UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena
Sign in to follow this  
Jailcante

Halloween (2018)

Recommended Posts

On 11/1/2018 at 8:45 PM, Questão said:

 

Parece que não souberam trabalhar muito bem nem a filha da Laurie, nem a neta dela, e nem os amigos dela. Não vu nem comparar com o original, mas a galera do hospital no HALLOWEEN 2, ou a Rachel e os colegas dela no HALLOWEEN 4 são muito mais carismáticos. Acho que até a Laurie e as amigas dela no primeiro Halloween do Zombie eram mais carismáticos.

 

A filha da Laurie até que passa (sei lá), mas a neta, valha-me deus! A personagem sem função no filme. Os amigos dela, então, pior ainda. O namorado dela só existe ali só pra jogar o celular dela numa tigela e ela ficar sem celular e sem comunicação. Triste.

***E porque não deixaram ela chegar na casa da amiga, ver que o Michael tava lá, com todo mundo morto, Michael mataria o namorado dela e ela fugiria, e etc. E o Michael passaria a persegui-la (porque ela seria uma sobrevivente e ele não queria deixar ninguém vivo ou algo assim), e ela iria pra casa da avô assim o Michael iria até lá também. E isso seria bem melhor que o plot twist do médico louco...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em um parágrafo, o filme pode ser resumido em todos os seus predicados na sua sequência dos créditos iniciais: sob a pujança da trilha fantástica do mestre John Carpenter - que aqui revisa seu próprio trabalho e o eleva à estratosfera, este remake/homenagem/reboot/continuação refaz a sequência dos créditos do filmaço de 1978, com a abóbora num fundo preto. Mas aqui, ela está esmagada e conforme os créditos vão progredindo, ela é magistralmente refeita até chegar à sua glória no final da sequência. O simbolismo é claro: a série foi sendo esmagada por filmes cada vez piores (salvo uma ou duas exceções), "matando" a sua abóbora. Agora, ela ressurge das cinzas, ressuscita, voltando às suas raízes. Isto é o que o filme é. Se fizerem uma continuação, vão estragar. Moral da história: tragam o responsável por tudo de volta (no caso, Carpenter) e não tem como dar errado. 

P.S.: será melhor apreciado (obviamente) por quem viu o filme de 1978. 

 

4/5

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Da minha parte, o corte não é altíssimo, tá dentro do padrão dos filmes Slashers, e dentro do que o próprio filme se propõe a fazer.  O problema não é o uso dos clichês, praticamente não se faz um slasher sem clichês, de fato, eles são até desejáveis aqui. O problema é usar mal esses clichês, e Halloween 2018 se utiliza muito mal desses clichês, no que o filme de 78 dá uma palestra (sendo que naquela época, nem eram clichês ainda). Tanto que embora seja tecnicamente inferior e narrativamente muito mais modesto, HALLOWEEN 2 de 81 cumpre muito melhor o que propõe do que esse filme aqui, ao meu ver.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

×