UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena
Sign in to follow this  
Minduim

Internetês

Recommended Posts

EU CONSIDERO VÁLIDO A LINGUAGEM CRIADA PRA INTERNET. ISSO SE CHAMA NEOLOGISMO.

ATÉ PORQUE A LÍNGUA PORTUGUESA É CHEIA DE REGRAS e EXCEÇÕES. OS PROFESSORES DO IDIOMA NÃO EXPLICAM DE UMA MANEIRA ADEQUADA e BATE UMA MÁ VONTADE DE APRENDER ESSA LÍNGUA. 06

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sério, tirando os hahahas,hehehes....como vcs conseguem aguentar o internetês?

 

Dook, Serge....vcs dois poderiam contribuir acabando com essa nova "língua"...

 

Eu estou armando uma campanha anti-internetês..

 

Alistem-se!

 

Heheh..brincadeira!05
Olórin,o Ainur2007-02-06 18:38:18

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uso "pq", "vc" e "tmb" com certa frequência.
Ao meu ver, isso é tolerável, se usado somente na internet.

Agora, escrever coisas do tipo: "hUuMm BeZUuH Pláh vOxêeEÊ MiguxAaaAaAHhhH, tE Adolúuuúúú du fundUh DoO mEuh CoLaAçauUmM ;)~~" ?! 
Isso é terrível. 0709
black_rose2007-02-08 03:24:25

Share this post


Link to post
Share on other sites

Por enquanto, o tópico está tão estúpido quanto aquilo que o próprio se propõe a debater...

 

Eu inclusive, só enchi linguiça falando de miguxa,etc..

 

Tá na hora de voltarem os argumentos de verdade, que defendam a proliferação do internetês ou que peçam  a banição desta prática esquálida!

 

Quem começa?

 

Sou absolutamente contra, salvo raras exceções.

 

Tudo bem que toda língua acaba sofrendo metamorfoses com o passar dos tempos, incorporando outros vocabulários por consequência de uma mudança até pensamento de geração para geração.Um exemplo é o Latim que se ramificou em tantas outras milhares de sub-linguas...

 

Eu não estou "bravo" ou irritado com o conteúdo dos debates por aqui....só acho que deveríamos discorrer um pouco mais seriamente.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pra mim o internetês em geral é mais fruto da ignorância das pessoas em relação à língua portuguesa (ignorância essa provocada pelo nosso ensino defeituoso) a preguiça em escrever correto.

 

(Eu consigo contar nos dedos quantos amigos meus sabem usar a crase, a diferença entre tem/têm, vem/vêm, mas/mais etc, e são todos da classe média 09)

 

A maioria acaba apelando pra abreviações e estrangeirismos porque não sabem escrever da forma como se deve.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Por enquanto, o tópico está tão estúpido quanto aquilo que o próprio se propõe a debater...

 

Eu inclusive, só enchi linguiça falando de miguxa,etc..

 

Tá na hora de voltarem os argumentos de verdade, que defendam a proliferação do internetês ou que peçam  a banição desta prática esquálida!

 

Quem começa?

 

Sou absolutamente contra, salvo raras exceções.

 

Tudo bem que toda língua acaba sofrendo metamorfoses com o passar dos tempos, incorporando outros vocabulários por consequência de uma mudança até pensamento de geração para geração.Um exemplo é o Latim que se ramificou em tantas outras milhares de sub-linguas...

 

Eu não estou "bravo" ou irritado com o conteúdo dos debates por aqui....só acho que deveríamos discorrer um pouco mais seriamente.

 

 

 

Estes bárbaros não tem cultura alguma. Olha só como escrevem:06

 

h A,%20æ r A,%20æ l t,%20ð,%20d,%20Tyr r : k,%20g u,%20o,%20ø n u,%20o,%20ø k,%20g r : b,%20p A,%20æ %20þ,%20th : k,%20g A,%20æ u,%20o,%20ø r u,%20o,%20ø A,%20æ

k,%20g u,%20o,%20ø b,%20p l : %20þ,%20%20th A,%20æ u,%20o,%20ø s i,%20e : A,%20æ f,%20vt,%20ð,%20d,%20Tyr : k,%20g u,%20o,%20ø r m : f,%20v A,%20æ %20þ,%20%20th u,%20o,%20ø r : s i,%20e n


A,%20æ u,%20o,%20ø k,%20g : A,%20æ f,%20vt,%20ð,%20d,%20Tyr : %20þ,%20%20th a u,%20o,%20ø r u,%20o,%20ø i,%20e : m u,%20o,%20ø %20þ,%20%20th u,%20o,%20ø r : s i,%20e n A,%20æ : s A,%20æ


h A,%20æ r A,%20æ l t,%20ð,%20d,%20Tyr r : i,%20e A,%20æ s : s aR : u,%20o,%20ø A,%20æ n : t,%20ð,%20d,%20Tyr A,%20æ n m A,%20æ u,%20o,%20ø r k,%20g


A,%20æ l A,%20æ : A,%20æ u,%20o,%20ø k,%20g : n u,%20o,%20ø r u,%20o,%20ø i,%20e A,%20æ k,%20g

Share this post


Link to post
Share on other sites

A prisão da língua

Avança o projeto de lei que proíbe palavras estrangeiras. A vítima será o idioma português

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados deu um passo atrás há uma semana. O grupo aprovou por unanimidade o projeto do deputado federal Aldo Rebelo, do Partido Comunista do Brasil, que pretende banir o uso de palavras estrangeiras em anúncios publicitários, meios de comunicação, documentos oficiais, letreiros de lojas e restaurantes. Caso o projeto se torne lei, quem for comprar um mouse para o computador terá de procurar na prateleira por um "rato". Aliás, ao comprar o próprio computador, terá de pedir ao lojista por um "ordenador". Não se poderá mais promover shows, e sim apresentações musicais... e por aí afora. O projeto de Rebelo, que já passou pelo Senado, será agora encaminhado à votação no plenário da Câmara. Caso ele seja aprovado, o Congresso terá deflagrado um retrocesso sem precedentes na história da língua portuguesa. O projeto se baseia na premissa desmiolada de que o português estaria ameaçado pela invasão de termos em inglês usados pela população, principalmente aqueles trazidos pelas novidades tecnológicas.

 

O resto da matéria,opinem.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

 

 

 

 

 

Exagero. Tem coisas q eu considero ridículas e desnecessárias, como uma loja q eu vi não lembro onde e cujo letreiro dizia bags and shoes, ao invés de bolsas e sapatos ou bolsas e calçados. As pessoas fazem isso pq acham mais bonito. Ou seja, não tem nenhum bom motivo pra isso. E é péssimo pra quem não sabe inglês. Mas eu não vejo problema em certas palavras, como show ou mouse. E mudá-las, geraria um grande problema de adaptação. Existem palavras amplamente usadas pelos brasileiros para substituir o bags and shoes do letreiro da loja, e esse tipo de substituição seria boa para as pessoas q não sabem inglês. Em compensação, show é uma palavra a qual todos estão acostumandos e todo mundo entende. Forçar uma mudança não seria muito útil, pq todos continuariam dizendo show.

 

Sobre o tema do tópico...

É idiotice dizer q se uma pessoa usa internetês, ela está fadada a desaprender como escrever direito. É perfeitamente normal q existam diferentes tipos de linguagem para diferentes situações. Se alguém se enrola e não consegue usar a linguagem apropriada para cada momento, o problema está na pessoa, e não na linguagem. Não sou contra o internetês. Uso moderadamente: q, pq, qnd, tbm, vc e kd. O q me irrita é o exagero, q acaba deixando os textos incompreensíveis.

 

Lucy in the Sky2008-02-24 16:20:27

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu sou a favor dessa lei. Palavras estrangeiras acabam com qualquer idioma, sem falar que a grande maioria dessas palavras são totalmente desnecessárias, como 'delivery', 'check-up', 'personal bank', 'feedback', '% OFF' entre outras..

Pode parecer que não, mas um novo idioma vai surgindo a partir dessas pequenas palavras que vão invadindo nosso vocabulário. Só para constar, algumas palavras que hoje fazer parte da língua portuguesa vieram de outras idiomas como por exemplo 'maquiagem', 'bonde', 'estresse'..

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom, implantam essa lei, mas se esquecem de oferecer um ensino de qualidade às pessoas que só podem contar com a rede de ensino pública; não remuneram os professores à altura da importância do cargo; permitem que os analfabetos votem, passando, paternalmente, a mão na cabecinha deles; tiram a obrigatoriedade do ensino de Latim nas faculdades de Letras etc. Ou seja, estão muito e deveras preocupados com o vernáculo. Por essas e outras que o Raymundo Faoro não estava brincando quando defendeu a candidatura do Lula à Academia Brasileira de Letras...J. de Silentio2008-02-25 16:02:33

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

 

 

Eu sou totalmente contra essa lei e concordo com o texto

quando este diz que se for aprovada resultará em um grande retrocesso para a

língua portuguesa. Acho ridículo esse tal medo que a "invasão de termos em

inglês usados pela população" vá ameaçar a língua portuguesa. É claro que,

como mencionado anteriormente aqui, há certos exageros, mas nada que necessite

de uma lei para ser controlada. A língua é muito dinâmica e vai se modificando

o tempo todo, isso faz parte de seu processo natural e faz com que ela cresça.

Uma língua perfeita é uma língua morta, já que a esta não se acrescentará

nenhum vocábulo nem se modificará nada. O nosso idioma está cheio de palavras

estrangeiras e muitas já fazem parte "oficialmente" do português,

assim como esses idiomas estrangeiros também possuem palavras que originam de

outros idiomas e assim a língua é construída. A maioria desses termos,

principalmente os trazidos pelas novas tecnologias, já fazem parte do nosso

dia-a-dia e vai criando raízes em nossa cultura, ou seja, tendem a se integrar

ao nosso idioma. Alguns vocábulos vão caindo em desuso e outros vão surgindo, é

assim que a língua se mantém viva.

 

 

 

Referente ao tema do tópico:

 

Não condeno o uso do internetês, porém acho que ele deve ser empregado com

moderação. Quando vejo um texto escrito quase que inteiramente nessa

"linguagem" nem leio. Primeiro porque é muito cansativo e, segundo

porque me passa a impressão de que o autor é meio desleixado e que o texto

escrito não tem muita importância. Uso o internetês de vez em quando, mas prezo

pela boa ortografia, principalmente quando se coloca algo na internet, pois na

condição de meio de comunicação deveria divulgar o português correto e deixar

estas variantes para os meios onde é apropriada, como um bate-papo, por exemplo.

 

 

 

 

Olorin2008-02-25 17:55:28

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

×