Jump to content
Forum Cinema em Cena
Christiano

Notícias do Esporte

Recommended Posts

Dodô supenso por 120 dias...chupa!06

 

24/07/2007 - 21h24

Atacante Dodô, do Botafogo, recebe pena de 120 dias por doping

Guilherme Toscano
No Rio de Janeiro

O atacante Dodô, do Botafogo, foi punido pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), nesta terça-feira, por uso de femproporex. Incurso no artigo 244 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), foi condenado por unanimidade a 120 dias de suspensão. O jogador deixou o plenário após o voto do segundo auditor do caso, acompanhado de sua esposa, Tatiana Lucas, e do vice-presidente de futebol do clube, Carlos Augusto Montenegro.

ENTENDA O CASO

Depois da partida contra o Vasco, pelo Campeonato Brasileiro, vencida pela equipe de General Severiano por 4 a 0 (com dois gols do avante), no dia 14 de junho, o exame antidoping do atleta acusou a presença da referida substância proibida, o que foi confirmado com o resultado da contraprova, divulgado no dia 9 de julho, causando a sua suspensão preventiva por 30 dias.

O femproporex é geralmente encontrado em moderadores de apetite e, desde o primeiro momento, o jogador alegou inocência, afirmando somente utilizar medicamentos e produtos que lhe são receitados pelo departamento médico do clube; por sua vez, o Botafogo colocou não ver outra hipótese para o ocorrido que não fosse algum tipo de contaminação.

A esposa de Dodô, Tatiana Lucas, em entrevista à Rádio Globo, pôs em xeque os suplementos alimentares administrados aos atletas; a diretoria botafoguense enviou amostras do que fornecia a seus profissionais à USP (Universidade de São Paulo) e um laudo da entidade indicou que havia femproporex em cápsulas de cafeína dadas aos alvinegros antes das partidas.

Este produto era fornecido ao clube por uma farmácia de manipulação, o que, para os dirigentes do Botafogo e os advogados de Dodô, que contratou Carlos Portinho - que atuou no caso de doping do zagueiro Renato Silva, atualmente companheiro de time do atacante, no início deste ano - para fazer sua defesa em conjunto com os representantes do clube, Vantuil Gonçalves e Aníbal Segundo, atenuava a denúncia sobre ele e permitia a sua absolvição.< TH>

"Não tivemos sorte hoje [terça], mas amanhã [quarta] já vou recorrer e espero que aconteça logo na quinta-feira da semana que vem um novo julgamento e espero que a decisão seja diferente", disse o advogado de Dodô, Carlos Portinho.

"Se eu não conseguir reverter essa decisão, pelo menos vou tentar a redução da pena em 60 dias", completou Carlos Portinho.

Durante o anúncio do voto de cada um dos cinco auditores do caso, era possível ouvir dentro da sala em que foi realizado o julgamento os torcedores do Botafogo, cantando em apoio ao atacante botafoguense. Houve uma mobilização da torcida do time carioca, o que já tinha provocado o atraso da sessão, pois se solicitou reforço policial no local. No fim, ceca de dez alvinegros, exaltados, avisavam que iriam "pegar" os auditores.

Em um auditório lotado, o julgamento começou às 17h42 e durou quase quatro horas. Assim que chegou ao tribunal, Dodô, que passou praticamente todo o julgamento abraçado à mulher, aparentava nervosismo com a ameaça de ser suspenso por até 360 dias - pena máxima. A defesa do jogador pediu a absolvição ao alegar que ele não tinha a intenção de se dopar, chegando a dizer que Dodô foi envenenado.

Já a procuradoria, por meio de Marcelo Jucá, sustentou que, independente da intenção do atacante, o atleta é responsável por aquilo que ingere, e, citando o Regulamento de Dopagem da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), colocou que tanto o profissional, quanto o clube, não deveriam confiar em produtos fornecidos por uma farmácia de manipulação.

Por conseqüência, pediu a condenação do jogador por ter atuado com femproporex em seu organismo. O procurador teve êxito e conseguiu convencer os cinco auditores, que votaram pela pena mínima de 120 dias.

"Tenho certeza de que o Dodô é inocente, mas eles [auditores] inventaram um novo termo, a 'responsabilidade objetiva', em que um inocente é culpado. Tenho fé na justiça e vamos recorrer", reclamou Carlos Augusto Montenegro, vice de futebol do Botafogo.

Como o centroavante está afastado desde o dia 9 de julho - data em que foi confirmado o doping -, Dodô já cumpriu 15 dias da pena. Se o advogado do clube não conseguir a redução, o jogador só poderá voltar aos gramados no mês de novembro

Share this post


Link to post
Share on other sites

Viva o Iraque, campeão da Copa da Ásia, rumo ao título da Copa das Confederações. Infelizmente, mais mortos em Bagdá durante as comemorações, mesmo assim, finalmente, uma alegria para aquele povo tão sofrido. Comandada por um brasileiro há 20 e tantos anos isolado no Oriente... E a Arábia Saudita fica com o vice, treinada por Hélio dos Anjos (acredite quem quiser).

Parabéns, Saddam, você também faz parte desta vitória, hehe.

Share this post


Link to post
Share on other sites

2/08/2007 - 16h13m - Atualizado em 02/08/2007 - 16h25m

 

 

 

Petkovic quer usar a camisa do Rei Pelé

Jogador diz que vestir a camisa de número 10 do Santos será emocionante

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Adilson%20Barros

 

Adilson Barros

Do GLOBOESPORTE.COM, em Santos, SP

 

ico_email2.gifentre em contato

 

 

ALTERAR O

TAMANHO DA LETRA

 

 

 

 

 

 

 

 

Adilson%20Barrosico_ampliar.gif

GLOBOESPORTE.COM

Petkovic é apresentado no Santos com a camisa do Peixe. Ele quer usar a 10

Vestir a camisa 10 do Santos,

eternizada por Pelé, é motivo de orgulho para o meia Petkovic,

apresentado nesta quinta-feira, como reforço do Peixe. Embora tenha

iniciado seu discurso dizendo que quem vai decidir com qual camisa ele

vai jogar é o técnico Vanderlei Luxemburgo, Pet deixou claro que faz

questão de usar a 10.

- Eu sempre usei a camisa 10 onde

joguei, até mesmo no exterior. Acho que é uma camisa que me dá sorte.

Conquistei vários títulos com essa camisa e gostaria de continuar assim

- diz.

Sobre a responsabilidade de vestir a camisa, Pet garante: é uma grande emoção:

- Olha, vestir a camisa que foi o Rei do Futebol, emocionalmente vai mexer muito comigo - afirma.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

06/08/2007 - 19h13m - Atualizado em 06/08/2007 - 20h21m

Peixe apresenta nova Vila

GLOBOESPORTE.COM mostra como será a nova casa alvinegra

Adilson%20BarrosAdilson Barros Do GLOBOESPORTE.COM, em Santos, SP ico_email2.gifentre em contato

ALTERAR O
TAMANHO DA LETRA

Um antigo sonho dos santistas já começou a tomar forma. A diretoria do Peixe apresentou nesta segunda-feira, na Prefeitura de Santos, projeto para ampliação da Vila Belmiro. O novo alçapão terá capacidade inicial para 37.119 espectadores. Após término da segunda fase, que ainda está em fase de discussão, o estádio passaria a abrigar entre 42 e 45 mil pessoas.

Ainda não há previsão para o início das obras, pois o projeto ainda precisa ser aprovado pela Câmara Municipal de Santos e pelos moradores vizinhos ao estádio. No entanto, o presidente do Peixe, Marcelo Teixeira, afirmou que pretende utilizar a nova Arena para atrair uma das seleções que irão participar da Copa 2014.

- Não é nossa pretensão sediar jogos do Mundial. Mas, sim, receber alguma das principais seleções que irão participar do torneio. Essa seleção poderia utilizar nossa estrutura do CT Rei Pelé e mais a Vila Belmiro, já totalmente reformulada, para fazer sua preparação - planeja Teixeira.

O custo também ainda não foi estimado, mas o Santos já busca investidores para o projeto.

 - Não temos custos estimados porque ainda vamos cotar preços, abrir licitações. Vamos contar com apoio dos empresários do Porto de Santos e do pólo industrial de Cubatão. Será uma obra para a região e não apenas para o clube - Teixeira.

 A seguir, confira como ficará o novo alçapão alvinegro:

Divulgaçãoico_ampliar.gif

Divulgação

Sobre o setor atualmente fica o placar eletrônico serão construídas novas arquibancadas, com capacidade para 8.309 pessoas. Acima, o anel será fechado por camarotes. À direita, será construída a escadaria para dar acesso a esse novo lance de arquibancadas. O novo setor será coberto

Divulgaçãoico_ampliar.gif

Divulgação

No fundo do estádio (na Rua José de Alencar), também será construída uma nova arquibancada, sobre a já existente. Assim como no lado oposto (e em todo o estádio), haverá camarotes superiores). Após a ampliação, o setor terá capacidade para 6.235 lugares

Divulgaçãoico_ampliar.gif

Divulgação

Esboço de como deverá ficar a parte de fora da Vila Belmiro (arquibancada de fundo,  onde, normalmente, ficam as torcidas adversárias. Nenhuma rua em volta do estádio será fechada, mas estreitada. A Prefeitura de Santos se compromete a melhorar o sistema de drenagem e iluminação

Divulgaçãoico_ampliar.gif

Divulgação

Projeto para elevação das arquibancadas de fundo da Vila Belmiro. Os dois primeiros setores (contornos mais escuros) já existem. A parte cinza será construída. A torre de sustentação para as novas arquibancadas e camarotes será construída na rua. Nos outros setores será igual

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vampeta pode ser punido pelo STJD

 

Luiz Ricardo Fini

 

 

 

 

 

 

São Paulo (SP)

- O volante Vampeta está conseguindo readquirir o ritmo de jogo e vem mostrando liderança em campo para ajudar o Corinthians a se recuperar na classificação do Campeonato Brasileiro. No entanto, o jogador

corre o risco de desfalcar o Timão em alguns jogos da competição, já

que poderá ser punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

 

Na partida contra o Botafogo,

na quarta-feira, Vampeta caiu no chão no momento em que seria

substituído e, desta forma, o procurador-geral do STJD, Paulo Schmitt,

promete estudar o episódio para saber se houve simulação do atleta para

atrasar o jogo.

 

“Foi solicitado o teipe do jogo para analisar a suposta simulação. Se

for comprovado, será designado um procurador para ficar encarregado

pela denúncia no artigo 258. Solicitamos o vídeo ontem (quinta) e vamos

aguardar”, afirmou Schmitt.

 

O procurador pediu o vídeo do jogo, mas ainda não há certeza de que

Vampeta será mesmo denunciado. Porém, caso seja confirmada a acusação,

o jogador será enquadrado no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça

Desportiva, que cita “assumir atitude contrária à disciplina ou à moral

desportiva, em relação a componente de sua representação, representação

adversária ou de espectador”.

O artigo prevê suspensão de um a dez jogos. Enquanto o STJD analisa o

caso, o atleta está garantido para a partida de domingo, contra o

Juventude, em Caxias do Sul

 

Share this post


Link to post
Share on other sites


Notícias



OUTRAS MODALIDADES
Basquete
Fórmula 1
Futebol
Vôlei
Atletismo
Aventura
Beisebol
Boxe
Canoagem
Ciclismo
Futsal
Futebol de Areia
Ginástica
Golfe
Handebol
Hipismo
Judô
Lutas
Natação
Radicais
Surfe
Tênis
Tênis de Mesa
Triatlo
Vela
Velocidade












UOL


20/09/2007 - 18h23


Teste físico da Fifa 'barra' a auxiliar Ana Paula Oliveira



Da Redação
Em São Paulo







Sem apitar na elite do futebol brasileiro desde maio, a auxiliar Ana
Paula Oliveira foi reprovada nesta quinta-feira do teste físico para
permanência ou ingresso no quadro da Fifa. A avaliação foi feita em um
clube em São Caetano do Sul, no ABC paulista.

Djalma Vassão/Gazeta Press/AE
Ana Paula participa, e é reprovada, em teste para o quadro da Fifa, em São Paulo
Ana
Paula, agora, pode se submeter ao teste novamente na próxima
terça-feira, no Rio de Janeiro. Se desistir ou for reprovada outra vez,
ela deixa o quadro de árbitros da principal entidade do futebol mundial.

Dividida
em duas partes, a avaliação foi realizada para auxiliares na parte da
tarde. Ana Paula completou a primeira metade da atividade dentro do
tempo estipulado, mas não conseguiu repetir o desempenho satisfatório
na segunda fase.

Recuperando-se de uma lesão, a auxiliar estuda
a possibilidade de desistir do segundo teste para seguir no quadro da
Fifa e se dedicar apenas à avaliação promovida pela CBF.

Ana
Paula Oliveira foi afastada do quadro principal do futebol brasileiro
depois de erros na segunda semifinal da Copa do Brasil, entre Botafogo
e Figueirense, no Maracanã.

Pouco tempo depois, ela aceitou
convite de uma revista masculina e protagonizou ensaio fotográfico,
decisão que levantou polêmica no futebol.

Gaciba também é reprovado
Na
parte da manhã, foi a vez de os árbitros participarem do teste para o
quadro da Fifa. E, pela terceira vez no ano, o gaúcho Leonardo Gaciba
da Silva não conseguiu fazer as marcas esperadas na atividade.

Gaciba
já havia ido mal em testes internacionais no começo da temporada, na
Suíça, e no Mundial Sub-20, no Canadá. Em contrapartida, foi aprovado
em avaliação na Argentina, entre os dois testes já citados.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Após 'boom' da seleção, CBF anuncia torneio feminino

 

Da Redação UOL

Em São Paulo

 

Depois de a seleção feminina chegar pela primeira vez à final de um Mundial, nesta quinta-feira, a CBF anunciou a realização da primeira Copa do Brasil para mulheres.

 

De acordo com o site da entidade, o presidente Ricardo Teixeira solicitou levantamento sobre os clubes do país que sustentam atividades do futebol feminino, e a competição será formatada a partir dele.

O trabalho ainda não foi concluído, mas a expectativa é a de lançar o torneio "no final de outubro", ainda sem número de clubes definido. Para sua realização, o dirigente disse que espera contar com a ajuda do governo federal.

"Estamos trabalhando firme e com seriedade para que essa Copa do Brasil se torne realidade. Para tanto, está sendo fundamental o apoio do Ministério do Esporte e o empenho pessoal do ministro Orlando Silva", disse Teixeira.

A CBF anuncia que esse torneio seria um embrião para a realização de um Brasileiro para as mulheres. A ausência de campeonatos no país é uma constante fonte de lamentação para as jogadoras da seleção, atual bicampeãs pan-americanas e vice-campeãs olímpica.

 

Finalmente. 10

Share this post


Link to post
Share on other sites

Futebol Baiano

x.gif

x.gif

Quinta, 18 de outubro de 2007, 13h06 relogio_noticias.gif Atualizada às 13h50

x.gif

Tribunal aponta armação e anula goleada de 10 a 0

A partida Guanambi 10 x 0 Leônico, válida pelo Campeonato Baiano da Segunda Divisão, disputada no dia 23 de setembro, foi anulada. O Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Baiana julgou que houve armação no resultado, que era exatamente o placar necessário para o Guanambi se classificar para a final da competição.

» Em casa, Bahia terá esquema defensivo
» Por Série A, Corinthians oferece churrasco

Com a decisão, uma nova partida será marcada para os próximos dias. O Guanambi precisa vencer por dez gols para disputar a final contra o Independente. Caso não consiga o placar elástico, o Galícia é quem se classificará para a decisão.

O resultado da partida revoltou jogadores, membros da comissão técnica e dirigentes do Galícia, que pediram a investigação da goleada surpreendente.

Em virtude da suspeita de armação, a final entre Guanambi e Independente está temporariamente suspensa.
 

Lancepress!

Share this post


Link to post
Share on other sites

0606

 

 

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

 

Brasil passeia em quadra e vence o Quênia

Seleção confirma favoritismo e não tem dificuldades para bater adversário fraco na Copa

GLOBOESPORTE.COM Hamamatsu, Japão

ALTERAR O
TAMANHO DA LETRA

 

Agênciaico_ampliar.gif

AFP

Paula Pequeno em ação contra o Quênia:  time  passa com facilidade por africanas

Para a alegria dos brasileiros que vivem no Japão e lotaram a Hamamatsu Arena, o Brasil confirmou o favoritismo e passeou em quadra contra a seleção do Quênia, garantindo uma vitória expressiva em seu segundo confronto pela Copa do Mundo: 3 a 0, parciais de 25/16, 25/7 e 25/14.

Depois de duas partidas fáceis (na sexta-feira, o time derrotou as polonesas, também por 3 a 0), o Brasil terá seu primeiro desafio na competição. A arqui-rival Cuba, campeã do Pan-Americano, é a adversária deste domingo. Já as quenianas lutam por sua primeira vitória no Japão contra as peruanas, no mesmo dia.

 

 

 

Desconcentração atrapalha Brasil no primeiro set

Diante de uma equipe sem expressão no cenário mundial, o Brasil entrou em quadra desconcentrado e deixou que as quenianas criassem dificuldades no primeiro set. Após abrir vantagem na parcial, a seleção permitiu a reação das adversárias, que usaram sua vibração e seu bloqueio alto para marcar quatro pontos e diminuir a desvantagem no placar. No entanto, o time logo foi superado pela equipe de Zé Roberto, que voltou a apostar na velocidade de seus ataques e venceu por 25 a 16.  

 

 

 

Sassá entra em quadra e vira pesadelo para quenianas

Após o intervalo, a seleção brasileira voltou para o jogo com outra disposição. Tranqüilas, as meninas passearam em quadra. Se os ataques de Jaqueline e Paula Pequeno já deixavam as quenianas desorientadas, a situação piorou quando Sassá entrou no lugar de Sheilla e caprichou nos saques, quebrando o passe das adversárias. As africanas, que já perdiam de 13 a 5, não tiveram chance e Zé Roberto aproveitou para dar ritmo de jogo a Thaisa, Natália e Fabíola, que saíram do banco para garantir a vitória por 25 a 7.

 

 

 

Nova geração garante vitória verde-amarela


Com uma equipe praticamente formada por reservas - a meio-de-rede Carol Gattaz também entrou em quadra - foi a vez da nova geração, representada por Natália, de 18 anos, Thaisa, de 20, brilhar. As quenianas ainda tentaram reagir, mas o Brasil venceu a última parcial por 25 a 14 e encerrou o jogo. Com o resultado, a seleção comemora um placar importante para a classificação, já que o ponto average (divisão dos pontos marcados pelos pontos sofridos) é o primeiro critério de desempate do campeonato, disputado em pontos corridos.

 
Após o fim da partida, Sassá, que assustou a seleção após machucar o pescoço em um choque com Fabi, recebeu o prêmio de melhor jogadora da partida. A ponteira é dúvida para a partida contra Cuba, neste domingo.

 

 Brasil 3 x Quênia (25/16, 25/7 e 25/14) 

 

Brasil

Quênia

Jogadoras: Walewska, Sheilla, Paula Pequeno, Fofão, Fabiana e Jaqueline

Jogadoras: Khisa, Palang'a , Wanja, Ndasaba, Khadambi e Rotich

Líbero: Fabi

Líbero: Tarus

Entraram: Sassá, Natália, Thaisa, Fabíola e Carol Gattaz

Entraram: Mayo, Wacu, Jacky

Técnico: José Roberto Guimarães

Técnico: Sammy Kirongo

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dunga e Elano suspensos....pelo STJD0906

 

RESULTADO DO JULGAMENTO: POR MAIORIA DE VOTOS, SUSPENDER O JOGADOR ELANO POR DUAS PARTIDAS POR INFRAÇÃO AO ART 47 "I" DO CDF, E EM RELAÇÃO AO TÉCNICO DUNGA, SUSPENDER POR QUATRO PARTIDAS POR INFRAÇÃO AO ART 49 1 "A" DO CDF.

 

OS DENUNCIADOS DEVERÃO CUMPRIR A METADE DA PENA ( ELANO UM JOGO E DUNGA DOIS) COM BASE NO ART 33 DO CDF, QUE DIZ QUE EM SEIS MESES ELES DEVERÃO "SE COMPORTAR", NÃO COMETENDO NENHUM INFRAÇÃO DISCIPLINAR. CASO ISSO ACONTEÇA, DEVERÀO SUMPRIR A PENA NA ÍNTEGRA.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Brasil encerra participação com vitória

Classificadas a Pequim, meninas vencem o Japão e ficam com a prata na Copa do Mundo

GLOBOESPORTE.COM Nagoya, Japão

ALTERAR O
TAMANHO DA LETRA

Agênciaico_ampliar.gif

EFE

Paula Pequeno foi uma das forças da seleção na partida contra o Japão

Já classificada para os Jogos Olímpicos de Pequim 2008, a seleção brasileira encerrou a participação na Copa do Mundo do Japão com vitória. Nesta sexta-feira, as meninas derrotaram as donas da casa por 3 sets a 1, com parciais de 25/16, 23/25, 25/18 e 25/18, e ficaram com a medalha de prata. Invicta, a Itália levou a medalha de ouro. O terceiro lugar foi dos Estados Unidos. As duas equipes também estão garantidas nas Olimpíadas.

Após alguns altos e baixos na competição, as comandadas do técnico José Roberto Guimarães deixam a cidade de Nagoya de cabeça erguida. Foram 11 partidas, sendo 9 vitórias e 2 derrotas. Os resultados negativos foram sofridos e jamais serão esquecidos pelas jogadoras do Brasil.

A queda diante da Itália foi descrita como vergonhosa pelo treinador brasileiro, que, pela primeira vez, levou todas as atletas para a coletiva de imprensa para que elas sentissem o peso da responsabilidade.

A atitude de Zé Roberto surtiu efeito. Após uma bronca, as meninas se superaram na competição, arrasaram a Sérvia e passaram por cima das japonesas. E com a vaga garantida em Pequim, a seleção brasileira dá adeus à Copa do Mundo com um sorriso no rosto e a prata no peito. Mas fica a certeza que ainda é preciso trabalhar bastante, principalmente o psicológico, para o ano que vem.

 

Dificuldades até o final feliz

A seleção brasileira entrou em quadra com a sensação de dever cumprido, com a vaga para as Olimpíadas conquistada. Sheilla foi o destaque do primeiro set. Com boas bolas da levantadora e capitão Fofão, a oposto fez seis pontos e ajudou o Brasil a vencer com facilidade: 25 a 16. No segundo set, a descontração foi o sobrenome do Brasil. Nada deu certo para as meninas, que permitiram o triunfo das japonesas por 25 a 23.

 

Sassá entra e muda a história do jogo

 

Agênciaico_ampliar.gif

EFE

Jaqueline não tem boa atuação na partida

Zé Roberto voltou para o terceiro set com Jaqueline, Paula Pequeno, Sheilla, Fabiana, Walewska, Fofão e Fabi. O mesmo time que começou a partida. Abaladas pela derrota no set anterior, as meninas viram as japonesas colocarem um larga vantagem no placar.

Jaque parou de render e a entrada de Sassá em seu lugar mudou a história do jogo. O Brasil reagiu, com direito a defesa de pé da líbero Fabi, belos ataques de Paula Pequeno e boas jogadas de Waleswska, e venceu o set: 25 a 18.

Sassá foi novamente o nome do quarto set. E com a atuação da ponteira, as demais jogadoras se animaram. O bloqueio começou a aparecer, amortecendo todas as jogadas das japonesas. No ataque, Paula Pequeno foi eficiente em todas as bolas, e o Brasil chegou a abrir oito pontos de vantagem: 18 a 10. Waleswska, que foi a jogadora mais regular da seleção na partida, salvou bolas perdidas e ajudou no placar. Assim, ficou fácil para as meninas administrarem e chegarem à vitória: 25 a 18.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bernardinho: 'Time sentiu falta de confiança'

Técnico admite começo difícil na Copa do Mundo: 'Temos de subir uma grande montanha'

GLOBOESPORTE.COM Matsumoto, Japão

ALTERAR O
TAMANHO DA LETRA

Agênciaico_ampliar.gif

Reuters

Bernardinho perde a paciência com os erros da equipe na estréia contra os EUA

Após a derrota por 3 sets a 0 diante dos americanos na estréia da Copa do Mundo, o técnico Bernardinho destacou a falta de confiança da equipe em alguns momentos do jogo, além do excesso de erros no saque e falhas no ataque.

- Eu gostaria de parabenizar os Estados Unidos pelo ótimo desempenho na partida. Nos dois primeiros sets tínhamos a vantagem e a vitória nas mãos, mas não soubemos fechar. O Brasil começou bem, mas sentiu uma certa falta de confiança e os erros no saque mostraram isso. As falhas no ataque se sucederam. Tivemos uma dezena delas, contra 2 ou 3 dos Estados Unidos. Trata-se de um começo difícil e temos de subir uma grande montanha - disse. Enquanto o Brasil não fez pontos de saque, os EUA conseguiram cinco neste fundamento.

Confira a galeria de fotos da derrota do Brasil

Bernardinho lembrou que o primeiro critério de desempate é o ponto average (divisão dos pontos marcados pelos sofridos).

- O que não pode acontecer é uma certa renúncia por pontos como no terceiro set, já que a Copa do Mundo é por pontos, e não por set. Com relação aos campeonatos anteriores que disputamos, o Brasil está um pouco mais frágil pela falta de entrosamento - afirma.

 

---

 

 

 

 

Isso foi falta de Ricardinho. 19

Share this post


Link to post
Share on other sites

Triste, triste. Por que são precisas vítimas para que os grandes organizadores, gestores e administradores de qualquer atividade tomem consciência da falta de segurança no nosso país? Uma lástima ter de sentir dor após a volta do Bahia à Série B, o que eu acho muito bom, não agüentava mais aquela interiorzada paulista, com Ituano, Paulista, Marília, Barueri...

 

 

 

O dia era para ser apenas de festa para o Bahia, mas terminou em tragédia com pelo menos sete mortos. No empate em 0 a 0 com o Vila Nova, que garantiu o acesso do time para a Série B do Brasileirão, uma parte do anel superior da Fonte Nova cedeu, por volta dos 35 minutos do segundo tempo da partida, em frente ao ginásio de esportes que funciona no próprio estádio. Pessoas caíram de uma altura de 40 metros, equivalente a um prédio de dez andares. Outras 30 pessoas ficaram feridas e foram levadas para três hospitais da cidade. Uma delas está em estado gravíssimo. Políciais já estão fazendo a perícia do local.

 

 

 

Pelo menos 60 mil pessoas estavam no estádio na hora do acidente, mas existem relatos de invasão de público na Fonte Nova nos minutos finais da partida.

 

 

 

A tragédia estava anunciada há tempos. De acordo com o relatório elaborado pelo Sindicato Nacional das Empresas de Arquiteturas e Engenharia (Sinaenco), o estádio baiano é o pior dentre os 29 principais do país. Problemas nos banheiros, de ferrugem e oxidação foram apontados no estudo - divulgado no dia 1º de novembro - feito para avaliar as condições que os atuais estádios brasileiros teriam para sediar os jogos da Copa do Mundo de 2014.

 

 

 

Outra prova dos problemas no estádio é que a Fonte Nova não estava nos planos do Governo da Bahia para o Mundial de 2014. A idéia era construir um outro estádio na cidade, a Arena da Bahia.

Share this post


Link to post
Share on other sites
...o que eu acho muito bom' date=' não agüentava mais aquela interiorzada paulista, com Ituano, Paulista, Marília, Barueri... [/quote']

Ano que vem só não teremos Ituano e Paulista na série B porque caíram e a Portuguesa porque subiu pra A, mas o Bragantino subiu com o Bahia. 16

É triste né? Saber que os times do interior do Rio não tem tradição alguma no futebol. 01

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fifa lamenta acidente, mas mantém Copa de 2014

 

 

 

Da Folhapress

 

Em Genebra (Suíça)

 

 

 

Apesar de lamentar a tragédia na Fonte Nova, a Fifa informou hoje que a nomeação do Brasil a sede da Copa de 2014 não foi afetada. Tal sentimento foi replicado pelo ministro do Esporte, Orlando Silva Jr.

 

 

 

Com seu presidente, Joseph Blatter, na África do Sul, a entidade máxima do futebol lamentou "profundamente" o acidente, mas ressaltou que o estádio não fora vistoriado quando a candidatura do Brasil foi examinada. "Este triste acontecimento não terá impacto na nomeação do Brasil como sede dessa competição", informou comunicado da entidade.

 

 

 

Segundo a Fifa, o "trágico acontecimento" na Fonte nova mostra a importância de que os estádios sejam construídos de forma "cuidadosa" e que recebam "manutenção regular".

 

 

 

O ministro do Esporte, Orlando Silva Jr., que visitou hoje a Fonte Nova, sugeriu implodir o que restou do estádio. "Minha impressão é de que o custo de uma reforma, do jeito que o estádio está, não compensa. É melhor implodir. Mas tudo tem de ser analisado", disse Silva Jr., via assessoria.

 

 

 

O ministro negou que verba federal será usada na reconstrução. Repetiu que clubes ou donos de estádios devem buscar interessados junto à iniciativa privada. E adotou o bordão da Fifa. "A Fonte Nova não estava no projeto [da Copa-14]."

 

 

 

Agora, o Bahia será alvo de ação no STJD. "Vamos oferecer denuncia contra o Bahia, pedindo concessão de liminar. Os artigos serão o 211 e o 213. Pelo primeiro, a multa vai de R$ 1.000 a R$ 10.000, além da interdição. Pelo segundo, a perda de mandos de 1 a 10 partidas e multa de R$ 10 mil a R$ 200 mil'', declarou Paulo Schmitt, procurador-geral do STJD.

 

 

 

O 211 é deixar de manter o local do jogo com a infra-estrutura necessária a garantir segurança, e será aplicado pela seção da arquibancada que cedeu. O 213, deixar de tomar providências para evitar desordem, pelas invasões do gramado.

 

 

 

Para ele, o Bahia não pode se escorar no fato de o estádio ser do Estado. "Ninguém obriga o clube a indicar tal estádio."

 

 

 

A Justiça comum também entrará em ação no episódio. "Há responsabilidade do proprietário do estádio, [o governo do Estado]. Pelo Estatuto do Torcedor, a entidade organizadora do evento, a CBF, e o mandante, o Bahia, também respondem e as penas podem ser até de destituição de seus presidentes ou dos dirigentes encarregados por eles de zelar pela segurança", opinou Gustavo Oliveira, do conselho deliberativo do IBDD (Instituto Brasileiro de Direito Desportivo).

 

 

 

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, disse desconhecer laudo que condenava partida na Fonte Nova. "Não posso falar mais do que vocês viram na televisão. Não recebi nenhum relatório e não posso falar sobre isto", disse o dirigente. No site da CBF, o dirigente publicou nota. Nela, lamenta o desastre ocorrido no domingo.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

TRAGÉDIA NA FONTE NOVA

 

Ameaçado de ir abaixo

 

 

 

Governador da Bahia exige estudo da estrutura do estádio e avisa: Se estiver comprometido, vamos demolir

 

 

 

A tragédia de domingo na Fonte Nova, em Salvador, que resultou na morte de sete pessoas após o desabamento de parte da arquibancada no duelo entre Bahia e Vila Nova-GO, pela Série C do Campeonato Brasileiro, teve seus desdobramentos ontem.

 

 

 

O ministro do Esporte, Orlando Silva, o governador da Bahia, Jaques Wagner, o secretário estadual do Emprego, Renda e Esportes, Nilton Vasconcelos, e o superintendente de Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), o ex-jogador Bobô, vistoriaram o estádio.

 

 

 

Embora todos prefiram esperar o resultado da perícia feita no local da arquibancada arrebentada, que deve sair em dez dias, a possibilidade de demolir a arena baiana não foi descartada. Em meio à vistoria do Ministério Público, Jacques Wagner, que negou ter tomado conhecimento do laudo do Sindicato de Arquitetura e Engenharia revelando o mau-estado de conservação do estádio, afirmou que o governo não relutará em aprovar a medida caso seja necessária.

 

 

 

"Vamos fazer um estudo para saber se a estrutura está comprometida. Se estiver, não teremos outra solução, vamos demolir. Caso contrário, vamos ver o que será feito", ponderou o governador. Ele interditou a Fonte Nova logo após o acidente.

 

 

 

Bobô negou que o cinqüentenário estádio tenha problemas estruturais. "A estrutura é ótima, muito boa, não houve nenhum tipo de sinalização com relação à questão estrutural. Para se permitir um jogo tanto do Brasileiro como do Baiano tem que ter um laudo técnico feito pela Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e a Vigilância Sanitária. Nenhum desses possui efetivamente a condição técnica de dizer como está a estrutura de arquibancada, do concreto", apontou o ex-jogador.

 

 

 

O ministro dos Esportes, Orlando Silva, defende a desativação do estádio e a construção de uma outra arena com recursos da iniciativa privada para ser utilizada na Copa do Mundo de 2014.

 

 

 

"Como baiano, fico ainda mais sensibilizado. A Fonte Nova foi um templo importante, mas temo que este tenha sido seu último ato", disse o ministro. "Com esse projeto para a Copa de 2014, acho que a Bahia deve ter uma arena moderna. A Fonte Nova não tem a menor condição de sediar competições da Fifa nem o Campeonato Brasileiro", acrescentou o ministro.

 

 

 

Da redação do clicabrasilia.com.br, com agências

 

 

 

é impressionante, agora que vidas foram perdidas, o governo vem com falácias e comissões para fazer vistorias no estádio, TRISTEZA, IRRESPONSABILIDADE, LASTIMÁVEL...

 

 

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×