UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena
Nightcrawler

Oscar 2013: Previsões

Recommended Posts

Alguém mais viu Margaret ? Filme que ficou sem ser lançado por anos até que estreiou finalmente em 2011...

 

Depois de ver não consigo deixar de pensar como me esqueceram da atuação da Anna Paquim nas premiações e etc.

 

Ela em Margaret > Meryl Streep, Viola Davis, Glen Close, etc.

 

E o filme é bom, mesmo na versão picotada.

 

Paquin está muito bem mesmo, merecia ter sido lembrada. Quanto ao filme, eu já achei confuso e sem foco. A montagem é um caos, deixando o claro o problema entre diretor e produtor. Ela perde ritmo, deixa barrigas, acelera momentos desnecessários, enfim, uma catástrofe. Eu nem acho que o problema para por aí. Pelo que eu entendi, a versão extendida tem 30 minutos a mais e nenhuma grande mudança, o que me faz crer que o problema veio também do roteiro, que segue uma ordem de plot bem estranha. Pra mim, não funciona.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Alguém mais viu Margaret ? Filme que ficou sem ser lançado por anos até que estreiou finalmente em 2011...

 

Depois de ver não consigo deixar de pensar como me esqueceram da atuação da Anna Paquim nas premiações e etc.

 

Ela em Margaret > Meryl Streep, Viola Davis, Glen Close, etc.

 

E o filme é bom, mesmo na versão picotada.

Tô com esse aqui mas ainda não vi. Já tinha lido comentários muito entusiasmados com relação a Paquim, mas bom saber que o filme em si também é interessante.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pobre Anne Hathaway...faz o que pode no terrível The Dark Knight Rises, mas Christopher Nolan, um diretor igualmente terrível acaba com suas chances de fazer mais pelo personagem. Ele simplesmente picota a potencial cena mais forte da atriz, onde ela poderia, quem sabe, dar nuances mais interessantes à personagem mal desenvolvida pelo roteiro. Uma pena!

Share this post


Link to post
Share on other sites

COMPETITION

  • “To The Wonder,” Terrence Malick (U.S.)
  • “Passion,” Brian De Palma (France, Germany)
  • “Spring Breakers,” Harmony Korine (US)

OUT OF COMPETITION

  • “Love Is All You Need,” Susanne Bier (Denmark/Sweden)
  • “Enzo Avitabile Music Life,” Jonathan Demme (doc) (Italy/U.S.)
  • “O Gebo e a Sombra,” Manoel de Oliveira (Portugal/France)

OUT OF COMPETITION – Special Events

  • “Witness: Libya,” Michael Mann (documentary) (U.S.)
     
    :rolleyes:

Share this post


Link to post
Share on other sites

O lançamento de The Master foi antecipado para setembro. Killing Them Softly foi adiado para outubro.

 

Antecipado??? Acho que querem fortalecer o filme nos festivais e listas de sindicatos então.

 

O filme deve ser espinhoso! :lol:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gostei do novo Batman. É de fato menor que o último, a Mulher Gato foi mal desenvolvida e deram uma personagem um tanto insossa para a Marion Cotillard. Como disse o Beckin é mais blockbuster, mais filme de ação do que o anterior, mas é um ótimo filme de ação e continua com elenco afinado (destaque para o grande Michael Caine), No geral, vejo uma finalização muito boa para o trabalho do Nolan com o Batman.

Quanto a Oscar, só técnicas mesmo. Até porque seria muito estranho ver este filme chegar lá sendo que o anterior não chegou.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fui ver Batman e pararam a sessão mais perto do fim, no meio da explosão do estádio (cena cômica com o guri cantando...). Arrastão armado no shopping com 15 meliantes... kkkk... Até onde eu vi, filme irregular. Roteiro ruim com artifícios péssimos pra dar seguimento na estória, igual ao filme anterior e o pior de tudo, o vilão era insosso e sem personalidade, diferentemente do Coringa. Nolan acaba com o que poderia ser o melhor do filme, a Mulher Gato... Idiota.

 

Mas pago minha língua, Anne está incrível no pouco que tem pra fazer.

 

Amanhã volto ao cinema pra terminar a bagaça...

 

....

 

Pois bem, eu voltei ao cinema, infelizmente... O filme q já era capenga virou uma abobrinha... Que roteiro mais cachorro (se for enumerar os furos, artifícios pra dar continuidade e cenas nojentas, vai demorar...) e Nolan... Oops, He did it again...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Que eu me lembre os filmes que tem cara de ir para o Oscar 2013 são:

 

Os Miseráveis, Tom Hooper

Cesare Deve Morire, Paolo e Vittorio Taviani

ParaNorman, Chris Butler e Sam Fell

Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge, Christopher Nolan

The Master, Paul Thomas Anderson

Lincoln, Steven Spielberg

Django Livre, Quentin Tarantino

As Aventuras de Pi, Ang Lee

O Grande Gatsby, Baz Luhrmann

Cloud Atlas, irmãos Wachowski e Tom Tykwer

O Hobbit: Uma Jornada Inesperada, Peter Jackson

Anna Karenina, Joe Wright

To The Wonder, Terrence Malick

Silver Linings Playbook, David O. Russell

Moonrise Kingdom, Wes Anderson

Gambit, Michael Hoffman

Zero Dark Thirty, Kathryn Bigelow

Amour, Michael Haneke

Share this post


Link to post
Share on other sites

Houve uma sessão secreta de The Master. Em 70mm, como Anderson quer que o filme seja visualizado. As reações do povo já caíram na net, mas são toscas (ainda que todas positivas). As únicas que acho publicáveis são estas:

 

“Bobfilm” at Hollywood-Elsewhere:

I’m still digesting everything I saw, but it was pretty amazing. It was like a strange fever dream. [but] not audience friendly AT ALL. An ambiguous ending and not one likable character. And without any ‘milkshake’ lines, it probably won’t have the breakthrough that There Will Be Blood had. There are three or four scenes between Phoenix and Hoffman that are barn burners. It also containts the best work Amy Adams has ever done.

Phoenix WILL win Best Actor unless Daniel Day Lewis blows us away with [his] Lincoln performance. This is Raging Bull territory for him. Believe it or not, his performance is stranger than that fake doc he made. The only way I can describe him is ‘animalistic.’ (I think the Master title refers to more of a dog and his master. At least that was the vibe I got). The style feels like Terrence Malick by way of There Will Be Blood.

 

Thompson on Hollywood:

Formally, “The Master” is gorgeous. 70mm is the way to see the film, if possible. Anderson nails the punchy colors of early 1950s America (a sequence in which Freddie snaps family photos of wholesome, scrubbed youngsters is particularly spot-on), but also the piercingly bright light of the ocean and waterside towns. A recurring shot of the electric blue water in a ship’s wake, like the film’s score, serves as a punctuation point after Freddie’s emotional breakthroughs.

Stylistically and tonally, “The Master” is of a piece with “There Will Be Blood.” The score, the editing rhythms and the simmering violence of the two central characters recalls Anderson’s last feature and its monstrous Daniel Plainview. Where “The Master” differs from “Blood” is its narrative drive. Daniel Plainview has a relentless focus that steers the film down a clear-cut, tragic path. Freddie, however, is hazy and aimless, and this film largely takes its structural cues from those meandering characteristics. Many sequences are focused on Master’s experimentation on Freddie, vignettes comprised of forced repetition exercises seemingly without end. But does all the drawn-out head-bashing help Freddie? This is what the film is asking.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A Nicole Kidman tá muito feia nesse trailer do Paperboy, uma boneca de cera mal feita ou sei lá o quê ela tá parecendo. O trailer tem cara de bomba total, mas isso não é novidade.

 

Ela tá igualzinha a Daryl Hannah.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×