Jump to content
Forum Cinema em Cena
Tensor

O Que Você Anda Vendo e Comentando?

Recommended Posts

Precursor do neorrealismo italiano, quando tudo era "impossível", o país destruído, o povo com fome, eles mostraram que o cinema poderia ser um artesanato e não uma indústria. E fizeram com as próprias mãos.  Por "eles" entenda-se Rossellini, Sergio Amidei, de Sica, e tantos outros. Assim como os resistentes de guerra, um e cada um, mulher, criança, párocos, deram a sua contribuição antifascista.

Indicado ao Oscar de Roteiro em 1947 - uma época maluca pois eram dadas 3 estatuetas a consagrar os diferentes aspectos de um roteiro.

 

Resultado de imagem para roma cidade aberta imagens

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Submergence" é um porre em formato de "Love Story". Na boa, não me empolguei muito com esta produção, onde o alemão de "Asas do Desejo" parece estar bem preguiçoso. 7-10

Resultado de imagem para submergence win wenders poster

 

"Jumanji" é um remake pipoca que me surpreendeu postivamente, apesar de desgostar do canastrão The Rock. O legal é a "upada" no filme original com temática "Clube dos Cinco". Ou seja, a mesma historia do filme do Williams contada de forma diferente e isso ja vale a pena. 8,5-10

Resultado de imagem para jumanji poster

 

"The King is Dead" é um indie australiano com jeitão de telefilme mas que dá pro gasto de tão inofensivo que é. É uma espécie do noventista "Meus Vizinhos são um Terror" tocado como comédia negra.  8-10

Resultado de imagem para The King is Dead poster
 

 

"Downrange" é um tenso e eficiente thriller de sobrevivência que mescla "Carnage Park" com "Sniper" so que com mais gente. Virtuoso , estiloso e repleto de gore, o filme é um ótimo e descompromissado divertimento. 8,5-10

Resultado de imagem para Downrange poster

 

 

"Vuelven" é um lindo conto mórbido conto mexicano que usa sabiamente o realismo fantástico pra falar de abandono e violência, como se fosse um "Pixote" tocado como "Labirinto do Fauno". Vou ficar de olho nessa jovem diretora. 9-10

Resultado de imagem para Vuelven poster

Share this post


Link to post
Share on other sites

O titulo no Brasil precisa de uma unificação. Já vi "Viagem Pela Itália", "Viagem à Itália", "Romance na Itália". Todos referem-se a esse filme do Rossellini, a meu sentir, querendo fugir um pouco do neorrealismo taxativo (usando mais closes por exemplo). A história de amor é quase uma desculpa para se mostrar o sul da Itália. Paisagens naturais, museus, o povo já se reerguendo depois da guerra (Quantas mulheres grávidas!)...

George Sanders é sempre o mesmo...Ninguém interpreta um esnobe tão bem. 

Filhos não validam casamento.

Resultado de imagem para filme viaggio in italia imagens

Share this post


Link to post
Share on other sites

Telefilme de 1971, tido como "superprodução", mas, na real, é meio caído. Rossellini se inspira nos Diálogos de Platão nos quais a figura de Sócrates é mais marcante. 

Pena dos adolescentes que tenham que ver esse filme como introdução à Filosofia. Pois, lateralmente, é uma porta ruim para Rossellini. A montagem é bizarra.

 

Resultado de imagem para filme Sócrates 1971 imagens

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nesta época do ano fico vendo mais filme antigo, aí deixo passar umas novidades bacanas. Caso de "Ready Player One", que eu adorei. Há muito tempo venho pedindo a volta do Spielberg da fase de espetáculo visual. E ele veio. Adorei o dinamismo, a agilidade, a imersão no colorido, ajudado pelo trabalho mais uma vez fantástico do Adam Stockhausen no Desenho de Produção. Que ano do Alan Silvestri fazendo trilha de 3 filmes, e de dois blockbusters como esse e "Vingadores: Guerra Infinita". Será o retorno dele à temporada de prêmios? Não sei se o filme fez tanto sucesso como planejado.

 

Resultado de imagem para ready player one imagens

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em seu mais recente trabalho, Clint Eastwood mais uma vez enfoca o heroísmo. 

O filme não seria absolutamente NADA se não tivesse a particularidade de ser encenado pelas pessoas reais que abortaram o atentado. De algum jeito, quando a ficção e a realidade se aproximam tanto, o status artístico ganha relevância. Se fossem simplesmente atores, eu diria que certamente é o pior filme da carreira dele. Toda a parte técnica é protocolar. Não salva nada.

Resultado de imagem para 15h 17 trem par aparis filmow

Share this post


Link to post
Share on other sites

Curta de Documentário do vencedor de 2 estatuetas (uma delas pelo clássico "The Times of Harvey Milk"), Rob Epstein; e Jeffrey Friedman.  É sobre cuidados paliativos a doentes terminais. Muito triste, et caterva, mas faltou um pouco de artisticidade. Sempre curioso ver a dinâmica dos hospitais americanos, como a constante presença de assistentes sociais.

Embora já tenha várias indicações, a Netflix ganhou o Oscar pela primeira vez neste ano de 2018, com o documentário "Icarus".

End Game (2018)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Último longa do Pasolini, uma declinação sobre os sistemas opressores. Gosto de Sade porque nada nele é pouquinho, tudo é muito, é constante, é abrangente, tem peso. Não é apenas um momento ou dois de horror. É o tempo todo.

Música, Morricone. Figurino, Danilo Donati. Design, Dante Ferretti. Só as feras.

Salò o le 120 giornate di Sodoma (1975)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dono de um titulo maravilhoso, o filme de Júlio Bressane é puro Godard. Cinema de autor; criatividade e simultânea destruição da linguagem cinematográfica; privilégio de locações a estúdio; hibridismo de culturas; histórias ruins, banais, em geral policialescas, que são alçadas à um patamar superior; final com mortes súbitas...

O ponto mais relevante é mostrar uma tortura policial no meio do filme, em plena Ditadura Militar. Nesse sentido, é um par estético de "As Meninas" da Lygia Fagundes Telles, que, no meio do livro, quando menos o leitor espera, é jogado em uma situação (real!) assim.

O que fode tudo é a histórica péssima qualidade de som do nosso cinema - problema só revertido na última década.

 

Resultado de imagem para matoua família e foi ao cinema cartaz

Share this post


Link to post
Share on other sites

"12 Strong" tinha tudo pra ser um filme sério sobre guerra, mas termina no final só fazendo propaganda descarada dela. O Thor até se sai bem nesta patriotada, mas se fosse o caso, ainda prefiro o bom e velho Rambo. 7,5-10
Resultado de imagem para Nicolai Fuglsig 12 strong poster

 

"Artigas, La Redota" é um interessante filme histórico uruguaio com jeitão de filme global. O bacana é a relação da criação artistica no retrato da nação uruguaia que promove e a demonização dos portugueses na independência desse país. 8-10

Resultado de imagem para Artigas, La Redota poster

 

"Marrowbone" é um thriller dramático tocado como se fosse sobrenatural, feito "O Orfanato". Tomando emprestado elementos de vários filmes do gênero (até reviravolta final), o forte mesmo é seu poderoso elenco mirim. Mas vale muito a visita sim. 9-10

Resultado de imagem para o segredo de marrowbone poster

 

"Tomb Raider" é um filme muito bem feito mas carece de alma e um bom roteiro, a despeito da sua empenhada protagonista, da qual não temos empatia alguma. Desses filmes de game ainda não tem páreo pro indie menos conhecido "Hardcore Henry".  7-10

Resultado de imagem para tomb raider a origem

 

"The Monkey King 3" é um blockbuster chinês que virou franquia, uma versão oriental de "Furia de Titâs" ou "Deuses do Egito" e que comecei a assistir pela rica mitologia que destila. No entanto, o passar dos filmes diluiu roteiro em prol dos efeitos especiais a semelhança dos ianques. Acho que pra mim já deu então.. 7-10

Resultado de imagem para the monkey king 3 poster

Share this post


Link to post
Share on other sites

Revendo esse clássico do adultério,  entre outras coisas para poder admirar o figurino de "Coco" Chanel (não creditada) para Jeanne Moreau. Tá tudo lá: pretinho básico, colar de pérolas, tailleur e chapéu, e a famigerada camisola esvoaçante. Este filme é de 1958, poucos anos depois, nas mãos de outro diretor francês, ela de novo seria uma mulher para dois....

Resultado de imagem para OS AMANTES 1958 IMAGENS

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Small Town Crime" é um bacanudo thriller noir de orçamento merreca. Indie até o sabugo da unha, legal é ver trocentos coadjuvantes secundários que você já viu nalgum outro filme do gênero. E o subestimado John Hawkes brilha no papel principal. 8,5/10

Resultado de imagem para Small Town Crime Eshom Nelms, Ian Nelms poster

 


"Yoga Hosers" é um desperdicio total de celulóide em formato de besteirol. Uma tentativa frustrada de fazer um "Bill & Ted" femenino. Mas as filhas do J. Depp & K. Smith não tem um pingo de carisma ou talento, sem falar no roteiro meia boca. 4/10

Resultado de imagem para Yoga Hosers kevin smith poster

 


"The Gateway" é um fita scy-fy indie de mundo paralelo do naipe de "Coherence" ou "Another Earth", mas aqui é tudo muito absurdo e ilógico que beira um telefilme. Dá pra ver mas poderia ter sido bem melhor. 7/10

Imagem relacionada

 


"Monolith" é um tenso e eficiente thriller de sobrevivência que parte duma premissa simples: do carro te deixar na mão quando mais se precisa dele. Mas tudo isso pra mascarar um conto sobre maternidade, responsabilidade e redenção, que tirando o inverossimil desfecho cumpre bem seu propósito. 9/10

Resultado de imagem para Monolith Ivan Silvestrini poster

Share this post


Link to post
Share on other sites

"A Grande Cidade" é um filme de 1966 do Cacá Diegues (vou deixar de mencionar o subtítulo longo e denotativo) já cheio de ambição de interpretar o Brasil. Cheio de problemas técnicos, mas rico em conceituação. Trilha sonora excelente: Zé Keti, Bethânia, e Roberto Carlos arrasando com "Nasci pra Chorar".

As favelas do Rio de Janeiro sendo formadas pelos nordestinos expulsos pela seca.

Leonardo Villar, monstro de ator.

"A guerra é grande e tá todo mundo nela. Eu não." gritada por um jovem Antônio Pitanga em um teatro de arena.

 

image.jpeg.0415e9809761a15d2a0392de77ef59c4.jpeg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Como vocês sabem, estou lendo "O Som e a Fúria", meu quarto Faulkner, mas esse é sem dúvidas o mais difícil. Tanto que resolvi assistir ao filme, mesmo estando na metade do livro. Precisava de algum tipo de orientação/confirmação. Podem dizer o que for do James Franco, mas ele está sempre se arriscando (aqui também na direção), e além de tudo é bom ator. No final, o filme é tão difícil quanto o livro. Mas me ajudou muito.

 

The Sound and the Fury (2014)

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Estreou no dia 1º de janeiro de 1968, começando portanto o icônico ano com essa maravilha. Semanas mais tarde, viria o primeiro disco de Caetano Veloso com a canção "Superbacana" e seu versos celebrando as novidades do mundo, a modernidade, como, por exemplo, o nosso cinema, com "Copacabana me engana". 

Muso Carlos Mossy, Musa Odete Lara, muso Claudio Marzo, no primeiro "ménage à trois" do cinema nacional. Um plano excelente, ao som de Mutantes. Sexo da liberdade.

Na fotografia excelente, Affonso Beato, que depois iria fazer "Carne Trêmula", "Tudo Sobre minha Mãe", "A Rainha"...Mas antes fez essa maravilha aqui.

Que trabalho do Antônio Carlos Fontoura!

 

Resultado de imagem para copacabana me engana cartaz imagens

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não tinha visto esse filme de 1991 do Soderbergh. Mistura a vida real de kafka à de seus mais importantes personagens. Quem não está familiarizado com seus livros tende a não apreciar o filme. Captou bem o fundamento lírico: O mundo burocrático/institucional com ares de terror e vilania.

Melhor coisa do filme, em seus aspectos técnicos, é a direção de arte do nunca celebrado Gavin Bocquet.

Resultado de imagem para kafka filme cartaz imagens

Share this post


Link to post
Share on other sites

Toda vez que revejo essa obra-prima não posso deixar de rir pois algo muito parecido já aconteceu comigo. Uma garota linda ( lógico, não tanto como a Delphine Seyrig)  da minha cidade sempre insiste comigo que ficamos em uma determinada festa, mas eu simplesmente não me recordo! É ruim porque eu certamente ficaria com ela. Mas agora ela acha que o meu esquecimento é algum tipo de desfeita, mas não é. Ou seja, tenho um pessoal "O Ano Passado em Marienbad" só que não foi escrito ( e indicado ao oscar de Roteiro!) pelo Robbe-Grillet, nem muito menos filmado com maestria pelo Resnais.

Terei vivido isso? Ela terá sonhado? Um exercício de mitomania? Um exercício de sugestão? Estaremos mortos? Tal qual o filme, incerteza para sempre.

O poder da narração. 

Resultado de imagem para o ano passado em marienbad imagens

Share this post


Link to post
Share on other sites

Revi "Hiroshima Meu Amor" pela primeira vez desde "Amour". Como eu não associei o tapa do marido no filme do Haneke ao tapa do amante japonês? E a reação MAGNÍFICA da Emmanuele Riva tanto em um quanto em outro?! O Haneke é muito gênio, Gzuz! 

Idem Alain Resnais. Idem Marguerite Duras. Não sei se já escrevi aqui antes, mas eu não gosto muito de "Se Meu Apartamento Falasse...", ainda mais que ele ganhou o Oscar de Roteiro (Roteiro, Escrita, e História - na terminologia maluca da época) disputando com essa preciosidade aqui. Exemplo:

"Por que você está em Hiroshima?"
" Um filme."
"Que filme?"
"Eu estou atuando em um filme."

Aí ganha aquela bobajada do Wilder...

Riva com saudades do amado anda em zigue-zague e se bate pelas paredes do corredor do hotel... Ai, ai...Cinema! Cinema é isso!

Trilha esplêndida de Georges Delerue, a quem já elogiei recentemente por "O Desprezo", "O Conformista"...Ele era o Desplat da época.

Outro grande filme narrado do Resnais em interseção com um escritor.

No mais, candidatíssimo ao filme com as palavras finais mais lindas da história do cinema.

Resultado de imagem para hiroshima meu amor imagens

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Ping Pong Summer" é um delicioso indie retrô que faz da simplicidade sua maior virtude como matinê. Imagina um "Karate Kid" só que ao invés de arte marcial é o tênis de mesa.  8-10

ping_pong_summer.jpg

 


"Terminal" é um thriller noir britânico com bons atores e até uma reviravolta bacanuda no final, mas se perde num roteiro besta e uma embalagem mega estilizada, tipo "Sin City".  7-10

Resultado de imagem para Terminal  Vaughn Stein poster

 

"La Muzica del Silentio" é uma bacana e curiosa cinebiografia do Andrea Bocelli com o Banderas. É um filme piegas e emocionante sim, que deve agradar quem tb não é fã do cantor, inclusive. Tipo eu. 8,5-10

Imagem relacionada

 

"The Mimic" é um thriller sobrenatural até bacaninha, mas enrola demais até chegar nos finalmentes. Eu o colocaria como um "Mama" coreano, onde ficaria interessante outro filme pra explicar melhor a mitologia do "monstro".. 7,5-10

A imagem pode conter: 2 pessoas

 


"Hostile" é um bom exemplar francês de romance mascarado de survival pós-apocaliptico. A metáfora da sobrevivência de relacionamentos creio que teria vingado mais sem a reviravolta do desfecho. Mas dá pra ver de boa este curioso mix de "Linda Mulher" com "Mad Max". 8,5-10

Resultado de imagem para Hostile Mathieu Turi poster

 


"Revenge" é um thriller de vingança europeu bem divertidinho e eficiente. É um "Doce Vingança" falado em francês que bem poderia ter meia hora a menos, mas gostoso em gore de se ver. As feminazi pira com a critica á misóginia dos machos!  8-10

Imagem relacionada

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parecia difícil, mas aconteceu. "Quase Memória", de Ruy Guerra, é o pior filme que eu vi em 2018, superando "50 Tons de Liberdade". 

Destruiu o livro, o antológico livro, de Carlos Heitor Rony. Fiquei perplexo. Imperdoável.

 É como um "A Máquina", do João Falcão, piorado. 

Queria desver.

Resultado de imagem para CARTAZ QUASE MEMORIA IMAGENS

Share this post


Link to post
Share on other sites

Terminei a segunda temporada. Em geral, eu gostei. Nos momentos ruins soa como um longo textão de Facebook, num tom edificante que é bastante chato. Nos melhores momentos, os personages secundários mais carimáticos destacam-se. O grande problema da série é ter a Hanna como um fantasminha, o que nunca é uma solução de roteiro boa a meu ver, só o filme "Ghost" conseguiu fazer isso de maneira excelente.

 

Resultado de imagem para 13 reasons why segunda temporada cartaz

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×