Jump to content
Forum Cinema em Cena
Tannenbaum

Central de Notícias

Recommended Posts

É tem que se tomar cuidado com isso de bater, pq em alguns casos mais se traumatiza do que resolve o problema!

 

 

 

Coreia do Norte lança novo míssil de curto alcance

Tanques sul-coreanos fazem exercício militar perto da fronteira com a Coreia do Norte.

A Coreia do Norte lançou um novo míssil de curto alcance no Mar do Japão, informou nesta sexta-feira a agência de notícias sul-coreana "Yonhap". Os norte-coreanos não confirmam o lançamento.

Segundo a "Yonhap", a Coreia do Norte disparou um míssil terra-ar de curto alcance da base de Musudan-ri, no nordeste do país, por volta das 18h12 hora local (6h12 horário de Brasília). O último projétil seria de um novo tipo, diferente dos anteriores, capaz de alcançar uma distância de 160 quilômetros, de acordo com a agência de notícias.

Desde o começo da semana, o regime norte-coreano já disparou seis mísseis de curto alcance, todos na sua costa oriental, e efetuou, na segunda-feira, seu segundo teste nuclear subterrâneo. A Rússia afirmou que a magnitude do teste foi de até 20 quilotons, equivalente à bomba atômica lançada sobre a cidade japonesa de Nagasaki no fim da Segunda Guerra Mundial.
Nesta sexta-feira, o regime comunista norte-coreano ameaçou com novas medidas em defesa própria, se o Conselho de Segurança da ONU aprovar novas sanções em represália por seu teste nuclear.
A Coreia do Norte advertiu a ONU que a aprovação de novas sanções contra seu teste atômico poria fim ao armistício em vigor desde 1953 na península coreana.

"Uma atividade hostil do Conselho de Segurança da ONU será equivalente à anulação do acordo de armistício da Guerra da Coreia (1950-53)", disse hoje o Ministério de Exteriores norte-coreano em comunicado publicado pela agência oficial "KCNA".

Nunca foi feito um tratado de paz para a Guerra da Coreia (1950 - 1953), apenas a assinatura de um armistício, proposta pela Índia, entre China, Coreia do Norte e Estados Unidos, em representação do exército pela bandeira da ONU.

HERALD TRIBUNE

Em conversa por telefone na quinta-feira (28) à noite, o primeiro-ministro do Japão, Taro Aso, e o premiê britânico, Gordon Brown, concordaram sobre a necessidade de uma nova resolução da ONU que inclua sanções adicionais ao regime de Pyongyang. O governo japonês também destacou o papel da Rússia na aprovação de uma nova resolução.

Disputa naval


A Coreia do Sul acredita que Pyongyang esteja preparando novas provocações depois que barcos de pesca chineses foram vistos deixando as águas fronteiriças do Mar Amarelo. Muitos acreditam que o Norte possa optar por um confronto naval, já que a região deveria estar cheio de barcos pesqueiros devido ao início da temporada de pesca do caranguejo.
No entanto, Geoff Morrell, porta-voz do Pentágono, afirmou que os EUA não viram sinal de atividade militar que acompanhe a "linguagem agressiva" da Coreia do Norte nos últimos dias.
As Coreias travaram duas disputas navais nos últimos dez anos, em 1999 e em 2002, e Pyongyang afirmou que uma próxima pode acontecer em breve.

"Agora que falam sobre uma guerra, nós, pescadores, estamos preocupados", disse Kim Jae-sik, um pescador de 48 anos da ilha Yeonpyeong. A ilha se localiza em águas que Pyongyang diz ser suas, mas que foram ocupadas por Seul desde a Guerra da Coreia, na década de 1950.

Ow,  que estão esperando p/ barrar esse Pyongyang antes que ele comece a brincar de guerrear p/ valer?...aff 13 11 09

 
MariaShy2009-05-29 14:01:42

Share this post


Link to post
Share on other sites

Internada na Suíça brasileira acusada de simular ataque

A brasileira Paula Oliveira foi internada ontem em um hospital psiquiátrico em Zurique, na Suíça, três meses depois de ter simulado um ataque neonazista. Fontes do Judiciário local confirmaram a informação, mas disseram que a internação não foi feita por ordem judicial. A decisão teria partido de médicos e da própria família.

Em fevereiro, Paula, de 27 anos, foi protagonista de uma saia-justa entre a diplomacia suíça e brasileira. Ela afirmou à polícia local que havia sido vítima de um ataque xenófobo em uma estação de trem no subúrbio da cidade, onde morava com o namorado Marco Trepp.

A brasileira afirmou que seu corpo foi marcado pelos agressores com a sigla do SVP (Partido do Povo Suíço), maior partido de direita do país. Paula ainda contou que o ataque teria feito com que ela abortasse de gêmeos e acusou os policiais que a atenderam de terem desconfiado da veracidade da história. O governo brasileiro entrou no caso e até o embaixador da Suíça no Brasil foi convocado pelo Itamaraty para dar explicações.

Paula está sendo alvo de um processo por falso testemunho, mas sua condição psiquiátrica é instável. Seu advogado, Roger Muller, confirmou que Paula está tendo "acompanhamento profissional", mas não quis entrar em detalhes. Ela foi levada ontem para uma clínica apresentando um quadro tido como "complicado". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Eu que o diga... Antes meu pai tivesse usado só essa varinha fininha...

 

... longe de mim fazer apologia a violência. Só que  cada vez mais os pais passam a função da educação à escola.

Em entrei várias vezes na varinha fina, não fui espancada, mas educada, uma varadinha não mata ninguém! Eu era muito 'moleque' e não me tornei uma pessoa revoltada, nem precisei de psicólogo, bem maluco todo mundo é um pouco, mas ainda não estou babando! 06

Share this post


Link to post
Share on other sites
Ah' date=' lá em casa era porrada por tudo e qualquer coisa... Meu pai adorava usar essas varinhas de bambu... Fios... De um tudo...[/quote']

 

Bárbara, infelizmente existem pessoas que sentem prazer em praticar tal violência, não foi minha intenção - ao fazer o comentário - trazer a tona lembranças tristes.

 

 

 

29/05/2009 - 18h56 <?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Corpo em porão pode ser de Rosa Luxemburgo, diz legista alemão

 rosa_luxemburgo_01.jpg

 

MARCIO DAMASCENO
da BBC

Um cadáver guardado há décadas no porão do hospital universitário Charité, uma das mais importantes instituições científicas da Alemanha, pode ser o da famosa revolucionária Rosa Luxemburgo, informou o diretor do departamento de medicina legal da instituição, Michael Tsokos. "Há semelhanças espantosas com Rosa Luxemburgo", disse o especialista.

Militante marxista, Luxemburgo foi assassinada com um tiro na cabeça em janeiro de 1919, após ser sequestrada e espancada por membros de uma organização paramilitar, a mando do governo social-democrata alemão. Depois, o seu corpo foi jogado em um canal fluvial de Berlim. Um corpo encontrado no canal no dia 31 de maio de 1919 foi enterrado como sendo o de Luxemburgo.

Tsokos diz crer, com base na análise do relatório da necropsia realizada na época, que o corpo enterrado como sendo o da revolucionária era de uma outra mulher, provavelmente alguém que se suicidou no mesmo canal.

Nas anotações, os legistas da época não atestam uma diferença no tamanho das pernas do cadáver, nem outras características físicas peculiares a Luxemburgo, que apresentava uma deformação na coluna e, por causa dela, andava mancando. Na cabeça necropsiada também não havia marcas de tiro. "Sob pressão dos militares, que tinham pressa em resolver o caso, os médicos emitiram o atestado usando uma outra morta afogada", avalia Tsokos.

O túmulo de Luxemburgo se encontra vazio, depois de ter sido saqueado pelos nazistas em 1935.

Conforme o especialista, o cadáver encontrado no Charité --apenas um torso de mulher, sem cabeça, mãos nem pés-- foi submetido a vários exames, até tomografia computadorizada. "A mulher sofria de artrose e tinha pernas de comprimentos diferentes, exatamente como Rosa Luxemburgo", acrescentou.

De acordo com resultado de análises laboratoriais para determinar a idade, a morta tinha entre 40 e 50 anos. Luxemburgo tinha 48 anos quando morreu.

Para Tsokos, a falta de pés, mãos e cabeça seria resultado dos arames de aço que foram amarrados com pesos nos pulsos, tornozelos e no pescoço para que o corpo não retornasse à superfície. O especialista diz que acredita ser possível que os fios metálicos e a correnteza da água tenham provocado a separação dos membros.

Ele reconhece, no entanto, que só poderá ter a prova definitiva por meio de exames de DNA. "Só assim poderemos ter uma identificação inequívoca", afirma. Tsokos espera comparar o material genético com mostras retiradas de uma sobrinha de Luxemburgo, que viveria em Varsóvia, para comprovar a identidade do corpo.

Deputados da oposição, líderes do partido de esquerda Die Linke (A Esquerda, em alemão), reivindicaram nesta sexta-feira a intervenção do governo alemão para que esse mistério seja esclarecido. A revolucionária é padroeira da agremiação.

fonte:http://www1.folha.uol.com.br/folha/bbc/ult272u573938.shtml

 

 

Entre as suas principais obras destaca-se: A Polónia independente e a causa dos operários; Reforma social ou Revolução; O Socialismo e as Igrejas; A crise da Social Democracia; A Revolução Russa; A que se propõe o grupo Espártaco.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Relaxa Laure, de boa. Você não tinha como saber, e apenas usei a notícia e os comentários de vocês pra comentar também, nada além disso...

Sem stress!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Deputado envolvido em acidente de carro no PR renuncia

O deputado estadual do Paraná Fernando Ribas Carli Filho (PSB) encaminhou na tarde de hoje um ofício ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Nelson Justus (DEM), renunciando ao mandato. Carli Filho está internado em um hospital de São Paulo depois de se envolver em um acidente, na madrugada do dia 7, em Curitiba, que resultou na morte de dois jovens. Exames mostraram que o então deputado estava alcoolizado.

 

Com base em testemunhas e no estado em que ficaram os dois carros, a polícia não tem dúvidas também sobre o excesso de velocidade. Com a renúncia, cessa a sindicância aberta pela Corregedoria da Assembleia, que poderia resultar na cassação. Ele também perde direito a foro privilegiado e deve ser julgado na Justiça comum.

 

Carli Filho é acusado de ter provocado o acidente, pois estaria embriagado e conduzindo a 190 quilômetros por hora. "Precisamos saber a versão dele nesse depoimento", disse o advogado da família, Elias Mattar Assad. No último domingo, 500 pessoas, entre familiares e amigos das vítimas, realizaram uma passeata em Curitiba para pedir justiça e pressionar os deputados estaduais a cassarem o mandato de Carli Filho.

Kikas2009-05-30 11:23:48

Share this post


Link to post
Share on other sites
Será que ele renunciou pq se fosse cassado não poderia futuramente se candidatar, não? [/quote']

 

Com certeza, mas se o povo tiver memória curta ele ganha07

Share this post


Link to post
Share on other sites

By the way,  já soube de baderneiros que se tornaram depressivos por terem provocado acidente com morte.

 

 

Advogada ganha frigobar na prisão, e OAB quer também ar-condicionado

UOL Notícias

Uma advogada acusada de corrupção e tráfico de drogas ganhou na Justiça de Alagoas o direito de ter um frigobar dentro da cela do presídio Santa Luzia, onde está presa desde setembro de 2008, em Maceió.

A permissão foi dada pelo juiz da Vara de Execuções Penais, Ricardo Jorge. Segundo o magistrado, que assinou a autorização, Mary Any Vieira Alves tem direito ao frigobar por ter formação de nível superior especial. "Ela está presa há mais de seis meses e não há impedimento para a entrada de um frigobar na cela", afirmou.

DESIGUALDADE DE CONDIÇÕES NA PRISÃO

              29presidio.jpg

Enquanto presos tem ar-condicionado e ventilação, celas do sistema prisional alagoano estão tomadas pelo mofo e precisam de reformas

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Alagoas afirma que os advogados têm direito a vantagens em relação aos presos de outros cursos superiores. Por isso, solicitou ainda que a direção do presídio fizesse uma adaptação que garanta a instalação de um ar-condicionado no local onde ela está presa, que será doado pela própria entidade.

"Frigobar para todos os presos"


Jarbas Souza, presidente do Sindapen (Sindicato dos Agentes Penitenciários), afirma que a decisão revoltou os demais presos. Por isso, o sindicato pretende iniciar uma campanha inusitada. "Vamos fazer campanha agora para que todos os detentos tenham frigobar na cela. O cidadão tem que ter direitos iguais", disse. Segundo ele, "existe um decreto estadual, de fevereiro de 2000, no qual não constam essas regalias".

O juiz Ricardo Jorge confirmou a existência do decreto, mas alega que a determinação não atinge o caso de Mary Any. "Existe de fato um decreto estadual que não autoriza a entrada de televisão e aparelhos nos presídios. Mas isso não serve para presos especiais", assegurou o magistrado.

Mesmo doando o aparelho, o presidente da Ordem também afirma que gostaria de ver todas as regalias em presídios e em foros acabarem no país. "Pessoalmente, sou contra qualquer tipo de regalia, mas enquanto estiver na lei, vou fazer o quê?"

 

A lei é esquisita no Brasil.

Um amigo advogado conseguiu aqui que um amigo dele preso tivesse um monte de regalias, como pizza e tals.

Ele alegou que a lei havia privado o herege da liberdade, não das outras coisas.

Aff! 09
MariaShy2009-05-30 17:23:47

Share this post


Link to post
Share on other sites

Juro que por essa eu não esperava... 09 17 13 13 13

 

Fenômeno Susan Boyle perde programa de calouros no Reino Unido

Cantora foi superada pelo grupo de dança Diversity e ficou em segundo.
Ela apresentou música que a consagrou, 'I dreamed a dream'.

O mundo todo esperava, mas o público que votou na grande final do programa "Britain's got talent" não quis: Susan Boyle, maior fenômeno recente da música britânica perdeu o prêmio principal para um grupo de dançarinos chamado Diversity.

A última etapa da atração aconteceu neste sábado (30), e Boyle deixou de faturar o prêmio de 100 mil libras (aproximadamente R$ 320 mil), e a oportunidade de se apresentar diante da rainha, durante o Royal Variety Show.

Vestindo um elegante longo prateado –bem diferente do estilo simples apresentado na primeira etapa da da competição–, ela cantou a mesma música que a consagrou: “I dreamed a dream”, do musical “Les misérables”. 

No fim da apresentação, disse que queria agradecer o apoio de todos, de sua cidade natal e também do público. “Foi uma semana de muita pressão para todos nós. Mas valeu muito a pena. Me sinto em casa no palco. Afinal, estou entre amigos”, afirmou Boyle.

Após o show, a escocesa foi aplaudida de pé tanto pelo público quanto pelo jurados, que a exemplo das outras apresentações, foram só elogios para a cantora. "Você foi o centro das atenções do mudo, saíram notícias negativas a seu respeito. Mas eu só conseguia pensar que, para responder aos críticos, você deveria subir neste palco e cantar a canção pela qual nos apaixonamos, ainda melhor do que na última vez", afirmou Piers Morgan, um dos jurados. "Eu deveria ser imparcial, mas esqueça! Você é a melhor e deveria vencer essa competição."

Conhecido como durão, Simon Cowell também apoiou a competidora. "Você tinha todo direito de sair do programa. Muita gente disse que você não deveria estar aqui. Ganhando ou perdendo, você voltou, enfrentou os críticos e os superou. Isso é o mais importante. O que quer que aconteça, você pode sair daqui de cabeça erguida."

Pronta para faturar

A escocesa de cabelo rebelde, não se parece em nada com uma estrela. É gordinha, de aparência melancólica e não tem o sorriso típico das celebridades. Mas sua voz de ouro a tornou uma das favoritas no “Britain's got talent” e celebridade da internet. O vídeo da primeira apresentação da caloura no programa já ultrapassou a marca dos 60 milhões de acessos no YouTube.

Com um fã-clube de famosos, que inclui a atriz Demi Moore e a cantora Cyndi Lauper, Boyle ofuscou todos os outros candidatos. Especialistas na área de entretenimento afirmaram ao jornal “Telegraph” que o interesse do público por Boyle não deve diminuir com o fim do programa. Paul Pott, primeiro vencedor da atração em 2007, faturou quase cinco milhões de libras, e a cantora escocesa deve superá-lo facilmente.

Alguns grandes nomes da música já manifestaram vontade de gravar com Boyle. Elaine Paige, a heroína da competidora, e Andrew Lloyd Webber também consideraram parcerias com ela. Fontes da indústria fonográfica cogitam, no entanto, que a prioridade de Boyle é gravar um álbum para o selo Syco, de Simon Coweel, produtor e jurado do programa.

As apostas para o álbum são grandes, já que Boyle, ao contrário dos competidores anteriores do “Britain’s got talent”, ganhou fama internacional e sua vida vem sendo acompanhada dia-a-dia por paparazzi, jornalistas e pelo público do mundo todo. Sua simples aparição provoca tanto ou mais comoção do que sua música.

Mas até agora o sucesso não trouxe nenhum retorno financeiro para Boyle. “Pelo que podemos perceber, não acho que ela teve retorno financeiro algum, o que é uma vergonha”, explica Matt Fiorentino, porta-voz da Visible Measures, uma empresa de Massachusetts que acompanha os sucessos do YouTube.

“Nós contamos centenas de milhares de comentários sobre ela, e o público está ávido por um álbum. As pessoas realmente se apaixonaram por ela”, diz Fiorentino.

Segundo ele, a primeira performance de Boyle - quando ela surpreendeu os céticos jurados e a plateia com sua voz de anjo - foi perfeita para o YouTube. Se tornou o quinto vídeo mais visto de todos os tempos. “Ela tem a história perfeita para este tipo de mídia”, avalia Fiorentino. “As pessoas a julgaram pela aparência, e aí ela revelou essa voz fantástica e se tornou um sucesso."A competição se tornou o único assunto em Blackburn, o pequeno vilarejo escocês onde Susan Boyle era uma cantora comum nas noites de karaokê do pub local. “Estamos todos torcendo por ela”, contou o gerente do pub Jackie Russel, antes da final do programa. "O melhor ainda está por vir”, apostou, certeiro.

Telões foram instalados no vilarejo e estava prevista uma festa no centro comunitário onde Susan era voluntária.

 

0,,20931524-EX,00.jpg  

0,,20931531-FMM,00.jpg 

Share this post


Link to post
Share on other sites

A maior palavra da língua portuguesa?

Segura aí: é pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiótico. Abaixo, você vai ver que o significado desse palavrão de 46 letras é simples. O vocábulo ganhou registro definitivo em 2001, quando apareceu no dicionário Houaiss e fez outras palavras enormes comerem poeira. Antes, o título pertencia ao advérbio "anticonstitucionalissimamente", que tem 29 letras e descreve algo que é feito contra a constituição.

O vice era "oftalmotorrinolaringologista", com 28 letras, que se refere ao especialista nas doenças dos olhos, ouvidos, nariz e garganta. O Houaiss é o campeão de palavras na língua portuguesa, com 228 500 verbetes. Ele não traz, por exemplo, palavras da química que têm dezenas de sílabas, usadas para definir compostos.

Uma delas é tetrabromometacresolsulfonoftaleína, que tem 35 letras e indica um corante usado em reações. "Palavras como essa são muito específicas e só aparecem em glossários de terminologia química", diz o filólogo Mauro Villar, do Instituto Antônio Houaiss.

Olha o palavrão

Entenda cada parte desse vocábulo de 46 letras

Pnmeumoultramicroscópico

Pneumo - Pulmão
Ultra - Fora de

Microscópico - Muito pequeno

 

Silicovulcanoconiótico

Sílico - Vem de silício, um elemento químico presente no magma vulcânico
Vulcano - Vindo de um vulcão
Coniótico - Vem de coniose, doença causada por inalação de pós em suspensão no ar

 

Tudo isso junto...

Pessoa que sofre de uma doença pulmonar, a pneumoconiose, causada pela aspiração de cinzas vulcânicas

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas até agora o sucesso não trouxe nenhum retorno financeiro para Boyle. “Pelo que podemos perceber' date=' não acho que ela teve retorno financeiro algum, o que é uma vergonha”, explica Matt Fiorentino, porta-voz da Visible Measures, uma empresa de Massachusetts que acompanha os sucessos do YouTube.

[/quote']

Não tem pq não quer..e a proposta de 1 milhão pela tarraqueta dela..?05

Share this post


Link to post
Share on other sites

Morre aos 97 anos última sobrevivente do Titanic

Millvina Dean tinha 2 meses quando embarcou no transatlântico.
Viagem malfadada do navio ocorreu em 1912.

Millvina Dean, a última sobrevivente do naufrágio do Titanic, morreu neste domingo (31) aos 97 anos de idade, informaram seus filhos ao canal público de TV BBC.

Millvina, que morreu em Hamspshire, no sul da Inglaterra, onde vivia, era um bebê de apenas nove semanas de vida quando o famoso transatlântico afundou após bater em um iceberg no meio do oceano Atlântico, em 15 de abril de 1912.

Ela esteve entre os 706 sobreviventes de uma catástrofe marítima que custou a vida de 1.517 pessoas e tornou o Titanic uma lenda. A família Dean viajava no navio para começar uma nova vida e abrir uma loja de tabaco no Kansas (EUA).

Georgetta, mãe de Millvina, e Bert, seu irmão de 2 anos, também sobreviveram, mas seu pai, Bertram, estava entre os mortos.

Após a catástrofe, a família Dean voltou a Southampton, porto do sul da Inglaterra de onde zarpou o Titanic e onde Millvina passou praticamente o resto de sua vida.

Apesar de não lembrar do ocorrido, Millvina sempre disse que o naufrágio do Titanic mudou sua vida. "Se não fosse por esse navio que afundou, agora eu seria uma americana", contou certa vez.

A sobrevivente do naufrágio disse que nunca viu o filme "Titanic" (1997), de David Cameron, nem as várias reportagens já feitas sobre o navio, por considerá-las "mórbidas" e nunca se cansou de contar a história.

"Gosto de contar, porque todo mundo se juntava em volta de mim. E pude viajar para muitos lugares graças a isso e conhecer muita gente. Não poderia me cansar, não sou desse tipo de gente", comentou.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A sobrevivente do naufrágio disse que nunca viu o filme "Titanic" (1997)' date=' de David Cameron, nem as várias reportagens já feitas sobre o navio, por considerá-las "mórbidas" e nunca se cansou de contar a história.

[/quote']

 

sera q eu tb sobreviverei pra ver esse filme q nem sabia existir?06

Share this post


Link to post
Share on other sites

Avião da Air France desaparece dos radares perto do Brasil
Aeronave transportava 216 passageiros.
Voo saiu do Rio em direção a Paris.

Fonte: g1.globo.com

Um Airbus da Air France que partiu do Rio de Janeiro em direção a Paris desapareceu dos monitores dos radares nesta segunda-feira (1). O voo AF 447, que levava 216 passageiros, deveria ter pousado às 6h10 (horário de Brasília) em Paris.

Segundo informações do assessor de imprensa da Aeronáutica, coronel Henry Munhoz, as buscas foram iniciadas ao nascer do sol. “Aeronaves da Força Aérea Brasileira, a partir de Fernando de Noronha, no sentido de Paris, buscam a aeronave desaparecida”, disse Munhoz.

Segundo o coronel, o avião não foi detectado nos radares da Ilha do Sal, que fica no meio do caminho entre Brasil e Europa. “Em consequência disso, a Força Aérea Brasileira foi acionada durante a madrugada para que as buscas fossem iniciadas com o nascer do sol”.

O assessor da Aeronáutica explica que o departamento de controle do espaço aéreo tem uma cobertura que corresponde a três vezes a dimensão do Brasil. Boa parte do Oceano Atlântico está sob a responsabilidade do país, de acordo com tratados internacionais. Portanto, as buscas estão a cargo do país

 

 

No jornal de manhazinha da Globo disseram que há uma chance em x milhões de não ter caído, ter sido alguma falha de radares, mas com o atraso do horário que era pra chegar, essa hipoetese ja tinha sido removida.
J.McClane2009-06-01 09:13:13

Share this post


Link to post
Share on other sites
Avião da Air France desaparece dos radares perto do Brasil
Aeronave transportava 216 passageiros.
Voo saiu do Rio em direção a Paris.

Fonte: g1.globo.com

Um Airbus da Air France que partiu do Rio de Janeiro em direção a Paris desapareceu dos monitores dos radares nesta segunda-feira (1). O voo AF 447' date=' que levava 216 passageiros, deveria ter pousado às 6h10 (horário de Brasília) em Paris.

Segundo informações do assessor de imprensa da Aeronáutica, coronel Henry Munhoz, as buscas foram iniciadas ao nascer do sol. “Aeronaves da Força Aérea Brasileira, a partir de Fernando de Noronha, no sentido de Paris, buscam a aeronave desaparecida”, disse Munhoz.

Segundo o coronel, o avião não foi detectado nos radares da Ilha do Sal, que fica no meio do caminho entre Brasil e Europa. “Em consequência disso, a Força Aérea Brasileira foi acionada durante a madrugada para que as buscas fossem iniciadas com o nascer do sol”.

O assessor da Aeronáutica explica que o departamento de controle do espaço aéreo tem uma cobertura que corresponde a três vezes a dimensão do Brasil. Boa parte do Oceano Atlântico está sob a responsabilidade do país, de acordo com tratados internacionais. Portanto, as buscas estão a cargo do país

 

 

No jornal de manhazinha da Globo disseram que há uma chance em x milhões de não ter caído, ter sido alguma falha de radares, mas com o atraso do horário que era pra chegar, essa hipoetese ja tinha sido removida.
[/quote']

 

eu estou realmente chocado com essa notícia

esse é o vôo que eu pego quando viajo de férias

pior que eu sempre me perguntei se seria seguro cruzar o Atlântico num avião com apenas 2 motores

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dizem que o avião enviou uam mensagem ontem as 23 h informando problemas no circuito elétrico.

Dizem ainda que a essas horas o combustível já acabou.

Acham que o airbus pode tert sido atingido por um raio...aff!

 

De repente eles podem ter tentado um pouso, já que acusaram defeito tão cedo  e estavam sobrevoando Fernando de Noronha.
MariaShy2009-06-01 11:14:41

Share this post


Link to post
Share on other sites

090601115800_orango_01.jpg

 

Orangotangos de fraldas causam polêmica na Malásia

Giovana Vitola

De Sydney para a BBC Brasil

 

Um santuário de filhotes de orangotangos na Malásia e gerou polêmica por tratar os animais como se fossem bebês humanos.

A fundação Ilha Orangotango, em Bukit Merah, localizada numa ilha de 35 acres no norte da Malásia, abriga 25 filhotes de orangotangos que usam fraldas, dormem em berços e são cuidados por enfermeiras.

A instituição é uma grande atração para turistas, que tiram fotos dos animais no berçário.

Mas o cuidado dispensado aos animais, alimentados a cada duas horas pelas sete enfermeiras em serviço, não agrada especialistas, que dizem que essa não é a forma adequada para cuidar de animais selvagens em perigo de extinção.

Monitorados 24 horas por dia, os animais tomam vitaminas, fazem exames de sangue, e são tratados com aparelhos de alta-tecnologia do mesmo nível de uma unidade de pré-natal.

"Eles cuidam deles como se fossem bebês porque esses animais perderam as mães ou houve algum outro problema", disse à BBC Brasil a Associação Australiana de Sobrevivência de Orangotangos de Bornéo.

"Há vários níveis, primeiro é o berçário, depois a escola na floresta, onde eles aprendem e ficam preparados para, mais tarde, serem transferidos ao seu habitat natural. Eles não se apegam às pessoas, mas é como cuidar de uma criança pequena", disse Susan Chen, da associação, que recentemente visitou o local.

Críticas

Segundo especialistas, o tratamento dado aos animais distancia eles da realidade de seu habitat natural.

"Até o momento nenhum dos animais foi libertado no habitat natural", disse Roy Sirinanne, veterinário que trabalha em zoológicos na Ásia por mais de 40 anos.

"É ridículo ter orangotangos em fraldas. Como eles vão conseguir ser reintroduzidos à selva", disse Sirinanne à mídia australiana.

"Manter os animais em uma ilha em cativeiro não é um programa de conservação, pois é quase impossível colocá-los novamente nas florestas".

O Grupo Amigos da Terra, na Malásia, também se opõe ao santuário, que chama de "parque temático com vida selvagem em cativeiro".

"Orangotangos criados em cativeiro não possuem resistência a doenças", disse Mohamad Idris, presidente da instituição.

Ecoturismo

O centro veterinário, aberto em 2000, foi inaugurado como um parque de ecoturismo; Um dos diretores, D. Sabapathy, admitiu que houve falhas que induziram a morte de animais entre os anos de 2000 e 2003.

"Mas muito foi aprendido desde então. O que queremos é proteger a espécie da extinção", disse.

A Fundação estuda e coleta dados de orangotangos confiscados no estado florestal de Sarawak, em Bornéo.

"Depois de estudá-los os levaremos de volta a Sarawak", disse ele.

Segundo Sabapathy, os filhotes são apenas removidos das mães no caso de estarem desnutridos, terem sido rejeitados ou estarem correndo risco de vida.

Cerca de 60 mil orangotangos vivem em habitat natural atualmente. Destes, 80% estão na Indonésia e o resto na Malásia.

 

Fonte: http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2009/06/090601_orangotango_galeria_gv.shtml<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

 

 

 

O Ser Humano não tem meio termo. Ridículo esse tratamento dado aos orangotangos

laure2009-06-01 12:48:34

Share this post


Link to post
Share on other sites

Coreia do Norte prepara lançamento de míssil que pode atingir os EUA

 

 

colaboração para a Folha Online

 

 

 

A Coreia do Norte está preparando um míssil, concebido para atingir os

Estados Unidos, cujo lançamento poderia ocorrer em semanas, aumentando

a tensão depois do segundo teste nuclear subterrâneo realizado pelo

país, informaram jornais sul-coreanos nesta segunda-feira, citando

fontes não identificadas do governo.

 

 

 

Veja galeria de imagens

 

Veja cronologia do programa nuclear da Coreia do Norte

 

Comunista, país surgiu em meio à Guerra Fria; saiba mais

 

 

Imagens de satélite e outros dados de inteligência sinalizaram nesta

segunda-feira que o governo norte-coreano transportou seu mais avançado

míssil de longa distância para a nova instalação de Dongchang-ni,

próxima à China. Ele pode estar pronto para ser lançado nas próximas

duas semanas, segundo relatou a agência de notícias sul-coreana Yonhap.

 

 

O jornal "JoongAng Ilbo", citando uma fonte do governo da Coreia do

Sul, afirmou que pode se tratar de um míssil balístico intercontinental

que pode atingir até 6.500 km de distância.

 

 

 

Assim, o Estado do Alasca e bases americanas na ilha de Guam, no Pacífico, além de todo o Japão, estariam ao alcance do míssil.

 

 

Em visita a Manila, nas Filipinas, o secretário de Defesa americano,

Robert Gates, disse que, apesar de a Coreia do Norte estar trabalhando

em seus mísseis de longo alcance, ainda não estavam claros os objetivos

do país.

 

 

A atividade no campo de lançamento ocorre depois de o Conselho de

Segurança da ONU ameaçar punir Pyongyang pelo teste nuclear de 25 de

maio, e antes de um encontro em Washington entre o presidente da Coreia

do Sul, Lee Myung-bak, e o americano, Barack Obama, em 16 de junho.

 

 

 

O presidente sul-coreano alertou, em sua mensagem semanal no rádio, que país "nunca irá tolerar" ameaças militares.

 

 

A guarda costeira do sul estava escoltando barcos pesqueiros nas

proximidades da ilha de Yeonpyeong, e a agência de notícias sul-coreana

Yonhap informou que tropas da Coreia do Norte realizaram manobras

anfíbias e manobras rápidas, o que poderia ser uma preparação para

confrontos no mar.

 

 

As Coreias encerraram a guerra de três anos em 1953 com uma trégua,

mas Pyongyang disse na semana passada que deixará de cumprir as

condições do armistício. O governo norte-coreano também contesta a

fronteira marítima ocidental determinada pela ONU, ao redor da qual

conflitos sangrentos com a Coreia do Sul ocorreram em 1999 e 2002.

 

 

Nenhum incidente foi reportado na Zona Desmilitarizada que separa os

dois países, e a vida parece normal no lado norte-coreano do rio Yalu,

que marca a fronteira do país com a China.

 

 

Em meio à tensão na península coreana, o governo da Coreia do Norte

anunciou que na próxima quinta-feira (4) começará o julgamento de duas

jornalistas americanas, Laura Ling e Euna Lee, acusadas de entrar no país ilegalmente e de participar de "atos hostis".

 

 

 

Aviso

 

 

 

As recentes ações da Coreia do Norte aconteceram após sinais de

escalada da tensão enviados pelo regime comunista liderado por Kim

Jong-Il.

 

 

No final de abril, Pyongyang ameaçou realizar testes nucleares e com

mísseis de longo alcance ao menos que o Conselho de Segurança se

desculpasse pelas críticas feitas pelo lançamento feito em 5 de abril,

que teve o objetivo de colocar um satélite em órbita, segundo o governo

norte-coreano, mas que foi considerado pelo governos ocidentais como um

teste de míssil balístico --uma infração das sanções impostas ao país

em 2006.

 

 

Na semana passada, o governo norte-coreano ameaçou tomar outras

medidas de "autodefesa" se o Conselho de Segurança provocasse o país

--a ameaça foi entendida como uma referência a um teste com um míssil

intercontinental.

 

 

Ressaltando a ameaça, a Coreia do Norte designou uma grande área de

sua costa ocidental como "não navegável" até o fim do próximo mês, de

acordo com o jornal sul-coreano "Chosun Ilbo".

 

 

Por outro lado, a imprensa norte-coreana defende o posicionamento

desafiador do país, que teria sido provocado pela Coreia do Sul e pelos

EUA.

 

 

"Os imperialistas americanos e as marionetes da Coreia do Sul

perpetraram ao menos 200 casos de espionagem aérea contra a República

Democrática Popular da Coreia em maio, ou 30 casos a mais do que no

mesmo mês do ano passado", escreveu a agência oficial de notícias

norte-coreana KCNA.

 

 

Especialistas dizem que a capacidade militar da Coreia do Norte,

apesar de estar aumentando, ainda não é uma ameaça direta aos seus

vizinhos. Eles dizem que a principal preocupação é que o regime

norte-coreano tente vender a tecnologia nuclear para outros países.

 

 

 

 

"Cão que ladra não morde..."

Essa Coréia é muito fogo de palha. Duvido nada que é só algum país mais fortinho (nem precisa EUA) falar mais grosso com eles que eles pedem pra sair na hora...

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pelo menos 18 nomes do vôo AF 447 são conhecidos

01 de junho de 2009 • 14h01 • atualizado às 16h32

Pelo menos 18 nomes de passageiros do vôo AF 447 da Air France, que fazia a rota entre Rio de Janeiro e Paris e está desaparecido desde a madrugada desta segunda-feira, já são conhecidos. Os nomes foram divulgados por empresas e familiares dos passageiros.

Três funcionários da Michelin, duas da Petrobras, uma da Vale do Rio Doce, o presidente do conselho administrativo da ThyssenKrupp CSA, um assessor do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, três membros da ONG italiana Trentini nel Mondo e dois da brasileira Viva Rio e um mecânico estão na lista.

A família Orleans e Bragança, herdeira da família real brasileira, confirmou que o príncipe Pedro Luis de Orleans e Bragança, também estava no voo. Descendente de Dom Pedro 2º e filho do príncipe Dom Antônio, Pedro Luis, 26, é o quarto na linha sucessória do trono.

A lista oficial de passageiros não havia sido divulgada até as 13h56. A Air France informou que só irá informar publicamente os nomes após a checagem da nacionalidade dos passageiros junto à Polícia Federal no Brasil e após informar diretamente aos familiares dos passageiros desaparecidos.

A companhia montou um centro de gerenciamento da crise em Paris. No Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (Galeão) há uma sala para onde todos os parentes de possíveis vítimas estão sendo encaminhados.

Veja a relação de passageiros:
Adriana Francisco Sluijs, assessora da presidência da Petrobras;
Ana Carolina Rodrigues, membro da ONG Viva Rio;
Antonio Gueiros, diretor da Michelin na América do Sul;
Christine Pieraerts, funcionária da Michelin na França;
Deise Possamai, fiscal de tributo;
Erich Hein, presidente do conselho administrativo da ThyssenKrupp CSA;
Gianbattista Lenzi, membro da ONG italiana Trentini nel Mondo;
Letícia Chem, gerente da Oi;
Luigi Zortea, membro da ONG italiana Trentini nel Mondo;
Luis Roberto Anastácio, presidente da Michelin na América do Sul;
Marcelo Parente, assessor do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes;
Nelson Marinho Filho, mecânico;
Pablo Dreyfus, membro da ONG Viva Rio;
Pedro Luis de Orleans e Bragança, príncipe descendente de D. Pedro II;
Rino Zandonai, membro da ONG italiana Trentini nel Mondo;
Roberto Correa Chem, cirurgião plástico;
Silvio Barbato, ex-diretor musical da Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal do Rio de Janeiro;
Vera Chem, filha de Roberto e Letícia.

Passageiros

O presidente da Air France, Pierre-Henry Gourgeon, informou que 61 franceses e 58 brasileiros estavam na aeronave da companhia que desapareceu no Oceano Atlântico, quando fazia a viagem entre o Rio de Janeiro e Paris, na França. Anteriormente, o gerente da Air France no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (Galeão), Jorge Assunção, disse que 80 brasileiros e 73 franceses estavam no vôo.

Gourgeon afirmou que "149 passageiros estariam em conexão. Por isso a dificuldade em determinar a nacionalidade".

O acidente
O Airbus A330 saiu do Rio de Janeiro no domingo (31), às 19h (horário de Brasília), e deveria chegar ao aeroporto Roissy - Charles de Gaulle de Paris no dia 1º às 11h10 locais (6h10 de Brasília).

De acordo com nota divulgada pela FAB, às 22h33 (horário de Brasília) o vôo fez o último contato via rádio com o Centro de Controle de Área Atlântico (Cindacta III). O comandante informou que, às 23h20, ingressaria no espaço aéreo de Dakar, no Senegal.

Às 22h48 (horário de Brasília) a aeronave saiu da cobertura radar do Cindacta, segundo a FAB. Antes disso, no entanto, a aeronave voava normalmente a 35 mil pés (11 km) de altitude.

A Air France informou que o Airbus entrou em uma zona de tempestade às 2h GMT (23h de Brasília) e enviou uma mensagem automática de falha no circuito elétrico às 2h14 GMT (23h14 de Brasília). A equipe de resgate da FAB foi acionada às 2h30 (horário de Brasília).

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×