Jump to content
Forum Cinema em Cena
Tica

Festivais e Exposições de Cinema

Recommended Posts

1024_0_img_event_im_grande.jpg

 

 

O MIS apresenta a exposição Georges Méliès, o mágico do cinema. Inédita no Brasil, a mostra remonta, através de seis diferentes seções, a trajetória do artista e suas invenções revolucionárias na Sétima Arte. Produzida pela Cinemateca Francesa, a exposição exibe uma coleção única no mundo proveniente de duas fontes: a reunida desde 1936, na própria Cinemateca; e a herdada por sua neta, Madeleine Malthête-Méliès, que foi adquirida em 2004 pelo Centro Nacional de Filme, com o apoio do Fundo Patrimônio do Ministério da Cultura.

 

Conhecido como o pai dos efeitos especiais, Georges Méliès (1861-1938), atuava como mágico, diretor teatral, cenógrafo, ator, técnico e produtor. Durante sua trajetória profissional, também foi distribuidor de mais de 500 filmes entre os anos de 1896 e 1912. Na mostra do MIS, sua vida e carreira revisitadas, com objetos, cartazes, desenhos, figurinos, fotografias e documentos originais do artista.

 

Através das seções Méliès mágico; Méliès mágico e cineasta; O estúdio Méliès; O universo fantástico de Méliès; A Viagem à Lua; e Fim a mostra apresenta a vida e carreira do cineasta, reunindo objetos, cartazes, desenhos, figurinos, fotografias e documentos originais do artista. Georges Méliès, o mágico do cinema ainda conta com uma instalação exclusiva onde será possível criar filmes em stop motion com cenários baseados nas obras do cineasta.

 

Completando a exposição, o Museu ainda realizará projeções de onze de seus filmes em algumas das paredes. A obra-prima de Georges Méliès, Viagem à Lua (1902), será exibida dentro de uma nave espacial inspirada no filme, criada com exclusividade pelo MIS.

Saiba mais

Share this post


Link to post
Share on other sites

“Festival Varilux de Cinema Francês 2012″

 

 

 

 

Cinéfilos e amantes das produções francesas já podem destacar na agenda o período de 15 a 23 de agosto. É nele em que ocorre o próximoFestival Varilux de Cinema Francês, evento que traz uma seleção de filmes inéditos para mais de 30 cidades do Brasil.

 

532250_461303680561508_987410732_n.jpg

Atriz e diretora Nadine Labaki inspira visualda próxima edição do festival

 

 

Em 2011, o festival bateu a marca de 45.000 espectadores, e trouxe à São Paulo a atriz Audrey Tautou, conhecida por protagonizar o longa “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”.

Realizado com o apoio da Embaixada da França e da Aliança Francesa, o evento também promove o intercâmbio entre profissionais da área cinematográfica do Brasil e da França.

Os títulos e horários das sessões deste ano ainda não foram divulgados. As novidades podem ser acompanhadas na página do evento no Facebook e ou no site oficial.

Share this post


Link to post
Share on other sites

“A Sedução de Marilyn Monroe” reúne obras inspiradas na diva de Hollywood

 

autor-_dom_salas_-_titulo-_man_rayrilyn-_ano-2012-300x291.jpg

Musa da história do cinema, Marilyn Monroe segue como fenômeno cultural em todo o mundo. Mesmo passados 50 anos de sua morte (faleceu aos 36 anos, em 1962), a atriz ainda provoca o imaginário e criatividade de cineastas, escritores, personalidades da moda, da publicidade e das artes.

Para celebrar o legado da atriz, o Museu Afro Brasil reúne a produção de artistas contemporâneos que se inspiraram em sua figura enigmática e no próximo dia 7 de agosto inaugura “A Sedução de Marilyn Monroe”, a partir das 19h, com entrada Catraca Livre.

Pinturas, instalações, fotografias, objetos e filmes compõem a mostra que tem curadoria do diretor do museu, Emanuel Araújo. Entre os destaques, fotografias históricas de Marilyn (incluindo registros feitos pelo fotógrafo Bert Stern), serigrafias de Andy Warhol e obras inéditas de expoentes das artes plásticas no Brasil, como Antônio Miranda, Caíto, Claudio Tozzi, entre outros.

A exposição apresenta também ao público o vestido-instalação “Entre o Amor e o Pânico”, da artista espanhola Maribel Domènech, que traz a gravação de “Happy Birthday, Mr. President”, cantada por Marilyn para John F. Kennedy em 1962.

A data de término da exposição ainda não foi confirmada. Em breve, o Catraca Livredivulga mais informações.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O_gabinete_do_dr_Caligari_-_divulgacao-300x225.jpg

“O Gabinete do Dr. Calligari”, de Robert Wiene

 

Recriando a aura do cinema em seus primeiros anos, a Cinemateca Brasileira recebe a “VI Jornada Brasileira de Cinema Silencioso”. Sob curadoria de Adilson Mendes, o evento acontece entre os dias 11 e 19 de agosto, com entrada Catraca Livre.

 

 

Este ano o evento traz as mostras: ”Luzes e Sombras”, dedicada ao cinema expressionista alemão, “Cinema Soviético dos Anos 1920″, um panorama sobre a revolução russa, “Brasil – O Espetáculo de 1922″, com filmes que tem como tema a nacionalidade e “Destaques de Pordedone”, com título do mais famoso festival dedicado ao gênero.

Outra atração da jornada é o “Salão da Novidades”, no qual o público pode conferir uma série de atrações que reencenam a natureza popular do cinema por meio de apresentações, performances e circo como “A Mulher Barbada”, “Teatro dos Bonecos”, “Tenda de Caligari” e “O Ilusionista”.

O evento conta ainda com a parceria de músicos que acompanham ao vivo as principais sessões, como as bandas Abaetetuba, Solistas da Camerata Aberta, Paulo Santos, Psilosamples, Marcelo Armani, Mario Manga, Objeto Amarelo, Maurício Takara, Guilherme Granado e Rogério Martins.

Encerrando o evento no dia 19, às 19h, a fachada do auditório do Ibirapuera recebe uma exibição ao ar livre do “O Gabinete do Dr. Calligari”, de Robert Wiene com acompanhamento musical de Mário Manga.

 

Fonte

Share this post


Link to post
Share on other sites

“Sampa Sertão” traz filmes nordestinos às telas do Cine Olido

 

 

Mostra reúne 16 filmes produzidos na órbita cultural do Nordeste

Cinema_Aspirinas_e_Urubus_divulgacao-300x193.jpg

O filme "Cinema Aspirinas e Urubus" será exibido no dia 22

 

 

Para enaltecer a riqueza cultural e tradições do Nordeste, o Cine Olido promove entre 17 e 23 de agosto, a exposição “Sampa Sertão: Mostra de Filmes Nordestinos”, com ingressos a R$1.

O evento ocorre em parceria com o Conselho Estadual de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Nordestina (Copane), e reúne produções de diferentes épocas do cinema brasileiro.

O icônico “Deus e o Diabo na Terra do Sol” de Glauber Rocha, e o contemporâneo “Cinema Aspirinas e Urubus” são algumas das 16 opções que integram a mostra.

Confira detalhes de dois filmes que integram a programação

Share this post


Link to post
Share on other sites

“Irmãos Coen – Duas Mentes Brilhantes”

 

irmaos-ethan-a-esquerda-e-joel-coen-sao-tema-de-mostra-no-rio-de-janeiro-1341627566047_615x470.jpg

Ícones do cinema independente americano, Joel e Ethan Coen têm filmografia exibida por completo no Cinesesc. De 10 a 23 de agosto, o espaço promove a mostra “Irmãos Coen – Duas Mentes Brilhantes”, com ingressos de até R$ 4.

Ao todo, 15 longas-metragens da dupla ganham sessões no formato original em que foram filmados, 35 mm. Títulos reconhecidos por seus roteiros bem trabalhados – sejam adaptados ou originais – que exploram personagens comuns da sociedade norte-americana, repletos de reviravoltas e humor negro, características do cinema da dupla com quase três décadas de carreira.

Entre os destaques da mostra estão “Gosto de Sangue”, estreia dos cineastas em 1984, “O Grande Lebowski” (1998) que ganhou ares de “cult movie” no decorrer dos anos, “Onde os Fracos Não Têm Vez”, longa pelo qual o irmãos levaram o Oscar de Melhor Direção em 2008 e a refilmagem do faroeste “Bravura Indômita”, que lhes rendeu uma nova indicação ao Oscar em 2011.

O mergulho no universo dos irmãos cineastas é aprofundado em um curso ministrado de 14 a 16 de julho, no auditório do Cinesesc, pela jornalista, crítica e pesquisadora Neusa Barbosa. Esta atividade tem vagas limitadas e custo de até R$ 30. Mais detalhes estão disponíveis no site do evento.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Festival do Rio 2012 divulga filmes selecionados

 

A organização do Festival do Rio, que se realiza de 27 de setembro a 11 de outubro, anunciou os longas-metragens selecionados para a Première Brasil. A mostra está dividida em competição (ficção e documentário), Novos Rumos (seis títulos), hors concours, Retratos e Música. Confira, a seguir, os títulos das principais seções:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Competição - ficção:

- A busca, de Luciano Moura

- A coleção invisível, de Bernard Attal

- A floresta de Jonathas, de Sergio Andrade

- Disparos, de Juliana Reis

- Dores de amores, de Raphael Vieira

- Éden, de Bruno Safadi

- Entre vales, de Philippe Barcinski

- Meu pé de laranja lima, de Marcos Bernstein

- O gorila, de José Eduardo Belmonte

- O som ao redor, de Kleber Mendonça Filho

- Primeiro dia de um ano qualquer, de Domingos Oliveira

- Uma história de amor e fúria, de Luiz Bolognesi

Competição - documentários:

- Coração do Brasil, de Daniel Santiago

- Dossiê Jango, de Paulo Henrique Fontenelle

- Hélio Oiticica, de César Oiticica Filho

- Jards, de Eryk Rocha

- Margaret Mee e a flor da lua, de Malu de Martino

- O dia que durou 21 anos, de Camilo Tavares

- Ouvir o Rio – Uma escultura sonora de Cildo Meirelles, de Marcela Lordy

- Rio anos 70, de Mauricio Branco e Patricia Faloppa

- Satyrianas – 78 horas em 78 minutos, de Daniel Gaggini, Fausto Noro e Otávio Pacheco

- Sobral, de Paula Fiúza

Hors concours:

- Chamada a cobrar, de Anna Muylaert

- Colegas, de Marcelo Galvão

- Infância clandestina, de Benjamin Ávila (coprodução Argentina/Brasil/Espanha)

- Ritos de passagem, de Chico Liberato

- A mulher de longe, de Luiz Carlos Lacerda

- Amazônia eterna, de Belisário Franca

- Raça, de Joel Zito Araújo e Megan Mylan

Novos rumos:

- Augustas, de Francisco Cesar Filho

- Estado de exceção, de Juan Posada

- Super nada, de Rubens Rewald

- A batalha do passinho, de Emílio Domingos

- Hysteria, de Evaldo Mocarzel e Ava Rocha

- Eu não faço a menor ideia do que to fazendo com a minha vida, de Matheus Souza

 

festivaldorio2012.jpg

Mais informações no site www.festivaldorio.com.br.

 

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em 2013: MIS recebe a “Exposição Stanley Kubrick”

 

Atualmente em Amsterdã, mostra reúne objetos dos principais filmes do cineasta!

img-1007813-exposicao-stanley-kubrick.jpg

O Museu da Imagem e do Som (MIS) recebe em outubro de 2013 a “Exposição Stanley Kubrick”, que reúne objetos de cena e figurinos dos principais filmes do consagrado diretor, roteirista e produtor norte-americano.

Organizada pelo Museu Alemão do Cinema (Deutsches Filmmuseum), pela viúva do cineasta, Christiane Kubrick, e pelo Arquivo Stanley Kubrick da Universidade de Artes de Londres, a exposição chega a São Paulo depois de temporadas em Amsterdã e Los Angeles.

Adereços, figurinos, fotos, cenários, câmeras, roteiros e objetos usados pelo diretor em filmes como “Laranja Mecânica”, “2001 - Uma Odisseia no Espaço”, “O Iluminado” e “De Olhos Bem Fechados” serão exibidos ao público em ambientes específicos para cada obra.

Entre os destaques da exposição estão os figurinos usados pelo ator Lawrence Olivier em “Spartacus”, as estátuas das mulheres nuas de “Laranja Mecânica” e os machados usados por Jack Nicholson em “O Iluminado”. A mostra conta ainda com fotografias do diretor no período em que foi repórter fotográfico da “Look Magazine”, na década de 1940.

Detalhes sobre o período de exposição e valor de entrada ainda não foram divulgados.

 

Fonte

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×