Jump to content
Forum Cinema em Cena
Jailcante

Star Wars Episódio VIII - Os Últimos Jedi

Recommended Posts

Tinha muita gente apostando que a filha da Iden Versio que nasceu também em Jakku seria a verdadeira identidade da Rey. Mas ontem saiu uma suposta foto dessa filha numa idade mais avançada. Então pelo que tudo indica, a Rey não é de fato uma Versio. 

 

Zay2._jpge.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já cogitaram a hipótese desse misterioso DJ ( Personagem do Del toro) ser o pai da Rey e o filme explorar o drama de um pai que abandona a filha? Isso parece meio novelão das 8, mas isso já aconteceu uma vez em Rogue one. Além do mais, nova protagonista comentou que o filme será um estória sobre família. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Star Wars: The Last Jedi Early Reactions


Lucasfilm premiered Star Wars: The Last Jedi in Los Angeles tonight, and the first wave of social media reactions have now flooded online. So far, critics are saying Johnson delivers an emotional, jaw-dropping sequel that lives up to the hype. We’ve compiled some of the SPOILER-FREE reactions below. Take a look:


There aren’t enough words to express how much I LOVED #StarWars #TheLastJedi ! It is mind-blowing! I’m in geek heaven! — Jenna Busch (@JennaBusch) December 10, 2017

Star Wars: The Last Jedi is so very different, exciting, surprising. So many emotions, so many amazing moments. Stay away from spoilers. — Peter Sciretta (@slashfilm) December 10, 2017 

#StarWarsTheLastJedi floored me. @rianjohnson and the team nail so much - thrills, laughs, heart and most of all, pushing the characters/overall franchise a major step forward. Some really rich material to explore in the future. Can't wait for more. — Perri Nemiroff (@PNemiroff) December 10, 2017 

Star Wars: The Last Jedi is everything. Intense, funny, emotional, exciting. It’s jam-packed with absolutely jaw dropping moments and I loved it so, so much. I’m still shaking. — Germain Lussier (@GermainLussier) December 10, 2017

Impressed with #StarWars : #TheLastJedi . It makes some big, impressive and surprising moves that I definitely didn't expect. Not all of the plot stuff is exactly perfect, but the character work is once again fantastic, and it's just amazing to see Luke Skywalker back in action. — Eric Eisenberg (@eeisenberg) December 10, 2017

There’s a scene in #StarWars #TheLastJedi that I keep playing over and over in my head, that is so stunning and unexpected that I don’t want to forget how I felt seeing it for the first time. This movie feels unlike any other Star Wars movie in all the ways I hoped. — Terri Schwartz (@Terri_Schwartz) December 10, 2017

#TheLastJedi is absolutely fantastic - gripping, touching, funny and powerful w/ gorgeous shots and the most badass battles. When it gets going, holy crap does it get going. Hands down the best #StarWars movie since Empire. — ErikDavis (@ErikDavis)

 

:)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu não vou ver o trailer final, Eu não vou ver o trailer final, Eu não vou ver o trailer final, Eu não vou ver o trailer final, Eu não vou ver o trailer final, Eu não vou ver o trailer final, Eu não vou ver o trailer final, 

 

 

51DE3169-1B43-4E80-A740-06CE5FC86142.jpeg

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 hours ago, skellington said:

Star Wars: The Last Jedi Early Reactions


Lucasfilm premiered Star Wars: The Last Jedi in Los Angeles tonight, and the first wave of social media reactions have now flooded online. So far, critics are saying Johnson delivers an emotional, jaw-dropping sequel that lives up to the hype. We’ve compiled some of the SPOILER-FREE reactions below. Take a look:
 (...)

:)

Sempre rola este "melhor da série desde o Império Contra Ataca". Mas não tem como não ficar empolgado com as críticas. Especialmente por todas apontarem para a mesma direção: "é um filme intenso, emocional, e com surpresas"...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Essas críticas de premier são bem previsíveis. Sinceramente, eu não acredito muito nelas. Na verdade, eu to com um pé meio pra trás com esse filme já que o Mark tá toda hora dizendo que o caminho que Luke tomou não é o caminho que o George Lucas tomaria no comando do personagem.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ana Maria Bahiana estava na première em LÁ. 

 

“Já passaram por mim: Christopher Nolan, Spike Lee, Minnie Driver e um Chewbacca, mas esse teve que voltar porque não pode entrar de máscara.#StarWarsTheLastJedi  premiere”

 

 

25A68BE1-6BD7-471C-B848-16F40BB75054.jpeg

9993868E-29C9-464C-8382-CAACD7D2D05B.jpeg

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

"Do. Or do not. There is no try." Bravo, @RianJohnson. You did that! The last 40 minutes had me on the edge of my seat in every moment. Superb storytelling. Exceptional design. I laughed. I cheered. A total joy-ride through the galaxy. So fun. #StarWars (@ava) 

#StarWars: The Last Jedi is so beautifully human, populist, funny, and surprising. I cried when one POC heroine got her moment because films like these leave their mark on entire generations -- and representation matters (@jenyamato)

Massive congrats to my friend @rianjohnson for the dazzling writing and directing work he shared tonight! Yes, a great chapter of a blockbuster franchise, spectacular and unpredictable, but also his own voice shining through... kudos! (@mang0ld) - diretor James Mangold, de 'Logan'

IT DOES NOT GET BETTER THAN STAR WARS THE LAST JEDI!!!!!! (@robertliefeld)

Luke was right: "This is not going to go the way you think." #TheLastJedi will shatter you - and then make you whole again. (@Breznican)
 

all-aboard-the-hype-train-miennegenerato

Aqui um comentário que me deixou com o pé um pouco atrás:

 

Early thoughts on #TheLastJedi is I saw a lot of smiles as I left. Reviews coming tomorrow but it’s undoubtedly the funniest Star Wars. Like, Marvel funny. Gag central (@gethill)

 

Vixe...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ingressos comprados. Verei na 5ª.

Minha expectativa é que veremos um filme que joga a história pra frente, evolua tudo, já que desde o ep. 6 tivemos as prequels, o 7 que foi um semi-remake e o Rogue One que ficou rondando o 4º ep.

Basicamente isso. Mas não estou tão hypeado como deveria estar (e isso é até bom).

Share this post


Link to post
Share on other sites

Post da Ana Maria Bahiana no Face. Sem spoilers. Não reciso ler mais nada. 

Por que você não deve perder Star Wars: O Último Jedi:

Porque é lindo, emocionante e super divertido - e, é claro,reverente ao cânon.
Porque finalmente mergulha nos elementos que criaram a longevidade da mitologia: os aspectos espirituais, filosóficos, éticos do universo Star Wars.
Porque tem um monte de personagens femininas porretas, e coloca Rey claramente como a nova estrela da galáxia.
Porque trata Comandante Leia como o mito que Carrie Fisher é, com uma dose extra de carinho e devoção.
Porque Kylo Ren deixou de resmungar e ficou furioso.
Porque é esteticamente glorioso, tirando partido de locações lindas.
Porque tem um vasto senso de humor. E bichinhos fofos. E aparições muito especiais.

Quem segue a saga há muitos e muitos anos em várias galáxias (como eu) não pode deixar de ver as engrenagens girando, o reciclar dos elementos que criaram o fã clube. Também: quero ver mais, muito mais de Lupita e Gwendoline.
Mas, como Maz Kanata, estou voando por aí há uns 200 anos, então...”

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mais um. Érico Borgo. 

 

“Star Wars: Os Últimos Jedi é surpreendente. Um filme sobre gerações que leva a série a novos lugares sem esquecer sua essência. Pelo contrário... a resgatando de maneira emocionante. Sem falar que o visual é lindíssimo e as batalhas são perfeitas. Meu filme favorito esse ano.”

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se esse filme for isso tudo que estão falando dele, eu não sei que o J.J binks será o melhor diretor para dá uma sequência a toda esse mitologia que está sendo construída. 

49 minutes ago, Big One said:

Mais um. Érico Borgo. 

 

“Star Wars: Os Últimos Jedi é surpreendente. Um filme sobre gerações que leva a série a novos lugares sem esquecer sua essência. Pelo contrário... a resgatando de maneira emocionante. Sem falar que o visual é lindíssimo e as batalhas são perfeitas. Meu filme favorito esse ano.”

Isso me deixa meio cabreiro. Os caras adoram Batman vs Superman que é um filme sem nexo nenhum e parecem odiar o episódio I, que na minha opinião é um dos melhores filmes da saga ao lado do episódio III, II e IV.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nem queria comentar nada pra hypar ainda mais o filme, mas o filme bateu forte aqui. Não me lembro de ter me sentido assim em nenhum outro filme (talvez só lá na infância ou pré-adoslescência, recentemente, com certeza, não).

Emoção forte mesmo. Saí do cinema desnorteado (sai tremendo de lá, literalmente). Enfim, não vou comentar mais nada porque não quero soar como um fanboy alucinado... Mas, de qualquer forma, esse filme bateu forte aqui e como bateu. PQP!

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 12/12/2017 at 8:40 PM, Big One said:

Post da Ana Maria Bahiana no Face. Sem spoilers. Não reciso ler mais nada. 

Por que você não deve perder Star Wars: O Último Jedi:

Porque é lindo, emocionante e super divertido - e, é claro,reverente ao cânon.
Porque finalmente mergulha nos elementos que criaram a longevidade da mitologia: os aspectos espirituais, filosóficos, éticos do universo Star Wars.
Porque tem um monte de personagens femininas porretas, e coloca Rey claramente como a nova estrela da galáxia.
Porque trata Comandante Leia como o mito que Carrie Fisher é, com uma dose extra de carinho e devoção.
Porque Kylo Ren deixou de resmungar e ficou furioso.
Porque é esteticamente glorioso, tirando partido de locações lindas.
Porque tem um vasto senso de humor. E bichinhos fofos. E aparições muito especiais.

Quem segue a saga há muitos e muitos anos em várias galáxias (como eu) não pode deixar de ver as engrenagens girando, o reciclar dos elementos que criaram o fã clube. Também: quero ver mais, muito mais de Lupita e Gwendoline.
Mas, como Maz Kanata, estou voando por aí há uns 200 anos, então...”

Acho que Baiana resumiu bem.

Da minha parte, me senti como se estivesse visto o Ep. V pela primeira vez nos cinemas, a sensação teria sido semelhante. O filme ecoa o ESB, mas não é um remake, tá bem longe de ser. Pega peças do passado e as evolui pra um novo futuro.

Tô com pena do JJ no Ep. IX. Vai sofrer do mesmo jeito que o diretor do Retorno de Jedi deve ter sofrido: O que acrescentar num novo filme depois de um episódio épico desse? Boa sorte pra ele.

 

P.S.: (Spoiler soft) Creio que a nova trilogia SW com o Rian Johnson deve pegar aquele guri ali pra protagonista, hein? Tô achando. Aquelas crianças ali, na fase adulta, já devem ser algo que estão vão usar nessa nova trilogia...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vendo aqui uns comentários no twitter, aí tenho que comentar:

Tem uns fãs radicais de SW que ficam masturbando mentalmente sobre TUDO nos filmes (porque assistem os filmes umas 100.000 vezes). Aí, já masturbaram sobre tudo do Ep. VII, até não sobrar mais nada, até a última gota do suco já saiu, e então querem que o Ep. VIII traga algo sobre essas masturbações (são milhares que o cara bolou, então alguma tem que cair no filme, não?). O filme não traz (ou porque não precisa mesmo entrar na questão, ou porque são só masturbações, não servem pra muita coisa), então o fã radical fica de cara fechada pro filme, porque o filme não falou sobre coisa X ou Y que ele ficou masturbando de um filme pra outro.

Aí, ficam essas discussões mil sobre nada, e reclamações meio que baseadas no nada.  Enfim. Segue o barco.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 E sem duvida o filme mais corajoso de Star Wars, não segue os passos fáceis do J J Abrams  e se arrisca em tudo oque você acha que esta pre-estabelecido na saga e não pode mudar, oque e um acerto enorme na condução dos velhos e novos personagens, a trama e ação são muito boas, mas e extremamente lento a passagem deste momentos, e um Luke Skywalker quebrado,amargurado e relutante, mas em toda em sua essência um verdadeiro herói, assim como Han Solo foi o ponto alto do Despertar da Força com seu carisma, Luke traz um misto de emoções de alegria e ate decepção com sua presença. Onde o certo e errado não esta tão bem definido e a luz e escuridão se mesclam assim como Rey e Kylo Ren, que são  os oposto na mesma jornada,  e agem de forma tortuosa e conflitante, onde a incerteza e tudo que resta, o diretor abandona de vez o preto e branco da franquia  e nos leva ao mundo cinzento, árido e complexo dos  Últimos Jedi, amplia com categoria e sabedoria o elemento da força. Algo que só os fãs e George Lucas achava que sabia. Que agora vai trazer novas repercussões em todo mundo Star Wars, Gostei de todos os personagens, da parceria de Finn e Rose(Kellie Marie Tran) , o malandro trapaceiro DJ (Benicio Del Toro),  Poe Dameron debatendo as ações de Leia, que alias teve vários momentos lindos, e mostrou toda sua garra, mais de maneira doce e elegante (palmas para Carrie Fischer)

E Kylo Rey que mais uma vez surpreende novamente e rouba a cena, com sua fúria e impetuosidade, o arco dele assim como da Rey e uma das melhores coisas que eu já vi, da para entender perfeitamente todo o seu ódio e desprezo pelos Jedi. Tem muita gente reclamando, achando o filme longo demais, com bichinhos infantis,piadas em excessos ou tramas paralelas  inúteis. Aqui neste filme abriu-se um leque de inúmeras possibilidades, era vital conhecermos a historia destes novos personagens e foi isto que o diretor entregou com classe e deixou muita especulação para os próximos anos.

 

Star Wars - Os Últimos Jedi

Observações: So achei muito sub utilizado Lorde Snoke e a Capitã Phasma, eles prometiam mais na franquia e ate tentam, em compensação somos compensados com o bufão arrogante e saco de pancadas do general  Hux, que tenta ser imponente mas no fim...:D:D

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que o filme tem um ritmo mais atrasado. O que eh uma das virtudes com The Force Awakens, seu ritmo ágil e seu humor esperto , bacana. Aqui o ritmo se arrasta e humor da uma escorregada, exceto pelo Benício Del Toro, que poderia ter mais tempo em tela. Ele estava ótimo. 

Dito isso, em contra partida o que o filme entrega eh de cair o queixo, explora a filosofia Jedi como nunca antes na telona. A cena com a Leia no espaço e no final com o Luke (nada perde-se por completo). Rey e Kilo Ren e Luke ultra mega badass. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tive uma impressão parecida.

A primeira metade do filme eu achei uma bosta! Em ritmo, em timing, na montagem, na edição.

Quase parece que a direção muda da metade pra frente.

Mas depois de eu quase largar tudo ele entra no eixo, bem atrasado, mas consegue desfazer bem o gosto amargo.

É bom. Tem muita coisa legal, mas como todo o VII é mais redondo.

Depois posto melhores impressões!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ví ontem a noite. Assisti em uma condição debilitada, longe do ideal, o cinema foi o local, que carinhosamente chamo de cineco pois é uma telinha com sonzinho vagada. Além da sala ruim, eu não havia dormido nada nas últimas 36h e ainda estava meio alcoolizado. Em resumo, o pior estado possível para fazer qualquer coisa.

A princípio, achei superior a TFA e Rogue One e estou MUITO feliz com o filme, ainda ganhei um poster, então digamos que dormi muito bem de ontem pra hoje:D

Vou rever hoje num bom Cinemark (infelizmente 3D) e devo postar impressões completas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ryan Johnson fala sobre Snoke

 

*** SPOILERS AHEAD***

"Quando estava trabalhando no personagem do Kylo, pensei que seria mais interessante derrubar a base instável que estava debaixo dele logo no início desse filme... No final, ele deixou de ser um wannabe de Vader e se tornou alguém que está seguindo seu próprio caminho como um vilão complexo, tomando as próprias rédeas.

"Mas então a questão é: que lugar Snoke teria no final disso? Isso me fez perceber que o mais interessante seria eliminar essa dinâmica entre o 'imperador' e o pupilo, de modo que todas as apostas estão indo para o próximo. Isso também possibilitou uma virada dramática no meio, que poderia indicar uma conexão muito poderosa entre Kylo e Rey."

 

O Ryan quis tirar o Snoke do caminho. Afinal ele era muito poderoso e ele deveria sair do caminho pro Kylo Ren crescer. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ví pela segunda vez num bom cinema desta vez. Gostei mais ainda, notei alguns problema de consistência, detalhes realmente. No geral, The Last Jedi está entre os melhores da franquia ao meu ver, ali no topo junto com o original e Empire.

Adoro quando filmes fazem paralelos de forma significativa. E aqui Rian Johnson faz dois, entre Luke e Kylo, Poe e Finn. O primeiro, temos dois personagens querendo destruir o passado para tentar criar algo novo. O segundo, temos dois soldados querendo ser o mais agressivo possível contra a Primeira Ordem.

O primeiro paralelo, Luke e Kylo, ambos querendo esquecer o passado e deixar algo novo surgir. Kylo ativamente destrói o passado, enquanto Luke tenta algo mais pacífico. Kylo re-afirma sua decisão, de destruir agressivamente o passado, incluindo Snoke, Luke, Han e Leia. Luke decide re-afirmar o passado, a Ordem Jedi e a rebelião.

Rey é tentada por essa ideia de acabar com o passado, tanto por Luke quanto por Kylo. Apesar de não ser tentada pela Lado Negro, ela decidiu deixar passado para trás, no que diz respeito a seus pais, mas ela decide re-afirmar o passado dos Jedi. Ela equilibra a posição inicial de ambos Skywalkers.

O segundo paralelo é menos sutil. Poe e Finn são os heróis agressivos, e acabam fazendo cagada. O Poe no começo do filme faz o mesmo que o Finn fez no final tentando destruir o canhão aríete. Poe aprende a ser um líder e recebe o bastão da Leia no final, Finn - apesar da cena besta com a Rose - aprende uma lição semelhante de menos sacrifício agressivo e mais "salvar os outros".

Ambos esses paralelos são extensões da filosofia original dos Jedi. E por original eu quero dizer trilogia original. Principalmente em Empire e Return of The Jedi, eles passam bastante uma ideia de não-agressão. Antes da entrar na Caverna, Yoda diz para Luke não levar sua arma. Luke desobedece e enfrenta Vader/sí mesmo. Depois Luke vai brigar com Vader e perde a mão. No próximo filme, ele deixa Vader viver, decide por não agressão, e isso que faz Vader trair seu mestre. Não agressão foi a solução.

Em The Last Jedi, a solução para os Rebeldes foi a não agressão. Eles saem pela tangente do bunker e eles teriam escapados livres da Primeira Ordem se não fossem pela agressão de Finn, Poe e Rose.

Enfim, o filme é esperto com seus temas e reforça uma das coisas mais bonitas da trilogia original, e isso é algo que nem Rogue One, nem Episódio 7 fizeram. E esses são legais mas são "momentâneos", enquanto Episódio 8 vai ficar comigo pelos seus temas.

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 15/12/2017 at 10:06 PM, Big One said:

Acho que o filme tem um ritmo mais atrasado. O que eh uma das virtudes com The Force Awakens, seu ritmo ágil e seu humor esperto , bacana. Aqui o ritmo se arrasta e humor da uma escorregada, exceto pelo Benício Del Toro, que poderia ter mais tempo em tela. Ele estava ótimo. 

Curiosamente, estou na posição oposta.

Eu não gosto do passo e não gosto de certos momentos cômicos do TFA.

O passo é característico do JJ. Ele passa por cima de emoções e momentos que requerem tempo. Han Solo morre, planetas explodem e agente não pode parar para respirar e absorver o momento. O humor é legal na forma do BB-8, mas Finn tem momentos que acho vergonhosos e quasi-Jar Jar Binks.

The Last Jedi achei melhor filtrado o humor, não ví os momentos vergonhosos do Finn, todos funcionaram pra mim e nenhum cortou os momentos dramáticos ou emocionais.

O único que vejo um argumento que possa ter sido mal colocado é quando Leia diz "Estão me olhando pra que? Sigam ele [Poe]". Mas para mim funcionou, pois Leia sempre teve essa faísca mesmo quando estava sendo resgatada no episódio IV.

O passo eu gostei muito mais, quando coisas  acontecem, coisas acontecem, agente não sai correndo imediatamente para próxima. Eu duvido, por exemplo, que JJ passaria tanto tempo com a Rey e Luke na ilha. Os filmes dele sempre tem essa energia sempre pra frente, mas as vezes eu quero ficar ali parado naquele lugar. A morte da Holdo é mais impactante para mim que morto do Solo, por que assim que Solo morre o filme sai correndo e eu precisava de mais tempo naquele drama.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×