Jump to content
Forum Cinema em Cena
jujuba

Homeland

Recommended Posts

Again: nãoa chei tópico dessa, se tiver deletem esse, please.

 

" HOMELAND"

 

 

homeland2.jpg

 

 

<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Homeland” é uma versão americana da série israelense chamada “Hatufim/Prisoners of War”, criada por Gideon Raff. Adaptada por Howard Gordon e Alex Gansa, ambos de “24 horas”.


O thriller psicológico acompanha o soldado Scotty Brody (Lewis), regastado durante um ataque americano
de uma base inimiga, onde foi mantido por 8 anos como prisioneiro.
Ele tenta se reintegrar à rotina e à família, enquanto aprende a conviver com as lembranças dos anos que passou aprisionado.

Carrie Anderson, uma analista da CIA  começa a desconfiar que Scotty esteja planejando um ataque terrorista contra os EUA.

 

Elenco:  Damian Lewis, Claire Danes, Morena Baccarin, Mandy Patinkin e David Harewood...

 

 homelandi3.png

Estréia: a série estreia nos EUA pelo canal Showtime no dia 2 de outubro, massss o piloto já foi liberado antes.

 

Shy2011-10-02 15:06:55

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sabe aqueles livros de espionagem, tipo Graham Greene, Le Carré ???  Delícia... aff !!!!

Tô apostando nela  como substituta de "Breaking Bad" (prazo de validade decretado... snif!) 04

 

O piloto foi perfeito, a construção de toda história, sem  atropelamentos e o mais importante, tudo digerível p/ qquer mortal (falha da ótima "Rubicon").

 

Masssssssss talvez o único senão tenha sido qto às cenas de sexo com tarjas e borrões... hellooo!
As cenas finais foram bemm  mais hard  ever!!

 

E falando em cenas finais, que sacada ninja  de Carrie !10

Share this post


Link to post
Share on other sites

Minha humilde opinião sobre a estréia de Homeland:

http://starsmuggler.wordpress.com/2011/10/04/homeland/

.

.

.

.

.

.

Eu sei q a Shy não gosta de apenas link, comentarei... 06

Gostei bastante do que eu vi, a série é ótima e tem muito potencial, ótimas atuações sempre envolvendo auele clima de paranoia pós-11/9... so q vemos um mundo preto no braco, onde os terroristas são maus e o governo é bom, creio q isso mudará nos próximos ep.

A atuação da brasileira é ótima, até peitinho ela pagou (dentões), e a Claire é uma fofa, principalmente quando estava tendo o surto psicótico, deu uma vontade de proteger e apertar ela. apesar do busto dela ser meio estranho quando estava trocando de roupa...

A série não tem ação, mas nem por isso ela deixa de ser excelente, ao menos o primeiro ep. o hype dessa série apenas se confirmou 1010

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Claire Danes não tem busto... é isso que tá achando estranho 06.

Não acho que terá bons e maus na serie.

Tipo, Brody periga ser o mocinho e o vilão da história.

Ele foi doutrinado da maneira mais cruel ever, a última cena mostra bem isso!

Daí que acho que ele tb é uma vítima.

 

Jessica (Baccarin) se mostoru meio herege.
Spoiler: A tarde tava transando com o melhor amigo do  marido e a noite se meteu em camisolas rendadas p/ o pprio...aff! 13

 

By the way, aquela cena dos dedos de Brody foi insana de  boa...aff!

Espero com desespero que a série vingue!

Oremos! nerv0003.gif
Shy2011-10-06 21:06:40

Share this post


Link to post
Share on other sites

Assisti, e acho que a comparação com Rubicon é descabida, afinal, o clima de conspiração e paranóia em Rubiconera muito superior... Acredito que esta vá ter também, ja tem, mas mais pro lado da "ação"...

 

Acho que mais pra frente podem se parecer, mas por enquanto esta bem diferente, levando-se em conta apenas o piloto de ambas as séries...

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ela lembra um pouco, tipo que a personagem da Danes é  menos de ação e é mais burocrática, embora a cena inicial dela comprando informação faz duvidar.

Gostei ainda da série, esse lance de mostrar o que se passou na vida de cada um dos personagens principais, tipo  a esposa de Brody, o melhor amigo dele e com o pprio Brody.

Acho isso importante p/ se criar uma empatia, não parecer todo mundo tãoooo anonimo!
Shy2011-10-08 12:44:15

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se engana Shy...

O personagem de Rubicon ficava apenas em um escritório investigando eventos políticos e etc, ele era "apenas" um homem com uma capacidade genial de relacionar eventos e o contexto e achavam que as coisas só aconteciam longe dele... Tinha a equipe dele e talz (depois de ser "promovido") mas ele não se via no meio de tudo, até começar...

Além de um estilo mais clássico de conspiração...

 

Ja em Homeland, a personagem principal é uma agente de campo que esta imersa nesse mundo de espionagem e etc... Agente duplo, grampear e etc...

 

Enquanto um é pensante outro é mais mão na massa...

 

A Danes é totalmente ação se comparado à Rubicon...

 

 

Mas acredito que é Leviano comparar uma com a outra, ja que são estilos diferentes com uma trama de conspiração como plano de fundo...

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ah, sei lá, ela me lembrou tremendamente "Rubicon", até por alguns motivos que tu cita.

Tipo qd o cara preso lhe sussura no ouvido uma informação que lhe parece quase sem valor, masssss que se encaixará qd Brody volta.

"Rubicon" tinha muito disso, de associações de uma informação a outra. 

 

Anyway, veremos o próximo eppy a que veio a série.

 

No momento "Homeland", junto com "Breaking Bad" e "The Killing", são as minhas séries preferidas de drama 02.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu tava com medinho de que a série descambasse p/ sei lá o que.

Via de regra as séries de que gostei a amioria sempre foram ruin de piloto.

Essa surpreendeu e bombou no primeiro eppy e não decepcionou no segundo.

 

É a melhor estreía de série dramática de agora, ever!... só perde p/ "The Killing"... por enqto!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vi os três primeiros episódios e gostei do que vi, no geral. O piloto é bom, mas não chega a fantástico. Achei a introdução meio simplista e direta demais, começa a esquentar mesmo só quando o cara encontra a família pela primeira vez, no aeroporto. O segundo episódio é melhor, aliás esse sim é muito tri. No terceiro episódio, já achei que tão esclarecendo coisas demais, têm que tomar cuidado pra não deixar a) previsível ou B) maluquice que tenta impressionar por ser imprevisível mas sem se preocupar com coerência.

 

 

 

Mas acho que tem bastante potencial e to apostando que vai ter uma temporada bem boa.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fico muito feliz de ver uma galera comentando sobre essa série. Foi uma das poucas que salvou as novas premieres de 2011 na TV americana. Olha,pra mim não tem segredo: Se eu vejo um "Showtime" , "FX" ou "HBO" no logotipo em algum canto,seja qual for a série,eu dou uma chance.

 

 

 

Sei que não vai ser cancelada do dia pra noite,que vai ter um começo meio e fim,e que no mínimo,o produto é de qualidade.

 

 

 

Gostei muito da trama,achei o cast primorosamente bem escolhido,e apesar de ser um tema exaustivamente explorado,a julgar pelos primeiros capítulos,tenho certeza que não vai apelar p/ uma chuva de clichês.

 

 

 

Boa série.Showtime*2011-10-25 20:03:32

Share this post


Link to post
Share on other sites

Os 3 primeiros eppys são todos ótimos, te fazendo morrer e ansiar pelo próximo.

 

E acho que ela nõa corre perigo qto aos cliches.

Me parece que o foco dela, além do plano terrorista são nos personagens e o drama de cada uma dele.

Daí que não dá p/ se solidarizar-se com a culpa de alguns lá.

 

By the way, eu (quase) mataria por uma legenda do quarto eppy...aff! nerv0003.gif
Shy2011-10-25 20:08:45

Share this post


Link to post
Share on other sites

Os 3 primeiros eppys são todos ótimos' date=' te fazendo morrer e ansiar pelo próximo.

 

 

 

E acho que ela nõa corre perigo qto aos cliches.

 

Me parece que o foco dela, além do plano terrorista são nos personagens e o drama de cada uma dele.

 

Daí que não dá p/ se solidarizar-se com a culpa de alguns lá.

 

 

 

By the way, eu (quase) mataria por uma legenda do quarto eppy...aff!
[/quote']

 

 

 

Não sei se te ajudaria muito Shy, mas você já chegou a usar o software "BSPLAYER" ? É um player excelente que já baixa,automaticamente a partir do primeiro play,quantas legendas ele conseguir achar pra uma série/filme em ordem de "importância": Primeiro as da tua língua nativa,depois as em inglês mesmo. (Que ajudam dependendo da cadência dos diálogos)

 

 

 

Bom...se não ajudei,tentei. 03.gifShowtime*2011-10-25 20:17:51

Share this post


Link to post
Share on other sites

Um comentário meio que desnecessário, mas pqp... A série possui uma abertura ridícula... É visualmente interessante e talz, mas mais parece de "American Horror Story"do que uma série de espionagem... Muito longa e muita informação...

 

Péssima abertura... Rubicon sim tinha uma ótima abertura...

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu comecei a ver esta série por indicação da Shy.

 

Achei o 1º episódio bem intrigante, embora ele estabeleca o plot de maneira muito mastigada e expositiva. Poucas coisas ficam sugeridas, tudo dá muito na cara. Acho também que essa idéia de fazer a personagem da Claire Daines utilizar anti-psicóticos só a enfraquecem, pois poderiam apostar nesta paranóia dela sem usar o recurso da medicação, o que deixaria tudo ainda mais sugerido e menos artificial. Apesar de tudo isso, o saldo final é positivo, boas atuações, expectativa de bons conflitos a serem desenvolvidos.

 

O 2º não tem nada de especial, a história não vai muito pra frente é praticamente uma reafirmação de tudo o que vimos no capítulo anterior apenas para ter um twist no final que leva a narrativa para um outro caminho, ainda assim esperado. Ainda assim estou gostando do clima de paranóia da série e também como a série tá sabendo tirar proveito como filme de espionagem, pequenos detalhes que fazem toda a diferença, como o cara que derruba o café na mulher. Pode parecer besteira, detalhe, mas curto estas sacadas.

 

Se é que podemos dividir a trama em duas linhas narrativas, após 3 episódios dá a entender que enquanto uma vai pra frente, a outra vai dando voltas em torno de si. Enquanto que os preparativos para a entrevista tomam conta do núcleo familiar e por isso o tempo dedicado fica mais para um suposto acerto moral entre pai e filha, o da namorada do árabe lá chega ao fim com consequências tristes e os questionamentos morais da personagem de Daines vem à tona. Tô gostando da série, só espero que ela não dê a entender que vai ficar dando muitas voltas apenas pra não fechar o ciclo rapidamente. Mais uma série que não consigo ter a mínima noção se tem potencial pra várias temporadas...
Thiago Lucio2011-10-27 21:30:31

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tu vai morrer com o eppy 4...aff!

 

Putz! não tinha me tocado nisso, até onde podem explorar o tal plano terrorista sem ter que espichar demais o assunto.

 

Não sei se é certo mas me parece que eels explorarão um caso a cada temporada (dizem).
Shy2011-10-29 21:05:29

Share this post


Link to post
Share on other sites
Eu assisti o 4º episódio e gostei bastante. Dá pra perceber que a série é consistente, sabe o que quer, sabe explorar o potencial da premissa, tem bons personagens (meu preferido até então é o Saul), tem um bom elenco, não é apenas retrito a investigação em si, mas também funciona como um drama familiar, um drama de personagens, ou seja, tem muito mais atributos do que pode aparentar. Gosto da maneira como a série trata essa investigação, essa rede de inteligência, estas linhas investigativas com ... inteligência. Isso só fortalece ainda mais os personagens, como o próprio chefe da CIA que confia em Carrie desconfiando. E os conflitos na família de Brody em nenhum momento soam pedantes e sim extremamente pertinente dentro da proposta, afinal existe o impacto familiar, seja o desconforto do filho diante do pai (ele ao invés de abraçá-lo, simplesmente informa que é um prazer conhecê-lo, afinal trata-se de uma figura estranha, embora seu pai) ou até mesmo a carência emocional e afetiva da sua esposa (que vivia um momento de extrema satisfação com o melhor amigo do marido, mas que teve que deixar de lado para investir na sua figura de esposa já que ele voltou pra casa) . E se a princípio a possibilidade de um "affair" entre suspeito e investigadora soaria clichê demais, o que mais me chama a atenção é o que esse interesse revela sobre ambos os personagens: isso mostra como ela é capaz de levar até as últimas consequências as suas suspeitas e com isso até mesmo se deixar envolver com um potencial terrorista (e o sorriso dela ao perceber que ele foi fisgado é instigante); e ele em meio a toda ambiguidade em que está sendo construído, tentando se equilibrar entre aquilo que seria uma perturbação normal de um ex-combatente ou um sujeito claramente com intenções escusas, também se deixa levar pelo flerte dela (e o sorriso dele ao perceber que ela foi fisgada é instigante). Belíssimo episódio que me fez avaliar a série do início até aqui. Thiago Lucio2011-10-29 19:59:55

Share this post


Link to post
Share on other sites

Te disse!

 

Tb curto muito a exploração dos pesoangen.

Nos torna empático com seus problemas e os torna menos anonimos.

Meu personagem preferido decididamente é Carrie.

Ela é compeltamente kamikaze, ligou o botão do ***-se p/ qquer protocolo. Sei lá de onde vem essa sua obstinação pelo trabalho, se isso se deve a doença, aos remédios (ou falta deles).

 

Qto a Brody, acho que ele foi treinado e pode ficar meio arisco com ela...ou o fato de ter sido tão ferido, cobrado pela esposa/amigos sem poder desabafar com alguém que lhe entenda deve deixá-lo vulnerável e peesa fácil p/ Carrie.

 

Não sei se ela se envolveria. Pela história que se sabe do affair dela com o chefão, ela o largou sem mais qd soube que era casado. Faz supor que é uma workaholic FDM 06

Share this post


Link to post
Share on other sites
Shy, mas é claro que Carrie é a personagem mais interessante até porque ela é a personagem feminina central, não tem nem como competir com ela e até acho que a sua ambiguidade é muito mais interessante do que a do próprio Brody. Dos coadjuvantes, o Saul me chama a atenção porque dentro deste universo, ele ainda é um dos poucos a acreditar em ética, bom senso, decência, mesmo sabendo que estes aspectos são relativos para o que ele se propõe. Não deixa de ser um conflito interessante também. Thiago Lucio2011-10-30 17:11:06

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Shy, mas é claro que Carrie é a personagem mais interessante até porque ela é a personagem feminina central, não tem nem como competir com ela e até acho que a sua ambiguidade é muito mais interessante do que a do próprio Brody. Dos coadjuvantes, o Saul me chama a atenção porque dentro deste universo, ele ainda é um dos poucos a acreditar em ética, bom senso, decência, mesmo sabendo que estes aspectos são relativos para o que ele se propõe. Não deixa de ser um conflito interessante também. [/quote']

 

Não duvido de em algum momento, o Saul ser agente duplo ou algo do tipo...

 

Gosto do personagem, e acho que esse clichê ficaria interessante =P

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×