Jump to content
Forum Cinema em Cena
Questão

American Gods

Recommended Posts

557844.jpg

 

O drama é centrado em uma guerra entre os velhos e os novos deuses. Os seres bíblicos e mitológicos estão perdendo cada vez mais fiéis para novos deuses, que refletem o amor da sociedade por dinheiro, tecnologia, celebridades e drogas. Shadow Moon é um ex-vigarista que agora serve como segurança e companheiro de viagem para o Sr. Wednesday, um homem fraudulento que é, na verdade, um dos velhos deuses, e está na Terra em uma missão: reunir forças para lutar contra as novas entidades.

 

 

 

Não li o livro do Gainam, mas acho a premissa muito bacana, e o elenco é fantástico. O fato de ser criação do Brian Fuller, seu primeiro trabalho pós HANNIBAL, já é um motivo a mais pra conferir a série.

 

Trailer legendado

Share this post


Link to post
Share on other sites

Essa e Westworld são as duas promessas desse ano.

Starz é uma emissora com bastante colhões diga-se de passagem. Flesh and Bone deles faz Daredevil e JJ do Netflix parecer Xuxa só para baixinhos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Deuses Americanos | Série baseada na obra de Neil Gaiman ganha data de estreia
POR
 DIEGO ALMEIDA
 -
  23/02/2017
american-gods-696x392.jpg
 

O canal pago americano Starz definiu a data de estreia de American Gods, série de TV baseada em Deuses Americanos, livro de Neil Gaiman. A adaptação começará a ser exibida em 30 de abril nos EUA.

Antes da estreia na TV, os Deuses Americanos vão invadir o Festival SXSW em 11 de março, com uma exibição especial da série.

American Gods gira em torno de Shadow Moon (Ricky Whittle, de The 100), ex-vigarista que agora serve como segurança e companheiro de viagem para o Sr. Wednesday (Ian McShane), um homem fraudulento – que na verdade é a encarnação do deus nórdico Odin – com uma missão: reunir forças para lutar contra os novos deuses.

Pablo Schreiber (Mad Sweeney), Gillian Anderson (Media), Jonathan Tucker (Low-Key Liesmith), Emily Browning (Laura Moon), Omid Abtahi (Salim), Crispin Glover (Mr. World), Orlando Jones (Mr. Nancy), Demore Barnes (Mr. Ibis), Dane Cook (Robbie) e Jeremy Davies (Jesus Cristo) completam o elenco.

 

Bryan Fuller (Hannibal, Pushing Daisies) e Michael Green (Lanterna Verde, Heroes) são os responsáveis pela série, que conta com produção executiva de Neil Gaiman.

 

FONTE: OBSERVATÓRIO DO CINEMA

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sendo do Starz tem grande chance de ser cabeça e madura, mesmo que não seja muito boa.

 

Eu ainda estou digerindo uma das últimas deles, chamada Flesh and Bone.

 

 Acha que FLESH AND BONE não é muito boa, MOZTS?(Não vi a série)

 

 Em tempo, se tiver metade da qualidade que o Fuller conseguiu empregar em HANNIBAL, já tá valendo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acha que FLESH AND BONE não é muito boa, MOZTS?(Não vi a série)

 

Em tempo, se tiver metade da qualidade que o Fuller conseguiu empregar em HANNIBAL, já tá valendo.

 

Eu acho Flesh and Bone MUITO boa.

 

Mas a série é incessantemente niilista e misantrópica, é realmente difícil de digerir, ainda que uma boa refeição. Mesmo acostumado a maratonar séries, demorei um bom tempo para finalizar somente 8 episódios, pois cada um tirava o "vento das minhas velas".

 

The Girlfriend Experience, do mesmo canal, também tem partes disso.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Deuses Americanos | Série vai divergir do livro por causa de Trump – entenda
POR
 REDAÇÃO
 -
  12/03/2017
american-gods-696x464.jpg
 

Por Wesley Parrera

O piloto da série American Gods, baseada no livro Deuses Americanos, de Neil Gaiman, foi exibido no Festival SXSW e está recheado de cenas de sexo e violência. Mas nem foi isso que acabou chamando mais a atenção.

A série toca em temas polêmicos para a sociedade conservadora americana como religião e imigrantes. Nela, deuses são criados a partir das crenças das pessoas e o influxo de imigrantes faz com que novos deuses apareçam.

A imigração tem se tornado um assunto tratado cada vez mais de maneira inflamada devido às medidas de restrição tomadas pelo presidente dos EUA, Donald Trump. O produtor executivo de American GodsBryan Fuller, contou à Entertainment Weekly como o roteiro se modificou para lidar com a mudança na sociedade:

 

“É definitivamente um programa diferente que nos propusemos fazer, porque o clima político nos EUA é péssimo e não vamos contar histórias de imigração em massa num clima que vilifica os imigrantes, então temos uma estranha nova plataforma para começar um tipo diferente de conversa”, disse Fuller.

Outra diferença da série em comparação com o livro, segundo Fuller, foi a expansão dos papéis femininos: “Na verdade, expandimos vários papéis femininos do livro, uma vez que ele tendia a virar um clube do bolinha entre Shadow (Ricky Whittle) e Wednesday (Ian McShane), então sabíamos que precisávamos de muito mais energia feminina dentro da série. Nós expandimos Bilquis, nós expandimos Audrey (Betty Gilpin – que roubou a cena arrancando risos da plateia na prévia da série)”.

McShane aumenta as expectativas para a série: “Eu nunca vi nada disso antes e eu achei que foi incrivelmente fantástico. Sério. Eu fiquei fissurado. Nunca vi nada igual antes”, disse o ator após a exibição do piloto.

American Gods gira em torno de Shadow Moon (Ricky Whittle, de The 100), ex-vigarista que agora serve como segurança e companheiro de viagem para o Sr. Wednesday (Ian McShane), um homem fraudulento – que na verdade é a encarnação do deus nórdico Odin – com uma missão: reunir forças para lutar contra os novos deuses.

Pablo Schreiber (Mad Sweeney), Gillian Anderson (Media), Jonathan Tucker (Low-Key Liesmith), Emily Browning (Laura Moon), Omid Abtahi (Salim), Crispin Glover (Mr. World), Orlando Jones (Mr. Nancy), Demore Barnes (Mr. Ibis), Dane Cook (Robbie) e Jeremy Davies (Jesus Cristo) completam o elenco.

 

FONTE: OBSERVATÓRIO DO CINEMA

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Assisti o piloto.

 

 Achei bem promissor. Aquela estética sangrenta febril e quase alucinógena que o Fuller usava em HANNIBAL se faz presente aqui, com este piloto sendo um verdadeiro show de bizarrices visuais. A mitologia apresentada é bem interessante, e realmente nos dá vontade de ver o que vai acontecer a seguir. Ian McShane rouba a cena como o Mr. Wednesday. Só acho que o protagonista acaba sendo a coisa menos interessante ali. É cedo pra dizer qualquer coisa ainda, mas decididamente me chamou a atenção e devo ver o segundo episódio.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Deuses Americanos | Ator que interpreta Technical Boy fala um pouco sobre o personagem
POR
 DANIEL MORAES
 -
  07/05/2017
 
 
 

O primeiro episódio de Deuses Americanos tiveram uma ótima recepção do público norte-americano. E Technical Boy, um dos novos deuses da trama, teve parcela do sucesso da série devido ao seu momento impactante ao final do primeiro capítulo. E em entrevista ao TVLine, Bruce Langley falou um pouco mais sobre o seu personagem.

 

“Acho que é útil pensar nele como um agente de mudança”, iniciou. “Sempre que ele está por perto, ele está lá por uma razão específica, e algo está prestes a mudar de um estado para outro estado. E geralmente vai realmente arruinar o dia de alguém”, completou o ator, sorrindo.

Langley não vê seu personagem como um vilão brutal e violento. Para ele, Technical Boy só se restringe a fazer o que é necessário. “Ele não desperdiça seu tempo. Ele não desperdiça sua energia. Parte disso é porque ele literalmente pensa mais rápido do que qualquer coisa ao seu redor, então para ele desperdiçar um milissegundo falando com um ser humano é desperdiçar muitos ciclos contemplando uma realidade diferente”.

Deuses Americanos gira em torno de Shadow Moon (Ricky Whittle, de The 100), ex-vigarista que agora serve como segurança e companheiro de viagem para o Sr. Wednesday (Ian McShane), um homem fraudulento – que na verdade é a encarnação do deus nórdico Odin – com uma missão: reunir forças para lutar contra os novos deuses.

 

Pablo Schreiber (Mad Sweeney), Gillian Anderson (Media), Jonathan Tucker (Low-Key Liesmith), Emily Browning (Laura Moon), Omid Abtahi (Salim), Crispin Glover (Mr. World), Orlando Jones (Mr. Nancy), Demore Barnes (Mr. Ibis), Dane Cook (Robbie) e Jeremy Davies (Jesus Cristo) completam o elenco.

Bryan Fuller (Hannibal, Pushing Daisies) e Michael Green (Lanterna Verde, Heroes) são os responsáveis pela série, que conta com produção executiva de Neil Gaiman.

Deuses Americanos foi lançada nos EUA no dia 30 de Abril e, no dia seguinte, no Brasil.

FONTE: OBSERVATÓRIO DO CINEMA

Share this post


Link to post
Share on other sites

Com certeza deu para ver muito bem a marca "registrada" do Fuller neste primeiro episódio, e uma pegada "Spartacus", principalmente na questão do sangue e do sexo.

 

E Ian McShane é muito foda!

 

Cocksucker!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse negócio de sugar pessoa pela vagina é foda, hein ? :0... desculpa aí o trocadilho infame  :rolleyes:

 

 Bilquis é insaciável. Hehehe

 

 Conferi o segundo episódio. Ainda é bem doido, mas achei mais "pé no chão" que o piloto. Achei que o Shadow ficou mais interessante aqui, e a dinâmica dele com o Mr. Wednesday do McShane está fantástica. Gostei dos personagens novos também. Fuller e cia parecem estar apresentando os deuses em doses homeopáticas. O Anansi do Orlando Jones e a Media da Gillain Anderson tem tudo para ser grandes personagens. Mas o melhor do episódio foi mesmo o Peter Stormare e o Czernobog com aquela marreta sangrenta. Achei que o jeito truculento e abertamente psicótico dele criou um contraste legal com o Wednesday.

Share this post


Link to post
Share on other sites







American Gods é renovada para sua segunda temporada
Novo ano terá, pelo menos, oito episódios

11/05/2017 - 16:10 RAFAEL GONZAGA













deusescrop_kKvORLt.jpg

 

Starz renovou American Gods, série baseada no livro homônimo de Neil Gaiman, para sua segunda temporada. A confirmação de um novo ano aconteceu menos de um mês após a exibição do primeiro episódio. As informações são do Deadline.


Um número específico de episódios não foi divulgado, mas de acordo com o Deadline, pelo menos oito - como a primeira temporada - estão garantidos. Carmi Zlotnik, presidente da Starz, comemorou a renovação.


"Bryan Fuller, Michael Green e Neil Gaiman evoluíram a forma de fazer arte na televisão sob aspectos narrativos, estruturais e gráficos com American Gods, estamos entusiasmados em trabalhar novamente com esses artistas enquanto eles constroem esse mundo de guerras entre deuses."


 


 


American Gods conta a história de um ex-condenado, Shadow (Ricky Whittle), que vaga  por uma América nos dias atuais repleta de deuses mitológicos da Antiguidade. Bryan Fuller (HannibalPushing Daisies) e Michael Green (Lanterna VerdeHeroes) assinam o roteiro do piloto, além de servirem como produtores principais  Completam o elenco Ian McShane (Mr. Wednesday), Yetide Badaki (Bilquis), Emily Browning (Laura Moon), Crispin Glover (Mr. World), Pablo Schreiber (Mad Sweeney) entre outros.


A série é exibida no Brasil pela Amazon Prime, com episódios novos liberados pelo serviço de streaming toda segunda-feira.








Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×