Jump to content
Forum Cinema em Cena
Questão

Liga da Justiça (2017) #2

Recommended Posts

Voltando a falar no filme da Liga: praticamente já foi derrubada por COCO da Pixar / Disney. COCO abriu a terça de pré exibição com 2.3 milhão , o que é acima das expectativas. Agora, a animação da Disney que tem 97% no Rotten, deve abrir o fim de semana com 55 a 60 milhões e os 5 dias de feriado de ação de graças com 77 milhões. Em ambas projeções, COCO derruba a Liga.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Segundo o ator Holt McCallany a cena inicial do Batman foi escrita por Jos Whedon e seria mais cômico porém o estúdio achou que não ficaria bom ter uma cena cômica logo no inicio editou a cena  

 

Joss Whedon escreveu cena de abertura com Batman em Liga da Justiça, revela ator

 

https://omelete.uol.com.br/filmes/noticia/liga-da-justica-joss-whedon-escreveu-cena-de-abertura-com-batman-revela-ator/?utm_source=Whatsapp

 

Por falar em Joss Whedon...

Essa veio do Twitter do Jurandir Filho do site Rapadura. 

 

“Tá rolando um rumor no mercado de fake news que Joss Whedon teve o contrato reincidido com Warner/DC. Por enquanto, só rumores, nada oficial.”

 

Rumor desmentido: Joss Whedon continua trabalhando em filme da Batgirl 

https://omelete.uol.com.br/filmes/noticia/batgirl-joss-whedon-continua-trabalhando-no-filme-garante-site/?utm_source=Whatsapp

Share this post


Link to post
Share on other sites

Rick News:

8 hours ago, Big One said:

Por falar em Joss Whedon...

Essa veio do Twitter do Jurandir Filho do site Rapadura. 

 

“Tá rolando um rumor no mercado de fake news que Joss Whedon teve o contrato reincidido com Warner/DC. Por enquanto, só rumores, nada oficial.”

Realidade News:

8 hours ago, Big One said:

 

hehehe

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 hours ago, Big One said:

Segundo o ator Holt McCallany a cena inicial do Batman foi escrita por Joss Whedon

Tenho paixão por essa parte do filme. Segue a fala do cabra pra facilitar:

Segundo o ator, o trecho foi rodado durante as refilmagens e foi escrito por Joss Whedon: "Minha cena com Batman foi pensada como uma cena cômica. Foi assim que Joss a escreveu e foi assim que a filmamos. Achei que ficou ótimo, mas o estúdio sentiu que seria um erro começar o filme com uma cena completamente cômica, então foi um pouco editada. Fiquei decepcionado, mas quando cheguei em Nova York encontrei uma garrafa do meu Champagne favorito com um recado de Joss que dizia: 'A batalhas perdidas. Obrigado, Joss'. Não posso dizer o quanto significou para mim ele ter escrito isso. Joss é um cara de classe. Mandei enquadrar o bilhete", explicou McCallany.

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hour ago, primo said:

Tenho paixão por essa parte do filme. Segue a fala do cabra pra facilitar:

Segundo o ator, o trecho foi rodado durante as refilmagens e foi escrito por Joss Whedon: "Minha cena com Batman foi pensada como uma cena cômica. Foi assim que Joss a escreveu e foi assim que a filmamos. Achei que ficou ótimo, mas o estúdio sentiu que seria um erro começar o filme com uma cena completamente cômica, então foi um pouco editada. Fiquei decepcionado, mas quando cheguei em Nova York encontrei uma garrafa do meu Champagne favorito com um recado de Joss que dizia: 'A batalhas perdidas. Obrigado, Joss'. Não posso dizer o quanto significou para mim ele ter escrito isso. Joss é um cara de classe. Mandei enquadrar o bilhete", explicou McCallany.

Whedon surpreendendo. "Todo mundo" cofcofrickcofcof colocando ele como fazedor de filmes leves-família-comédia e etc, mas ele me faz uma cena dessa.

Creio que o filme da Batgirl tá em boas mãos (se bobear, até o do Batman ele faria super bem).

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 minutes ago, Jailcante said:

Em minha defesa, na segunda vez que vi, acho que tava mais preocupado com o bigode do Superman, aí a trilha passou reto.

hehehe

Mas acho que a cena que eu lembro de ouvir foi numa hora que ele aparece pra socar o lobo do estepe.

Enfim. Aquela primeira cena do bigode é triste demais. COMEÇAR o filme com aquilo é pedir bullying.

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Versão Estendida" até pode ser (também queria).

Mas "Versão Snyder", hummmmm... Se aquilo que eu disse antes sobre o filme, procede, acho que essa versão não verá a luz do sol tão cedo. Mas se o Whedon entrou só pra colocar piadinhas no filme, e nada mais, talvez essa versão Snyder pode vir a acontecer algum dia (mas Warner deve lançar versão cinema primeiro, e só um tempo depois a Versão Snyder, pra lucrar mais nos Blu Ray, não creio que lançaria as duas juntas como rolou com BvS e ES).

Share this post


Link to post
Share on other sites

LIGA DA JUSTIÇA – DESCOBERTO MAIS UM EASTER-EGG DO FILME CLÁSSICO DO SUPERMAN!

 1h -  2 – Filme fez grandes homenagens ao Superman de Christopher Reeve!

ATENÇÃO: ALERTA DE SPOILERS!

Ministério Anti-Spoilers adverte: Se não quiser receber spoilers sobre esse assunto, não continue lendo

POR GUSTAVO FIAUX → Apesar das críticas e da fraca bilheteria mundial, Liga da Justiça veio para ser uma carta de amor aos fãs e à toda história da DC Comics até aqui. O filme conta com diversos easter-eggs em sua trama, com referências aos Lanternas Verdes, Darkseid e até mesmo aos Novos Deuses. 

Mas o que mais nos surpreende é a quantidade de referências a Superman, de 1978. Considerado o filme mais clássico do personagem, o longa foi protagonizado por Christopher Reeve, e rendeu uma franquia de quatro filmes. O novo longa de Zack Snyder fez uma série de homenagens à produção, com a trilha sonora que bebe elementos da trilha original e até mesmo a participação especial de Marc McClure, que havia interpretado Jimmy Olsen nos filmes originais.

Agora, outra referência foi descoberta, e diz respeito à última cena pós-créditos do filme:

Na cena, vemos o Exterminador tendo um encontro com Lex Luthor no iate privado do vilão. Diferente de seus trajes em Batman vs Superman: A Origem da Justiça, Luthor veste um terno formal, com gravata e paletó. E essas vestimentas são muito parecidas com as roupas usadas por Gene Hackman no longa de 78. Hackman também interpretou Lex Luthor, e é interessante notar como Snyder decidiu plantar easter-eggs em coisas mínimas, mas que têm grande significado para o mito do Superman. 

http://legiaodosherois.uol.com.br/2017/liga-da-justica-descoberto-mais-um-easter-egg-filme-classico-superman.html

Share this post


Link to post
Share on other sites

A Liga não ta com sorte, o filme fez 10 milhões na terça(abaixo de MM e BvS) e na quarta onde começa o feriado de ação de graças a liga repetiu com 10.5(o que é médio) porém COCO foi lançado e abriu com 13.6 já tomando o primeiro lugar da Liga. COCO vai fazer os 5 dias do feriado a mais que a Liga e também o fim de semana, Liga esta previsto para cair de 56 a 60% no próximo fim de semana em relação ao primeiro , é menos que BvS porém é beneficiada pelo feriado. Thor e Wonder ainda continuam tirando bastante bilheteria da Liga e agora tem COCO. Com esses resultados dificilmente a liga chega a pelo menos 700 milhões pois agora Star Wars esta na beira para ser lançado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Algumas análises do Melhores do Mundo:

1. A sistemática perda de confiança, filme a filme
0dcfilms.jpg?resize=618%2C218

Quando Homem de Aço saiu, foi relativamente bem recebido. Mesmo com críticas divididas, por assim dizer, o público aceitou bem essa nova interpretação do Homem de Aço. Então não é como se o público “civil” rejeitasse uma nova visão dos personagens ou o tom mais sombrio (que normalmente são as desculpas que a Warner e o Snyder davam para o porquê de BvS ter sido um fracasso de crítica). O estrondoso fim de semana de estreia de BvS é prova de que o público estava disposto a abraçar esta visão mais sombria dos personagens. O problema é que não basta ter uma boa ideia; é preciso saber executá-la bem.

O fato de BvS e Esquadrão Suicida serem (em termos de roteiro e edição) uma completa colcha de retalhos pode não ter ferido os filmes individualmente, mas feriram o universo que estavam tentando construir no médio prazo. E a confiança do público começou a ir embora. Não por causa da visão desse universo, não por causa do clima sombrio, não por causa da falta de piadas. Por causa da falta de qualidade do produto. Simples assim.

 

2. O cagado projeto conceitual/narrativo do universo
0superdeath.jpg?resize=618%2C618
A ideia, inicialmente, era simples, mas tão boa quanto qualquer outra: a partir de BvS, a Warner começaria a expandir seu universo, mostrando que outros personagens o co-habitam. Até aí, tudo bem. Mas o projeto do Snyder era um pouco estranho, pois definia que Superman continuaria sendo digno de desconfiança da população e que a única maneira das pessoas o verem diferente era ele morrer. Para piorar, a única justificativa que Snyder via para reunir a Liga da Justiça era que, com a morte do Superman, Batman decidiria que precisaria reunir “soldados” para alguma batalha que ele acha que vai acontecer por causa de um sonho que ele teve que talvez não seja um sonho e sim o Flash que voltou no tempo para avisar a ele que o Superman ia ficar do mal. Hein?

Não temos como saber com certeza como a versão completa do Snyder (sabemos que a versão que saiu pro cinema foi alterada em pelo menos um terço) seria, mas se levarmos em consideração algumas notícias, a ideia era que Superman ressuscitasse e ficasse mal durante quase todo (ou todo) o filme, voltando a ser bonzinho talvez apenas na parte 2 (lembram quando foi anunciado um Liga da Justiça – Parte 2? Bons tempos…). Então, teríamos o primeiro filme da liga da Justiça: a) sem o Superman como membro fundador e B) Com o Superman de INIMIGO da Liga. Um conceito realmente meio difícil de engolir (e o pior é que, se essa ideia surgisse mais adiante, lá pelo segundo ou terceiro filme da Liga, certamente a percepção seria muito diferente).

Além disso, o fato desse conceito necessitar que Superman morresse em BvS talvez tenha levado a outro problema…

 

3. Marketing amarrado

0jlposter.jpg?resize=195%2C300

Um filme que tem 5 personagens, mais o Superman. Só que o Superman está morto e dizer que ele vai aparecer no filme acaba sendo um spoiler. Ao mesmo tempo, a morte do Superman é algo que permeia todo o filme e é impossível não falar sobre isso na divulgação. Então, a única forma de divulgar o filme da Liga é SEM o Superman. Mais ou menos.

Ao mesmo tempo, é preciso dar alguma dica de que o Superman estará presente no filme, e insinuar que talvez ele retorne, afinal esse é um grande chamariz para o filme, especialmente para quem acompanhou BvS até o final e quer saber o que era aquela terra flutuando no caixão do Super. A solução: vender o filme apenas com Batman, Mulher Maravilha, Aquaman, Flash e Ciborgue, mas  colocar o Superman em um ou outro banner/pôster para cobrir terreno, além de mostrar o Superman só no último trailer – mas não é ele vivo de verdade; é apenas um sonho da Lois.

Some tudo isso ao fato de que o retorno do Superman não era, de fato, nenhum spoiler (até porque o próprio final de BvS deixa claro que ele vai retornar – o que, diga-se de passagem, mina todo o sacrifício que ele fez no filme), e temos uma comunicação esquizofrênica que não sabe se dá destaque para a equipe sem Super ou com Super, se dizem que ele vai aparecer ou não.

0jlcsuper.jpg?resize=300%2C159Existe um motivo pelo qual a publicidade usa o termo “identidade” para se referir a um conjunto coeso de materiais de propaganda dentro de um mesmo projeto conceitual. A divulgação do filme da liga até tinha identidade visual, mas faltava identidade e coesão conceitual, o que pode fazer o público ficar confuso – e público confuso é público perdido.

Eu poderia também incluir a mudança da identidade visual (especialmente as cores) do marketing conforme o tempo foi passando e o próprio filme, internamente, foi sendo alterado. Mas não acredito que isso tenha tido algum impacto negativo (Esquadrão Suicida sofreu o mesmo e isso não afetou sua bilheteria – e, se afetou, foi positivamente).

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse texto que o Cir-El postou tem uma
primeira parte muito boa, sobre minar a credibilidade junto ao público.

Interessante também o trecho no fim sobre unidade nas artes de divulgação.

20 minutes ago, Cir-El said:

Quando Homem de Aço saiu, foi relativamente bem recebido. Mesmo com críticas divididas, por assim dizer, o público aceitou bem essa nova interpretação do Homem de Aço. Então não é como se o público “civil” rejeitasse uma nova visão dos personagens ou o tom mais sombrio (que normalmente são as desculpas que a Warner e o Snyder davam para o porquê de BvS ter sido um fracasso de crítica). O estrondoso fim de semana de estreia de BvS é prova de que o público estava disposto a abraçar esta visão mais sombria dos personagens. O problema é que não basta ter uma boa ideia; é preciso saber executá-la bem.

O fato de BvS e Esquadrão Suicida serem (em termos de roteiro e edição) uma completa colcha de retalhos pode não ter ferido os filmes individualmente, mas feriram o universo que estavam tentando construir no médio prazo. E a confiança do público começou a ir embora. Não por causa da visão desse universo, não por causa do clima sombrio, não por causa da falta de piadas. Por causa da falta de qualidade do produto. Simples assim.

(...) 

Existe um motivo pelo qual a publicidade usa o termo “identidade” para se referir a um conjunto coeso de materiais de propaganda dentro de um mesmo projeto conceitual. A divulgação do filme da liga até tinha identidade visual, mas faltava identidade e coesão conceitual, o que pode fazer o público ficar confuso – e público confuso é público perdido.

Eu poderia também incluir a mudança da identidade visual (especialmente as cores) do marketing conforme o tempo foi passando e o próprio filme, internamente, foi sendo alterado. Mas não acredito que isso tenha tido algum impacto negativo (Esquadrão Suicida sofreu o mesmo e isso não afetou sua bilheteria – e, se afetou, foi positivamente).

Por aqui no fórum a
gente já cantava a pedra.

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 minutes ago, Gust84 said:

interno, ou da pressão de fora

Acho que foi uma junção (e um ligado ao outro), mas o ponto principal, acredito, 
é uma realidade: havia um problema na qualidade. 

Sim, isso pode ser relativo, mas o fato é que os questionamentos comprometeram a aceitação ao produto, e isso move as decisões da empresa.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Agora, vai começar um monte de sites tentando explicar o inexplicável e sempre protegendo a "marvelização" e atacando "o sombrio", o que vou mostrar abaixo não ter fundamento algum :

 

1. A sistemática perda de confiança, filme a filme

É MITO.

MOS fez boa bilheteria para um filme solo do super, ganhando de Superman Returns. BvS, E.S e MM repetiram boas bilheterias: se MOS ou BvS tivessem "minado a confiança do público", E.S já teria flopado pois foi um filme massacrado pela crítica e ainda foi banido na china, um prato cheio para a flopagem e mesmo assim fez 750 milhões. Depois disso, mulher maravilha fez 820 milhões e trouxe toda a confiança possível para o filme da Liga, tendo inclusive a mesma mulher maravilha de líder da equipe e aparecendo na frente em todos os cartazes.

2. O cagado projeto conceitual/narrativo do universo

É MITO.

Pois todo universo conceitual é cagado. Star wars, MCU(Marvel), Monstros da Universal, Mutantes da Fox, é tudo zuado de cabo a rabo e só funcionam na cabeça do fã daquilo. Na Marvel, fulano morre e volta logo em seguida sem qualquer explicação e ainda fazendo piada, o Thor é serio num filme e no outro é uma sátira, tecnologias somem e aparecem quando o roteiro precisa, vilões toscos realizam  verdadeiras mágicas para os filmes poderem funcionar, as séries de Tv "FINGEM" estar no mesmo universo do cinema. Star Wars ta todo remendado, o Darth vader era lento na trilogia clássica mas agora parece um dançarino de funk .

3. Marketing amarrado

É MITO.

Como vai liberar marketing para um filme que só tem 2 horas e teve mais de 1 hora cortada e não tem nenhuma cena de impacto a ser mostrada ? E vários filmes na historia tiveram "marketing amarrado" como os Batman do Nolan e passaram de 1 bilhão (sem 3d e sem imax 3d). Se tivesse pelo menos a versão do Snyder, mostrava um trailer com o Superman de roupa preta ou o Darkside pois isso iria aumentar o Hype e fazer o filme abrir com mais tipo foi o BvS.

-------------------------

Vou dizer porque a bilheteria da Liga está tão abaixo do esperado: isso aconteceu quando os produtores falaram claramente em "mudar o tom" do que foi feito em BvS e realmente mudaram. O público de MOS e BvS que fez a bilheteria de E.S e M.M se sentiu traído e não foi ver a Liga e quem desse público que viu BvS tipo 3/4 vezes viu a Liga uma vez. O filme da Liga foi formatado para o público da Marvel porém esse público não foi em massa pois a Liga não tem o selo da Marvel soando como falsificação. Uma vez que não tem nem um público e nem outro, o filme esta nessa draga onde pode dar até prejuízo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Filho de Zack Snyder critica Warner por se intrometer no filme

Longa está em cartaz no Brasil

Jett Elin, filho de Zack Snyder, usou a rede social Vero para criticar a postura da Warner Bros. com relação à Liga da Justiça. Confira (via Batman News):


"Gostei do filme, embora claramente não tenha sido o que poderia por causa da intromissão da Warner Brothers e da comédia forçada. Minha maior queixa é a duração do longa, que tem eventos que deveriam demorar mais do que um flash;$ mas ainda é definitivamente um filme divertido de se assistir e eu recomendaria."

Assim como Jett, muitos fãs criticaram a duração do longa. Juntos, eles criaram um abaixo-assinado exigindo o lançamento do corte inicial de Zack Snyder. Hoje, a petição já tem mais de 100 mil assinaturas.


artes conceituais:

liga-da-justica-arte-1.jpg

liga-da-justica-arte-2.jpg

liga-da-justica-arte-3.jpg

liga-da-justica-arte-4.jpg

liga-da-justica-arte-6.jpg

liga-da-justica-arte-7.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites
18 minutes ago, @rick said:

Agora, vai começar um monte de sites tentando explicar o inexplicável e sempre protegendo a "marvelização" e atacando "o sombrio", o que vou mostrar abaixo não ter fundamento algum :

Ninguém está fazendo isso aqui. Ninguém tá creditando "ao sombrio" o filme X ou Y prestar ou não, nem o texto que tu retrucou porcamente fez isso.

Então, vai atrás de quem realmente está fazendo isso e vá reclamar lá... Porque vir aqui reclamar de gente que a gente nem sabe quem é, e nem se importa em saber, não adianta nada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
59 minutes ago, primo said:

Acho que foi uma junção (e um ligado ao outro), mas o ponto principal, acredito, 
é uma realidade: havia um problema na qualidade. 

Sim, isso pode ser relativo, mas o fato é que os questionamentos comprometeram a aceitação ao produto, e isso move as decisões da empresa.

 

Pois é. Com certeza, o problema veio depois dos executivos verem versão Snyder do filme, e aí veio todos questionamentos...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Filme misto.

Os negativos mais óbvios já foram mencionados bastante. Vilão, bigode, CGI... Além disso,  achei bastante picotado, em particular no começo. O filme tem umas 5 "aberturas".

A dinâmica dos personagens funciona muito bem. Dá pra ver clara influência do Joss Whedon e da para sentir muita ligação entre eles, em especial Batman e Wonder Woman. Eles são os protagonistas do filme e os outros são suporte. Digo isso no positivo, pois esses dois são as coisas já testadas do DCU e servem bem de ponto de partida para gente. Cyborg é que achei ficou um pouco mal servido, as vezes cabe a ele fazer toda exposição. Se o filme falha em várias coisas, pelo menos acerta no elenco e seus personagens. Tem polpa aí para fazer um grande filme solo de Cyborg, Flash e Aquaman.

Gostei de como usaram os poderes, a equipe parece trabalha junta de forma mais coesa que o primeiro Avengers, suspeito ser influência do Joss Whedon, direta ou por influência, pois acho que isso foi algo que ele tentou fazer no Avengers 2.

Agente tem que aceitar que o filme é meio que um retcon, do Superman e da Wonder Woman. Tonalmente também não tem nada a ver com BvS ou MoS (o que é okay).

Achei um tanto cansativo. O passo quebra, falta conexão entre as cenas, a ação não cativa, set-pieces desinteressantes, nada particularmente bem filmado ou editado, saturação de CGI na nossa cara...

A trilha, apesar dos temas reutilizados, preguiçosa e dispensa menção. 

Não sei se vejo de novo. Ao meu ver tem a nota merecida no RT.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×