Jump to content
Forum Cinema em Cena
Mozts

Rogue One: A Star Wars Story (Dezembro 2016)

Recommended Posts

O primeiro spin-off de Star Wars, será dirigido por Gareth Edwards (de Godzilla).

 

image.jpg

 
O filme se passará depois de Revenge of the Sith, antes de A New Hope e gira em torno do grupo de rebeldes que eventualmente roubam os planos de construção da Estrela de Morte e deram início aos eventos do Episódio IV.

O elenco inclui: Felicity Jones, Diego Luna, Ben Mendelsohn, Donnie Yen, Jiang Wen, Forest Whitaker, Riz Ahmed, Mads Mikkelsen e por último mas não menos importante: Alan Tudyk que será um personagem em mocap.
 

format_1500w.jpg


As filmagens estão previstas a ocorrer entre Junho e Setembro. Edwards diz que o filme não será sobre a força ou os Jedi, mas sim sobre um grupo de pessoas sem poderes mágicas que de alguma forma precisam trazer esperanças à galáxia. O diretor também diz que está mirando para "um realismo de guerra, onde os bons são ruins e os ruins são bons. É complicado, cheio de camadas e um ambiente bem rico para um filme."

Share this post


Link to post
Share on other sites

Alexandre Desplat, que recentemente ganhou Oscar pela trilha de The Grand Budapest Hotel, vai ser o músico responsável pela trilha de Star Wars Rogue One. O spin off da franquia será dirigido por Gareth Edwards, que já trabalhou com o compositor em Godzilla.

 

http://filmmusicreporter.com/2015/03/15/alexandre-desplat-to-score-star-wars-spinoff-rogue-one/

Share this post


Link to post
Share on other sites

Como indicavam os rumores, Rogue One será sobre um grupo de rebeldes que eventualmente roubaram os planos de construção da Estrela de Morte. O filme se passará depois de Revenge of the Sith e antes de A New Hope.

 

http://www.theverge.com/2015/4/19/8451743/star-wars-rogue-one-plot-description

 

O filme não será sobre Jedis ou a Força e sim sobre grupo de pessoas normais que tem que trazer esperança à galáxia, disse Gareth Edwards, mesmo diretor de Godzilla (2014). Ainda de acordo com Edwards, estão mirando para um realismo de guerra, onde bons são ruins, os ruins são bons, com temas complicados e com diversas camadas, dentro do universo rico de Star Wars.

 

Felicity Jones, anunciada como parte do elenco, será um soldado rebelde envolvido na missão e começa as filmagem ainda esse ano, entre Junho e Setembro.

 

Também saiu uma arte conceitual.

 

star_wars_rogue_one_concept_art.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Josh Trank abandona direção de spin-off de ‘Star Wars’

Publicado em 01/05/2015 por Diego Almeida
 
 
 

star-wars-650x400.jpg

Josh Trank (de ’Poder Sem Limites’ e do vindouro ‘Quarteto Fantástico’) não vai mais dirigir o segundo filme derivado da franquia ‘Star Wars’.

Não foi divulgado o motivo oficial que levou o cineasta a abandonar o projeto, mas na página oficial da série, Trank deixa a entender que sua saída pode ter sido motivada por diferenças criativas com a Disney.

“Após um ano tendo a incrível honra de trabalhar com as maravilhosas e talentosas pessoas da Lucasfilm, eu estou tomei a decisão pessoal de seguir em frente em um caminho diferente. Eu pensei muito sobre isso e sei que, do fundo do meu coração, quero seguir oportunidades criativas originais. Quero agradecer meus amigos Kathleen Kennedy, Kiri Hart, Simon Kinberg e tudo mundo na Lucasfilm e Disney pela fantástica oportunidade de ter feito parte disso. Que a força esteja com todos vocês”, diz o comunicado.

Star WarsRogue One’, o primeiro derivado da antalogia, chega aos cinemas em 16 de dezembro de 2016. O spin-off que seria comandado por Trank não tem previsão de estreia.

Já ‘Star Wars: O Despertar da Força’, o sétimo capítulo da saga criada por George Lucas, será lançado no Brasil em 17 de dezembro de 2015.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Josh Trank abandona direção de spin-off de ‘Star Wars’

Publicado em 01/05/2015 por Diego Almeida
 
 
 

star-wars-650x400.jpg

Josh Trank (de ’Poder Sem Limites’ e do vindouro ‘Quarteto Fantástico’) não vai mais dirigir o segundo filme derivado da franquia ‘Star Wars’.

Não foi divulgado o motivo oficial que levou o cineasta a abandonar o projeto, mas na página oficial da série, Trank deixa a entender que sua saída pode ter sido motivada por diferenças criativas com a Disney.

“Após um ano tendo a incrível honra de trabalhar com as maravilhosas e talentosas pessoas da Lucasfilm, eu estou tomei a decisão pessoal de seguir em frente em um caminho diferente. Eu pensei muito sobre isso e sei que, do fundo do meu coração, quero seguir oportunidades criativas originais. Quero agradecer meus amigos Kathleen Kennedy, Kiri Hart, Simon Kinberg e tudo mundo na Lucasfilm e Disney pela fantástica oportunidade de ter feito parte disso. Que a força esteja com todos vocês”, diz o comunicado.

Star WarsRogue One’, o primeiro derivado da antalogia, chega aos cinemas em 16 de dezembro de 2016. O spin-off que seria comandado por Trank não tem previsão de estreia.

Já ‘Star Wars: O Despertar da Força’, o sétimo capítulo da saga criada por George Lucas, será lançado no Brasil em 17 de dezembro de 2015.

 

Pra evitar confusão, Josh Trank ia dirigir o segundo spin off. Rogue One ainda está sob comando do Gareth Edwards.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Josh Trank foi demitido de ‘Star Wars’ por problemas em ‘Quarteto Fantástico’

Publicado em 02/05/2015 por Diego Almeida
 
 
 

joshtrank-650x400.jpg

Ontem, Josh Trank (‘Poder Sem Limites’) anunciou que não dirigirá mais o segundo derivado da franquia ‘Star Wars’, e chegou a apontar motivos pessoais para sua saída. Mas segundo reportagem do Hollywood Reporter, o cineasta teria sido demitido pelaDisney em função de seu “comportamento errático” no set de ’Quarteto Fantástico’.

De acordo com uma fonte do site, Trank se “isolava” no set, ficava “incomunicável” com os demais membros da equipe e certas vezes mostrava-se “indeciso” com a direção do filme.

Os problemas no relacionamento entre Trank e a Disney vieram à tona durante a Star War Celebration, realizada no mês passado. O diretor faltou ao evento, alegando na época estar com uma gripe forte, mas segundos rumores o próprio estúdio teria pedido para ele não comparecer, pois já tinha intenção de dispensá-lo do spin-off.

Ao HR, um representante da Fox respondeu sobre as possíveis turbulências nos bastidores de ‘Quarteto Fantástico’, dizendo estar “muito feliz com o filme e ansioso para mostrá-lo ao público”, mas reconhecendo que “definitivamente houveram alguns problemas no caminho”.

Tais problemas incluem danos de US$ 100 mil em uma casa alugada por Trank em Nova Orleans, cidade que serviu de locação para o filme. Além disso, o reboot da franquia de super-heróis passou por refilmagens três meses antes de sua estreia, tendo as gravações mais recentes sido encerradas no final de abril – tais atrasos forçou a Fox a convocar o editor Stephen Rivkin (Avatar) para auxiliar Trank a finalizar o longa.

A reportagem termina afirmando que Simon Kinbergroteirista/produtor do novo ‘Quarteto Fantástico’ e que também está produzindo o segundo derivado de ‘Star Wars’, chegou a comunicar a Kathleen Kennedy, presidente da Lucasfilm, seu descontentamento com a conduta de Trank, deixando assim o estúdio menos confiante em entregar o spin-off nas mãos do problemático diretor.

Tanto a Disney quanto a Lucasfilm não quiserem se pronunciar sobre as alegações. No momento, os estúdios concentram seus esforços na busca por um novo diretor para o derivado de ‘Star Wars’.

Star WarsRogue One’, o primeiro derivado da antalogia, chega aos cinemas em 16 de dezembro de 2016. O spin-off que seria comandado por Trank não tem previsão de estreia. Já ‘Quarteto Fantástico‘ continua programado para ser lançado em 6 de agostono Brasil .

Share this post


Link to post
Share on other sites

A  sociedade Jedi revelou alguns boatos de "Fontes confiáveis" :

 

* Darth Vader é o vilão do filme, e não haverá jedi.

* Bail Organa(Jimmy Smits) aparece nas concepções de artes.

* Princesa Leia aparece nas concepções de artes(Carrie).

* R2 e C3PO vão aparecer.

* Os planos da estrela da morte vão parar na Tantive IV.

* O visual do filme é igual a Uma Nova Esperança.

Share this post


Link to post
Share on other sites

AInda meio exagerada, Mas tudo bem. 

 

 

Eu só não gosto das prequels de forma alguma. Elas elevaram o nível de qualidade da ILM com efeitos especiais, e por consequência da indústria, além de trazerem a trilha do John Williams em grande glória, mas de resto, não gosto nem da ação.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu só não gosto das prequels de forma alguma. Elas elevaram o nível de qualidade da ILM com efeitos especiais, e por consequência da indústria, além de trazerem a trilha do John Williams em grande glória, mas de resto, não gosto nem da ação.

 

Você não gostou da musica duel of the fates, tampouco , das emblemáticas reuniões no templo jedi ? Você não gostou de ter visto o yoda em seu auge pela primeira vez ? do sabre duplo do Darth Maul e do jedi qui gon jinn que foi muito mais jedi do que qualquer outro da trilogia clássica ? Você não gostou do simples fato da estória ter saído do ambiente restrito dos mercenário e ter alcançado um novo horizonte ? 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Colega, se minerarmos o suficiente talvez encontremos outros elementos que gosto. Até relógio parado acerta duas vezes por dia e é dificil achar um filme, ou qualquer exemplo de arte, que seja ruim por completo...

 

Você não gostou da musica duel of the fates

Como disse acima, a trilha do John Williams veio em grande glória. Anakin Vs. Obi-Wan é uma das minhas músicas preferidas de todo universo SW. Também aprecio o que esses filmes fizeram pelos efeitos especiais no geral. Anos avançaram nesse quesito empurrados por esses filmes.

 

Ironicamente não gosto tanto assim de Duel of Fates, mas gosto sim da trilha como todo.

 

, tampouco , das emblemáticas reuniões no templo jedi ?


Infelizmente não.

 

Pra resumir, Episódios I, II e III mostra os Jedis deturpados de cavaleiros sábios e pacificadores, para um braço militar o que conspirava para atingir os próprios objetivos dentro de um sistema político falho. Entendo que isso foi introduzido pra justificar queda dos Jedi e transformação de Anakin, mas funcionou? Pra mim não, falhou em motivar Anakin, mas sucedeu em pintar Jedi de forma negativa.
 

Você não gostou de ter visto o yoda em seu auge pela primeira vez ?


Eu ví Yoda em seu auge. Ele ensinou Luke o caminho dos Jedi, um ancião meio ranzinza, mas sábio e engraçado, não autoritário e tedioso. Ele era fisicamente mais forte? Bem... Luminosos seres somos nós, não essa rude matéria! :)

do sabre duplo do Darth Maul


O sabre, seja original, garfado ou duplo, é só uma peça de cenário, um artifício do filme para ficar "legal". Meu gosto de tal ferramenta depende de como é usada no filme (ou qualquer outra mídia). Em outras palavras, até Transformers tem um brinquedo legal, o que importa é conteúdo.

 

 E semelhante vale pro Darth Maul. Teria sido um ótimo vilão, se tivesse sido dado mais com que trabalhar. Cara teve duas ou três linhas e foi derrotado muito cedo. Imagino como seria se ele tivesse sido um vilão usado nos três filmes, sendo derrotado no terceiro depois de certo desenvolvimento. É interessante que os 3 vilões tem pequenos pedaços legais, a traição de Dooku, o jeitão implacável do Grievous e o bizarro Darth Maul... Junta os três e agente começaria chegar um algum lugar. A série foi de um dos maiores vilões da história do cinema, pra um peão de xadrez em cada episódio.

 

e do jedi qui gon jinn que foi muito mais jedi do que qualquer outro da trilogia clássica ?


Nem toco nessa aí... Simplesmente não concordo com a premissa.

 

Você não gostou do simples fato da estória ter saído do ambiente restrito dos mercenário e ter alcançado um novo horizonte ?

 
Primeiro que não concordo com a premissa. "ambiente restrito dos mercenário" é uma descrição bem pobre da trilogia original. Também tá implicita na sua afirmação que série precisava de um novo horizonte, o que é discutível.

 

Ainda sim, assumindo pelo bem do argumento que concorde com essas duas coisas acima, a história confusa e tediosa de politicagem entre um ambiente restrito de mercenários? Não, não gostei da mudança. Os primeiros episódios tinham personagens atraentes, carismáticos, espertos e dois grandes Jedis sábios, sem ser autoritários ou políticos conspiradores, a nova trilogia teve Jar Jar, pequeno Ani e Padmé voz de machão. Trocaria esse novo horizonte pelo suposto "ambiente restrito" num piscar de olhos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pra resumir, Episódios I, II e III mostra os Jedis deturpados de cavaleiros sábios e pacificadores, para um braço militar o que conspirava para atingir os próprios objetivos dentro de um sistema político falho. Entendo que isso foi introduzido pra justificar queda dos Jedi e transformação de Anakin, mas funcionou? Pra mim não, falhou em motivar Anakin, mas sucedeu em pintar Jedi de forma negativa.

 

Bem, eu achei bem sadio mostrar os jedi de forma negativa, na verdade, achei uma boa ideia. O problema é que a forma não foi boa, não teve justificativa suficiente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Você não gostou da musica duel of the fates, tampouco , das emblemáticas reuniões no templo jedi ? Você não gostou de ter visto o yoda em seu auge pela primeira vez ? do sabre duplo do Darth Maul e do jedi qui gon jinn que foi muito mais jedi do que qualquer outro da trilogia clássica ? Você não gostou do simples fato da estória ter saído do ambiente restrito dos mercenário e ter alcançado um novo horizonte ? 

Isso é muito pouco pra uma trilogia SW. E me desculpe, mas o Qui Gon é um pão com bosta, não chega nem perto do Luke em termos de personagem(não em termos de poder). As reuniões "emblemáticas" são um dos grandes defeitos do s filmes, e não passam de diálogos pseudo-filosóficos chatos e intermináveis, que quebram o rítimo dos filmes. O Yoda não passa nem um pingo de sabedoria que ele tinha na trilogia clássica,só sabe ficar o tempo todo passando a mão na cabeça, ficando com cara fechada para parecer sábio (e isso se aplica a todos do conselho Jedi). Ele lutando é simplesmente ridículo. O cara fica pulando igual uma pulga e gritando que nem um maluco dando golpes a esmo. Contraria tudo o que ele falou no episódio V. 

 

As prequels não passam de um erro, e dos grandes. Se fosse escrever todos os problemas da nova trilogia(muitos deles graves), daria pra escrever um livro( midichlorioans, Jar Jar, Anakins idiotas, cenários digitais toscos...). O que não faltam são artigos e vídeos( o mais famoso é o do Mr. Plinkket) expondo tudo de ruim que existe nela. Não ficaria nem um pouco triste se no futuro os episódios 1,2 e 3 fossem refeitos do zero com pessoas competentes no comando.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×