Jump to content
Forum Cinema em Cena
Questão

Liga da Justiça (2017) #2

Recommended Posts

 ESPECTRO, por um lado os seus argumentos que uma trama baseada em O TRONO DE ATLÂNTIDA seria mais adequada em um 2º filme são bem sólidos, e gostei da sua ideia das pontes narrativas que ligariam o filme solo do Aquaman a um segundo filme da Liga, mas permita-me lançar um contra argumento. Se usassem O TRONO DE ATLÂNTIDA como base para o 1º filme, a desconfiança que existiria na figura do Aquaman não poderia ser um fator divisor dentro da Liga que tornaria positivamente mais árdua a tarefa dos heróis de aprenderem a trabalhar como equipe, já que alguns deles confiariam no Aquaman e outros não, assim como cada herói teria visões diferentes sobre como lidar com a crise entre Atlântida e o Povo da Superfície?

 

 Também não poderia ser benéfico para o próprio filme solo do Aquaman, já que além do personagem ir com moral pra caramba pro seu fime solo (e acredito que ele seja o que mais precisa disso)? Além disso, Arthur teria ainda mais dificuldade em conquistar a confiança de seu povo, já que teria ficado "a favor do Povo da Superfície", noa crise vista no filme da Liga?

 

Ah, limpei a minha caixa de entrada ESPECTRO, por isso não conseguia receber sua MP

 

 

  PRIMO, quais elementos que chamaram mais a sua atenção nesta história? Sei que você disse todos :D , mas quais são aqueles que mais se destacam?

Share this post


Link to post
Share on other sites


-O navio baleeiro no século XIX e o encontro dos irmãos na carcaça submersa

-A Marinha disparando os misseis acidentalmente no mar

-O tsunami e o atlante salvando Lois

-Arthur como um dos autores do plano de guerra e, depois, protegendo o irmão contra a Trindade, e a imprensa polemizando em tempo real

-Batman com fama até entre os atlantes :D

-Cyborg sacrificando o pulmão

-Batman de olho na vida pessoal dos membros (desde que haja relação com algum perigo para a Liga, claro).

-Amanda Waller!

 


Share this post


Link to post
Share on other sites

Curioso, essas revistas são novas?, engraçado que são os herois que sempre são mencionados para filmes, deve ter alguma ligação, Batman, Super, Aquaman, Cyborgue não serão a turma que estará presente no filme do Batman vs Superman?, acho que já foi um planejamento da DC, ainda teremos o filme do Shazam que anda rolando por ai, interessante.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 São de 2012, ANGELLUS. Basicamente, os heróis que estão sendo ventilados para integrar a Liga da Justiça no cinema são aqueles que vem integrando a equipe nos quadrinhos mais recentes. Uma estratégia básica da DC/Warner tanto de entregar aos fãs de quadrinhos mais recentes aquilo o que vem acompanhando nos últimos anos, como também uma forma da DC já deixar o terreno preparado para possíveis novos fãs que decidam acompanhar as Hqs após o filme.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Era o que imaginava, valeu Questão pela resposta

 

Particularmente acho que o Shazam parece ter os mesmo poderes que o Super, trocaria pela presença do novo Lanterna que dizem que será negro e que será encarnado pelo ator de Velozes e Furiosos, qualquer ator que não seja o Reynolds tá bom demais, acho que dos heróis fundadores, o Caçador de Marte, simplesmente ficou de fora e nem ouvimos falar dele nas news, Mulher Gavião?, acho que quando o filme BvsS estrear, já vamos ter uma ideia do que veremos no filme da Liga e os heróis que podem fazer parte, mas pelo jeito, esta adaptação já mostrado nestes quadrinhos, será a mesma introduzida nos filmes pelo jeito.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu não consegui entender direito os argumentos de cada um ali em cima. Li e reli, mas estou com dúvidas. Seria pedir muito um resumo? hehe Tem hora que entendo o ponto, mas não percebo se está a favor ou contra, o benefício real etc.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Bom, tentarei resumir aqui por que eu acho que seria interessante termos O TRONO DE ATLÂNTIDA como base para o primeiro filme  Um dos conceitos que acreditam que deva formar LIGA DA JUSTIÇA é que os heróis terão que aprender a trabalhar em conjunto, botando as suas diferenças de lado diante de uma ameaça maior. No caso da invasão atlante, é um tema bem espinhoso, pois como o Aquaman diz na história, estão lidando com uma nação respondendo a um ato de agressão, e não a uma invasão gratuita ou um super vilão qualquer.

 

 Claro que mesmo nas eventuais sequências, teremos os heróis discordando. Mas colocar esse tema espinhoso logo de cara, quando os heróis ainda estão tentando se entender e se aceitar como equipe, seria uma dificuldade positiva ao meu ver para a formação da Liga Da Justiça, já que cada um dos heróis teria uma opinião diferente sobre como lidar com a crise, e mesmo a dúvida se devem ou não confiar no Aquaman para ajuda-los a resolver o problema.

 

  Falando em Aquaman, acho que seria interessante dar a ele este papel de destaque no 1º filme, já que dos heróis que provavelmente formaram a equipe, ele talvez seja aquele que mais precisa de "Moral". Claro que isso tem que ser feito sem que o filme vire Aquaman e Liga da Justiça, mas acho plenamente possível dar esse plus que o personagem necessita, sem tirar o foco da equipe, que é a estrela do filme.

 

 Por fim, acho que isso poderia ser positivo para o próprio futuro do Aquaman no cinema, já que em seu já anunciado filme solo, veríamos o povo de Atlântida dividido em relação ao seu novo rei e sua postura diante da crise com a superfície vista em LIGA DA JUSTIÇA.

 

 Por outro lado, acho que todos os argumentos que o ESPECTRO usou são igualmente válidos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Acho pouco provável, já que ele será o vilão de SHAZAM e a transformação de seu personagem geralmente é uma consequência da transformação do Billy Batson em Shazam. A não ser que o filme do Capitão Marvel não seja uma história de origem, mas acho que vai, até por que já adiantaram que o Capitão Marvel não estará em LIGA DA JUSTIÇA. Em resumo, não apostaria em The Rock neste filme.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Acho pouco provável, já que ele será o vilão de SHAZAM e a transformação de seu personagem geralmente é uma consequência da transformação do Billy Batson em Shazam. A não ser que o filme do Capitão Marvel não seja uma história de origem, mas acho que vai, até por que já adiantaram que o Capitão Marvel não estará em LIGA DA JUSTIÇA. Em resumo, não apostaria em The Rock neste filme.

 

 

To no mesmo campo que questão nessa. Até prefiro que ele fique de fora. The Rock é uma força da natureza de carisma, coloca-lo ao lado de Gadot, Affleck e Cavil vai roubar a cena toda hora :P

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Bom, tentarei resumir aqui por que eu acho que seria interessante termos O TRONO DE ATLÂNTIDA como base para o primeiro filme  Um dos conceitos que acreditam que deva formar LIGA DA JUSTIÇA é que os heróis terão que aprender a trabalhar em conjunto, botando as suas diferenças de lado diante de uma ameaça maior. No caso da invasão atlante, é um tema bem espinhoso, pois como o Aquaman diz na história, estão lidando com uma nação respondendo a um ato de agressão, e não a uma invasão gratuita ou um super vilão qualquer.

 

 Claro que mesmo nas eventuais sequências, teremos os heróis discordando. Mas colocar esse tema espinhoso logo de cara, quando os heróis ainda estão tentando se entender e se aceitar como equipe, seria uma dificuldade positiva ao meu ver para a formação da Liga Da Justiça, já que cada um dos heróis teria uma opinião diferente sobre como lidar com a crise, e mesmo a dúvida se devem ou não confiar no Aquaman para ajuda-los a resolver o problema.

 

  Falando em Aquaman, acho que seria interessante dar a ele este papel de destaque no 1º filme, já que dos heróis que provavelmente formaram a equipe, ele talvez seja aquele que mais precisa de "Moral". Claro que isso tem que ser feito sem que o filme vire Aquaman e Liga da Justiça, mas acho plenamente possível dar esse plus que o personagem necessita, sem tirar o foco da equipe, que é a estrela do filme.

 

 Por fim, acho que isso poderia ser positivo para o próprio futuro do Aquaman no cinema, já que em seu já anunciado filme solo, veríamos o povo de Atlântida dividido em relação ao seu novo rei e sua postura diante da crise com a superfície vista em LIGA DA JUSTIÇA.

 

 Por outro lado, acho que todos os argumentos que o ESPECTRO usou são igualmente válidos.

 

É um plot muito interessante e pode gerar realmente conflitos bem vindos para serem trabalhados pelos integrantes da Liga até a aceitação. Porém, penso aqui se o conflito não teria ainda mais potencial em um cenário onde Orin já tenha atuado ao lado da Liga da Justiça em alguma aventura épica, neste caso, um filme anterior de equipe. Nesse caso, o questionamento da Liga, a desconfiança do povo atlante e o conflito interno do rei parecem ter carga dramática maior, o que acha, Questão?

Share this post


Link to post
Share on other sites

É um plot muito interessante e pode gerar realmente conflitos bem vindos para serem trabalhados pelos integrantes da Liga até a aceitação. Porém, penso aqui se o conflito não teria ainda mais potencial em um cenário onde Orin já tenha atuado ao lado da Liga da Justiça em alguma aventura épica, neste caso, um filme anterior de equipe. Nesse caso, o questionamento da Liga, a desconfiança do povo atlante e o conflito interno do rei parecem ter carga dramática maior, o que acha, Questão?

 

  São cenários diferentes, PRIMO e ambos parecem ter potenciail. Mas você não acha que caso O TRONO DE ATLÂNTIDA fosse a primeira aventura a reunir a Liga, a desconfiança e desconforto dos membros da Liga em trabalhar com Arthur seriam maiores justamente pelo fato de eles não terem lutado a seu lado antes, potencializando assim a desconfiança contra o atlante, já que ele faz parte do "povo agressor"? Assim, enquanto alguns membros confiariam nas boas intenções de Orin, outros desconfiariam dele, gerando assim o conflito que dificultaria a necessidade dos heróis de trabalhar em conjunto.

 

  Acredito que talvez se já houvesse laço de confiança entre os heróis de uma aventura anterior da Liga, esse fator desconfiança poderia ser enfraquecido.

Share this post


Link to post
Share on other sites

ambos parecem ter potenciail. Mas você não acha que caso O TRONO DE ATLÂNTIDA fosse a primeira aventura a reunir a Liga, a desconfiança e desconforto dos membros da Liga em trabalhar com Arthur seriam maiores justamente pelo fato de eles não terem lutado a seu lado antes, potencializando assim a desconfiança contra o atlante, já que ele faz parte do "povo agressor"?

 

Os dois plots têm potencial, sim. Porém, eu enxergo mais "camadas" dramáticas em uma desconfiança que parte de uma relação pré-estabelecida, mesmo que em fase embrionária. Acho menos preto e branco, mais cinza, principalmente se a relação entre os membros da Liga no primeiro filme não for aquela cheia de "sorrisos no fim". Neste caso, uma desconfiança do tipo "Ele atuou do nosso lado, mas nunca o vi com bons olhos". Desconfiar de quem não conhecemos é mais fácil.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 eu enxergo mais "camadas" dramáticas em uma desconfiança que parte de uma relação pré-estabelecida, mesmo que em fase embrionária. Acho menos preto e branco, mais cinza, principalmente se a relação entre os membros da Liga no primeiro filme não for aquela cheia de "sorrisos no fim". Neste caso, uma desconfiança do tipo "Ele atuou do nosso lado, mas nunca o vi com bons olhos". Desconfiar de quem não conhecemos é mais fácil.

 

 

  Olhando por esse aspecto, sabe que chego a conclusão de que você e o ESPECTRO tem razão, PRIMO?

 

  

   Bem, gostaria de propor um exercício diferente agora. Como todos sabem, a beleza do subgênero dos super heróis é que se pode botar os mesmos personagens nos mais variados subgêneros em diferentes aventuras. A Liga da Justiça é um grande exemplo. Gostaria então de analisar não uma trama específica, mas conceitos de ameaça recorrente nas histórias da Liga, pra ver como elas se encaixariam no cinema, tendo em vista o material base que a equipe tem para essas histórias, personagens que se encaixam nisso, e como a essência desses plots é vista no cinema atual, dentro e fora do subgênero dos super heróis.

 

  Acho que não poderíamos começar com outro subgênero que não fosse o da "Invasão Alienígena". O ataque de raças espacias hostis ao nosso planeta  foi em todas as versões da origem da equipe o motivo que levou a criação da Liga da Justiça pra começar. Em primeira instância, seria o caminho natural para a primeira aventura da Liga nos cinemas. Mas antes mesmo de falarmos de vilões e tramas que se encaixam nesse plot, existem certos poréns. A comparação com OS VINGADORES da Marvel, cujo climax gira em torno de uma invasão alienígena aumentariam. O próprio MOS já apresentou Superman contendo um ataque kriptoniano a Terra, o que me leva a perguntar se o conceito não ficaria desgastado rápido demais dentro do próprio UDC cinematográfico, sem que seja preciso qualquer comparação com a concorrência.

 

  Por outro lado, defendo que sempre existe uma maneira diferente de "contar a mesma história". Ainda não vimos dentro do subgênero uma invasão alienígena por infiltração, por exemplo.  Nesse sentido, uma trama envolvendo os Marcianos Brancos por exemplo, fazendo uma invasão silenciosa, infiltrando-se nos altos escalões das mais poderosas instituições, substituindo humanos por marcianos disfarçados poderia ser interessante, em uma trama que em sua maior parte estaria mais para VAMPIROS DE ALMAS do que para GUERRA DOS MUNDOS.

 

  770398-white_martian.jpg

 

 

 

  O favorito da grande maioria dos fãs para assumir o papel de antagonista dos filmes tem sido Darkseid, embora alguns rumores tem colocado Brainiac como o vilão da trama.

 

 Bom, os dois são excelentes vilões e adversários clássicos da Liga. Mas é aquilo, não só a DC teria que encontrar uma nova forma de trabalhar o conceito de super heróis combatendo uma invasão alienígena, como também lidar diretamente com contrapartes apresentadas recentemente pela Marvel, no caso Ultron e Thanos. Eu acho que o caso de Darkseid e Thanos é mais grave, pois a unica semelhança entre Ultron e Brainiac é que os dois são "robôs do mal", do resto são bem diferentes. Até por que Brainiac tem muitos elementos orgânicos em sua composição, coisa que Ultron não tem.

 

 Caso optem por Darkseid, uma boa pedida seria adaptar a saga CRISE FINAL, que também da uma visão levemente diferenciada para o conceito da invasão alienígena, já que não há um ataque agressivo e frontal como os vistos em OS VINGADORES e MOS, mas sim 2/3 da humanidade sofre lavagem cerebral através da Equação Anti Vida transmitida por todos os meios de comunicação. Assim, Apokolips usa a própria população da Terra para erradicar os poucos focos de resistência que sobram.

 

 Existem outros vilões que se encaixam na premissa de invasão alienígena, como Despero, os Dominions e Starro: O Conquistador

 

Então, eis as questões

 

 1) O que acham do tema "Invasão Alienígena" no primeiro filme da Liga?

 

 2) Quais seriam os personagens mais adequados para assumir o papel de vilão nesse caso?

 

 3) Algum comentário sobre qual deve ser o tipo de abordagem para a Invasão Alíenigena

 

 Essa ultima é opcional :D

 

 4) Alguém lembra de algum arco específico sobre o tema que poderia servir de base para o primeiro filme?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não lembro de algo específico de outras mídias, Questão. Como vc sabe, sou contra o uso do plot invasão alien como principal em um primeiro filme, pelos motivos que já citei. Entretanto, sou a favor dos marcianos brancos ou algo que o valha serem introduzidos no primeiro filme para exploração na sequência. O primeiro filme plantaria a semente, para eclodir depois.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Por conta dos Vingadores mesmo.

Na época, comentei que a forma como a história seria contada pode acabar contando pouco dentro do universo específico de comparações entre plots. Eu citava minhas preferências pela busca de algo que soasse mais "original" (entre aspas pela relatividade do termo neste nosso caso) até mesmo em pontos mais básicos, o que não impediria uso futuro. A "forma" diferente é percebida majoritariamente por quem assiste à obra. Meu receio é voltado para o pré-lançamento, período em que a divulgação do plot de embate grupo de heróis x invasão alien pode acabar contabilizando burburinho negativo desnecessário e creio, facilmente evitado a partir da escolha de outro plot.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 PRIMO, certa vez o SLASH lanlou essa bola aqui e agora relanço outra vez, até que ponto é válido a DC tem que ter medo de repetir os "plots básicos" da Marvel? Por que se for assim, não tá sobrando muito tema pra DC explorar não. Ai entramos naquela nossa velha briga do "O que" versus o "Como".

 

  A DC já tá seguindo um caminho diferente ao da Marvel sobre o "Momento de junção". Enquanto a Marvel compartimentou as suas franquias, pra depois estabelecer a ligação definitiva em OS VINGADORES, a DC preferiu fazer o caminho oposto, dispensando o processo de compartimentação, já que BVS surge como uma sequência direta de MOS, e LIGA DA JUSTIÇA por sua vez vira como uma sequência direta de BVS.

 

 Mesmo assim, sabemos que apesar destas precauções da DC/Warner (que pode inclusive vir a se voltar contra ela) publico e crítica inevitavelmente vão comparar LIGA DA JUSTIÇA com VINGADORES e sua sequência que então já terá sido lançada. É inevitável, não importa o que a DC use de plot. Então, defendo aqui, que as vezes a melhor forma de lidar com a comparação inevitável, não é tentar fugir dela, e sim correr diretamente de encontro a ela.

 

  Não acho que seja regra, mas não existiu versão da Liga da Justiça que tenha sido reunida por outro motivo que não a boa e velha invasão alienígena. Por que então não dar esse aceno para os fãs, da mesma forma que a Marvel fez ao colocar Loki, primeiro vilão que enfrentou a equipe da Marvel nas histórias de Stan Lee como adversário do grupo? Afinal, mesmo se valendo de dois dos mesmos elementos, reunião de super heróis e invasão alienígena, pode render dois filmes completamente diferentes, algo que poderia inclusive ser percebido no pré lançamento, se os realizadores tiverem habilidade para tal.

 

  Então, mais uma vez, o como pode ser percebido até mesmo na campanha de pré lançamento. O burburinho negativo que você teme PRIMO que é "Ah, a Warner/DC copiou a Marvel" já vai existir. As pessoas que tiverem esse burburinho na cabeça vão ter isso em mente com ou sem invasão alienígena. Então que a DC abrace a "semelhança" e transforme ela em diferença.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não acho que seja regra, mas não existiu versão da Liga da Justiça que tenha sido reunida por outro motivo que não a boa e velha invasão alienígena. 

 

Você mesmo postou vários plots interessantes aqui nesses últimos anos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Você mesmo postou vários plots interessantes aqui nesses últimos anos.

 

 

  Estava me referindo a origem da equipe nos quadrinhos e outras mídias, PRIMO. O plot que reúne a Liga pela primeira vez sempre foi a invasão alienígena, sem exceção até agora. Isso significa que o filme obrigatoriamente tem que carregar o plot da invasão alienígena? Claro que não. Mas o fato de uma invasão alienígena ter sido usada em OS VINGADORES por si só não me parece justificativa o suficiente para que ele não seja utilizado em LIGA DA JUSTIÇA, pois como eu disse antes, você pode usar o plot da invasão alienígena e gerar um produto totalmente diferente, algo que inclusive poderia ser sentido no pré lançamento durante a divulgação.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Deixando claro que todos os filmes, com repetição de plot ou não, podem ser igualmente ótimos. Não é isso que está em debate aqui (não que você tenha dito o contrário).

 

Voltando:

Não vejo motivo suficiente para SER invasão alienígena no primeiro filme da Liga. Não vejo vantagem.

 

E vejo desvantagem: 

por mais que a diferença do plot do filme seja explorada pela divulgação, ainda será a estréia do grupo de heróis lutando contra invasão alien, repetição desnecessária com potencial maculador, ainda que se torne brando com o esforço do roteiro e da divulgação. E desnecessária por qual motivo? Pela total disposição de outros plots. Pelo que vimos nas suas ótimas postagens sobre histórias diversas da Liga, as alternativas estão aí. Defenestremos, pois, os potenciais maculadores!  :D Não está na hora disso. 

 

Temos, portanto, nessa pauta, dois cenários principais:

 

1) Um filme de ótima qualidade nível X, com ótima recepção de público em relação à EXPERIÊNCIA fílmica e plot baseado em invasão alien.

2) Um filme de ótima qualidade nível X, com ótima recepção de público em relação à EXPERIÊNCIA fílmica e plot baseado em algo que não seja invasão alien.

 

Escolho a opção 2, exatamente por enxergar nessa motivação de plot (invasão alien) uma repetição TOTALMENTE descartável para um primeiro filme. 

 

Se a recepção do público em relação à EXPERIÊNCIA fílmica for idêntica nas opções 1 e 2, a pauta automaticamente passa a ser outra. Neste caso, o respaldo do estúdio e do universo compartilhado, como um grupo que entrega obras criativas de modo mais amplo, que se preocupa em entregar algo a mais do que aquilo já visto. A criatividade está aí para fazer diferente algo já visto, sim. Mas qual seria o motivo de não entregar algo "novo" também na motivação para reunião de um grupo de heróis? É um ponto a mais.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×