UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena
Slash

Godzilla 2 - Rei dos Monstros (2019)

Recommended Posts

On 4/22/2019 at 2:48 PM, primo said:

muito bom!

trailer final... tomara que não flope pela proximidade do auê de  Ultimato

PS: e ainda vai ter o bichão vs Kong...kkkkkkk....que se bobear tem tamanho pra ser chaveiro do God.

trilha

godzilla2-poster-ghidorah.jpg

 

o rei esta chegando, pelo menos dos memes...que riovalizam com os do Aquamoa😂

9f2a1b850d8b47b6f3e4d21938b76466beb2e34d04d6c2c88741a664fcf579e4.gif

Thumbnail

Thumbnail

Thumbnail

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 Tenho a vibe de que pelo menos melhor que o filme anterior, será (por consequência sendo o melhor filme hollywodiano do lagartão). Parece que conseguiram manter o impacto nas pequenas pessoas que as ações dessas criaturas colossais possuem (vide o tufão que a mera passagem do Rodan causa), que foi o que deu certo no filme anterior, ao mesmo tempo em que retratam a escala maior, nos fazendo realmente ver o combate desses monstros. To otimista com esse dai.

Share this post


Link to post
Share on other sites

'Godzilla 2': Diretor quer explorar o MonsterVerse com filmes em outras eras; Saiba mais!

Por Nefferson Taveira 
Publicado em 07/05/2019 às 12:17
 

Em entrevista ao SFX Magazine, o diretor de 'Godzilla: O Rei dos Monstros', Michael Dougherty, revelou que gostaria de explorar o  MonsterVerse com filmes ambientados em outras épocas.

"Eu gosto da ideia de voltar no tempo e contar histórias com criaturas em eras diferentes."

Ele continua, "'Ilha da Caveira' se passou durante os anos 70, mas eu adoraria ver um filme do GodzillaA.C., voltar nos tempos antigos e ver humanos primitivos tendo que sobreviver com essas criaturas. Talvez possamos ver o primeiro encontro da humanidade com o Godzilla e testemunhar como essa relação foi iniciada."

 

FONTE: CINEPOP

Share this post


Link to post
Share on other sites

primeiras reações, todas positivas!😮

“Godzilla é o filme pelo qual esperei anos. Uma continuação empolgante que captura o espírito do famoso kaiju do Japão enquanto estabelece seu reinado por anos à frente. Há poucas palavras para descrever o filme além de monumental, e sua escala épica vai deixar o público impressionado”

“Godzilla: Rei dos Monstros é incrível. Sem dúvida a maior diversão que tive nos cinemas o ano todo, e o melhor filme do MonsterVerse até agora. A escala é insana e cada cena de ação pode ser seu novo papel de parede. Veja na maior sala possível”

“Posso dizer agora que Godzilla: Rei dos Monstros é facilmente o mais louco e divertido filme americano de kaiju que existe. Mas isso não faz justiça a quanto essa aventura é incrível, pulando da maestria dos monstros para a estranheza dos humanos”

“Godzilla: Rei dos Monstros é o filme de Godzilla moderno pelo qual você estava esperando. É tudo que o Godzilla de 2014 não é, ao passo em que mantém os melhores elementos daquele filme em uma escala x100. Acho monstruosa que sacode o cinema. Bom demais”

“Eu tive problemas sérios com o Godzilla de 2014. O filme se chama Godzilla, mas ele mal estava nele. Felizmente, o Godzilla: Rei dos Monstros de Mike Dougherty é incrível. É tudo o que eu queria que o outro filme fosse, mas não foi. Se você quer ver Godzilla lutando contra outros monstros, vocês ficarão felizes”
 

 

godzilla_king_of_the_monsters_ver12_xlg.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eita, as primeiras criticas estão divididas, algumas bem broxantes!!!  😮

“Em poucos minutos de filme, as expectativas começam a se dissipar, rapidamente substituídas por um desapontamento esmagador”  afirma o The Guardian.

Para o Slashfilm, o filme tem visual que impressiona, mas é entediante:
“A extinção em massa nunca pareceu tão linda. Durante um período de 132 minutos de entorpecimento mental, Godzilla 2: O Rei dos Monstros de Michael Dougherty desperdiça a humanidade com impressionantes quadros coloridos em azuis fantasmagóricos e ouro desbotado, resultando em paisagens visuais dignas. É uma pena que o mundo construído em torno de todo aquele caos monstruoso de cair o queixo é tão chato. As cidades são niveladas, os monstros de Lovecraft reinam supremos, e a única coisa que eu senti foi tédio. Não era para ser tão chato.”
“Desde o começo, Godzilla 2: O Rei dos Monstros deixa claro que não será outro exercício de esconde-esconde como seu antecessor, o Godzilla de 2014. Considerando esse filme, que apresentou o rei dos monstros para o público moderno, direcionado a uma abordagem mais contemplativa e mesquinha ao retratar a besta icônica, esse novo filme nos dá uma cena enorme – com um monstro enorme! – nos primeiros minutos. A mensagem é clara: este filme de Godzilla vai ser ‘frente a frente’ com os monstros. Qualquer contemplatividade será condenada” escreve o portal IGN.

O crítico do Bloody Disgusting afirma que o filme deve agradar quem está procurando por cenas de luta entre os titãs:
“Se você está procurando por lutas de monstros, você encontrará em Godzilla 2: O Rei dos Monstros. O novo filme do diretor Michael Dougherty é após os eventos do Godzilla de 2014, em um mundo onde onde os gigantescos “titãs” surgiram como a acne. É só uma questão de tempo até que o poderoso protetor da Terra, Godzilla, apareça para enfrentar todos eles, e Dougherty não faz você esperar por isso.” 
“Há muitos monstros de cinema atemporais, mas Godzilla, nas dezenas de filmes japoneses que o apresentavam, sempre levantou uma questão metafísica: seria essa coisa de 50 metros de altura, olhos brilhantes, com placas ósseas esculpidas escorrendo pelas costas e pele como um tapete irregular, uma criatura incrível de se contemplar por causa da graça dos efeitos especiais que o criaram? Ou por causa da breguice?” questiona a Variety.

O crítico do New York Post não ficou satisfeito com o longa, e comenta que não há tantas lutas quanto poderia se esperar:
“Veja, há uma exposição infinita aqui, quando tudo o que queremos são lutas de monstros. Enquanto nós temos algumas lutas de monstros muito legais, simplesmente não há lutas de monstros suficientes. Da próxima vez, por favor, mais lutas de monstros. A grande escaramuça escamosa ocorre em Boston, mas, ao contrário do “Godzilla” de Broderick, o diretor Michael Dougherty não tem um talento para colecionar esses monumentos […] O filme todo é um entulho indistinguível.”

O IndieWire, por sua vez, fala que Godzilla 2: Rei dos Monstros pode te deixar animado para o próximo filme do MonsterVerse:
“Pelo menos Godzilla parece lembrar quem ele é – algo para se preparar para o próximo filme do MonsterVerse, Godzilla vs. Kong – e quando o maior monstro de todos aparece, ele desliza de volta ao seu papel de monstro da Terra. O interesse de Godzilla em salvar a humanidade nunca fez muito sentido, mas é uma criação de CGI sem falas que dá ao filme a continuidade e o caráter que falta em outro lugar. Quando Godzilla acende sua cauda alimentada por armas nucleares e solta seu grito interminável, você percebe que o MonsterVerse tem algo a oferecer.”
“Godzilla 2: Rei dos Monstros é uma criação surpreendente, que eu acho que os fãs de Godzilla irão desfrutar” é o veredito da Empire.

A EW não poupa palavras ao falar o quanto não gostou do filme:
“Fiquei tentado a começar essa crítica com uma longa e cuidadosa conclusão sobre como cada geração recebe o filme Godzilla que merece. Mas por que se preocupar com o que precisa ser dito logo de cara – Godzilla 2: Rei dos Monstros não é um bom filme. Na verdade, é bem terrível.”

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

CENA PÓS-CRÉDITO😁

Antes de chegarmos nela, é preciso falar antes sobre a sequência dos créditos em si. No mesmo estilo do primeiro filme, elas trazem notícias e artigos de jornais sendo censuradas pela Monarca, e algumas informações são recuperadas: os monstros estão deixando Washington, um ovo misterioso foi encontrado na Ilha da Caveira e Mothra pode estar se regenerando através de um casulo.Já na cena pós-créditos, vemos que o comerciante Alan Jonah (Charles Dance) encontrou algo valioso: a cabeça decepada do Rei Ghidorah. Em uma batalha anterior no México, Godzilla havia conseguido cortar uma das cabeças do dragão alienígena, que foi capaz de se regenerar – e a cabeça perdida acabou indo parar na mão de pescadores, que a venderam para Jonah.Com o vilão de posse do DNA de Ghidorah, a franquia pode seguir caminhos que os filmes da Toho já exploraram. Clonar o monstro para criar um novo Ghidorah ou misturar seu DNA com algum tipo de tecnologia, gerando criaturas como MecaGodzilla ou MecaGhidorah – as versões robóticas dos Titãs.
 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×