Jump to content
Forum Cinema em Cena
Questão

Liga da Justiça (2017) #2

Recommended Posts

 Porra, a referência que o GUST tem da Liga da Justiça é de uma das fases mais furrecas da equipe :(  Vai entender.

 

  Mas caso o filme siga este formato "Space Opera" que estamos abordando aqui, quem seria o vilão mais adequado?

 

 Darkseid?

 

 2341282-darkseid.jpg

 

 

  Com Darkseid, a mitologia envolvendo os Novos Deuses poderia ser introduzida, mostrando o rico universo da eterna guerra entre Apokolips e Nova Genese. Claro que existe o pequeno problema da semelhança de Darkseid do vilão com um certo Thanos que andam falando por ai.

 

 

 Brainiac?

 

 Mongul?

 

 Mongul_I_01.jpg

 

 

 

  Mongul poderia ser interessante, talvez colocando os heróis para lutar em sua arena de gladiares no Planeta Arena, ou mostrando a Liga e a Tropa lidando com a mais poderosa arma do vilão, a enorme maquina de destruição conhecida como o Mundo Bélico, que poderia render uma bela homenagem ao climax de STAR WARS: UMA NOVA ESPERANÇA

 

 

 Talvez Despero?

 

 Despero_DCAU_01.jpg

 

 

   O telepata que controla uma seita fanática que tenta espalhar a sua "palavra" pelo universo poderia vir a ser um adversário interessante também.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu tenderia pro Darkseid ou Brainiac, mas não tenho problema com nenhum dos citados, só tomarmos cuidado com o Despero pra não dar uma de "gavião arqueiro" com alguém da Liga como fizeram no Avengers. 

 

Darkseid eu gosto bastante, já postei aqui minhas impressões do personagem, mas acho que ele funciona melhor como marionetista manipulando as cordas até uma sequencia onde ele de fato aparece pra briga, a lá Thanos da Marvel.

 

O combo Brainiac+Luthor foi usado no animado da JL Unlimited e eu gostei bastante, apesar de desaprovar do design do personagem.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Mongul poderia ser interessante, talvez colocando os heróis para lutar em sua arena de gladiares no Planeta Arena, ou mostrando a Liga e a Tropa lidando com a mais poderosa arma do vilão, a enorme maquina de destruição conhecida como o Mundo Bélico, que poderia render uma bela homenagem ao climax de STAR WARS: UMA NOVA ESPERANÇA

 

EDIT:

 

Pensei aqui num plot complementar, pessoal. Não veríamos alienígenas invadindo a Terra. Ok, de certa forma, veríamos, mas não em "larga escala" heheh

Veríamos, no fim do filme, peças da estrutura do Mundo Bélico chegando à Terra controladas remotamente, após a batalha principal em Thanagar.

 

Seria assim:

 

Mongul está em ataque a Thanagar.

 

O procedimento dele é sempre o mesmo: uma vez escolhido o próximo planeta a receber uma filial do Mundo Bélico, a estrutura chegaria em partes, por conta de alguma restrição de transporte. O limite pode ser, por exemplo, a capacidade de teletransporte de cada tubo de explosão (uma adaptação, portanto, nas regras de teletransporte usadas nos quadrinhos).

 

Com Thanagar sob ameaça, Abin Sur pediria ajuda ao Superman, que reúne a Liga para enfrentar Mongul e seus aliados.

 

Podemos apenas ver um dos contatos entre Superman e os demais: ele aparece de surpresa em Gotham e ajuda Batman a capturar Magpie, uma homenagem à versão Byrne do primeiro encontro dos "Melhores do Mundo".

 

No meio do filme, temos a maior cena de ação do filme, com a Liga enfrentando Mongul e seus aliados em Thanagar.

 

Com o fim da batalha, Thanagar sofre muitos danos com as peças estruturais do Mundo Bélico, obrigando seu povo a vagar pelo espaço em busca do planeta Rann, antigo aliado de seus antepassados.

 

Depois de perder a batalha por Thanagar e ter seus aliados aprisionados, Mongul procura vingança e redireciona as peças para a Terra. A população, assustada, começa a ver grandes tubos de explosão se abrindo. A Liga está presa em Thanagar, com Superman debilitado por conta do longo período longe do sol amarelo. Órion consegue render um dos porteiros de Mongul, e os heróis podem então voltar para o último embate contra Mongul, no Ártico. Convencido por Shayera Hol, o general de Thanagar vai ao encontro de Órion e consegue chegar à Terra a tempo de capturar, no México, os últimos aliados de Mongul, em retribuição ao apoio da Liga.

Share this post


Link to post
Share on other sites

  Tem algumas coisas que eu não entendi na sua proposta, PRIMO. Outra estou pedindo revisão mesmo :D

 

 Não acho que Abin Sur viria a Terra pedir a ajuda do Superman, a não ser que o kriptoniano estivesse estritamente ligado a ameaça, o que não parece ser o caso. Também não sei se seria interessante a Liga da Justiça se reunir pela primeira vez para enfrentar uma ameaça que pelo que pude entender, não ameaça a Terra de forma alguma. Inclusive, pelo que entendi, a Liga acaba trazendo o perigo ao nosso planeta no fim das contas, o que não acho que seja uma boa ideia no contexto de um primeiro filme.

 

  Também não entendi de onde surgiu o Orion nesta história, já que Orion é um dos defensores de Nova Genese, sem ligação com Thanagar ou com a Tropa dos Lanternas Verde. Não saquei a presença dele nesta premissa.

 

  Mas saindo um pouco do assunto alienígena, gostaria de discutir um pouco uma outra situação recorrente dentro das histórias da Liga, que flerta levemente com os chamados Filmes de Guerra. Mais de uma vez, já vimos a equipe tentando evitar conflitos da nossa civilização com as diversas civilizações secretas que povoam o Universo DC. Geralmente, a maior dramaticidade destas tramas é que nenhum dos lados do conflito é maligno, como ocorre no caso das invasões interplanetárias, por exemplo.

 

  Recentemente discutimos aqui o arco dos quadrinhos O TRONO DE ATLÂNTIDA, onde a Liga da Justiça deve lidar com uma guerra anunciada entre Atlântida e a superfície, botando especialmente o Aquaman em uma sinuca de bico. A série animada também tratou o mesmo tema no episódio INIMIGO SUBMARINO. Diferente da história das HQs, a animação mostra um Aquaman que ainda não se uniu a Liga, um herói bem mais desconfiado do povo a superfície, mas que acaba tendo que se unir aos outros heróis, não só pra salvar a superfície, mas pra recuperar o seu trono, que havia sido usurpado por seu irmão.

 

 Aquaman não foi o único membro terráqueo da Liga a ver o seu povo se voltar contra o mundo. Em O ATAQUE DAS AMAZONAS, a Rainha Hipolita, influenciada pela Feiticeira Circe declara guerra ao mundo do patriarcado, com direito há um sangrento ataque a capital americana, que não poupa nem as crianças. Assim, temos a Liga tentando impedir as Amazonas de massacrar pessoas, ou que as amazonas sejam massacradas pelo poderio americano, isso enquanto a lealdade da Mulher Maravilha é testada nos dois lados do conflito.

 

 De volta a icônica série animada, o episódio O BRAVO E O CORAJOSO, viu o vilão Grodd tentando iniciar uma guerra entre os humanos e os super gorilas de Gorilla City. No episódio RAPINA E COLUMBA temos uma situação ainda mais delicada, quando Ares, o Deus da Guerra manipula uma guerra civil no fictício país da Kaznia (que apesar de fictícia, não é uma nação fantástica como as citadas anteriormente) que poderia facilmente espalhar-se por toda a Europa até evoluir para a 3ª Guerra Mundial.

 

  Eu acho que o motivo que reúna a Liga seja evitar uma guerra entre duas civilizações (ambas terráqueas, que fique claro) conflito este que seria manipulado por outro vilão poderia render um ótimo filme. Pessoalmente, gostaria de ver um filme baseado em INIMIGO SUBMARINO. A própria revelação de Atlântida ao mundo, com Aquaman indo até a ONU fazer exigências para melhorar as condições ambientais já deixaria os outros heróis de butuca. Então, quando o rei dos mares sofre um atentado na superfície, seguido pelo golpe de estado de Orm, seria o start definitivo para a formação da Liga.

 

  Mas conflitos com as amazonas, os super gorilas de Gorilla City, ou mesmo outras civilizações ocultas do Universo DC, como o país subterrâneo de Skartaris seriam muito bem vindos.

 

 Então, o que acham de um filme da Liga dentro do gênero guerra (que ironicamente mostra a equipe tentando evitar uma)?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não acho que Abin Sur viria a Terra (...) pelo que pude entender, não ameaça a Terra. (...) 

onde surgiu o Orion

 

Quero exatamente a contribuição dos colegas, com propostas para aparar as arestas etc.

 

A partir dos seus questionamentos, pensei agora no seguinte: Abin Sur, responsável pelo setor da qual a Terra faz parte, traz ao Superman a informação de que o nosso sistema solar está na rota de expansão do Mundo Bélico, expansão que tem, naquele momento, Thanagar como campo de batalha. A expansão pode representar uma ameaça aos anseios do Pai Celestial, que envia Órion para investigar. Caçado pelos aliados de Mongul em Thanagar, Órion tem seus aparelhos danificados. Por isso, está incomunicável e impedido de sair do planeta. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vocês estão discutindo os arcos das HQs, ou vocês realmente acham que isso tudo que vocês explanam puraqui algum dia aparecerá nos cinemas?

Por favor, é muita ingenuidade.

 

Qual a intenção do Forum? Discutir qualquer coisa voltada ao assunto do tópico ou diretamente relacionado COM ESSE UNIVERSO?

Bah, porque se continuar desse jeito irão utilizar até o tópico Liga da Justiça (2017) #49.

 

ABRAÇOS!

Share this post


Link to post
Share on other sites

GilsonDee cara,não seja um chato quem falou que acha que essas ideias vão pro cinema?ninguém pelo que sei,as pessoas podem discutir sobre arcos de Hqs  e determinados generos que podem ser usados no filme da Liga e desenvolverem tramas sobre isso se quiserem,não é proibido as pessoas podem discutir da forma que lhes for conveniente sobre esses assuntos, as pessoas querem expor suas ideias e mostrar como eles fariam a trama do filme, ninguém falou que acha que o estúdio vai usar a trama que um usuário de um fórum fez.Me desculpe se vc se sentir ofendido,mas cara as pessoas tem o direito de expor suas ideias e pensamentos,ninguém esta sendo ingenuo pelo que sei.

 

Primo eu achei bem legal essa sua trama viu eu não mudaria nada, gostei bastante do lance do Mundo Bélico,do Órion  e de usar Thanagar também seria uma mistura interessante pra se ver na minha opinião.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 PRIMO, não sei se eu misturaria tantos "núclêos espaciais" importantes com mitologias próprias, como Thanagarianos, Novos Deuses e a Tropa dos Lanternas Verde assim, logo de saída. Poderia tirar muito o foco do evento principal, que é a reunião dos heróis da Liga. Nada contra situar grande parte da trama fora da Terra, mas eu diminuiria o numero de elementos importantes da mitologia cósmica do Universo DC deste filme. Está me parecendo um pouco over pra saída.

 

  PRIMO, ESPECTRO, MOZTS e cia, e quanto a minha questão do início da pagina? O que achariam se no primeiro filme tivessemos uma trama envolvendo a Liga tentando impedir uma guerra entre a nossa civilização e uma das "Civilizações secretas" do Universo DC? Ou tentando impedir uma guerra mesmo, como acontece no episódio da série animada RAPINA E COLUMBA, onde os heróis tentam impedir Ares de provocar a 3ª Guerra, usando a guerra civil na Kasnia?

Share this post


Link to post
Share on other sites

o que acham de um filme da Liga dentro do gênero guerra (...)?

 

Questão, você vê possibilidades textuais de junção de alguns elementos de duas das tramas citadas?

Nesse caso, de "Rapina e Columba" e de "O ataque das amazonas".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu achei muito legal os plots.

Gosto da aventura ser fora da Terra, pois como eu disse, acredito que combina mais com a liga. 

Só acho que os questionamentos do questão, sobre os motivos da união dos herois que tem que encaixar muito bem.

 

Meu conhecimento do Universo DC é muito limitado pra conseguir contribuir melhor nessas ideias. Conheço relativamente bem o Batman e olhe lá.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu achei muito legal os plots. (...) os motivos da união dos herois que tem que encaixar muito bem.

 

Pois é, sobre esse "encaixe" tô pensando aqui em algo pegando como base "Guardiões da Galáxia", mas, claro, guardando as devidas proporções.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O super no espaço é tranquilo. Poderia ser algo relacionado à "zona negativa da DC" prisão do ZOD, ou ele tentar voltar pra ver o que sobrou de sua terra natal, ou descobre alguma tecnologia/tribo/ vestígio krytponiano em algum lugar, que o faz querer desbravar. Esbarrar com o Lanterna ou o Ajax nesse meio tempo é tranquilo. 

O Foda é encaixar o Batman. Pra mim sempre destoa, hehe. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Questão, você vê possibilidades textuais de junção de alguns elementos de duas das tramas citadas?

Nesse caso, de "Rapina e Columba" e de "O ataque das amazonas".

 

 Vejo sim, PRIMO. Mas talvez, devido a questão aceitação do publico, não seria mais interessante tentar juntar a trama de "RAPINA E COLUMBA" com INIMIGO SUBMARINO ou O TRONO DE ATLÂNTIDA? Ou seja, Ares jogando a superfície contra Atlântida?

 

 

 

 

Gosto da aventura ser fora da Terra, pois como eu disse, acredito que combina mais com a liga.

 

 Perguntei isso antes e você não chegou a responder, GUST. Por que pensa assim? A Liga com certeza já teve um bom numero de histórias interplanetárias, mas a maioria se passa na Terra mesmo.

 

O que eu digo, é que ele com o espaço é tranquilidade botar algo bem amarradinho. O Foda é o Batman.

 

 

  Não mais do que o Flash e a Mulher Maravilha. Essa dupla ai não viaja pro espaço mais do que o Batman.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pois é Questão, acho que daí volta pra minha referência de Liga que pra você é a mais palha possível. Pra mim as aventuras da liga quando tinham os tops junto, dificilmente se passava na Terra.

Mas eu acho que pra encaixar uma aventura na terra, vocês não acham que poderia rolar tipo aquela saga crepúsculo esmeralda? Não de maneira exata, mas acho que fica uma boa.

Algo como, dá uma cagada por aqui, o lanterna fica louco e vai pro espaço cobrar geral OA etc, e a liga meio que vai junto. Nesse meio termo o Lanterna entra na Bateria e enlouquece e fica poderoso e volta pra terra pra querer reconstruir coast city a Liga sai pra impedir, e nisso o quebra pau se dá na terra, com o Hal querendo destruir tudo já que não pode ser do jeito dele.

Share this post


Link to post
Share on other sites

devido a questão aceitação do publico, não seria mais interessante tentar juntar a trama de "RAPINA E COLUMBA" com INIMIGO SUBMARINO ou O TRONO DE ATLÂNTIDA?

 

Não entendi o lance da aceitação, Questão

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Mas eu acho que pra encaixar uma aventura na terra, 

 

 Evidente que dá. Todos os membros da equipe vivem e atuam na Terra, ora :D

 

 vocês não acham que poderia rolar tipo aquela saga crepúsculo esmeralda? 

 

  A princípio acho que não GUST. Não acho uma boa transformar um dos membros da equipe em vilão logo no primeiro filme.  

 

Não entendi o lance da aceitação, Questão

 

 [E uma pergunta complicada, PRIMO :mellow:  Bom, por questões que não cabem discutir aqui, acredito que dentro dessa proposta que estamos analisando, usar atlantes ou amazonas teria resultado dramático igual. Mas nas questões mais praticas, em primeira instância, o publico aceitaria melhor um exército de atlantes entrando em guerra com o resto do mundo, por que apesar de usarem criaturas como ciclopes e outras criaturas mitológicas em seus ataques, o exército amazona é formado 100% por mulheres. Entende o que eu quero dizer? 

Share this post


Link to post
Share on other sites

apesar de usarem criaturas como ciclopes e outras criaturas mitológicas em seus ataques, o exército amazona é formado 100% por mulheres. Entende o que eu quero dizer? 

 

E tal "detalhe" pode acabar sugerindo ao público e à crítica a existência de intenções anexas por parte da produção, seria isso?

Share this post


Link to post
Share on other sites

E tal "detalhe" pode acabar sugerindo ao público e à crítica a existência de intenções anexas por parte da produção, seria isso?

 

 Exato, PRIMO. Numa sequência, onde as amazonas já seriam mais conhecidas pelo filme da Diana e talvez do próprio primeiro filme da Liga poderia até funcionar sem que as pessoas enxergassem intenções sociais equivocadas. Mas agora, acho que não é o momento. E como eu disse antes, o uso dos atlantes causa basicamente o mesmo efeito dramático, sem esse contra.

Share this post


Link to post
Share on other sites

o uso dos atlantes causa basicamente o mesmo efeito dramático, sem esse contra.

 

Olha os terríveis efeitos colaterais da convivência. Ta parecendo eu dizendo! :D  Brincadeira. Mas boto fé em uma trama com Ares instigando Atlantis contra o "resto". Inclusive, estou achando que, no atual cenário de adaptações de quadrinhos, com base também em tudo o que já foi debatido aqui, essa parece ser a melhor opção até agora para o primeiro filme da Liga.

Questão, mas voltando ao Mundo Bélico, qual ponto (personagens etc.) da trama que resumi poderia ser substituído em prol de algo menos misturado?

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

LIGA DA JUSTIÇA | THE ROCK DIZ QUE ADÃO NEGRO PODE ENTRAR PARA O TIME DE HERÓIS NO CINEMA

 

Mas antes é preciso respeitar a mitologia do personagem, explica o ator

21/03/2015 - 12:41 - NATÁLIA BRIDI

adao-negro_Jy5p5s1.jpg

Dwayne "The Rock" Johnson falou ao IGN sobre a possbilidade do Adão Negro de  Shazam!  entrar para a Liga da Justiça no cinema.

"Acho que sim, acho que você sempre quer deixar isso criativamente aberto, que ele pode entrar para a Liga da Justiça e acho...essa é a parte divertida de se criar esse personagem agora (...) Você definitivamente quer trabalhar no lado heroico dele, mas isso precisa ser merecido e com a mitologia do Adão Negro começando como um escravo, tem coisas que naturalmente deixam você puto. E essa é a questão fundamental, então acho que precisamos respeitar e homenagear a verdadeira mitologia e então o lado heroico virá no final, mas acho que é importante, e nós sentimos que é importante, e acredito que os fãs também sentem que é importante prestar essa homenagem no começo pois você precisa ter uma base forte para ele então virar um anti-herói", explicou o ator.

A nova versão do Adão Negro seguirá a origem dos Novos 52 e não a original de 1945. Criado por Otto Binder e C. C. Beck, o Adão Negro original era um dos primeiros detentores dos poderes do Mago Shazam, ainda na época do Antigo Egito, quando era conhecido como Teth-Adam, filho do faraó Ramsés II. Teth se deixou seduzir pelo poder, sendo exilado pelo Mago Shazam em outra dimensão. Sua origem foi revisada na HQ da Sociedade da Justiça nos anos 2000, e o personagem passou a ser o defensor e eventualmente regente da nação fictícia de Khandaq, vizinha do Egito, no Norte da África. No reboot dos Novos 52, Adão Negro é um escravo de Kahndaq que é teleportado de sua cela pelo mago Shazam até a Pedra da Eternidade, onde ganha poderes para salvar sua nação dos Sete Pecados Capitais.

Darren Lemke ( Turbo ) será o responsável pelo roteiro do longa, que mostrará Adão Negro mais como um anti-herói tentando limpar seu nome do que como um vilão. Ainda não há informação sobre quem viverá o Capitão Marvel no longa. Shazam! estreia em 5 de abril de 2019. O primeiro filme da Liga da Justiça chega aos cinemas em 2017 e o segundo em 2019.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×