UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena
Sign in to follow this  
crazy

A Coisa (The Thing)

Recommended Posts

Ok, um dos roteiristas é Ronald D. Moore, um dos 2 melhores roteiristas de Jornada nas Estrelas: A Nova Geração (série e filmes). Agora eu fiquei curioso em conferir este novo The Thing... 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu sempre estive curioso pq eu não conheço o diretor, é o primeiro longa dele. E se o cara começa logo por aí ele deve ser um apaixonado (e me vem a cabeça a lembrança do Snyder den.gif ). E ele tem um curta muito elogiado, um tal de Red Rain. Até quero assistir antes.

 

 

 

E na pior das hipoteses tem a Mery Elizabeth Winstead pra embelazar tudo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Subiu para 34% e acho que vai fechar nisso aí...

 

Consensus: "It serves the bare serviceable minimum for a horror flick, but The Thing

is all boo-scares and a slave to the far superior John Carpenter

version."

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Remakes não tiram Gigantes de Aço do topo

 

image

 

Hugh Jackman voltou a ser estrela? Shawn Levy soube fazer um filme pipoca mais sério? Os remakes estreantes eram tão ruins/regulares? Ou tudo isso junto? Eu não vou saber responder a essas questões, mas Gigantes de Aço manteve o primeiro lugar nas bilheterias dos Estados Unidos não dando qualquer chance para Footloose e O Enigma de Outro Mundo brilharem.

No entanto, isso não foi fácil. Os robôs lutadores arrecadaram mais US$16.2 milhões no fim de semana e chegaram a $51.4M em dez dias de exibição. A queda de 40% era prevista, mas por pouco Footloose não o passa com seus $15.5M, uma estreia condizente com o esperado. Se formos considerar as críticas positivas que o musical tem recebido (72% no Rotten Tomatoes) pode ser que o filme consiga deixar sua marca nas próximas semanas - isso se não despencar.

O mesmo não se pode dizer do prequel/remake O Enigma do Outro Mundo que amealhou $8.4M. Diante de tantas refilmagens massacradas pela crítica e pelo público nas bilheterias, esta ficção parece seguir um caminho parecido ao de Conan, o Bárbaro e A Hora do Espanto: o esquecimento.

Como os demais filmes tiveram quedas coerentes, vamos direto para o nono lugar. A comédia The Big Year foi muito mal. Os 2.100 cinemas em que está sendo exibido parecem exagerados diante da bilheteria pífia e evidencia a fase ruim de seus protagonistas.

No geral, o fim de semana teve arrecadação 3,4% menor o mesmo período de 2010. Lá, A Rede Social havia ficado no topo do ranking pela segunda vez consecutiva.

BILHETERIA NOS EUA (em milhões) - RESULTADO

1. Gigantes de Aço – $16.2 (-40,4%) / $51.7
2. Footloose – $15.5 / $15.5
3. O Enigma do Outro Mundo – $8.4 / $8.4
4.
 Tudo Pelo Poder - $7.1 (-32,1%) / $21.7
5. Winter, o Golfinho – $6.2 (-31,7%) / $58.5
6. Moneyball – $5.4 (-26,8%) / $57.6
7. 50/50 - $4.2 (-24,6%) / $24.2
8. Courageous - $3.3 (-32,1%) / $21.2
9. The Big Year – $3.2 / $3.2
10. O Rei Leão 3D - $2.7 (-39,3%) / $90.5

http://boxofficemojo.com/weekend/chart/?view=&yr=2011&wknd=41&p=.htmJorge Soto2011-10-21 08:58:33

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ja to ate desnimando..09 mas ainda espero alguma coisa q preste

 

 

O box-office Americano continua a andar por baixo e neste fim-de-semana houve uma quebra de 33% (1/3) de audiências em relação a igual período do ano passado. E como surgiram alguns filmes novos, nem a pirataria serve como a habitual desculpa para o afastamento do público, sendo porém de ter em conta que dois filmes muito ligados a clássicos dos anos 80 estrearam com resultados bastante limitados.
Assim sendo, não foi de estranhar que «Real Steel» (Puro Aço) continuasse em 1º lugar (16.3 milhões de dólares), tendo o filme uns seguros (mas não excepcionais) 50 milhões de dólares em apenas 10 dias. Em segundo lugar (com 16.1 milhões de dólares) surge o remake de «Footloose», clássico dos anos 80 agora a tentar conquistar uma nova geração. Com a dança como principal mote, o filme ficou bastante aquém do resultado de obras como «Step Up» e «Save the Last Dance», teve menos espectadores que o filme original, mas ficando acima do mais recente «Step Up 3D». O filme deve conseguir ainda mais alguns razoáveis resultados nas semanas vindouras, até porque a maioria do publico que assistiu ao filme foi feminino.
 Já em terceiro lugar (com 8.7 milhões de dólares) surgiu a suposta prequela de «The Thing» (A Coisa) que se equiparou ao resultado, em termos de espectadores, alcançado pelo original de John Carpenter. Porém, e se virmos bem, este é um resultado desapontante, abaixo de outros remakes de filmes de terror, como o próprio «Nevoeiro» de Carpenter (12.7 milhões de dólares). Como o filme teve algumas críticas bastante negativas, a aderência do público (maioritariamente jovem e masculino) espera-se que quebre já na próxima semana com a chegada de «Actividade Paranormal 3». Se calhar convinha a «The Thing» ter estreado uma semana antes.
Finalmente, uma nota para «The Big Year». O filme, protagonizado por Jack Black, Steve Martin e Owen Wilson afundou-se na tabela, conseguindo apenas o 9º lugar, com 3.3 milhões de dólares. Se compararmos o resultado com «O Diabo Veste Prada» (27.5 milhões) e «Marley & Eu» (36.4 milhões) então notamos que este é um mau resultado para o realizador David Frankel. O principal dano é para a 20th Century Fox que no espaço de um mês conseguiu ter três desilusões das grandes. Primeiro foi «Glee The 3D Concert», que conseguiu apenas 6 milhões. Depois foi «What’s Your Number?» (5.4 milhões).

Share this post


Link to post
Share on other sites

puts, q merda.... e depois reclamam do aumento da pirataria...0305

 

 

 

A Coisa só virá no ano que vem!!

Por

Marcelo Milici
24/10/2011

the-thing-2011-9-300x199.jpg

A Universal Pictures anunciou algumas mudanças na sua grade de estreias! Para nós, fãs do cinema fantástico, a surpresa ficou por conta do adiamento do lançamento de A COISA nos cinemas brasileiros. O prelúdio do remake de John Carpenter – que estreou nos EUA em 10 de outubro – estava previsto para chegar às telas no dia 2 de dezembro, mas foi transferido para 27 de janeiro de 2012!!!

Além desse adiamento, a Universal anunciou outras datas: o thriller de possessão INTRUDERS chega por aqui em 24 de fevereiro; a ficção BATTLESHIP, em 11 de maio, e o terror CABIN IN THE WOODS deve assustar nas telas a partir do dia 17 de agosto!

É, a coisa está feia!

Jorge Soto2011-10-25 08:47:37

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma coisa dá pra perceber: remakes já não são mais garantia de boa bilheteria e, neste sentido, 2011 está sendo decisivo para determinar a mentalidade dos executivos para os próximos anos.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

A Coisa

Confesso q fui com o pé atrás neste prequel do clássico “O Enigma do Outro Mundo” , mas saí bem satisfeito com o resultado. Na verdade, esta produção é tão prequel qto remake. Não chega aos pés do filme do Carpenter mas tb está longe de fazer feio, até pq os mesmos elementos em repeteco estão lá (frio, isolamento, tensão, etc), inclusive com algum didatismo desnecessário. O famoso “teste de sangue” pra ver quem q ta contaminado com a criatura ganha aqui uma versão mais prática na base de exame dental, e o bichão transmorfo se traveste de td forma imaginável na base de CGI e algum animatronic. O “Kurt Russel” da vez aqui é a Mary Elizabeth Winstead, q dá uma de Rypley nos finalmentes até q de forma razoável. Só achei irregular o clímax final, no interior da espaçonave. Enfim, um remake.. ops, prequel acima da média dos últimos q tem surgido nas telonas ( “Conan” , “Hora do Pesadelo” e “Hora do Espanto” , apenas pra citar alguns). Atente pros créditos finais, onde fica o gancho direto pro filme do Carpenter. Se "Prometeus" for assim, tamo no lucro. 9/10

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não curti muito não. Eu aprecio o fato dos envolvidos tentarem uma abordagem que funciona como remake e prequel, adicionando novos elementos sem deixar de reconstruir e remeter aos da fonte original (inclusive com a cena final, que mais ou menos convida quem não viu o do Carpenter a assistir o mesmo), mas a verdade é que no conjunto as coisas não funcionaram muito bem não.

 

Acaba que essa versão aqui não se compara (nem homenageia) de forma digna o filme de 82 assim como também não se sustenta de forma isolada, e acaba caindo num patamar ordinário na maior parte do tempo por conta disso talvez. Funciona até em algumas cenas como o básico entretenimento esquecível, o que não seria uma coisa desastrosa, mas a atmosfera se registra só mesmo em pequenos momentos isolados, desaproveitando o potencial oferecido pela história. Vários fatores contribuem pra isso, e outros acabam agravando um pouco mais a situação, como a merda do CGI  por exemplo, que só serve pra causar distração e quebrar o clima de tensão (nas poucas partes em que o mesmo existe)

 

Não é um desastre como o remake de Halloween, por exemplo, mas até eu tenho que dar o braço a torcer que naquele filme ao menos existia um toque do realizador, ruim, mas existia. Esse aqui é derivado de qualquer personalidade, talvez porque o diretor venere demais o Carpenter, não sei...

 

Ah, a Mary Elizabeth Winstead manda bem como a figura central. A guria tem presença. Pena que use roupa demais durante todo o filme, embora faça sentido 06.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

×