Jump to content
Forum Cinema em Cena
LEospider

Olimpíadas 2012 - Londres

Recommended Posts

As Olimpíadas correndo e vocês do C&C estão nem ai. Eu admito que não consumo esportes (e nem pratico), mas nesse caso eu abro uma exceção, pois acho um evento incrível.

 

Segue o quadro de medalhas:

 

 

Quadro de medalhas dos Jogos Olímpicos de Londres 2012

 

afp.gif



LONDRES, 28 Jul 2012 (AFP) -Assim ficou o quadro de medalhas dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 após as 12 finais disputadas este sábado:

 

Ouro Prata Bronze Total China 4 0 2 6

 

Itália 2 2 1 5

 

EUA 1 2 2 5

 

Brasil 1 1 1 3

 

Coreia do Sul 1 1 1 3

 

Austrália 1 0 0 1

 

Cazaquistão 1 0 0 1

 

Rússia 1 0 0 1

 

Japão 0 2 1 3

 

Colômbia 0 1 0 1

 

Holanda 0 1 0 1

 

Polônia 0 1 0 1

 

Romênia 0 1 0 1

 

Bélgica 0 0 1 1

 

Coreia do Norte 0 0 1 1

 

Hungria 0 0 1 1

 

Noruega 0 0 1 1

 

Sérvia 0 0 1 1

 

Uzbequistão 0 0 1 1.

 

 

O Brasil conquistou uma medalha inédita no judô, o primeiro ouro no judô feminino pela Sarah Menezes. \0/

sarah-menezes-judo-medalha.jpg

 

 

E segue a wiki dos jogos da era moderna.

http://pt.wikipedia...._da_era_moderna

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hoje reli praticamente por completo o tópico das Olimpíadas de 2008. Bons tempos em que os Jogos eram de madrugada, quando podia acompanhar a grande maioria. Bateu uma saudade; altas discussões no fórum, com Angelo, Marko, highlander, Tetsuo e cia. Atualmente contento-me em acompanhar o noticiário pelo Twitter e ver o resumo à noite pela Internet, já que estou sem qualquer canal de televisão paga e a TV aberta costuma dar atenção quase exclusiva aos brasileiros. De qualquer forma, o que tenho a destacar;

 

i) espetacular a cobertura do Terra. O Highlander já hava comentado sobre a mesma nas últimas Olimpíadas, mas assistia pelo SporTV. Acho que na Internet não consigo me envolver tanto quanto numa TV com maior imagem e som, porém a qualidade da imagem e a captação do áudio ambiente está espetacular. Raramente o vídeo trava e praticamente todos os eventos são transmitidos. Não acesso nunca o portal, mas estou fazendo propaganda - afinal, o que é bom deve ser elogiado - a todos que conheço.

 

ii) a China novamente será imbatível no quadro de medalhas em ouros e, possivelmente, também passará meu querido USA Team no total. A diferença é clara: os chineses estão fortes em praticamente todos os esportes, exceto alguns coletivos - que rendem poucas medalhas -, tendo crescido na natação e se firmado de forma absoluta em esportes como saltos ornamentais. Além disso, o regime de treinamento - praticamente ininterrupto - torna-os quase imbatíveis, nenhum deles 'treme' ou bobeia quando é favorito.

 

Já os americanos não avançaram nos demais esportes em que nunca tiveram tradição e veem maior competição na natação (decepções com Lochte e Phelps em dobro), além de perder de forma inesperada também em outros esportes (tiro com arco). De qualquer forma, espero que ao menos consigam sair-se bem no restante da natação e da ginástica, no atletismo e vencer esportes coletivos, sempre mais difíceis. Ainda assim, o feito de Phelps deve ser celebrado. DEZENOVE medalhas, sendo QUINZE de ouro. Novo recorde mundial. Vimos a história ser escrita.

 

iii) no Brasil, resultado espetacular de Thiago Pereira e de Sarah Menezes. O basquete masculino e o handebol feminino são, a meu ver, as boas surpresas nos coletivos e têm chances de medalhar. O vôlei está bastante disputado nos dois gêneros, difícil apontar favoritos. Só com os confrontos das quartas poderemos prever finais e medalhistas. Já o futebol feminino parece enfranquecido e o masculino não me convence, apesar de pintar como favorito diante das decepções suíça, espanhola e uruguaia. Na vela star, a briga é forte com os britânicos, que ainda não vão bem no quadro de medalhas - assim como o Japão, recheado de bronzes.

 

iv) do pouco que vi na Record, achei a transmissão boa para o que é possível a uma TV aberta. Narradores torcendo pelo Brasil sem tanto desespero, gosto do Maurício Torres e do Lucas Pereira. A se lamentar apenas transmitirem todos os jogos de futebol; no entanto, parece que os índices de audiência foram maiores graças ao esporte - até porque a Record não passa nem a Série B, correto?

 

v) do pouco que vi da Globo, estão falando o que é possível. As pessoas às vezes criticam sem saber: a 'Vênus Platinada' só tem direito a 6min/dia de imagens olímpicas, sendo 2min/programa. Não está boicotando e o resumo está bom. O mais importante: ao contrário do PAN 2011, esnobado pelo SporTV e pelo GloboEsporte.com, os Jogos Olímpicos têm sido destaque absoluto no canal a pago ao que me consta e o site sempre destaca eventos olímpicos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu acompanho pelo SporTV e a cobertura tem sido bem boa.

 

O Brasil, bem que podia investir mais em mais esportes individuais tipo esgrima e tiro com arco, não só os coletivos, onde aliás ta arrebentando.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O que foi a briga do Galvão com o Renato Maurício Prado, hein? Parece-me que o Galvão - lembro: vi pouquíssima coisa no SporTV, agora que tô pegando streaming para acompanhar resumos à noite - está se divertindo com a não-transmissão da Globo. Foi para Londres de qualquer maneira, apresenta o programa quando quer e ainda pode ir aos jogos. No fim das contas, seu ego chocou-se com o de Renato - verdadeiro chato de galochas - e a discussão pegou mal. Felizmente ele só apresenta o Conexão SporTV às quartas e sábados, ao que me informara, logo vi hoje. Detesto o Luiz Carlos Jr. narrando, mas ele ao menos deixou os comentaristas falarem e esteve contido nas piadinhas/descrições detalhistas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Brasil, um fiasco olimpico..

 

de um modo geral, esta nação deve se envergonhar da mísera quantidade de medalhas conquistadas até aqui.

 

Mesmo assim, parabéns aos herois que de alguma forma conquistaram medalhas, estes individualmente merecem.

Share this post


Link to post
Share on other sites

E o pior de tudo, como não temos muito investimento, só tem ela e mais ninguém no salto com vara. Alias perceberam que foram pouquíssimos os classificados para o atletismo??? Acho que só tinha ela, o rapaz do salto em distância e o do salto em altura (não sei se vai ter alguém para a maratona, mas sempre tem, veremos).

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu tinha lido que ela estava treinando um novo salto e tudo e isso, somado ao fator do vento, influenciou no resultado. Acho que a pressão também conta, ainda mais porque o Brasil não estava lá muito bem em medalhas etc.

 

Enfim, realmente a questão do investimento é uma grande problemática. Mas ninguém no fundo se importa, porque criticar do sofá de casa é mais fácil.

 

Ps.: Achei super ridícula a atitude do Gustavo. Ele, mais do que ninguém, deveria ser compreensivo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu tinha lido que ela estava treinando um novo salto e tudo e isso, somado ao fator do vento, influenciou no resultado. Acho que a pressão também conta, ainda mais porque o Brasil não estava lá muito bem em medalhas etc.

 

Enfim, realmente a questão do investimento é uma grande problemática. Mas ninguém no fundo se importa, porque criticar do sofá de casa é mais fácil.

 

Ps.: Achei super ridícula a atitude do Gustavo. Ele, mais do que ninguém, deveria ser compreensivo.

 

Acho que você está meio certa nesse caso, por que o "povo do sofá", ou seja, nós, só podemos reivindicar do poder público melhorias na educação física das escolas, pra começar a preparar possíveis atletas desde o começo e principalmente nos esportes individuais. Mas o problema mesmo é que temos pouco investimento de empresas particulares para patrocinar os atletas já formados.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que o Estado deveria investir e incentivar. Até levando em conta a questão do esporte tirar muitos jovens da criminalidade ou iminência desta.

No tocante às empresas, não sei ao certo o que as impossibilita de investir mais. Mas se formos levar consideração que muitas investem por questão de visibilidade na mídia e muitos esportes não tem essa visibilidade toda, pode ser que isso seja um motivo. Sem falar que só lembramos de alguns esportes quando ganham algum prêmio relevante ou nessas épocas de competições. <_<

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho interessante como as pessoas adotam posturas diferentes dependendo da situação. Ninguém vive a bater palma pra médicos, mas se um médico faz uma bobagem (e a mídia noticia), todo mundo cai de pau. Ninguém diz coisas do tipo "opa, tu não estavas preocupado com a situação desse médico até agora, não tens direito de criticar", ou "ele é apenas o produto da falta de investimento". Profissionais são profissionais. Se falham, falham, não há subterfúgio. Que algumas pessoas exageram nas cobranças, como se o atleta devesse algo a essas pessoas diretamente, é verdade; mas é igualmente errado achar que a postura deve ser de proteção ao atleta.

 

Sobre a postura do Gustavo, acho a mais justificada de todas. Ele é um atleta e, possivelmente, está acostumado a buscar o máximo possível. Pessoas que atuam no alto nível em geral não toleram desistências.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho oportunista essa afirmacao de que eh facil criticar quando se esta no sofa, mas este mesmo "povo do sofa" eh quem aplaude quando esse brasileiros ganham. Quando se ganha deve-se ter todo os elogios da mesmo forma quando se perde deve-se criticar sim. Quando o povo do sofa aplaude ninguem fala nada. Qdo o patrocinador investe, ele coloca seu patrocinio e quem ve eh o povo do sofa.

 

 

A Fabiana Murer refugou, falhou da pior forma, ela desistiu. A pouco vi uma entrevista da Yelena Isinbayeva dizendo que nao entendeu porque ela desistiu, que uma atleta do nivel da Fabiana nao desiste, que quando se esta na pista vc deve competir, que a Fabiiana talvez estivesse com alguma lesao ou problema psicologico.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho interessante como as pessoas adotam posturas diferentes dependendo da situação. Ninguém vive a bater palma pra médicos, mas se um médico faz uma bobagem (e a mídia noticia), todo mundo cai de pau. Ninguém diz coisas do tipo "opa, tu não estavas preocupado com a situação desse médico até agora, não tens direito de criticar", ou "ele é apenas o produto da falta de investimento". Profissionais são profissionais. Se falham, falham, não há subterfúgio. Que algumas pessoas exageram nas cobranças, como se o atleta devesse algo a essas pessoas diretamente, é verdade; mas é igualmente errado achar que a postura deve ser de proteção ao atleta.

 

Sobre a postura do Gustavo, acho a mais justificada de todas. Ele é um atleta e, possivelmente, está acostumado a buscar o máximo possível. Pessoas que atuam no alto nível em geral não toleram desistências.

 

Fi, o que você ganhará com um atleta ganhando ouro ou prata?

 

Agora certamente você ganhará muito com maior investimento na saúde, e uma melhor dedicação por parte dos profissionais, e profissionais da área mais gabaritado.

 

Meu deuso, esporte é curtição, perdeu, perdeu, faz parte do jogo. O esporte é competição, e em uma competição, perder faz parte. Bola pra frente.

 

Medicina NÃO É UMA COMPETIÇÃO. Logo, sua comparação foi terrível.

 

O médico tem que fazer o que sabe para tentar curar o paciente ou dar dignidade a ele. Mas acima do resultado está o PACIENTE. Portanto, as consequencias de uma falha por parte do médico são claras e sentidas pelo próprio médico. Não são derrotas, são vidas.

 

Se ganhar, legal, se perder, tudo bem também. Minha vida não mudará em nada.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Big, não disse que não se deve fazer críticas. Sou a favor de críticas, construtivas, claro. O que eu quis dizer, dentro do contexto acima, foi que criticar do sofá é fácil e que no fundo as pessoas que mais criticam (ou que só fazem isso da vida) nem se importam com o esporte em si.

Acho que não é só comemorar quando o Brasil ganha e “meter o pau” quando ele perde, sabe? Tem toda uma coisa ali por trás. Também não estou afirmando que quem não acompanha todos os esportes não tenha propriedade de criticá-los, Só que acho meio hipócrita falar mal do desempenho dos atletas/ Brasil sendo que no fundo, pra essas pessoas tanto faz. E falo dos esportes em geral e não só da Murer.

 

Tenho visto o pessoal super reclamando do desempenho do Brasil e que não estavamos ganhando medalhas etc. Então não se trata só de ir lá e competir (algo que a Murer poderia ter feito), mas de ganhar. Ninguém quer que os atletas mostrem o seu potencial e dêem tudo de si, querem que eles ganhem e só isso importa. [ Fiz uma generalização só pra poder me expressar melhor]

 

Sobre o Gustavo, acho que ele poderia se posicionar como a Yelena (que o Big citou), e não ficar com esse tipo de sátira. Não achei profissional da parte dele, pra mim foi só mais um engraçadjênho do twitter que não falou nada de relevante.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Adler, eu nem finjo que leio o que tu escreves, não perde teu tempo me respondendo. ;)

 

É verdade, uma pessoa que compara médico com atleta :unsure::blink: vai reparar em críticas.

 

Se o jogador é ruim, é ruim e pronto, problema é dele, se o jogador é bom, é bom e pronto, problema dele. Quem gosta do esporte vai gostar de ve-lo sendo bem praticado. Até os melhores perdem.

 

Agora, vem essa turma da pátria de chuteiras e em Olimpíadas e Copa do Mundo jogam toda a espectativa de suas vidas nesses rituais que nada tem ver com a vida de cada um :wacko:

 

Quem gosta de atletismo acompanha-o, quem gosta de esporte acompanha várias modalidades, não só nas olimpíadas. E sabe que há esportistas fracos, e há esportistas bons...

 

Nós estamos na ponta do Volley, já na ginástica tempos bons esportístas, mas nada de geniais. Agora ficar esse bando de padres querendo por na fogueira quem perde nas olimpíadas é dose.

 

Vão fazer sexo com suas namoradas e deixa a vida dos outros em paz.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

É verdade, uma pessoa que compara médico com atleta :unsure::blink: vai reparar em críticas.

 

Se o jogador é ruim, é ruim e pronto, problema é dele, se o jogador é bom, é bom e pronto, problema dele. Quem gosta do esporte vai gostar de ve-lo sendo bem praticado. Até os melhores perdem.

 

Agora, vem essa turma da pátria de chuteiras e em Olimpíadas e Copa do Mundo jogam toda a espectativa de suas vidas nesses rituais que nada tem haver com a vida de cada um :wacko:

 

Quem gosta de atletismo acompanha-o, quem gosta de esporte acompanha várias modalidades, não só nas olimpíadas. E sabe que há esportistas fracos, e há esportistas bons...

 

Nós estamos na ponta do Volley, já na ginástica tempos bons esportístas, mas nada de geniais. Agora ficar esse bando de padres querendo por na fogueira quem perde nas olimpíadas é dose.

 

Vão fazer sexo com suas namoradas e deixa a vida dos outros em paz.

 

Cara, quando eu disse que não lia, eu não estava sendo sarcástico. Eu não li teu post anterior, não li este, e só sei que eram pra mim pq tinha meu nome no início do quote. Faz com certeza mais de um ano que eu não leio um post teu. Não perde teu tempo me respondendo. ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Big, não disse que não se deve fazer críticas. Sou a favor de críticas, construtivas, claro. O que eu quis dizer, dentro do contexto acima, foi que criticar do sofá é fácil e que no fundo as pessoas que mais criticam (ou que só fazem isso da vida) nem se importam com o esporte em si.

Acho que não é só comemorar quando o Brasil ganha e “meter o pau” quando ele perde, sabe? Tem toda uma coisa ali por trás. Também não estou afirmando que quem não acompanha todos os esportes não tenha propriedade de criticá-los, Só que acho meio hipócrita falar mal do desempenho dos atletas/ Brasil sendo que no fundo, pra essas pessoas tanto faz. E falo dos esportes em geral e não só da Murer.

 

Tenho visto o pessoal super reclamando do desempenho do Brasil e que não estavamos ganhando medalhas etc. Então não se trata só de ir lá e competir (algo que a Murer poderia ter feito), mas de ganhar. Ninguém quer que os atletas mostrem o seu potencial e dêem tudo de si, querem que eles ganhem e só isso importa. [ Fiz uma generalização só pra poder me expressar melhor]

 

Sobre o Gustavo, acho que ele poderia se posicionar como a Yelena (que o Big citou), e não ficar com esse tipo de sátira. Não achei profissional da parte dele, pra mim foi só mais um engraçadjênho do twitter que não falou nada de relevante.

 

A sátira é uma forma de crítica, Tica. Há quem goste, há quem não goste, mas querer que ela não seja usada contribui para a lamentável patrulha do politicamente correto que nivela tantos debates por baixo.

 

Há muitos esportes em que o Brasil não é bom, ou não é o melhor, e isso faz parte. E o investimento em esporte no país realmente é inconstante e muitas vezes mal feito até quando há dinheiro, mas ainda assim é necessário não blindar os atletas de críticas, afinal ser criticado é uma forma dura, mas eficiente, de evoluir.

Share this post


Link to post
Share on other sites

o importante é participar? n dizem por aí?!

o Brasil ta lá de gaiato q é, n temos recursos, quer dizer so tem p roubalheira, claro!!

n sei como ainda ganha de ouro, deve ser pena de alguém la de cima, tem de nois!!

..::::

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ah, eu sei, Jack! Não quis cair no abismo do politicamente correto. Só achei que não cabia esse tipo de crítica porque foi ofensiva e pra mim, uma crítica direta, ainda que dura, seria mais adequada porque uma atleta no porte dela merecia isso.

 

2478668-0929-rec.jpg

 

Enfim, só assisti as Olimpíadas no fim de semana e os destaques pra mim foram aquelas duas Chinesas do salto ornamental. Achei a Minxia Wu muito fodástica! Adorei também aquela câmera que mostrava as atletas do nado sincronizado dentro e fora da piscina.

 

Adriana-Ara%C3%BAjo.jpg

 

 

Estava lendo sobre o caso da Adriana Araújo

"Tenho que agradecer a Deus e a todas as pessoas que compartilharam comigo e me ajudaram, até mesmo quem não me ajudou. Muitas vezes me vinham com negatividade, até mesmo alguns membros da minha Seleção. Alguns chegaram e me disseram que não tinha nem capacidade de me classificar, mas graças a Deus trouxe medalha para a Seleção Brasileira e para o boxe do Brasil"

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma pena o que aconteceu com a Okimoto. Ela é uma boa nadadora, mas às vezes o corpo não responde.

 

Foi bem chato mesmo, né? Imagina, ir até lá cheia de expectativas e ter que abandonar a prova por conta da hipotermina. :(

 

 

Sabe, as vezes essa "nagatividade" é mais motivadora do que tapinha nas costas, faz a pessoa ter mais gana pra lutar.

No caso na Adriana Araújo? Se for, deu certo. Mas de qualquer forma não é todo mundo que reage bem a isso. Tem que ter uma auto estima bem alta e uma boa estrutura. No caso dela, foi surpreendente porque ela teve depressão e problemas familiares e isso, querendo ou não, afeta e muito.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×