UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena
Nightcrawler

Oscar 2013: Previsões

Recommended Posts

Em compensação, todos sabemos perfeitamente o que é uma Mixagem de Som ruim: 100% dos filmes brasileiros até os anos 2000! Uns 50% ainda hoje. Lembrando que não é apenas a captação do som ambiente (o que faz de Les Misérables realmente um feito) mas a sincronicidade dele com os diálogos e a trilha sonora também.

 

 

Que tal fecharmos esse tópico amanhã? E abrirmos o "Comentando a Festa do Oscar"?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estou na sala de cinema esperando para conferir A Hora mais Escura pela segunda vez.... Vi um cartaz de um tal de "Desesseis luas" em que a Viola Davis faz um papel bem secundário e o filme com uma cara de teen a lá crepúsculo. Academia deve soltar fogos por não ter dado o Oscar a ela, pq pra estar escolhendo papeis assim é pq a coisa esta feia.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sou muito leigo nessa parte técnica, pois continuo sem entender o que seria o "som de melhor qualidade". Ainda mais aqui na minha cidade, onde o som do filme varia de uma sala de cinema para a outra.

Bom, a edição de som cria obviamente os sons mais rebuscados, existe tambem a captação do som (nesse caso conhecido como som direto) que é feito pelo Técnico de som. Todos os sons são enviados em separado mas ja na parte que deve ser inserido no filme. O Mixador tende a criar uma trilha única ajustando em volumes e distribuindo o som em 5,6,7.1 (incluindo ai: trilha sonora, os efeitos mais rebuscados e os dialogos). Agora ao assistir o filme é como o Guilbj escreveu é dificil lembrar de cabeça qual o melhor a não ser quando realmente o som é tão bem feito que se destaca logode primeira.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Independent Spirit Awards:

 

 

Best Film: Silver Linings Playbook
Best Director: David O. Russell, Silver Linings
Best Cinematography: Ben Richardson, Beasts of the Southern Wild
Best Male Lead: John Hawkes, The Sessions
Best Female Lead: Jennifer Lawrence, Silver Linings
Cassavetes Award: Middle of Nowhere
Best Screenplay: David O. Russell, Silver Linings
Best International Film: Amour
Best Supporting Actress: Helen Hunt, The Sessions
Best Supporting Actor: Matthew McConaughey, Magic Mike
Best First Feature: Stephen Chbosky, The Perks of Being a Wallflower
First Screenplay: Derek Connolly, Safety not Guaranteed
Best Documentary: The Invisible War

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quem tem primo (a) adolescente, favor presenteá-lo(la) com o livro. É o tipo de leitura que eu gostaria de ter feito aos 16.

 

Que história é essa: Best Film: Silver Linings Playbook ??? Virou filme pequeno, obscuro,  pouco comercial?

 

 Feliizão pela Hunt e pelo Hawkes !

Share this post


Link to post
Share on other sites

É muito comum um profissional de qualquer área - especialmente os que têm mais anos de experiência - simplificarem conceitos e tratarem apenas das implicações mais simples e diretas das coisas. Acontece muito em engenharia, tu passa 5 anos lá ouvindo todo tipo de termo, nomenclatura, etc., pisa na primeira obra e todo mundo se apega apenas ao mais palpável. Me parece ser o caso do tal diretor, ao descrever as duas categorias de som. Mas tem gente patética como o Pablo que obviamente aproveita a chance pra tentar se sentir bem consigo mesmo fazendo pouco dos outros.

 

Em tempo, assisti a No e completei filme estrangeiro. Meu top:

 

01. O Amante da Rainha

02. Amor

03. A Feiticeira da Guerra

04. Expedição Kon-tiki

05. No

Share this post


Link to post
Share on other sites

Owww...assisti pela segunda vez A Hora Mais Escura e a experiência foi melhor ainda?

Porque essa trilha não foi indicada??? Como ousaram não indicar a Bigelow? Nao haverá cabimento se esse filme perder Roteiro Original...

 

Ja pensava tudo isso quando baixei o filme lá em Janeiro, mas hoje indo conferir no cinema todas essas indagações se amplificaram dentro de mim ... Desculpem o desabafo rsrsrsrsrs

Share this post


Link to post
Share on other sites

Para mim As Vantagens de Ser Invisível foi o filme mais memorável que vi no ano de 2012. Torci muito para que ele fosse indicado a roteiro adaptado, mas prefiriram deixa-lo a ver navios. Curto O Lado Bom da Vida, mas é pelas atuações e os personagens em boa parte da narrativa, mas o roteiro não merecia ser lembrado, pois o que mais decepciona é o final, tudo parece abrupto demais.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Owww...assisti pela segunda vez A Hora Mais Escura e a experiência foi melhor ainda?

Porque essa trilha não foi indicada??? Como ousaram não indicar a Bigelow? Nao haverá cabimento se esse filme perder Roteiro Original...

 

Ja pensava tudo isso quando baixei o filme lá em Janeiro, mas hoje indo conferir no cinema todas essas indagações se amplificaram dentro de mim ... Desculpem o desabafo rsrsrsrsrs

 

A trilha de ZDT foi muito injustiçada

Share this post


Link to post
Share on other sites

Minha ordem de preferência após ter visto oito dos nove filmes indicados à categoria principal.

 

FILME:

8) O Lado Bom da Vida; 
7) Indomável Sonhadora; 
6) Argo; 
5) Django Livre; 
4) Lincoln;
3) A Hora Mais Escura;
2) As Aventuras de Pi;

1) Os Miseráveis

 

DIRETOR:

4) David O. Russell

3) Benh Zeitlin

2) Steven Spielberg

1) Ang Lee

 

ATOR

3) Bradley Cooper

2) Hugh Jackman

1) Daniel Day-Lewis

 

ATRIZ

3) Quvenzhané Wallis (eu escrevi sem olhar no Google!)

2) Jennifer Lawrence

1) Jessica Chastain

 

ATOR COADJUVANTE

4) Robert DeNiro

3) Alan Arkin

2) Tommy Lee Jones

1) Christoph Waltz

 

ATRIZ COADJUVANTE

3) JackI Weaver

2) Sally Field

1) Anne Hathaway

 

ROTEIRO ORIGINAL

2) Django Livre

1) A Hora Mais Escura

 

ROTEIRO ADAPTADO

5) Indomável Sonhadora

4) O Lado Bom da Vida

3) Argo

2) As Aventuras de Pi

1) Lincoln

 

ANIMAÇÃO

4) Piratas Pirados!

3) Valente

2) ParaNorman

1) Detona Ralph

Share this post


Link to post
Share on other sites

Finalmente assisti a Indomavel Sonhadora e Amor, completando assim os 9 indicados. Minha Lista de preferência:

 

01 - A Hora Mais Escura

02 - As Aventuras de Pi

03 - Django Livre

04 - Argo

05 - Amor

06 - O Lado Bom da Vida

07 - Lincoln

08 - Os Miseráveis

09 - Indomável Sonhadora

Share this post


Link to post
Share on other sites

Achei ótimo o Indomável Sonhadora (acho que sou um dos poucos por aqui). Gostei demais do roteiro, que, juntamente com a boa direção, traz cenas lindas. Apesar de acreditar que existam crianças com talento para atuar, esse não foi o caso. A menina Wallis é uma graça, mas ela não atua, ela é simplesmente natural. Mas isso coube bem no fime. Vejo a indicação dela ao Oscar como um prêmio pelo esforço, por ela segurar um papel forte com naturalidade.

 

Também vi A Hora Mais Escura. Mais um trabalho brilhante de Bigelow, que sabe trazer tensão contínua como ninguém. Excelente roteiro, fotografia, trilha e elenco. Claro que o destaque é a Jessica Chastain com uma performance fantástica.

 

Acho que é a primeira vez que vejo todos os indicados antes do Oscar. Acho que minha ordem de preferência fica assim:

 

Django Unchained

Amour

Zero Dark Thirty

Beasts of the Southern Wild

Argo

Lincoln

Silver Linings Playbook

Life of Pi

Les Miserábles

 

Minha torcida para atuações:

 

Joaquin Phoenix / Emmanuelle Riva / Philip Seymour Hoffman / Anne Hathaway

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Também é hora de a gente se autoavaliar como fórum. Foi um ano bem difícil, com enormes bugs, paralizações técnicas, perda de comentaristas para o Facebook...Um ano difícil!

 

 Senti a falta daqueles colegas que lidam profissionalmente com cinema que sempre me ajudaram a enxergar mais e melhor. Contudo, penso que a inteligência de poucos jamais pode ser maior que a inteligência de muitos.  Outras pessoas chegaram, outros perderam a timidez e postaram mais assiduamente. Muito legar ver como o Cremildo, por exemplo, sempre se dá o trabalho de postar a opinião de twitteiros americanos, ou das listas de prêmios de críticas do meio-oeste americano. E tantos outros contribuem aqui com fotos de festivais, relatos pessoais, impressões sobre livros a serem adaptados...Valorizo demais isso!

 

Interessante constatar que os filmes que o Pablo mais gostou esse ano foram os mesmos da grande maioria aqui: "Amour", "Django Unchained" , "Zero Dark Thirty". O que me faz pensar que estou no lugar certo, ao lado (on-line) das pessoas certas. Essa sensação aumenta quando leio no jornal pérolas como "Chastain é favorita ao Oscar" (Estado de Minas, desse domingo), ou "Lincoln" em Fotografia (O Globo).

 

 Em matéria de informação sobre Oscar, o prêmio é nosso. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Da Entertainment Weekly

  Why the Oscar-nominated animated shorts were pulled from YouTube
 
Paperman_510x317.jpg

Image Credit: Disney

Remember when Cinemark theaters threatened to boycott Tower Heist because it would be available on VOD during its theatrical release? Imagine if a film were available in full, not only on pay-per-view, but online for free during its theatrical release. That’s what happened with this year’s Oscar-nominated animated shorts, which cable channel ShortsHD, in conjunction with the Academy, has been screening around the country since Feb. 1.

After free versions of all five animated shorts cropped up on websites like YouTube and Hulu, theaters showing the films threatened to stop screening the animated slate if the films remained online for free. So ShortsHD asked the nominees to pull their films from the web, as first reported by Deadline.

EW talked to nominees in the animated shorts category at the ShortsHD Shorts Awards on Friday about this, and none of them seemed fazed by the call to take their films off the web. And Carter Pilcher, ShortsHD chief executive, didn’t meet any resistance to his request – free versions of all five shorts have been taken off the web. But the questions still remain how the theatrical release’s revenue was impacted, whether having free versions online impacts a short’s Oscar chances, and what the Academy and ShortsHD will do next year.

Now in its eighth year of a theatrical release of the nominees in all three shorts categories (with each category as one theatrical presentation), the ShortsHD screenings were held in 50 percent more theaters than last year, when the release grossed $1.7 million. But, Pilcher told EW, this year they are “not giving the return we anticipated” – there has not been a 50 percent increase in box office gross.

GET EW ON YOUR TABLET: Subscribe today and get instant access!

It is difficult to tell whether or how having the films on YouTube – uploaded by those who own the films, studios like Disney, in the case of Paperman, or the National Film and Television School, in the case of Head Over Heels, for example – impacted the release’s box office gross. The theaters don’t report to ShortsHD the break-down of how many tickets sold for each category (animation, live action, and documentary) until the end of the theatrical run, Pilcher said. All three categories combined have thus far made about what the theatrical run earned last year — and still have a few weeks remaining in the release.

The ShortsHD head would not comment on how many theaters actually did stop showing the animated shorts earlier than planned, but he did say “the vast majority stayed with us.”

Getting as many people as possible to see the shorts on the big screen is one thing – but how does this all impact who Academy members choose to win? Do shorts with free versions online have an edge in the awards race? Pilcher says no, because Academy members get screeners of all the shorts anyway. But buzz created by the general public who catch the shorts online can help bring more attention to an individual film, which may be especially beneficial this year since Academy members are no longer required to attend a screening with all the shorts to be eligible to vote in the category. Previously, the only way for Oscar voters to see the shorts would be to attend a private Academy screening. Last year, for the first time, they were allowed to see a ShortsHD showing to become eligible to vote for the shorts. Now all members get DVD screeners of all 15 shorts and are not required to prove they’ve watched them.

Many voters admitted they waited until the last minute to watch the shorts – and some never did. But still, far more Academy members saw the films this year than ever before. Those who didn’t told EW they would simply abstain from voting in that field.

Pilcher, who is a member of the Short Films and Feature Animation Branch, said, “I think there will be in my branch a lot of decisions to make about where this [theatrical run] is headed.”

One thing seems sure: Despite a wave of change in recent years of how entertainment is distributed and seen, the Academy holds tight to its belief in the power of the movie theater.

“When you’re out there in Internet world, it all sounds like an Oscar should be for anything, but it’s not. An Oscar’s about the cinema,” Pilcher said. “There’s something about being in a room with a group of people and the light and the magic and the darkness. It’s special. You can’t replicate it on the Internet or anywhere else.”

Short films can qualify for an Oscar in one of three ways, and two require the film to get on the big screen: a film festival award and a theatrical run. (The third way is earning a win at the Student Academy Awards.)

But though the Oscars remain attainable only by films that get the movie theater treatment, the ability to distribute shorts online has given new life to the format. One producer of an Oscar-nominated film last year said that “we are entering the golden age of short films” thanks to technology that makes it easier for anyone to make a film and for any film to find an audience online. So it is a bit ironic that theater owners, who got rid of shorts before features to make room for more trailers and commercials, are trying to take them back after iTunes and YouTube make them popular again.

So where can you see the Oscar-nominated shorts now? They’re still showing in theaters for another month or so (a list of participating theaters is on ShortsHD’s website). And the cable channel also made several of the shorts available on iTunes and VOD on Feb. 19. The documentary shorts will all eventually air on HBO.

 

Gostei particularmente dessa alfinetada aqui: "So it is a bit ironic that theater owners, who got rid of shorts before features to make room for more trailers and commercials, are trying to take them back after iTunes and YouTube make them popular again."

 

"Então é um tanto irônico que donos de salas de cinema, que deixaram de passar curtas antes dos longas para ter mais tempo para trailers e comerciais, estejam tentando tomá-los de volta para si agora que o iTunes e o YouTube os tornaram populares de novo."

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×