UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena

Recommended Posts

Aguarde, Questão! O tempo dirá. (gargalhada maléfica aqui)  :D  Mas sobre o visual, não tem muito o que eu dizer, não. Pele pálida é elemento, e eu não cito problema com elemento. Não tenho proposta para o visual da moça, não.

 

Não pedi pra você especificar o que melhorar. Pedi pra você ser mais específico sobre o que te incomoda, PRIMO. Ou seja, que especificasse o problema que vê.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não sei bem...

 

É um visual que me remete a cosplay. Creio que uma produção de live action pode exercitar a magia de aproximar o espectador, dentro do possível, da crença (com facilitadores da suspensão da descrença) de que aquele objeto é possível dentro do ambiente fantástico em que está inserido. Já o cosplay não tem essa proposta.

Share this post


Link to post
Share on other sites

esperando uma crítica mais detalhada sua

 

Não tenho muita paciência para citar elementos da trama, apesar de gostar dos elementos técnicos. Neste último episódio, assim como visto no episódio 20, entre outros poucos da temporada, a direção e a edição deram contorno mais cuidadoso ao roteiro, retirando as gorduras de atuação que comprometeram cenas de ação e diálogos em outros momentos, como no fraquíssimo episódio com o flautista.

 

Unidade. Com base em muito planejamento, a Disney, por exemplo, tem conseguido aplicar tal conceito de modo satisfatório nas produções do Marvel Studios para cinema e TV, com um só universo.

 

Já as séries da Warner, com referência a viagens no tempo e realidades alternativas, sugerem o famoso multiverso, base de muitas das principais sagas da casa.

 

Infelizmente, em "The Flash", tal pluralidade está presente também no campo qualitativo, com estranhas oscilações que conduzem o espectador a várias viagens entre o céu e o inferno, por conta de um conjunto heterogêneo de estilo e competência entre os profissionais envolvidos em cada episódio.

 

Na Disney, ao contrário, temos tido séries que parecem um extenso filme em cerca de dez capítulos, diagnóstico com base em sintomas diversos. O roteiro, a direção e o estilo soam mais enxutos, como parte de algo esquematizado para apresentar, majoritariamente, pontos mais essenciais para o arco principal.

 

Porém, satisfeito, digo que a Warner, mesmo diante das oscilações citadas, nos entregou um produto que supera tais adversidades com uma obra que é puro coração. Meus sinceros parabéns aos produtores de "The Flash", que usaram sabiamente conceitos clássicos dos quadrinhos, adaptando ao padrão pop e de critérios questionáveis do canal CW, por meio de um roteiro que ajuda a doutrinar civis. Outra ótima sacada foi lidar com o conceito de família, a exemplo da franquia cinematográfica "Velozes e Furiosos", o que encaixou de modo preciso com o Barry interpretado por Grant Gustin, ator que evoluiu bem durante a série.

 

Passei raiva em muitos episódios da série. Cogitei desistir, sim. 

 

A velocidade que caracteriza o protagonista foi também seu calcanhar de Aquiles, quando o roteiro não tem o apuro para lidar com ela. Para compensar tal onipotência, em várias cenas nesses 23 episódios, o herói praticamente pedia para ser derrotado, com as justificativas pífias, fáceis e constrangedoras do roteirismo. Para quem pretende assistir aos 23 episódios, aviso que paciência é bem-vinda. Há episódios que considero lixo, onde inserem, claro, elementos essenciais do arco principal. Porém, meu amigo, esse tal arco é conduzido e encerrado de um modo muito engajado e bonito, com uma direção apurada. Ao fim, chorei de soluçar, por duas vezes.

 

Noves fora, meu coração fica com "The Flash", e minha razão, com "Demolidor".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não sei bem...

 

É um visual que me remete a cosplay. 

 

 Correndo o risco de ser chato, pense mais, PRIMO  :D  Acha mesmo que a imagem abaixo tem elementos suficientes para tais julgamentos?

 

 theflash-nevasca.jpg

 

 

 O que dá pra ver é que ouve uma alteração na cor do cabelo e nos olhos da moça (essa segunda provavelmente só vai surgir quando ela usar os poderes/ou não) e o braço azulado. Ela parece estar usando um vestido um pouco mais decotado do que de costume, mas pode haver quinhentas explicações pra isso. Talvez nem seja um uniforme.

 

 Em resumo, acho um julgamento precipitado da sua parte, PRIMO. Por essa foto, não dá pra apontar e dizer "Cosplay".

 

 Acho que a série lidou bem com esta questão. O universo do Flash tinha uniformes difíceis de adaptar, e uniformes como o do Capitão Bumerangue e o do Capitão Frio ficaram muito bem na tela.

Share this post


Link to post
Share on other sites

‘The Flash': Produtor confirma mais velocistas na 2ª temporada

Publicado em 21/05/2015 por Diego Almeida
 
 
 

The-Flash-2atemporada_2-650x400.jpg

Ao Hollywood Reporter, o produtor executivo de ‘The Flash’, Andrew Kreisberg, revelou que a segunda temporada introduzirá novos velocistas na série.

“Vamos introduzir mais velocistas e mais um grupo de vilões. Quem são eles e como vão surgir será parte da surpresa da nova temporada. Estamos muito orgulhosos da primeira temporada e animados com as coisas que planejamos para a segunda”, adiantou.

Por sua vez, o ator Grant Gustin falou sobre a intenção dos produtores em deixar seu Barry Allen mais próximo dos quadrinhos no segundo ano.

“Ultimamente venho conversando muito com 
 e Andrew sobre as mudanças do personagem na próxima temporada. Sinto que vamos seguir em uma direção diferente. Eles me garantiram que a série continuará com um tom leve, mas com uma densidade dramática maior em certos momentos. Eu quero me aproximar mais do Barry Allen dos quadrinhos, com ele mais confiante em seus poderes. Mas a palavra final não é minha, então veremos.”

Gustin recentemente comentou sobre o multiverso da série e os diversos universos alternativos que serão explorados – leia.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tentando colocar a resenha um ordem. Assisti o episódio finale pela segunda vez e no geral é apreciável, certamente melhor que os piores da série. Achei um enorme desperdício de potencial.
 
Cena de introdução foi a melhor parte com certeza. O confronto entre esses dois, mesmo quando estão parados, é ótimo, combinando com atuação do Tom Cavanagh e o vilão Thawne e foi realmente grandioso.
 
Eobard é um ótimo personagem e tem carregado a série. Nesse episódio ele mostra mais uma faceta, além do grande intelecto e desafio físico, Eobard também funciona bem como "vilão na caixa de vidro". A relação dele com Barry, de ódio e admiração, é bem interessante.
 
Contudo, todo esse episódio é uma demonstração de irresponsabilidade enorme do herói, seus companheiros e uma tremenda falta de raciocínio dos roteiristas. Ora bolas, salvar a própria mãe, mesmo que sucedendo, teria consequências imprevisíveis nos últimos 15 anos. E se por acaso Barry falhar, um buraco negro vai destruir o mundo. Irresponsabilidade e enorme narcisismo do nosso grupo de heróis que beira a imoralidade. Claro, no final eu posso fingir que está tudo bem, pois no último segundo Barry mudou de ideia, então tudo bem né? Só que não está tudo bem, os personagem não estavam nem aí pras consequências de suas ações...

 

Na linha de comparações com Snyder, compara o Flash voltando ao passado com final de Man of Steel. Superman hesitou, mas foi altruísta e fez algo odiável para salvar o mundo matando Zod, ele fez o que era melhor pra todos, mesmo que seja algo detestável para sí mesmo. Barry acaba fazendo o contrário e volta no tempo para salvar a família Allen, mesmo sabendo do que pode acontecer com os outros.
 
Pelo menos pagaram o preço. O tal do buraco negro de fato aconteceu, sem razão aparente, então assim como um certo gênio bilionário playboy filantropo, Barry Allen e sua trupe acabaram de causar uma grande quantidade de morte e destruição, e quase destruir o mundo. Alguém tem número do Tio Ben? Com grande poder e essa coisa toda... Victor Garber literalmente diz pro grupo "Nada seria como é hoje", e ainda sim, seguiram em frente com o plano.
 
Voltando um pouco a fita, por que libertar Harrison Wells? Por que libertar esse psicopata assassino super-poderoso? Não precisavam dele pro Barry viajar no tempo, somente seu conhecimento, que ele entregou de mão beijada. Barry poderia ter ido e voltado do passado enquanto Thawne comia Big Belly Burger na sua cela. E por que Barry muda de ideia e quebra a máquina do tempo? Decisão um tanto, com perdão do trocadilho, um tanto acelerada, literalmente foi em menos de 2 minutos.
 
Caitlin Snow e ambos as metades de Firestorm perdidos e sem lugar. Desnecessários e sem papel específico. Pensei que o casamento fosse ser usado pra mudar a opinião do Barry, que ele fosse olhar o casamento e pensar "não posso arriscar mudar isso"... Mas não, ficamos com um físico do MIT que pode oficializar matrimônio e uma escolha repentina de ambos personagens. 
 
No final das contas, temos uma briga bem legal dos velocistas, acabando com um paradoxo a la Interstellar. Gostei, mas como os colegas comentaram, isso já tava na agulha desde que o Reverso deixou de machucar Eddie Thawne.
 
Alguém entendeu direito o que pai de Barry estava falando? Não fez muito sentido pra mim, ele tava falando das consequencias, mas logo depois começou a falar do futuro do Barry... Até gostei da parte que ele fala que pode mudar o Barry e que ele "se importa" se Barry mudar. Bem atuado.
 
Também tem fato do Flash ter ficado subitamente mais rápido, capaz de atingir Mach 2, mas isso até dá pra engolir.
 
Desapontado estou, pois acho que tinha um caminho muito pra melhor que poderia ter sido seguido. Terminanos com um gancho anti-climático, e que novamente aumenta a velocidade do Flash subitamente, por que o roteiro precisa, não por progressão. Mach 2? Sem problema. Buraco Negro? Bora lá!
 
Isso tudo dito, gostei bastante dos aspectos técnicos e da trilha sonora. Explicaram como Cisco ainda tem lembranças da própria morte. Grande easter egg to Jay Garrick. 
 
Temo pelo futuro da série sem Eobard Thawne. Grodd e General Eiling são prováveis substitutos, mas são suficiente pra compensar ausência de Dr. Wells?

Share this post


Link to post
Share on other sites

por que Barry muda de ideia e quebra a máquina do tempo?

 

A velocidade da "decisão" é resultado da inteligência básica do Barry ("Seu vilão dos inferno, agora que nosso trato não deu em nada, não vou, à toa, deixar você de boa no futuro pra me matar a mim, meu pai ou quem bem entender") somada à emoção de ter ACABADO de ver a mãe morrer de novo por conta do vilão.

 

pai de Barry (...) tava falando das consequencias, mas logo depois começou a falar do futuro do Barry... Até gostei da parte que ele fala que pode mudar o Barry e que ele "se importa" se Barry mudar.

 

Entendi ali que, na visão do pai, não há problema algum na realidade em que estavam: Barry pessoa de bem que só daria orgulho pra mãe, isso na comparação com as consequências imprevisíveis de alterar o passado.

 

Flash ter ficado subitamente mais rápido, capaz de atingir Mach 2

 

Creio que seja o lance da necessidade fazer o sapo pular. Aquele Barry sempre foi capaz de atingir tal velocidade, mas não se esforçava o suficiente.

 

ausência de Dr. Wells

 

Dizem que o ator continuaria, porém, interpretando o Wells bonzinho. Podem guardar surpresas para retorno do Eobard ao corpo dele, cenário que pode se tornar possível após a resolução do cliffhanger.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Dizem que o ator continuaria, porém, interpretando o Wells bonzinho. Podem guardar surpresas para retorno do Eobard ao corpo dele, cenário que pode se tornar possível após a resolução do cliffhanger.

 

Então primo, deveria ter escrito "ausência do Flash Reverso" ao invés de ausência do Dr. Wells. É que agente conheceu o personagem nesse pseudônimo de Wells, então ficou. Acho que essa é uma preucupação de todos nós, Thawne era melhor parte do seriado. E agora? Se ele não retornar, sentimos sua falta. Se ele retornar, o que vai mudar ? O retorno do verdadeiro Dr. Wells já não é tão interessante. Como disse o próprio ao sumir da existência paradoxalmente "Como você vai ficar sem mim?"

 

Isso dito, eles podem emprestar um pouca mais da loucura do Flashpoint nos quadrinhos, onde Thawne se torna um paradoxo vivo, podendo existir sem causalidade lógica. O Thawne ainda seria o Thawne fissurado no Barry, mas dessa vez ele quer transformar Barry no mesmo paradoxo, para que ambos os velocistas possam acertar as contas definitivamente ou brigar eternamente com consequencias caóticas.

 

Comentaram comigo uma ideia que eu fiquei com cara de Starlord "ohhh isso ia ser massa!". E se o buraco negro inexplicável no final for o Jay Garrick tentando escapar da speed force?

 

PRoPBdo_700wa_0.gif

 

Ou pessoal, meio off topic, mas alguém pode me recomendar arcos dos quadrinhos para ler que envolvam Eobard Thawne e/ou Barry Allen?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Produtor confirma que primeira temporada de The Flash foi em uma realidade Alternativa


Andrew Kreisberg, produtor executivo da série The Flash, confirmou em recente entrevista que toda a primeira temporada da série The Flash se passa em uma linha do tempo alternativa, devido a manipulação feita por Harrison Wells. Mas será que veremos a linha do tempo original ou a linha de tempo foram alteradas definitivamente?
 
Como Eobard Thawne afirmou nos últimos episódios da primeira temporada, ele voltou no tempo e roubou a vida de Wells para que ele pudesse criar o acelerador de particulas do S.T.A.R Labs bem antes do previsto e criar o The Flash ( e consequentemente muitos dos vilões da série).
 
Mas o sacrifício de Eddie significa que Wells nunca existiu e então poderiamos acreditar que esta linha do tempo alternativa deveria ter sido apagada e a original retornado ?
 
Ou será que a linha alternativa irá continuar ? Sabendo que o público tem estas dúvidas Kreisberg explicou para confirmar:

 

Kreisberg confirmou também que os atores Matt Letscher e Tom Cavanagh irá retornar para novos episódios, mas será que Wells será o “verdadeiro” ou será a versão do mal ? Viagem no tempo sempre levanta uma série de questões e certamente não fornece muitas respostas, ainda sim isto abre uma série de possibilidades interessantes para a segunda temporada de The Flash.

 
"Parte da diversão de The Flash é que quando você tem pessoas mexendo com física sci-fi, eles estão alterando o mundo de forma significativa. Nós estabelecemos no episódio final que toda a série é uma linha do tempo alternativa que foi criada a partir da “real”. Quando Wells acionou o acelerador ele criou os metahumanos e os resultados da singularidade também terão efeitos de longo prazo na série"

 

 

http://www.actionsecomics.com.br/2015/05/produtor-confirma-que-primeira.html#.VWMZDNJViko

 

EDIT:

 

O produtor ainda confirmou que Tom Cavanagh e Matt Letscher, ambos intérpretes do Flash Reverso, voltarão a aparecer na segunda temporada deThe Flash.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pode explicar melhor essa, Mozts?

 

Imagina que Jay Garrick foi viajar no tempo ou entre universos, nos moldes que Barry Allen fez, mas ele perdeu o bonde dos 1m52s, chegou atrasado e na hora de "sair", ele foi na saída que Barry Allen abriu e por isso a singularidade se manteve, pois ainda tem um velocista tentando sair de lá.

 

É só um pensamento pra entreter primo, nada de mais, nem sequer vejo isso como possibilidade :D

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boto fé

 

 

Imagino que a singularidade tenho sido resultado do desaparecimento do Eobard e tal. Nesse caso, acho que, durante a tal crise em 2024, tudo se conecte, com Jay Garrick lutando ao lado de Barry no futuro, às portas do buraco de minhoca. É quando Jay perde o chapéu, e Eobard usa esse momento como "deixa" para sua viagem, voltando (sem sucesso) ao futuro exatamente no instante desejado, que será revelado nas próximas temporadas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tive a impressão de que o pingente faz alusão a um relógio.

 

Acha que é algum easter egg? A princípio achei que fosse anel com T de Thawne, mas pode ser qualquer coisa...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acha que é algum easter egg?

 

É provável. Temos na DC o Matthew Ryder, o Tempus, personagem cujas histórias fazem muita referência a família, antepassados e intervenção no espaço-tempo.

 

*Antes que alguém pergunte, deixo claro que não estou sugerindo que o Eddie seja o Matt, não.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Contudo, todo esse episódio é uma demonstração de irresponsabilidade enorme do herói, seus companheiros e uma tremenda falta de raciocínio dos roteiristas. Ora bolas, salvar a própria mãe, mesmo que sucedendo, teria consequências imprevisíveis nos últimos 15 anos. E se por acaso Barry falhar, um buraco negro vai destruir o mundo. Irresponsabilidade e enorme narcisismo do nosso grupo de heróis que beira a imoralidade. Claro, no final eu posso fingir que está tudo bem, pois no último segundo Barry mudou de ideia, então tudo bem né? Só que não está tudo bem, os personagem não estavam nem aí pras consequências de suas ações...

 

 

 

 Pensando melhor nisso, o problema não era nem mudar a realidade. O episódio vendeu a ideia de que Barry ajudou tanta gente ao longo dos episódios, que agora ele deveria usar os poderes pra ajudar ele mesmo e superar o grande trauma de sua vida. Beleza, até ai tudo bem. Mas quando o Stein diz que um erro de calculo poderia gerar um buraco negro que destruiria não só a cidade, mas o planeta inteiro, o plano tinha que ser cancelado imediatamente. Arriscar tantas vidas em nome de uma só? Faltou um recurso de roteiro ai, talvez o Thwane ter armado algo que obrigasse a equipe a continuar com o plano, sei lá.

 

 

Na linha de comparações com Snyder, compara o Flash voltando ao passado com final de Man of Steel. Superman hesitou, mas foi altruísta e fez algo odiável para salvar o mundo matando Zod, ele fez o que era melhor pra todos, mesmo que seja algo detestável para sí mesmo. Barry acaba fazendo o contrário e volta no tempo para salvar a família Allen, mesmo sabendo do que pode acontecer com os outros.

 

 

 

  Faz sentido.

 

Voltando um pouco a fita, por que libertar Harrison Wells? Por que libertar esse psicopata assassino super-poderoso? Não precisavam dele pro Barry viajar no tempo, somente seu conhecimento, que ele entregou de mão beijada. Barry poderia ter ido e voltado do passado enquanto Thawne comia Big Belly Burger na sua cela. E por que Barry muda de ideia e quebra a máquina do tempo? Decisão um tanto, com perdão do trocadilho, um tanto acelerada, literalmente foi em menos de 2 minutos.

 

 

 Isso ai não vejo muito do que reclamar, MOZTS. Primeiro, por que tava implícito pra todo mudo que o Thawne só tava naquela cela por que queria. Se quisesse realmente escapar, ele escaparia. Segundo que tem aquele lance heroico de "cumprir a parte do trato".

 

Então primo, deveria ter escrito "ausência do Flash Reverso" ao invés de ausência do Dr. Wells. É que agente conheceu o personagem nesse pseudônimo de Wells, então ficou. Acho que essa é uma preucupação de todos nós, Thawne era melhor parte do seriado. E agora? Se ele não retornar, sentimos sua falta. Se ele retornar, o que vai mudar ? O retorno do verdadeiro Dr. Wells já não é tão interessante. Como disse o próprio ao sumir da existência paradoxalmente "Como você vai ficar sem mim?"

 

 

 

  Me perguntei a mesma coisa. O Flash Reverso era o principal motivo de eu assistir a série. E esse é um conceito básico em uma história de super herói. Tenha um bom vilão, e você já tem metade do caminho andado.

 

 Mas não gostaria de ver Thwane como vilão principal de novo na 2ª temporada. Acho que ele vai voltar uma hora ou outra (quero que volte) mas a 2ª temporada não pode ficar com cara de repeteco do arco central da temporada ser Flash vs Flash Reverso de novo.

 

 Quanto aos vilões do 1º time do Flash que não foram introduzidos ainda, tem o Kadabra (outro vilão do futuro) o Mestre dos Espelhos e o Pião, alem de Hunter Zolomon, que se tornou o 2º Flash Reverso. Grodd deve ganhar mais espaço e ficar mais inteligente, mas não o vejo aparecendo com frequÊncia, até por que ter o gorilão na tela joga o valor de produção lá em cima. Será que algum deles poderia substituir Eobard como vilão central da próxima temporada?

 

 Agora, vocês que acompanharam a série, foi feito alguma menção a mãe da Iris, esposa do Joe? Onde ela esta? Por que falaram que veremos mais velocistas. Acredito que Jay Garrick seja presença garantida, mas e Wally West? Será que poderíamos ter a presença de Wally (originalmente sobrinho da Iris) e que eventualmente ganha os mesmos poderes do Barry, e se torna o seu parceiro, assumindo a identidade do Kid Flash?

Share this post


Link to post
Share on other sites

falaram que veremos mais velocistas. Acredito que Jay Garrick seja presença garantida, mas e Wally West? Será que poderíamos ter a presença de Wally (originalmente sobrinho da Iris) e que eventualmente ganha os mesmos poderes do Barry, e se torna o seu parceiro, assumindo a identidade do Kid Flash?

 

Seria interessante termos Wally e também o Garrick, mas algo me diz que o Garrick chega antes, interpretado pelo Barry das antiga, ator que faz o pai do Barry "nesta" realidade.

 

EDIT:

eu gostaria de ver algo assim em breve:

http://screenrant.com/wp-content/uploads/Legends-of-Tomorrow-The-Flash-Jay-Garrick-Helmet.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

ACho que um vilão que pode ser interessante pra "vilão da semana" é o Penumbra. É um vilão um tanto "lá em cima", com super-poderes de manipular sombra e escuridão e coisa assim, meio exagerado, mas hey, depois de gorila telepata e arma de ouro, qualquer coisa pode encaixar.

 

Pra vilão de temporada, vejo o General Eiling assumindo essa papel. Ele tá tentnado colocar as mãos nos meta-humanos e isso cria oportunidade pra grande conflito com Flash e talvez até uma aliança temporária pra segurar aquele maniáco mais poderoso.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 O Eiling acho que não segura co o vilão da temporada. Até por que o lance de embate com o governo não é muito a cara das histórias do Flash, embora ele eventualmente faça isso. 

 

 O problema é que usaram a maior parte dos vilões da galeria clássica do herói já nesta temporada. Ficaram de fora mesmo só o Kadabra (outro viajante do tempo), o Mestre dos Espelhos e o Pião.

 

 Sabemos que vamos ter a Nevasca na próxima temporada (uqe deve ter um papel recorrente, com Barry tentando regenera-la de alguma forma)

 

 Mas e quanto a minha pergunta sobre o Wally West? Quem viu todos os episódios, foi feito alguma menção a mãe da Iris, para que ela pudesse ter um irmão ou irmã, que pudesse gerar um sobrinho para Iris, e assim Wally poderia entrar na trama?

Share this post


Link to post
Share on other sites

 O Eiling acho que não segura co o vilão da temporada. Até por que o lance de embate com o governo não é muito a cara das histórias do Flash, embora ele eventualmente faça isso. 

 

 O problema é que usaram a maior parte dos vilões da galeria clássica do herói já nesta temporada. Ficaram de fora mesmo só o Kadabra (outro viajante do tempo), o Mestre dos Espelhos e o Pião.

 

 Sabemos que vamos ter a Nevasca na próxima temporada (uqe deve ter um papel recorrente, com Barry tentando regenera-la de alguma forma)

 

 Mas e quanto a minha pergunta sobre o Wally West? Quem viu todos os episódios, foi feito alguma menção a mãe da Iris, para que ela pudesse ter um irmão ou irmã, que pudesse gerar um sobrinho para Iris, e assim Wally poderia entrar na trama?

 

 

Também não me recordo da mamae West, muito menos um irmão/irmã. Acho que nem tocaram no assunto.

 

Questão, pode acontecer com os vilões principais da galeria serem reintroduzidos como vindos de outro universo, aí entra o Cisco, que seria capaz de diferenciar entre as versões. Sou capaz de apostar que a Nevasca não será a "nossa" Caitlin Snow.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já comentaram tudo, essa cena dele com a mãe foi uma das cenas mais emocionantes de cortar que já vi, simplesmente o cara tinha a opção de salvar a mãe, agora uma coisa que envolve este tipo de historia de Flash é que pode-se criar varias linhas do tempo quando bem entender, e para a CW não foi tão ruim alguns efeitos especiais, lembrou um pouco Vingadores :D, gostei dos ultimos episodios, mas será que teremos tipo um reboot de tudo?

 

Conclusão que cheguei, é que é uma excelente série, fez muitas homenagens a aquela dos 90, já começando com o pai dele, o próprio protagonista daquela série, vimos nomes que passaram lá, até o Mark Hamill eterno Luke, sempre tive fascínio por viagens no tempo, o herói, as cores, vamos ver no que vai dar..., poderia falar muito mais, mas já falaram tudo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×