Jump to content
Forum Cinema em Cena

Recommended Posts

Quando seres interplanetários deixam marcas na Terra, a Dra. Louise Banks (Amy Adams), uma linguista especialista no assunto, é procurada por militares para traduzir os sinais e desvendar se os alienígenas representam uma ameaça ou não. No entanto, a resposta para todas as perguntas e mistérios pode ameaçar a vida de Louise e a existência de toda a humanidade.

 

 

 

 

O cara tem ótimos filmes no curriculum, agora vamos ver mais um filmão?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Produtor de A Chegada fala sobre dificuldade de trabalhar com atores da Marvel

Jeremy-Renner-Arrival.jpg

O produtor da aguardada ficção científica A Chegada, Shawn Levy, comentou em entrevista ao ScreenRant sobre a dificuldade de trabalhar com atores que fazem parte do Universo Cinematográfico da Marvel. No caso, Levy que trabalhou com o ator Jeremy Renner, presente no filme e o herói Gavião Arqueiro nos Vingadores, alegou ter de se adequar com o calendário do estúdio.“Há uma geração inteira de atores que estão basicamente ocupados o ano todo em vários filmes da Marvel”, disse Levy. “Cada coisa que eu dirijo ou produzo, tenho que equilibrar em torno de compromissos com Marvel – é simplesmente inacreditável o quão onipresente esses filmes são, e como eles realmente fizeram a programação se tornar complicada com o que agora é muito mais do que uma dúzia de atores diferentes.”Dirigido por Denis Villeneuve, Amy Adams estrela o longa como uma renomada linguística tentando se comunicar com os alienígenas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vi hoje. Que filme sensacional. Quando um amigo falou, "se vc gostou de Contato então vá ver" . Eu já ia. Mas então eu corri e vi na primeira seção de hoje bem na hora do almoço.

 

Valeu muito a pena.

 

O filme fala de muitas coisas e os Aliens são o menos, digamos importante, não eh sobre eles.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vi hoje. Que filme sensacional. Quando um amigo falou, "se vc gostou de Contato então vá ver" . Eu já ia. Mas então eu corri e vi na primeira seção de hoje bem na hora do almoço.

 

Valeu muito a pena.

 

O filme fala de muitas coisas e os Aliens são o menos, digamos importante, não eh sobre eles.

Pooooorradaaaa

 

agora que to louco pra ver !!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

SPOILLLERRRRRRRRRRRRRRRRR..apenas pra quem ja assistiu!    :rolleyes:

Roteirista revela misteriosas palavras finais do filme

a-chegada-696x464.jpg

Quem já foi conferir A Chegada nos cinemas sabe que o filme acaba com um mistério: após viajar no tempo, a Dra. Louise Banks volta para o presente e sussurra algumas palavras para o General Chang (Tzi Ma) que o fazem desistir de lançar uma guerra contra os alienígenas.O filme resolveu deixar essas palavras um mistério, mas o roteirista Eric Heisserer contou para os fãs no Reddit quais são: “Na Guerra não há vencedores, só viúvos”. Como essas foram as últimas palavras da esposa morta de Chang, o general decidiu não começar a guerra.“Eu trabalhei tanto no diálogo em mandarim para Denis [Villeneuve, diretor], e aí no final ele resolve não usar legendas naquela cena. Eu entendo que é uma forma de exemplificar o poder da linguagem, mas ele é um cara escorregadio. Adoro Denis, mas ele é esperto demais”, comentou.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sensacionaaaal o filme, embora eu não tenha me envolvido com a história pessoal da personagem principal e seu futuro, pois fui assistir o filme com a cabeça em outro lugar.

 

Mas interesssante que dá para fazer um paralelo com o filme do Nolan, e o estilo do Nolan de filmes. Basicamente, esse filme e´ muuuito mais fluido por evitar ficar explicando sobre temas específicos que envolvem o tema principal, porem ele peca ao abandonar qualquer explicação mais detalhada como o diabo foge da cruz. Foi sensacional usar o conhecimento de como o tempo funciona ao entender a lingua dos aliens para abordar como a linguagem está intimamente relacionada com o conhecimento do povo que domina essa linguagem. Porem, era nesse momento que a Nolisse teria um efeito fantástico, que ao explicar detalhadamente como a lingua dos aliens e´ e como entender a lingua entenderia como o tempo funcionaria, serviria pra o espectador vislumbrar a mudança de perspectiva que se tem quando se aprende uma nova lingua. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Visto, finalmente. Por sorte o cinema local está passando (estreou hoje).

 

Gostei muito. Achei esperto e emocionante. Eu fui assistir sem ter visto nenhum trailer completo, vi metade do primeiro trailer e só. Nessa perspectiva, achei maravilhoso o desenrolar, e desenvolvimento e como o filme muda de cara e muda de forma com fluidez.

 

A produção é de uma enorme elegância. Sets, efeitos, som... Em especial cinematografia que é bastante texturizada e "profunda". É tão boa, que me faz pensar na questão película vs. digital, e talvez esteja na hora de abandonar o saudosismo.

 

Além de bonita, a cinematografia rima com as ideias. O extremo foco na perspectiva de Louise é estranho no começo, mas logo entendemos a poesia e que isso é reflexo da narrativa. É um filme em primeira pessoa.

 

A trilha sonora é bonita e já estou procurando para minha coleção.

 

A edição segue o princípio de ser invisível, não destoa ou chama atenção, nem mesmo quando há cenas correndo em paralelo, o que por sí só é um grande elogio.

 

Alguns momentos no roteiro são problemáticos, mas são "ferramentas" para um filme que é uma experiência completa. O conjunto é maior que a soma dos fatores.

 

Não é o melhor filme do ano, mas está lá em cima para mim. Verei uma segunda vez amanhã e talvez até uma terceira vez.

 

Arrival não é um sci-fi nos moldes de Star Trek ou Interstellar. O jargão pseudo-científico não existe. Arrival é um drama "indie" com somente uma premissa sci-fi.

 


O filme introduz uma ideia louca sobre linguagem. A tarefa titânica de "traduzir" vira brincadeira de criança perto do trabalho de entender uma linguagem alienígena e muda nossos conceitos do que é uma linguagem.

 

Contudo, senti falta de um aprofundamento maior nesse aspecto. Maior explanação e detalhamento na linguagem e como afetou Louise. Ao invés disso, o filme passa por cima e vai direto para a catarse emocional (que é linda e o ponto do filme), mas senti falta de algo mais literal.


Share this post


Link to post
Share on other sites

A Chegada - 5,0/5,0

 

Simplesmente SEN-SA-CI-O-NAL. Sutileza e inteligência raras e com uma edição primorosa, que traz fluidez e compreensão dos "nós" e do mistério da história no momento certo (discordo do Adler quando ele diz que uma dose de "nolisse" cairia bem para explicar detalhes sobre a relação tempo X linguagem...). Aliás, um dos grandes méritos desse filme é justamente não ter nolisse nenhuma. Não subestima o espectador em momento nenhum.

 

E tem Amy Adams arrebentando... (Ahhhhhhh... :wub: )

 

PS 1: será que só eu percebi algum tipo de inspiração lovecraftiana na concepção dos aliens??

 

PS 2: sutileza é a palavra que define esse filme... Alguém aí reparou no brinco que Louise usa no dia da celebração? ;)  :)  

Share this post


Link to post
Share on other sites

A Chegada - 5,0/5,0

 

Simplesmente SEN-SA-CI-O-NAL. Sutileza e inteligência raras e com uma edição primorosa, que traz fluidez e compreensão dos "nós" e do mistério da história no momento certo (discordo do Adler quando ele diz que uma dose de "nolisse" cairia bem para explicar detalhes sobre a relação tempo X linguagem...). Aliás, um dos grandes méritos desse filme é justamente não ter nolisse nenhuma. Não subestima o espectador em momento nenhum.

 

E tem Amy Adams arrebentando... (Ahhhhhhh... :wub: )

 

PS 1: será que só eu percebi algum tipo de inspiração lovecraftiana na concepção dos aliens??

 

PS 2: sutileza é a palavra que define esse filme... Alguém aí reparou no brinco que Louise usa no dia da celebração? ;):)

Porta, Tu não ficou curioso pra saber como o conhecimento da língua desvendava o mistério do tempo?

 

Eu acho que não é uma carência do filme mas seria um acréscimo d caralho, porque poderia explicitar a relação da linguagem x perspectiva d conhecimento.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×