretações (em especial da atriz Deana Dunnagan que faz a avó) e pra revelação (siiiiiiim!! Tem um twisted point beeeem bolado e inteligente, dá pra acreditar?) que deixa a situação mais CABULOSA e desesperadora...

 

Não é um filme perfeito (se você parar pra pensar um pouco, algumas situações são "forçadas", pouco verossímeis de acontecer na vida real), mas é honesto, criativo, bem roteirizado e dirigido. E dá medo. Muito medo... (aqui, tem um fator subjetivo muito claro e óbvio na minha experiência com o filme haja vista que passei por coisa parecida quando era pré-adolecente e fui visitar minha tia-avó no interior...).

 

Vale a conferida e dar mais uma chance pro homem que nos brindou com "O Sexto Sentido" que, aqui, não nos trata como idiotas e faz um bom filme de suspense e terror, inclusive com boas críticas de sites e revistas importantes lá fora.

 

 

visit_ver2_xlg.jpg

 

eu achei meio genérico e moralista demais..mas decerto infinitamente superior as duas ultimas produções do Shy

 

tumblr_niljrlNFbO1s9ab4to1_400.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

The Diabolical

Drama sobrenatural bem genérico cuja estória ta bem batida: mãe e filho passam varios apuros em sua nova casa, onde ocorrem fenomenos estranhos que nem parapsicoloco quer chegar perto. Meldels, apergunta q fica: porque permanecem no lugar? Isso pq qualquer mae q se preze nunca permaneceria com filho num lugar tão insalubre como esse. Bem, deixa pra lá. Apenas a gostosinha ali Larter as vezes segura bem a peteca com sua plastica ,as no geral o resultado beira o telefilme. Tensao zero, alguns sustos fáceis, etc.. Apenas nos finalmentes é que vem uma leve reviravolta que muda o genero pra scy-fy de forma razoavel. Razoavel pois esta surpresinha poderia ter redimido o filme, mas é tudo muito mal apresentado que ficou tudo confuso no final. Se alguem compreendeu por favor me explique o final. 6/10

 

the-diabolical-2015-poster-2.jpg

 

Ash-Vs-EvilDead.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aí, galera? Vocês viram o ep.1 do Ash Vs Evil Dead?

 

Eu achei sensacional!! Não só resgataram a essência da série, como levaram a história adiante de modo bem competente. Não passa aquele gosto de uma série que só quer homenagear. O Ash continua com tudo em cima!!  :D  Aquela deliciosa canastrice de filmes B

Share this post


Link to post
Share on other sites

Visions

Thriller sobrenatural bem legal, do naipe de "Insidious" , "The Conjuring", etc..mas com pegadinha brava que muda tudo que foi visto, que é seu grande trunfo. Começa de um jeito e termina parecendo outra coisa, algo que o similiar "The Diabolical" tentou fazer sem sucesso. Vai vendo o plot batido de casa assombrada: casal se muda pro interior apos tragedia no transito, mas é ai que a mulher começa a ter alucinações, e esse é o misterio que mantem a atenção ate o final: fantasmas? loucura? ambos? Na boa, assisti sem expectativa alguma e me surpreendo não pela surpresa, como pela fatura técnica, atuações convincentes e tals. Sim, o desfecho é previsivel (pero no mucho) mas até lá nos brindou com uma pelicula de terror com uma pegada original na forma de contar. PS: assim como "A Invasora", não é recomendável para gestantes. 8,5/10

 

11352083_835660989833228_948545217_n.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dead Set

Foderosa produção inglesa de zombies muito bem feita e com uma critica social foderosa. Vai vendo o plot: as vésperas dum "paredão" de BBB explode uma epidemia zumbi e imagina onde os poucos sobreviventes se refugiam? Na casa dos participantes!!! Noutras, é um "Madrugada dos Mortos" que troca um shopping/mercado pela casa do reality-show!! Genial! Quem são os zumbis? Os participantes ou quem assiste? Com atuações corretas, realismo impressionante e violência de dar gosto, o ponto forte desta critica acida á vulgaridade da televisão esta no humor tipicamente ingles, refinado e irônico. Destaque pras tiradas com a loira burra e o bichinha. Só peca pelo romancezinho mela-cueca da protagonista principal mas ainda assim é uma otima produção que se destaca anoz-luz no gênenro. 9,5/10

 

B39.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

German Angts

Enfim uma antologia de contos mórbidos (meeesmo!) que presta, anos-luz aquém a razoável "Christmas Horror Story" e os fraquíssimos "Tales of Halloween" e "All Hollows 2". E tinha que ser alemã com três contos de autor, e bem barra-pesada: a 1ª é a mais fraca como ensaio contemplativo de torture-porn; a 2ª dos nazistas já melhora pela violência escancarada e sua mensagem racista; e a 3ª é a mais bizarramente fumada, lembrando facil um conto do Clive Barker. Resumindo: recomendável mais pela procedência aos amantes do gênero, e pra quem curtiu a ultra violencia de "Serbian Film". 9/10
 
german-angst.jpg

 

 

Como Sobreviver a um Ataque Zumbi

Matinezinha bem alto astral e inofensiva este terrir que emula qualquer produção B oitentista. Amigos escoteiros vão acampar e na volta percebem que mal começou o apocalipse zumbi, dai se viram nos trinta pra chegar num suposto posto militar. Redondinho e eficiente, o filme tem boas sacadas isoladas, tipo a do gato zumbi e a da selfie com os peitões da morta-viva. Boa maquiagem e gore, atuações corretas e desfecho previsivel, é daqueles filmes que não se deve comparar nunca com "Shaun of Dead" pois sua proposta é diferente. Melhor compará-lo com "Zumbilândia" que é bem mais justo e correto. 8,5/10

Como-Sobreviver-a-Um-Ataque-Zumbi-poster

 

 

Yakuza Apocalipse

Este terror-scy-fy é mais um samba-do-crioulo-doido do grande Miike que mistura vampiros e mafiosos no melhor (ou pior) estilo "Cowboys & Aliens". O enredo trata duns mafiosos com um segredo, e da richa com outra gangue que deseja tomar poder e blábláblá. Na boa, não convence muito. Ou melhor, o filme se dá muito bem quando é de mafia japonesa, mas derrapa no noinsense quando vem a vampirada maluca. Repleto de ação (ótimas coreografias de porradaria) e momentos surreais que destoam do tom geral do filme, eis uma produção de dificil avaliação pois é tudo muito louco e jogado na tela de forma aleatoria. Se você for fã do diretor assista, mas é um filme mediano. 7/10

YAKUZAAPOCALYPSEEXPICSNEWS3.jpg

 

 

Tag

Mais uma bizarrice vinda do oriente este "terror surreal" com lances malucos repletos de gore do naipe de "Coldfish" e "Machine Girl", mas é inferior a estes filmes. Vai vendo, o filme se limita a mostrar o vai-vem da personagem principal após um tragico acidente que depois volta ao normal, onde se ve na pele de outra pessoa?! Tendeu? Nem eu... e dali a personagem assume outras duas caratcteristicas e...bah, deixa prea lá..so vendo mesmo! Ou deixando de ver... sei lá. A impressão é que o diretor tinha mais coisa pra contar e explicar no enxuto tempo que dispunha (80min) mas ficou um monte de coisa no ar (muitas cenas violentas sem sentido mesmo!), vai ver pq tava fumado qdo escreveu isto aqui.. De qualquer forma, é uma opção curiosa de nonsense. 5/10

PS: abaixo a melhor (e única) cena que ja vale o filme..o resto... :ph34r: 

6fde9058gw1eyaw6jlk02g20b4060qv7.gif

tag-poster.jpg

 

 

Sweet Home

Bacanuda mescla de "home invasion" com "slasher" esta produção espanhola que deixa comendo poeira seus genéricos ianques como, por exemplo, "Os Estranhos". Casal resolve fazer uma "festinha" particular num predio supostamente abandonado (porra, não existe motel em Barcelona?), mas desconhece que o lugar tem proprietários que usam meios pouco ortodoxos pra expulsar inquilinos atrasados e invasores. O filme tem ritmo, gore e muita tensão. Enxuto e com atuação correta da foderosa atriz principal, o porém fica por conta do desfecho borocoxô, mas ainda assim vale muito a pena. O charme europeu de "Mientras Duermes" com a brutalidade visceral de "Sequestrados". 9/10

1429281746.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vai sair um documentário legal sobre A Hora do Espanto 1 e 2.

 

 

 

 

Parece bem legal, mas difícil sair por aqui.

 

 

** E curioso o caso do presidente da Carolco que foi morto pelos filhos (bizarro), aí deu problema de distribuição no 2º filme e a não realização do 3º filme.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gosto MUITO do primeiro A Hora do Espanto. Um dos melhores terrirs da época.

 

Já o 2 só vi na época e não curti tanto, teria que rever hoje, mas tem muita gente que prefere ele do que o original (talvez porque é uma vampirona a vilã nesse). Esse 2 não surgiu por aqui em DVD, talvez por causa desse problema na distribuição que falaram aí, com a morte do dono da Carolco. Filme deve tá naquele limbo de distribuição, onde não se sabe muito bem quem detém os direitos.

 

Já o remake com o Colin Farrel, é uma boshta homérica. Incrível que não aproveitaram nada de bom do original e transformaram tudo numa perseguição de um vampiro serial killer. Um dos piores remakes que surgiram recentemente. Mas ele teve uma sequel também que saiu direito pra DVD/Blu Ray, mas não vi esse ainda.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só pra avisar sobre esse box aqui:

 

43cda4b9-4bb4-4ec0-87c2-97008c520e7d.jpg

 

Tem muito filme legal nele, mas tem vários que estão dublados em italiano. Distribuidora poderia ter deixado opção pra áudio original, mas não.

 

Pelo que vi, esses diretores italianos faziam mais sucesso nas Américas, então já deixavam o filme falado em inglês, mas dublavam pra lançar na Itália. Aí distribuidora só pegou essa versão versão dublada.

 

 

O Vol. 3, eu tenho ele aqui, mas ainda não vi se tem esse problema. Tô pra assistir ele ainda.

Share this post


Link to post
Share on other sites

prowler.jpg

 

Quem Matou Rosemary? (The Prowler, dir. Joseph Zito, 1981) - 2/5

 

Um slasher moderadamente divertido se você não for com sede ao pote. A trama é por vezes confusa, personagens entram e saem, sem qualquer explicação - ainda se fossem mortos, vá lá - e a contagem de corpos é bem reduzida para um filme desses. Sobra, portanto, os efeitos do mestre Savini e a aparente falta de censura no filme que faz as sequências de morte serem bem longas e angustiantes, com o precioso líquido vermelho sem pressa de escorrer. Farley Granger pagando a hipoteca, numa tentativa de dar um ar mais nobre a um projeto estrelado por ilustres ninguéns. 

(visto em DVDrip)

Share this post


Link to post
Share on other sites

10487586_10204413339387909_4340367875779

 

Acampamento Sinistro (Sleepaway Camp, dir. Robert Hiltzik, 1983) - 3/5

Hitchcock dizia algo como "você pode começar mal o seu filme, mas termine-o bem". É exatamente o caso aqui. Slasher-trash-movie vindo na esteira do sucesso de Sexta-Feira 13, com uma direção capenga e atores de quinta categoria. Há algum clima que tenta a todo custo emular o clássico de 1980, conseguindo algumas vezes. Contudo, o que diferencia este filme dos demais (que vi, obviamente) é o seu final absurdamente chocante e arrepiante de fazer você perder o sono! É tão absurdo e sob certo ponto, genial, que absolutamente nada te prepara para aquilo. É o que salva o filme e certamente é responsável pela fama que ele tem hoje. Angela Baker: anote esse nome... Brrrrrrrr.... 

(visto em BDrip)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Teve 3 sequências, todas umas bostas, só o último (Return to Sleepway Camp) é que trouxe o diretor e atriz do original mas é bem ruim também.

 

Partes 2 e 3, foram feitos por outra equipe, e são bem mais cômicos. Considero a produção desses bem fundo de quintal. Neles, a Angela foi interpretada pela Pamela Springsten que vem ser a irmã do cantor Bruce Springsteen.  

 

*E essas Partes 2 e 3 são bem mais conhecidos por aqui, porque sairam em VHS na época como Acampamento Sinistro e Acampamento Sinistro 2.

Share this post


Link to post
Share on other sites

childs_play_two_xlg.jpg

 

Brinquedo Assassino 2 (dir. John Lafia, 1990) - 3/5

 

Sai a classe do Tom Holland, entra a pedreirice desse ilustre ninguém John Lafia. O filme já começa destruindo tudo o que o original construiu de forma tão fantástica. Mas tudo bem, o gênero slasher tem essa coisa de sabotar-se a si próprio com frequência... Só que aí o filme se entrega sem parcimônia a todo tipo de imbecilidade típica do gênero, achando (e tentando nos fazer achar) que consegue construir suspense em cima de tais absurdos. A falta de senso de humor, de saber rir de si próprio, não se levando muito a sério (coisa meio inexistente no original) é outro problema que é agravado pela trilha invasiva e excessiva de Graeme Revell. Chucky se diverte, mas o resto da equipe parece que não e tudo é muito sisudo. Por quê 3/5, então? Porque o terceiro ato é fantástico e tenso - ainda que num local nada a ver (fábrica de brinquedos? qual o propósito?). Salva-se também algumas poucas tomadas bastante interessantes que mostra que mesmo pedreiro, esse Lafia parece entender um pouco (mas só um pouco) do riscado. 

 

(revisto em Netflix)

Share this post


Link to post
Share on other sites

childs_play_three.jpg

 

Brinquedo Assassino 3 (Child's Play 3, dir. Jack Bender, 1991) - 3/5

 

Em certo sentido, este filme consegue ser pior que o segundo. Não, não há momentos mais constrangedores, há toda uma ideia constrangedora e incrivelmente estúpida de colocar o boneco na escola reformatória com ares de exército onde Andy Barclay se encontra 8 anos depois dos eventos do filme anterior. Por outro lado, o filme se destaca por investir mais no humor que seria o único atrativo de uma série que já perdeu a originalidade faz tempo, sem abrir mão do gore. Com isso, em alguns momentos, o filme parece rir de si mesmo, ainda que de forma bem envergonhada, resolva apostar na testa franzida com aquele terceiro ato nhé e a trilha sonora horrorosa - sério, rock pesado oitentista para criar suspense e medo? Salvam-se Brad Dourif, nadando de braçada como Chucky e o eterno Scorpio de Perseguidor Implacável (1971) na pele de um barbeiro afetado e... implacável, em atuação ótima e canastra do ótimo e canastra Andy Robinson. No final das contas, acho que fica na mesma que o segundo, com algumas boas ideias solapadas por duas dezenas de ideias estúpidas. Deviam ter parado mesmo no primeiro.

(revisto em Netflix)  

Share this post


Link to post
Share on other sites

 O primeiro BRINQUEDO ASSASSINO é mesmo insuperável. Nenhuma das sequências conseguiu ao menos chegar perto dele. E a cena das pilhas é uma aula de como construir uma cena de tensão.

 

 Gosto do 2º filme também. O climax realmente é tenso (embora achei que tinha mais potencial, com todos aqueles Chucky's). E gosto de alguns absurdos do filme, como a cena de Chucky matando a professora.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Minhas sequels favoritas na série são A Noiva e A Maldição de Chucky.

 

A Noiva é uma despirocada que a série tava precisando, porque assim dava pra explorar melhor a imagem e a persona do Chucky (e o filme consegue fazer isso bem).

 

A Maldição consegue explorar bem os dois mundo do personagem. É mais sério como os primeiros, mas a conclusão dá uma despirocada que lembra os 2 últimos eps. e acho que não destoou do resto do filme.

 

Li no Bloody disgusting que o sétimo filme já tá na agulha pra ser filmado (espero que seja tão bão quanto o 6º filme).

Share this post


Link to post
Share on other sites

Relembrando Noite das Brincadeiras Mortais:

 

titre-original-april-fool39s1.jpg

 

Filme lançado em 1986, que seguia a tabela de slasher da época, onde assassinatos aconteciam numa data comemorativa, no caso aqui, em 1º de Abril (título original do filme). Turma de formandos vão numa festa em um hotel em uma ilha pertencente a uma amiga em comum deles. Depois de toda a diversão, começam os assassinatos de um a um.

 

Produzido pelo mesmo produtor da série Sexta-feira 13, o filme até se assemelha já que tudo rola no meio de uma floresta, e tem inclusive Amy Steel que seria a mocinha de Sexta-feira 13 Parte 2. Filme conta também com Thomas F Wilson que vira a ser o vilão Biff da trilogia De Volta Para o Futuro.

 

Bom slasher da época com um final surpresa bem interessante.

 

E como todos os filmes mais notáveis do gênero dessa época, ganhou um remake brocha em 2008 (passem longe desse) que ganhou o título por aqui de "Dia da Mentira".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×