Jump to content
Forum Cinema em Cena
Sign in to follow this  
J.McClane

Corinthians! #2

Recommended Posts

Não, não foi punido sem julgamento... A medida tem prazo de 60 dias, período no qual será julgado a real punição...

 

Concordo que a responsabilidade não é do Corinthians em si, mas tem gente que se faz de cego e não compreende que o CLUBE Corinthians tem sua parcela de culpa, assim como qualquer time de futebol que incentive, invista financeiramente na torcida ajudando em viagens, ingressos e etc e mais, tem dirigentes que vieram da torcida ou possuem forte ligação com a torcida... TODOS OS CLUBES TÊM ISSO... Portanto o Corinthians não é totalmente inocente...

 

Acho que caberia uma punição ao San Jose já que era o time mandante, mas a torcida que fez merda foi a do Corinthians e não é absurda uma punição desse tipo, de atuar com portões fechados por pelo menos 60 dias...

 

Essa punição tem toda uma carga de exemplar, ainda mais pelos anos de omissão da Conmebol, e é essa a linha que tem que ser tomada em qualquer torneio em que ocorra confronto entre torcidas ou atentados como esse que ocorreu, já que sim FOI PROPOSITAL o disparo do sinalizador em direção à torcida do San Jose, por mais que digam que foi acidente e mimimi...  e matou alguém, ponto final...

 

Falar agora que estuda a possibilidade de se retirar da libertadores e etc é falácia e mimimi pra fazer pressão e voltar na marra...

 

Sou defensor ferrenho de que se o clube de futebol é "sustentado" pela torcida, "ajuda" a torcida e é o elemento "unificador" da torcida, deve ser penalizado pelo comportamento desta, de forma à coibir atos de vandalismo que ocorrem SIM em nome destas... 

 

Existem problemas mais sérios, mas o que uma entidade que regulamenta o FUTEBOL tem de fazer, e nada mais, é isso, botar ordem no futebol...

Share this post


Link to post
Share on other sites

No brasileiro, por exemplo, se um torcedor do time visitante atira uma pedra em campo, e o juiz coloca na sumula, o time do torcedor é punido... logo acho válida essa punição...

 

E outra, se isso tivesse acontecido na Europa, o Corinthians já estaria suspenso da Champions e levaria um gancho de alguns anos de jogos internacionais... isso com certeza...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não foi punido? Ficar 60 dias sem poder jogar em seu campo e perder 10 milhões não é punição? Acho que não deveria punir antes de um julgamento.

 

Eu acho que o maior culpado é quem promove o evento, não que o Corinthians tenha que sair dessa impune.

 

Que eu saiba é proibido entrar com esse tipo de artefato dentro de um campo de futebol, portanto a maior responsabilidade, fora a pessoa que soltou o sinalizador, é de quem não vistoriou corretamente as pessoas antes de entrarem no estádio.

 

Se for liberado a entrada também tem a culpa quem não pensou antes nas consequências que podem ocorrer ao aceitarem a entrada de sinalizadores em campo de futebol.

 

O local onde estava o rapaz era um espaço que tinha torcedores dos dois times, conforme entrevista que vi na Banda de um repórter, não me lembro do nome dele, ou seja, a pessoa não teve a intenção de acertar ninguém, a não ser que ele tinha em mãos um sinalizador "sniper".

Share this post


Link to post
Share on other sites

No brasileiro, por exemplo, se um torcedor do time visitante atira uma pedra em campo, e o juiz coloca na sumula, o time do torcedor é punido... logo acho válida essa punição...

 

E outra, se isso tivesse acontecido na Europa, o Corinthians já estaria suspenso da Champions e levaria um gancho de alguns anos de jogos internacionais... isso com certeza...

No Brasil já tem leis pré definidas para isso, mas ele ia perder somente depois de julgado, assim como aconteceu com o Santos no lance das moedas jogadas no campo para o Ganso. Que eu saiba na Conmebol não tem e por isso foi criada essa comissão, o que acho válido.

 

Na Europa dificilmente aconteceria uma coisa dessas porque eles não deixariam o cara entrar com esse artefato. E mesmo assim dúvido que a punição chegaria a esse ponto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só o fato de mirar para o local onde ficavam pessoas já elimina o "acidente"... Acidente seria mirar pra cima e o negócio cair ou explodir, mirar pro lado de pessoa não é acidente, é premeditação...

 

Se fosse na Europa acho que a medida seria a mesma, para AMBOS os times...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Primeiro o Tite dá aquela declaração sem noção dizendo que trocaria o título pela vida do garoto. Depois a diretoria do Corinthians recorre da punição, muito mais preocupada com a grana a perder do que com a perda da vida do pobre Kevin. Agora provavelmente "inventam" esse garoto de 17 anos como autor da desgraça e que não poderá ser punido por causa da idade. Enfim, "dane-se o Kevin, o que importa é nóis, mano!".

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Panathinaikos docked FIVE points after rioting fans fight with police

 

By SPORTSMAIL REPORTER

 

PUBLISHED: 10:46 GMT, 23 March 2012 | UPDATED: 11:04 GMT, 23 March 2012

 

 

 

Panathinaikos have been dealt the stiffest punishment in Greek Super League history after extreme violence between fans and police. 

The league's disciplinary committee docked five points from the side and has forced them to play four games behind closed doors, as a punishment for the scenes which caused their derby match against Olympiakos at the Olympic Stadium on Saturday to be abandoned.

The league said the match would be recorded as a 3-0 loss for Panathinaikos who would also pay a fine of 252,500 euros (£210,894) for failing to maintain order at the game.   



Read more: http://www.dailymail.co.uk/sport/football/article-2119207/Panathinaikos-punished-abandoned-fans-riot.html#ixzz2LrhuX444 
Follow us: @MailOnline on Twitter | DailyMail on Facebook"

 

Pra ler a matéria completa, basta clicar nesse link aí em cima. É necessário ter cuidado pra não abraçar cegamente a lenda da "super-Europa", na qual Europa é uma coisa homogênea e sempre justa e correta. No caso aí de cima, teve pancadaria generalizada, confronto com a polícia, incêndios provocados. A pena: 5 pontos descontados (3 na temporada da época, 2 na seguinte), multa e quatro jogos com portões fechados.

 

Me parece óbvio que o San Jose teria que ser punido tb. É nobre que a Conmebol tome medidas pra acabar com essa palhaçada, mas tem que distribuir a responsabilidade de forma justa entre todos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Do UOL Esporte:

 

13/04/2013 - 16h40

Íntegra do julgamento da Conmebol isenta Corinthians de culpa em morte

Gustavo Franceschini 
Do UOL, em São Paulo

  •  
  •  

O Corinthians recebeu, no início desta semana, a íntegra do julgamento da Conmebol a respeito da responsabilidade alvinegra na tragédia de Oruro. O texto confirma o que previam os advogados, e isenta o clube de responsabilidade na morte de Kevin Espada.

“No texto, ela [Conmebol] diz que o Corinthians não é responsável pela morte. Ele tem responsabilidade objetiva pelo torcedor, mas não pela morte”, disse Luiz Alberto Bussab, diretor de negócios jurídicos do clube, ao UOL Esporte.

Kevin Espada morreu aos 14 anos de idade, atingido por um sinalizador de navio disparado por corintianos que estavam assistindo à partida contra o San José, pela Libertadores. Nas semanas que se seguiram à tragédia, o clube brasileiro foi julgado no âmbito esportivo por ser responsável, de maneira indireta, pelo comportamento de sua torcida, que feriu o regulamento da competição ao acender um sinalizador.

Ampliar
indiciados-por-morte-de-boliviano-torced Tragédia em Oruro15 fotos8 / 15
Indiciados por morte de boliviano, torcedores do Corinthians ficam atrás das grades em prisão em Oruro REUTERS/Daniel Rodrigo

Em um primeiro momento, a Conmebol vetou a presença de público em qualquer partida do Corinthians na Libertadores. Quando o caso foi julgado, a pena foi reduzida para um jogo com portões fechados em casa, àquela altura já cumprido diante do Millonarios, veto à presença da torcida nas partidas como visitante por 18 meses e uma multa de US$ 200 mil (R$ 391 mil).

Com a íntegra do julgamento em mãos, o Corinthians vai entrar com um recurso. O clube tenta derrubar, ou ao menos reduzir, a pena com relação aos jogos fora de casa.

“O recurso é justamente em cima dos 18 meses. Eles tinham dado o julgamento e agora publicaram integralmente o voto. Pela lei, ele [Corinthians] vai ter responsabilidade objetiva pela torcida. E por isso ele já pagou com um jogo com portões fechados e a multa”, disse Bussab. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Corinthians oferece Parque São Jorge como garantia por Itaquerão

Rodrigo Mattos

Do UOL, em São Paulo

17/05/201306h00
  •  
 
  • Juca Varella / Folha Imagem

    sede-do-corinthians-no-parque-sao-jorge-

    Sede do Corinthians, no Parque São Jorge, o mais importante bem físico do clube

Para poder construir o Itaquerão, o Corinthians ofereceu como garantia o seu maior bem físico: o Parque São Jorge. A diretoria do clube colocou a hipoteca da sua sede social à disposição da Caixa Econômica Federal nas negociações para o repasse do empréstimo do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), segundo apurou o UOL Esporte. Mas o banco federal não informou se aceitou as condições propostas pelos dirigentes alvinegros.

As conversas para destravar o financiamento envolvem três partes, Corinthians, Odebrecht e Caixa Econômica. O banco substituirá o Banco do Brasil no papel de repassador dos R$ 400 milhões do BNDES para que seja viabilizado o estádio alvinegro para receber a abertura da Copa-2014. A primeira negociação não deu certo justamente porque o BB exigia garantias físicas da empreiteira, que só queria oferecer rendas futuras da arena. Agora, há um otimismo em relação a um acordo.

Caso ocorra um acerto com a Caixa, será resolvido o principal impasse na obra do estádio. A outra questão é relacionada ao prazo de construção, que a Fifa exige ser concluído em dezembro de 2013. Neste segundo ponto, houve um acordo ontem entre as partes.

Como solução para um acerto com a Caixa, o Corinthians decidiu usar a hipoteca do Parque São Jorge. A proposta manteve ainda como garantias as rendas do futuro estádio, com exceção da bilheteria. Essas receitas é que serão, de fato, usadas para pagar o empréstimo. Haverá  cláusulas contratuais que preveem que todas as receitas, fora ingressos, vão para pagamento do empréstimo até a sua quitação.

A sede do clube só será tomada pelo banco em caso de inadimplência no pagamento das prestações do financiamento. O clube fica proibido de vender o espaço enquanto estiver em vigor o empréstimo.

O Parque São Jorge é dividido em quatro registros de imóveis diferentes. Três deles já têm penhoras judiciais por conta de execuções fiscais sofridas pelo Corinthians. Uma delas está livre. Mas, mesmo as matrículas que já foram usadas em penhoras, podem ser utilizadas como garantia desde que respeitado o valor da dívida em relação ao montante do terreno.

Em seu balanço de 2012, ao listar seus bens, o Corinthians apontou ter R$ 82,6 milhões em edificações e outros R$ 79,1 milhões em terrenos. Entre os principais imóveis, estão o Parque São Jorge e o CT Joaquim Grava. Teoricamente, por esses números, a sede não serviria para cobrir a garantia de todo o financiamento do Itaquerão. Uma fonte do clube afirmou que o terreno na Marginal Tietê vale R$ 1 bilhão, mas não há uma avaliação concreta nesse sentido.

 

Ampliar
03maio2013---obras-do-estadio-itaquerao- Itaquerão recebe ensaio de vibração nas arquibancadas16 fotos3 / 16
Obras do estádio Itaquerão seguem nesta sexta-feira; estádio receberá abertura da Copa-2014 Leia mais Leandro Moraes/UOL

Na primeira negociação com o BB, a Odebrecht resistiu a apresentar uma garantia física porque isso causaria impacto em seu balanço financeiro. Fontes da empreiteira não confirmaram como seria modelado do acordo com a Caixa.

Na negociação com o Banco do Brasil, foi vetada qualquer participação do Corinthians. No caso da Caixa, é possível que o clube apareça como fiador ao apresentar o Parque São Jorge como parte da garantia. De qualquer forma, isso ainda depende da aceitação do banco federal das condições para fechar o acordo.

A Caixa pouco fala sobre o assunto: "As informações da negociação são sigilosas, o que a Caixa pode informar é que as operações seguem a conformidade de governança de operações bancárias com as devidas garantias", respondeu a assessoria do banco. Se forem concluídas as negociações, resta saber se o Ministério Público Federal vai aprovar as condições acertadas entre as partes.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A manchete não reflete a totalidade do conteúdo da reportagem. O Parque é apenas uma das coisas oferecidas como garantia pelo Timão. O repórter resolveu enfocar a propriedade por ser conhecida, estar ligada à história do time.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

×