UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena
Administrator

O Mau Gosto Geral

Recommended Posts

Entendo seu ponto mas não concordo com comparar cinema com pintura. São artes distintas' date=' com público distintos. Mas vamos lá...

Eu não entendo nada de pintura MAS não vou à museus falar mal de Picassos, Monalizas e elogiar o cara que pinta azulejo na feira hippie.03
[/quote']

 

São artes distintas, mas são artes. Uma eu me interesso muito e tento me aprofundar, e na outra tenho uma enorme preguiça de tentar compreender os principios básicos, mas isso não impede que eu tenha algum quadro dentro de casa que eu considere bonito para meus olhos. É um troço bem superficial, o exemplo que eu dei também não é dos melhores, mas com um pouco de esforço tem como entender o que eu quis dizer (ok, fui gentil comigo, hehe).

 

Eu não disse o contrário. Na verdade esse caso se enquadra no segundo exemplo, dos quais são irritantes, etc.
Tensor2008-08-21 16:16:03

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Acho que o cinema de entretenimento não invalida o cinema de arte, assim como o cinema de massas não invalida o cinema de autor. Acho que há espaço para todas as correntes e formas de se fazer cinema, e o bom cinéfilo é capaz de apreciar todas, avaliando sua qualidade dentro do devido contexto.

 

O cinema de qualidade é aquele que cumpre, com eficiência e talento, a tarefa à qual se propõe. Melhor ainda quando consegue unir as duas coisas: apelo ao público e qualidade artística.

 

Concordo que o advento dos blockbusters trouxe MUITO mais mal do que bem ao cinema americano. Mas acho que isso é consequência da obtusidade dos profissionais da indústria, que não sabem realmente definir o que torna um filme de entrenimento bom e atraente, e respondem à esta questão da maneira simplória que sua incompetência permite.

 

Assim, se temos um bom filme de "entretenimento" como Senhor dos Anéis, e ele faz sucesso, como a indústria responde? Financiando histericamente outros "N" filmes de fantasia, tentando imitar o que eles pensam ser o motivo de sucesso: efeitos especiais, batalhas com bilhões de seres, *ação cinética, animal, infernal, e por aí vai.

 

O cinema de entretenimento, ainda que nas suas vertendes mais descomplicadas e diretas, tem o seu mérito e o seu lugar no coração de qualquer cinéfilo. Tanto que existe desde o início da história da sétima arte, sempre dividido em conjuntos amplamente desiguais de qualidade e porcaria.

 

Tivemos musicais de qualidade e musicais que fariam corar o Rubens Edwald Filho. Tivemos "2001" e tivemos "Terremoto". O problema, como sempre, não é o objetivo da obra, mas a forma com que ela a cumpre. Isso nunca mudou. A única diferença é que agora as porcarias custam mais caro. BEM mais caro.

 

E é possível fazer filmes autorais que desafiem o público e que mantenham qualidade artística? Claro que sim. Estão aí os grandes autores do cinema para provar. Mas é possível ser autoral e ao mesmo tempo pretensioso e vazio e manipulador? Claro. Um exemplo recente é o horroroso "Irreversível", na minha opinião um dos piores filmes que eu já vi.

 

Do mesmo jeito é possível também fazer entretenimento de qualidade. Não é porque um filme só tem a pretensão de divertir o público que ele deve necessariamente ser ruim ou mal-feito. A maioria dos "filmes pipoca" hoje em dia é ruim e mal-feito, mas mesmo hoje há exceções.

 

Na verdade eu cada vez mais começo a achar que só existem dois tipos de filmes: os BONS e os RUINSbigteeth

Rayden2008-09-04 17:01:26

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cinema é apenas uma arte' date=' e não gostar ou não entender ela não é nenhum absurdo ou problema. Não manjo nada de pintura, por exemplo. Nunca vou saber dizer por que um quadro é bom ou não e nem vou ter saco de aprender. Nesse quesito eu sou o apreciador de Michael Bay no mundo dessa arte: o que eu achar legal para os meus olhos, eu levo. Cinema é a mesma coisa, cada um se utiliza da  forma que preferir.

 

Claro que os imbecis que falam "po, que filme chato e idiota, tri ruim, não acontece nada" irritam, mas aí não é questão de apenas mau gosto para cinema, é questão de imbecilidade geral mesmo: a pessoa assiste o filme (pelo menos uns 20 minutos), não faz o mínimo de esforço para absorver o que ele pretende passar, e depois vai dizendo que é ruim. Acho que tem uma grande diferença para os que não querem absorver, e os que acham que não tem nada para ser absorvido. O segundo caso que é irritante.[/quote']

 

Pois é, eu também confundia as 2 coisas. Ainda bem que hoje em dia não confundo mais.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×