Jump to content
Forum Cinema em Cena
Sign in to follow this  
Big One

Procura-Se Um Amigo Para O Fim Do Mundo

Recommended Posts

A premissa é interessante mas a execução nem tanto, com Keira mas esquisitinha que o normal e Carrel fazendo aquele cara contido e introvertido já visto em pelo menos dois filmes dele, o "Miss Sunshine" e em Eu Meu Irmão e Nossa Namorada". Destaque para a cena do William Petersen do CSI e do Uncle Ben.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Para mim,

 

 

Eis uma tentativa falha de unir drama com comédia em um filme cujo tema já se tornou cansativo (“Fim do Mundo”), porém, a forma com a qual ele o aborda é, de certo ponto, original, devo ressaltar.

 

Em menos de cinco minutos de projeção já ficamos por dentro completamente do universo do filme, apontando o fim do mundo iminente de maneira rápida e sutil através de veículos de comunicação. Devo assumir que até achei interessante sua premissa, entretanto, o desenvolvimento passa a nítida impressão de que os roteiristas não souberam desenrolar a ideia que tinham em mãos, acrescentando inúmeras sacadas de humor que não convencem e, no máximo, arrancam as risadas mais amarelas da plateia.

 

Dodge (Steve Carell) foi abandonado pela esposa após descobrir que um meteoro se chocará com a Terra em um curto espaço de tempo. Decidido a recuperar o tempo perdido, ele sai numa viagem para encontrar uma namorada dos tempos de escola e acaba conhecendo Penny (Keira Knightley) no meio dessa confusa história.

 

Se, por um lado, os roteiristas demonstraram incompetência para atribuir humor ao universo do filme, por outro, estão de parabéns ao optar por não fornecer em nenhum momento explicações aprofundadas sobre o fim do mundo; elementos que, por vezes, seriam totalmente desnecessários ao longa, uma vez que o mesmo aborda como principal objetivo a rotina humana de um ponto de vista depressivo, em que as pessoas continuavam suas tarefas cotidianas como se nada estivesse prestes a acontecer.

 

É fato que Steven Carrel demonstra uma habilidade diferenciada para realizar comédias, entretanto em “Procura-se um Amigo Para o Fim do Muno” ele brilharia muito mais se os roteiristas resolvessem deixar de lado as tentativas falhas de humor e decidissem aprofundar com mais complexidade o teor dramático que o filme possui. Carrel até entrosa muito bem com Keira Knightley, porém, continuou achando que ela não era a escolha mais correta para o papel.

 

Após um desenvolvimento, repito, extremamente mal sucedido, a conclusão do longa é tocante, apesar de previsível. E mesmo com um roteiro deficiente, por assim dizer, os poucos diálogos que o compõe são verdadeiros e dignos de reflexão. Afinal, o que faríamos se soubéssemos que morreríamos dentre de poucos dias inevitavelmente? Bom, eu não sei responder, mas “Procura-se um Amigo Para o Fim do Muno” tenta solucionar esta assombrosa e perturbadora questão com leveza, e embora tenha optado por mesclar drama com humor de uma maneira desajeitada (muitas vezes o filme soa como sátira mal sucedida), vale a pena ser conferido, justamente, por ser “humano”.

 

OBS: Apesar de tudo, desde já desponta como um dos filmes mais emocionantes do ano.

 

 

Nota: 5 de 10.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

×