UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena
Sign in to follow this  
Nacka

Quadrinhos é Literatura?

Recommended Posts

Jornalista critica quadrinhos como literatura e recebe respostas de peso

 

 

americanbornchinese.jpgTony Long, um dos editores da versão online da revista Wired, causou um rebuliço entre os leitores de quadrinhos dos EUA. Ele atacou diretamente a decisão de colocar uma graphic novel, American Born Chinese, como concorrente ao National Book Award, o maior prêmio literário dos EUA.

O texto de Long pode ser lido aqui.

O editor coloca a nomeação como mais um sinal da "Era da Mediocridade". Diz que, por melhor que a graphic novel seja – ele admite que não a leu -, não deixa de ser um gibi. "E gibis não podem ser nomeados para o National Book Award, em qualquer categoria. Isto deveria estar reservado a livros que são, bem, só de palavras", tenta argumentar.

Ele continua: "Não quero denegrir os gibis, ou graphic novels, ou seja lá como você os chama. Não quero dizer que histórias ilustradas não constituem uma forma de arte ou que você não pode ficar imensamente satisfeito lendo uma. Só quero colocar que, como literatura, gibis não merecem o mesmo status que romances reais, ou histórias curtas. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa."

O artigo atraiu uma resposta de primeira linha. Neil Gaiman – que lembra inclusive que já ganhou um prêmio literário por Sandman – escreveu em seu blog: "Imagino que se ele construísse uma máquina do tempo, poderia fazer algo quanto ao Pulitzer de Maus em 1992, ou o World Fantasy Award por Melhor História Curta de Sandman em 1991, ou o Guardian First Book Award de 2001 para o Jimmy Corrigan de Chris Ware, ou mesmo a aparição de Watchmen na lista da Time dos cem melhores romances do século XX. Sem uma máquina do tempo, me parece uma opinião boba e antiquada, como ouvir alguém reclamar do voto feminino ou que o jazz está nas paradas de sucesso."

Mark Siegel, editor da First Second Books – que publicou American Born Chinese -, considerou o artigo de Long "fraco e superficial", e atribui sua opinião a uma obsessão com a forma. No blog da editora, comenta "não está na hora de deixar pra trás essa discussão sobre a inclusão da graphic novel na literatura moderna? Será que podemos sair dessa obsessão pelos aspectos formais dos quadrinhos versus prosa – e olhar para conteúdo, narrativa, personagens, história, voz, estas coisas muitos mais interessantes?".

O artigo de Long, publicado em 25 de outubro, continua sendo debatido e recebendo respostas ponderadas de fãs e criadores de quadrinhos. A discussão só deve encerrar no dia 15 de novembro, quando o National Book Award anuncia seus vencedores.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Se quadrinho é literatura? Tem um texto muito interessante do colunista do Sobrecarga, Eloyr Pacheco sobre o tema, que reflete minha opinião:

 

Quadrinho é arte?

 

Por Eloyr Pacheco — Quarta, 19 de novembro de 2003

 

História em quadrinhos é uma forma de expressão. Para muitos teóricos da Arte,

isso seria o bastante para defini-la como tal. Para se expressar (e se

comunicar), o homem utiliza diversos recursos. Poderíamos afirmar que

toda forma de expressão/comunicação utilizada pelo ser humano é também

uma forma de Arte.

Lembro-me de duas passagens. Certa vez, em um acirrado debate,

discutíamos sobre as pessoas saberem ou não interpretar um quadro. “As

pessoas daqui só sabem pintar em panos de prato” – tal frase ecoou

repentinamente no ambiente. Diante de tal afirmação, completei de

pronto: “Então façamos com que a cidade seja conhecida como a ‘capital

mundial do pano de prato pintado a mão’”.

 

 

Uma colocação como aquela é, no mínimo, abrandando minha ira primitiva,

preconceituosa. Seria o mesmo que dizer que os quadros expostos em um

museu devem ser considerados arte e os quadros de uma feira hippie, não. E, seguindo o mesmo raciocínio, por conseguinte, quem pinta um quadro é artista, quem faz HQ não é.

 

 

Num outro momento, discutia com leitores em um chat, e um

deles repentinamente me veio com uma que jamais esquecerei: “você é

daqueles que acha que um boi esquartejado é arte”. Respondi: “depende

da forma como o boi foi esquartejado”.

 

 

Um boi morto em um matadouro para ser transformado em bife não é nada

artístico. Um boi esquartejado fazendo parte de uma instalação é Arte.

Aqui, não é somente a forma como se esquarteja um boi, mas o porquê.

Talvez eu esteja sendo metafórico demais, mas tenho certeza de que você

entende o que eu estou procurando explicar. E, se você não está

entendendo, sei que o estou fazendo pensar. E isso é muito bom.

 

 

Os quadrinhos têm suas origens, segundo estudiosos, nas pinturas

rupestres. O homem das cavernas, numa tentativa de se comunicar,

pintava figuras de homens e animais em seqüência tentando passar uma

idéia. Observe que o homem, antes de se comunicar através da palavra,

procurou fazê-lo através de imagens. Nesse caso, o homem das cavernas

não procurava fazer Arte, ele desejava simplesmente se comunicar, daí a

ambivalência comunicação/arte mencionada por mim no começo deste texto.

 

 

A Paixão de Cristo, por exemplo, encontrada nas igrejas em

vitrais dispostos em seqüência, também pode ser considerada uma

história em quadrinhos. Existem outros exemplos de quadros pintados em

seqüência que têm o mesmo objetivo: utilizar imagens em seqüência para

contar uma história.

 

 

Depois da invenção da prensa, surgiram os jornais, e com eles a

necessidade de se comunicar (leia-se "vender") com mais pessoas. Essa

necessidade era maior, principalmente, para se atingir os imigrantes

europeus que vinham tentar a sorte nos Estados Unidos e não tinham o

total domínio da língua.

 

 

Então, em 1895, no New York World, nos EUA, aparecia um dos embriões da HQ: o Menino Amarelo, de Richard Outcault. A personagem vestia um camisolão onde os textos eram dispostos. No mesmo Menino Amarelo, surgiu o balão, utilizado para pôr as falas das personagens.

 

 

Veja que, para descrever o que é uma história em quadrinhos, primeiro

relembrei que o homem pinta e escreve. Os quadrinhos incorporam, no

mínimo, duas formas que o homem utiliza para se expressar: a pintura e

a escrita. Para se fazer uma HQ, também é necessário que o autor tenha

conhecimento de vestuário, arquitetura, história, fotografia e cinema,

mencionando apenas algumas outras formas de expressão do ser humano.

 

 

Quadrinho é arte! E ponto final.

 

 

Até semana que vem!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Engraxador!2006-11-06 14:18:22

Share this post


Link to post
Share on other sites

Calma aí, há uma diferença entre dizer "quadrinhos são arte" e "quadrinhos são literatura".

 

Para mim, quadrinhos são arte, tão arte quanto um livro, um filme ou uma música. Mas não entendo a revolta de Gaiman; afinal, quadrinhos não são mesmo literatura - são quadrinhos, ora. Outro tipo de linguagem, outro tipo de arte - mas ainda assim arte. Simples. Long foi interpretado erradamente.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Noonam, acho que o ponto de vista do Gaiman é que Quadrinhos ainda que sejam diferentes de literatura, podem ter o mesmo status... [/quote']

foi isso q eu entendi tbm. e concordo totalmente com o lindo, maravilhoso e genial neil gaiman. cool 

e mesmo q ele nao fosse tudo isso, ainda assim eu concordaria. obras-primas q são escritas em forma de quadrinhos merecem tanto reconhecimento quanto obras-primas q são escritas em forma de livro.

 

 

E gibis não podem ser nomeados para o National Book Award' date=' em qualquer categoria. Isto deveria estar reservado a livros que são, bem, só de palavras[/quote']

os livros são só palavras, e os quadrinhos são palavras e figuras. grande coisa...icon_confused 

 

 

Será que podemos sair dessa obsessão pelos aspectos formais dos quadrinhos versus prosa – e olhar para conteúdo' date=' narrativa, personagens, história, voz, estas coisas muitos mais interessantes?[/quote']

é isso mesmo, mark siegel. 10

é por esse motivo q eu tbm considero o raciocínio de tony long "fraco e superficial".
Lucy in the Sky2006-11-06 16:36:20

Share this post


Link to post
Share on other sites
obras-primas q são escritas em forma de quadrinhos merecem tanto reconhecimento quanto obras-primas q são escritas em forma de livro.

 

uma coisa q eu esqueci de dizer: hqs ruins devem ter o mesmo status de livros ruins.

 

isso faz sentido... cool 02 

Share this post


Link to post
Share on other sites
obras-primas q são escritas em forma de quadrinhos merecem tanto reconhecimento quanto obras-primas q são escritas em forma de livro.

 

uma coisa q eu esqueci de dizer: hqs ruins devem ter o mesmo status de livros ruins.

 

isso faz sentido... cool 02 

 

sem duvida, Lucy.. contudo, ainda nao deixam de ser linguagens diferentes, e pelo fato de serem popularmetne massificadas, nao alcancem (ao menos aqui) o mesmo status q tem nos paises europeus..

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Sinto-me numa posição meio que herética (pois adoro HQs) e pouco à vontade ao escrever o que vou escrever, mas... Lá vai: concordo com Tony Long, quadrinhos NÃO É LITERATURA!!

 Não posso me furtar de dizer que não gostei do tom jocoso e ironico deixado expresso no fato de nem ao menos leu o material criticado mas, assim como ele, vejo os Quadrinhos como um outro tipo de Arte que não Literatura. 

 Caso assim não fosse, não seria chamada de 9ª Arte... 05    
The Deadman2006-11-14 10:03:40

Share this post


Link to post
Share on other sites

É diferente de Literatura, assim como Teatro é diferente de Cinema. Mas, sim, pode ter mesmo status de Literatura.

Esse negócio de que Quadrinhos é uma arte inferior é conversa fiada. Tem o mesmo status que qualquer outra arte.

 

Um "Preacher", "V de Vingança" ou "Watchmen" chegam a ser melhores que muitos clássicos literários.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu tb concordo - quadrinhos não é literatura...aliás, se não me engano História em Quadrinhos ganhou o selo de "a nona arte". Ninguém falou que quadrinhos é inferior, mas apenas que é uma mídia diferente...pode até ganhar o tal prêmio, mas o carinha tem o direito de contestar.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sou o contrário, querer comparar quadrinhos com literatura é um absurdo. Mas estou defendendo os quadrinhos. Não é feita somente por palavras, mas por imagens. Ou seja, é uma mistura de livros com quadros.

Pegue um Corto Maltese da vida. Fantástico, genial! Além de ter um enredo formidável, e o desenvolvimento muito bom, os traços são geniais. Sem contar a precisão histórica da caracetrização do ambiente, dos personagens, dos objetos, que um livro não se preocuparia tanto...

 

Mas, de fato, uma coisa que prejudica muitos quadrinhos é como eles originalmente foram feitos. Muitos precisavam ter uma história curta pois eram publicadas em jornais, e isso poderia comprometer o desenvolvimento dos elementos narrativos.
Conan o bárbaro2006-11-19 23:35:12

Share this post


Link to post
Share on other sites

É diferente de Literatura' date=' assim como Teatro é diferente de Cinema. Mas, sim, pode ter mesmo status de Literatura.

Esse negócio de que Quadrinhos é uma arte inferior é conversa fiada. Tem o mesmo status que qualquer outra arte.

 

Um "Preacher", "V de Vingança" ou "Watchmen" chegam a ser melhores que muitos clássicos literários.
[/quote']

 

mas ninguem falou q quadrinos é arte inferior, é apenas mais uma hehehe02

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Então eu não sou muito de ler livros e leio mais quadrinhos....

 

 

e acho q livro é uma coisa e quadrinho é outra....

 

 

livro deixa sua imaginação espandir mais que os quadrinhos....

 

e os dois são formas de arte diferentes...quadrinhos tem uma arte muito diferente pois alem das historias, tem os desenhos etc...

 

livro é mais uma historia que te envolve te faz imaginar mais coisas...etc

 

 

como sou lento pra ler e num tenho muita paciencia leio quadrinhos...que são mais rapidos de ler etc....eu gosto mais...

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

Eu penso que quadrinhos são obras literárias, e, como tal, podem (e devem) ser chamadas literaturas. Ou um livro infantil ilustrado como, por exemplo, o original de Alice no País das Maravilhas não é literatura???

Eu tenho um blog http://www.www.reviewsemquadrinhos.com.br que trata basicamente de quadrinhos, porém há livros ali no meio. Amanhã mesmo vou postar meus comentários sobre Solaris do Stanislaw Lem... Ambos para mim tem o mesmo status, e as diferenças estão em bons e ruins. Não em livros e quadrinhos

 

rodrigoscama2006-12-05 15:51:30

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Calma aí' date=' há uma diferença entre dizer "quadrinhos são arte" e "quadrinhos são literatura".

 

Para mim, quadrinhos são arte, tão arte quanto um livro, um filme ou uma música. Mas não entendo a revolta de Gaiman; afinal, quadrinhos não são mesmo literatura - são quadrinhos, ora. Outro tipo de linguagem, outro tipo de arte - mas ainda assim arte. Simples. Long foi interpretado erradamente.
[/quote']

 

 

estuda um pouco então...0606

 

 

 

ou vc não conhece o termo "arte sequencial"...

 

 

Portanto...

 

arte sequencial é a mistura da literatura com a arte pintada e desenhada...

 

e mais, a arte sequencial veio antes mesmo da literatura.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que a discussão se quadrinhos é literatura ou não é um tanto ridícula... Primeiro, pelo que vemos por parte do carinha que diz que não é, ele só considera literatura livros que sejam apenas escritos... Por esse primas, realmente, quadrinhos não se encaixam como literatura.. Contudo, venho discordar dele... Acho que quadrinhos são sim literatura e alguns de excelente qualidade (como Liga Extraordinária, Sandman, Watchman, V, Quatro Estações, Marvels, Reino do Amanhã, entre tantas outras)... A declaração dessa pessoa só deixou claro um enorme preconceito que ainda existe no mercado editorial mundial...

 

The Spartan

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa tarde. Amigose e Amigas! 05.gif

 

 

 

Eu estava pesquisando um pouco para poder dizer sim ou não, e cheguei a conclusão que sim, quadrinhos são literatura, um conjunto obra escrita intelectual.

 

 

 

T+! 16.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites
Puts...posso substituir um livro de Dostoieviski por uma bela leitura de um quadrinho do TIO Patinhas' date=' sim Tio Patinhas tb é um quadrinho...logo quadrinhos são gibis...logo já passei da idade de ler...03[/quote']

 

Não precisa ler um quadrinho do “Tio Patinhas” para denegrir os quadrinhos. Basta ler um livro do Paulo Coelho, que você vai denegrir a literatura. 12

Share this post


Link to post
Share on other sites

Puts...posso substituir um livro de Dostoieviski por uma bela leitura de um quadrinho do TIO Patinhas' date=' sim Tio Patinhas tb é um quadrinho...logo quadrinhos são gibis...logo já passei da idade de ler...

 

 

 

[/quote']

 

Não precisa ler um quadrinho do “Tio Patinhas” para denegrir os quadrinhos. Basta ler um livro do Paulo Coelho, que você vai denegrir a literatura.

 

 

 

 

Concordo com vc Plutão...tem gente que acha que o Paulo Coelho escreve literatura 12.gif07.gifKikas2007-04-08 19:00:30

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

×