Jump to content
Forum Cinema em Cena
Jack Ryan

Melhores filmes pré-1930 #2

Recommended Posts

 

Vou postar sozinho neste tópico até a gurizada resolver dar as caras' date=' hehehe. Léo, Felipe, Silva, Sopa, Alexei, Carioca, cadê vcs???

 

 

 

Hoje foi um dia dedicado aos curtas. Assisti a Cops e The Goat, do Buster Keaton; a The Adventures of Dolly, primeiro filme do Griffith; e a The Skeleton Dance e El Terrible Toreador, os dois primeiros curtas da série Silly Symphonies, da Disney.

 

 

 

Nenhuma obra-prima, mas todos eles são interessantes, valem no mínimo como curiosidade. O melhor deles todos é Cops.[/quote']Cops é certamente o curta mais famoso e aclamado do Keaton, mas achei The goat mais engraçado. Aliás, os dois curtas são bem semelhantes na proposta.Esses do Silly Symphonies que você citou eu não conhecia, mas vou procurar agora.

 

 

 

Esses desenhos da série Silly Symphonies, pro meu gosto, são a melhor coisa que a Disney fez na sua fase pré- Branca de Neve.

 

 

 

Do Keaton, já vi tb One Week e Frozen North (esse coisa de uma hora atrás. Ficam claramente abaixo de Cops e The Goat. E, a meu ver, nenhum deles faz frente pra O Homem das Novidades, A General ou Sherlock Jr, filmes nos quais ele é mais ousado, transgressor e se preocupa mais com a linguagem..

Share this post


Link to post
Share on other sites

Enquanto eu respondia uma mensagem do Felipe, ele mandou outra, hehehe.

 

 

 

Esse The Unknown é um que me chamou a atenção. Espero conseguir vê-lo.

 

 

 

Ah, sim, tb vi hoje a quarta parte de Os Vampiros e o primeiro desenho da série Oswald, the Lucky Rabbit, da Disney. Vou me tornar expert em história do cinema de animação, hahaha.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Antes de me juntar à família para começar a celebrar o ano novo, achei um tempinho pra vir ver mais um filme, que representasse um pouco do que foi, em termos de cinema, o ano de 2011 pra mim. Vi o último dos curtas da série Silly Symphonies ainda na década de 1920 que eu não tinha visto. Chama-se The Merry Dwarfs, e segue a fórmula básica de personagens dançando continuamente. Tem menos atmosfera que seu antecessor, Hell's Bells, mas a qualidade da animação é muito boa.

 

 

 

E é isso, um ano em que aprendi muito sobre a origem da sétima arte se encerra por aqui. Valeu muito a pena. Que venha 2012, que venham grandes filmes do presente e do passado, e que o fórum esteja aqui pra eu poder comentar com vcs.

 

 

 

Abraços!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Intolerância (Intolerance, 1916) - terceiro longa do Griffith que eu vejo, e o terceiro que abusa do termo "longa". Pelo jeito, o diretor achava que o ingresso de cinema deveria ser compensado com horas de projeção. Em O Nascimento de uma Nação, entretanto, a duração não chega a atrapalhar, já que a estória é bem dividida. Aqui, ao tentar contar quatro estórias de uma vez, Griffith se perde. A narrativa exige bastante do espectador, muitas transições se dão de forma abrupta e duas das estórias não são desenvolvidas. Das outras duas, uma é boa, mas quase se perde perto do fim (a "moderna", que se passa na época da filmagem) e a outra só é boa mesmo na cena da batalha (a babilônica). Griffith consegue, mais uma vez, criar cenas visualmente deslumbrantes, mas falha ao contar a estória - as coincidências absurdas, o Deus ex machina, o alongamento exagerado de cenas tentando criar tensão, que se tornariam piores em As Duas Tormentas, deixam sua marca aqui. No geral, é um bom filme, dentro do contexto da própria época. Mas não é um filme para marcar época.

Share this post


Link to post
Share on other sites

E o que está achando? Vale a pena o tempo despendido? Tenho muita vontade de ver, mas sempre penso que poderia ver outros 4 filmes interessantes nesse tempo.06

 

Vi The phantom carriage, no dia 31 (o que foi uma concidência, pois não sabia que o filme girava em torno do ano novo), e gostei bastante. Ele começa bem devagar, até meio chato, mas depois de uma meia-hora engrena e fica muito interessante. Não foge muito dos típicos filmes natalinos em que a pessoa tem a oportunidade de observar sua vida de fora (como A felicidade não se compra ou A Christmas carol), mas é muito bem feito, e os toques levemente sombrios caíram bem aqui.

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

E o que está achando? Vale a pena o tempo despendido? Tenho muita vontade de ver' date=' mas sempre penso que poderia ver outros 4 filmes interessantes nesse tempo.[img']smileys/06.gif" align="absmiddle" alt="06" />Vi The phantom carriage, no dia 31 (o que foi uma concidência, pois não sabia que o filme girava em torno do ano novo), e gostei bastante. Ele começa bem devagar, até meio chato, mas depois de uma meia-hora engrena e fica muito interessante. Não foge muito dos típicos filmes natalinos em que a pessoa tem a oportunidade de observar sua vida de fora (como A felicidade não se compra ou A Christmas carol), mas é muito bem feito, e os toques levemente sombrios caíram bem aqui.

 

 

 

 

 

 

Vi a parte 8 hoje, faltam duas. E vou te dizer que não sei se recomendo. Ele é bom, mas tem alguns defeitos meio gritantes. Na real, ele tem DNA de primeira temporada de série, os primeiros capítulos são totalmente episódicos, com tramas começando e terminando, personagens aparecendo só pra cumprir aquela função e sumindo. Depois vai ficando mais sequencial. Mas o pior é que o diretor se pauta muito, muito mesmo em coincidências. Parece que Paris tem 3 quadras e 25 habitantes, 20 dos quais passam a vida fazendo figuração em hotéis e calçadas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

E o que está achando? Vale a pena o tempo despendido? Tenho muita vontade de ver' date=' mas sempre penso que poderia ver outros 4 filmes interessantes nesse tempo.[img']smileys/06.gif" align="absmiddle" alt="06" />Vi The phantom carriage, no dia 31 (o que foi uma concidência, pois não sabia que o filme girava em torno do ano novo), e gostei bastante. Ele começa bem devagar, até meio chato, mas depois de uma meia-hora engrena e fica muito interessante. Não foge muito dos típicos filmes natalinos em que a pessoa tem a oportunidade de observar sua vida de fora (como A felicidade não se compra ou A Christmas carol), mas é muito bem feito, e os toques levemente sombrios caíram bem aqui.

 

 

 

 

 

 

Vi a parte 8 hoje, faltam duas. E vou te dizer que não sei se recomendo. Ele é bom, mas tem alguns defeitos meio gritantes. Na real, ele tem DNA de primeira temporada de série, os primeiros capítulos são totalmente episódicos, com tramas começando e terminando, personagens aparecendo só pra cumprir aquela função e sumindo. Depois vai ficando mais sequencial. Mas o pior é que o diretor se pauta muito, muito mesmo em coincidências. Parece que Paris tem 3 quadras e 25 habitantes, 20 dos quais passam a vida fazendo figuração em hotéis e calçadas.

06

 

Comentário meio desanimador. Acho que esse vai um pouco mais pra baixo na minha lista de prioridades.06

-felipe-2012-01-11 21:47:27

Share this post


Link to post
Share on other sites

Terminei de ver hoje, e definitivamente não recomendo, Felipe. O final não compensa o resto, e quando penso que poderia ter visto alguns grandes clássicos com o mesmo tempo que dispendi, me arrependo. Valeu pra poder dizer que conheci, e tive uma visão bem clara de como alguns diretores perdem o controle da narrativa, mas o preço por esse aprendizado foi alto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vi O Monstro do Circo (The Unknown). Comentei no tópico "19 dias de horror".

 

 

 

No momento, minha lista conta com 4 filmes da década de 1900 (todos curtas), 17 da de 1910 e 41 da de 1920 (62 no total, para os propósitos desse tópico). Já dá pra fazer um top 20, mas não no nível que eu gostaria.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Vi O Monstro do Circo (The Unknown). Comentei no tópico "19 dias de horror".

 

 

 

No momento' date=' minha lista conta com 4 filmes da década de 1900 (todos curtas), 17 da de 1910 e 41 da de 1920 (62 no total, para os propósitos desse tópico). Já dá pra fazer um top 20, mas não no nível que eu gostaria.[/quote']

 

Eu só assisti uns 30, e acabei montando o Top mesmo assim. 06

 

Não dá pra dizer que é um primor, mas, conforme  eu for vendo outros filmes da década, vou atualizando.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na real, o número tá parecido com o das décadas de 30, 40 e 50. É que nestas outras tinha pelo menos 21 filmes que mereciam plenamente estar num top 20. Dentre os pré-1930, ainda não to muito seguro disso.

 

 

 

Visto Nosferatu. Muito bem filmado, apesar de a estória ser subdesenvolvida. O Murnau optou por fazer um filme enxuto e bonito, e foi bem sucedido. Algumas cenas são realmente antológicas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vi Spite Marriage, um dos primeiros da fase MGM do Buster Keaton. Infelizmente, a queda na qualidade é notável, e o filme se parece muito mais com uma produção padrão da Metro do que uma do Keaton, provavelmente fruto da perda de controle criativo, o que levaria o ator a um período muito frustrante dentro do estúdio. No mais, algumas boas gags e momentos interessantes, principalmente mais para o final.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom. O jogo já acabou, mas deixarei registrado os meus pra se forem reviver o jogo.

 

 

01. Lírio Partido (Broken Blossoms or The Yellow Man and the Girl; 1919) - D. W. Griffith

 

02. Aurora (Sunrise - A Song of Two Humans; 1927) - F. W. Murnau

 

03. A General (The General; 1927) - Buster Keaton

 

04. Os Vampiros (Les Vampires; 1915) - Louis Feuilade

 

05. O Gabinete do Dr. Caligari (Das Cabinet des Dr. Caligari; 1920) - Robert Wiene

 

06. O Nascimento de Uma Nação (The Birth of a Natio; 1915) - D. W. Griffith

07. A Última Gargalhada (Der Letzte Mann; 1924) - F. W. Murnau

08. A Caixa de Pandora (Die Büchse der Pandora; 1929) - Georg Wilhelm Pabst

09. Uma Página de Loucura (Kurutta Ippeji; 1926) - Teinosuke Kinugasa

10. Docas de Nova York (The Docks of New York; 1928) - Josef Von Sternberg

11. Os Dez Mandamentos (The Ten Commandments; 1923) - Cecil B. DeMille

12. Órfãs da Tempestade (Orphans of the Storm; 1921) - D. W. Griffith

13. Häxan - A Feitiçaria Através dos Tempos (Häxan; 1922) - Benjamin Christensen

14. O Martírio de Joana D'Arc (La Passion de Jeanne d'Arc; 1928) - Carl Theodor Dreyer

15. Outubro (Oktyabr; 1928) - Sergei M. Eisenstein

16. Inferno (L'Inferno; 1911) - Francesco Bertolini

17. A Roda (La Roue; 1923) - Abel Gance

18. Esposas Ingênuas (Foolish Wives; 1922) - Erich von Stroheim

19. Metrópolis (Metropolis; 1927) - Fritz Lang

20. Intolerância (Intolerance - Love's Struggle Throughout the Ages; 1916) - D. W. Griffith

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu espero conseguir ver os filmes que tenho aqui, pra poder fechar uma lista mais respeitável. Na fila estão: Greed, The Crowd, Our Hospitality, The Last Laugh, The Wind, The Big Parade, e toda a filmografia do Hitchcock do período (mas não pretendo vê-la toda a curto-prazo).

Share this post


Link to post
Share on other sites

Consegui assistir Asas (em blu-ray, com uma ótima restauração), e fiquei

meio dividido com relação ao filme. A parte dramática, focando nos

personagens, no romance e nas amizades feitas durante a guerra, é muito

boa; o problema é que boa parte do filme é dedicada a cenas de ação

aéreas, provavelmente muito empolgantes para a época, mas que são, hoje

em dia, no máximo entediantes. Fica a sensação de que poderia ser um filme bem melhor.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

Eu espero conseguir ver os filmes que tenho aqui' date=' pra poder fechar uma lista mais respeitável. Na fila estão: Greed, The Crowd, Our Hospitality, The Last Laugh, The Wind, The Big Parade, e toda a filmografia do Hitchcock do período (mas não pretendo vê-la toda a curto-prazo).[/quote']

Jack, você conseguiu baixar Greed? A edição de 2 horas ou de 4?

 

Dos filmes que você citou, The crowd é o que mais gosto. Mas tem muitas pérolas aí.

 

-felipe-2012-04-03 18:57:51

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

 

Eu espero conseguir ver os filmes que tenho aqui' date=' pra poder fechar uma lista mais respeitável. Na fila estão: Greed, The Crowd, Our Hospitality, The Last Laugh, The Wind, The Big Parade, e toda a filmografia do Hitchcock do período (mas não pretendo vê-la toda a curto-prazo).[/quote']Jack, você conseguiu baixar Greed? A edição de 2 horas ou de 4?Dos filmes que você citou, The crowd é o que mais gosto. Mas tem muitas pérolas aí.

 

 

 

 

Consegui sim, Felipe, a edição de 4 horas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mais uma obra-prima do mestre Murnau. Pelo que tenho visto, o melhor dos diretores da era muda.

 

 

 

TOP 

 

 

 

1- Nosferatu, Uma Sinfonia do Horror (F.W. Murnau, 1922)

 

2- O Encouraçado Potemkin (Sergei Eisenstein, Grigori Aleksandrov, 1925)

 

3- Em Busca do Ouro (Charles Chaplin, 1925)

 

4- Metrópolis (Fritz Lang, 1927)

 

5- Aurora (F.W.Murnau, 1927)

 

6- Fausto (F.W.Murnau, 1926)

 

7- Os Vampiros (Louis Feuillade, 1915)

 

8- Sherlock Jr. (Buster Keaton, Roscoe Arbuckle, 1924)

 

9- Nanook, o Esquimó (Robert J. Flaherty, 1922)

 

10- O Circo (Chales Chaplin, 1928)

 

11- A Caixa de Pandora (Georg Wilhelm Pabst, 1929)

 

12- O Gabinete do Dr. Caligari (Robert Weine, 1919)

 

13- A Carruagem Fantasma (Victor Sjöstrom, 1921)

 

14- A General (Buster Keaton, Clyde Bruckman, 1927)

 

15- Intolerância (D.W. Griffith, 1916)

 

16- Chantagem e Confissão (Alfred Hitchcock, 1929)

 

17- Um Cão Andaluz (Luis Buñuel, 1928)

 

18- Häxan – A Feitiçaria Através dos Tempos (Benjamin Christensen, 1923)

 

19- Lírio Partido (D.W. Griffith, 1919)

 

20- O Fantasma da Ópera (Rupert Julian, Lon Chaney, 1925)

 

 

 

Menções Honrosas

 

 

 

Viagem à Lua (Georges Méliès, 1902)

 

O Nascimento de Uma Nação (D.W. Griffith, 1915)

 

leomaran2012-04-22 21:39:57

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Consegui sim' date=' Felipe, a edição de 4 horas.[/quote']

Quando assistir diz aí o que achou. Tenho muita curiosidade com relação a esse, mas ainda não consegui criar coragem. rs

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

TOP

 

 

 

1- Nosferatu, Uma Sinfonia do Horror (F.W. Murnau, 1922)

 

2- O Encouraçado Potemkin (Sergei Eisenstein, Grigori Aleksandrov, 1925)

 

3- Em Busca do Ouro (Charles Chaplin, 1925)

 

4- Metrópolis (Fritz Lang, 1927)

 

5- Aurora (F.W. Murnau, 1927)

 

6- Fausto (F.W. Murnau, 1926)

 

7- Os Vampiros (Louis Feuillade, 1915)

 

8- Um Homem com Uma Câmera (Dziga Vertov, 1929)

 

9- Sherlock Jr. (Buster Keaton, Roscoe Arbuckle, 1924)

 

10- Nanook, o Esquimó (Robert J. Flaherty, 1922)

 

11- O Circo (Chales Chaplin, 1928)

 

12- A Caixa de Pandora (Georg Wilhelm Pabst, 1929)

 

13- O Gabinete do Dr. Caligari (Robert Weine, 1919)

 

14- A Carruagem Fantasma (Victor Sjöstrom, 1921)

 

15- A General (Buster Keaton, Clyde Bruckman, 1927)

 

16- Intolerância (D.W. Griffith, 1916)

 

17- Chantagem e Confissão (Alfred Hitchcock, 1929)

 

18- Um Cão Andaluz (Luis Buñuel, 1928)

 

19- Häxan – A Feitiçaria Através dos Tempos (Benjamin Christensen, 1923)

 

20- Lírio Partido (D.W. Griffith, 1919)

 

 

Menções Honrosas

 

 

 

Viagem à Lua (Georges Méliès, 1902)

 

O Nascimento de Uma Nação (D.W. Griffith, 1915)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Atualizando a lista:

 

  1. A turba (The crowd)
  2. Metrópolis
  3. Em busca do ouro
  4. The trail of '98
  5. Aurora
  6. A general
  7. Vento e areia
  8. Sete oportunidades
  9. Alvorada do amor
  10. O encouraçado Potemkin
  11. Show people
  12. Nossa hospitalidade
  13. O monstro do circo

  14. O grande desfile
  15. West of zanzibar

  16. O homem das novidades
  17. The River
  18. A carruagem fantasma
  19. O homem mosca
  20. Sherlock Jr.

     

     

O último a entrar na lista foi Sete Oportunidades, mais uma grande comédia do Keaton. Ver dezenas de noivas perseguindo-o rua abaixo é impagável.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Desde a última vez, assisti tb a O Inquilino, do Hitch, e The Big Parade, do King Vidor. Ambos me decepcionaram um pouco, o primeiro por ser um dos menos notáveis do Hitch, bem genérico, e o segundo pq eu esperava uma obra-prima, e encontrei um filme que tem as características que eu não gosto nos filmes de guerra do período, as inserções cômicas, a virada para o super-drama com lições de moral no fim, e por aí vai.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×