Jump to content
Forum Cinema em Cena
CACO/CAMPOS

Oito Mulheres e um Segredo , Sandra Bullock e Cate Blanchett

Recommended Posts

57 minutes ago, Big One said:

O Soto fakando desses filmes me Deus até um calafrio   Já pensou 7 Mulheres e Um Destino? Ben Hur versão feminina 

10 continuações e remakes desnecessários que chegarão às telas em 2018

Bumblebee terá seu filme solo em 2018.

A crise de criatividade continua em Hollywood – e na busca do “dinheiro fácil” de continuações, reboots e remakes, executivos desenterram propriedades intelectuais das quais pouca gente realmente quer saber. Abaixo, separamos 10 desses filmes que são completamente desnecessários – mas chegarão aos cinemas mesmo assim em 2018:
SOBRENATURAL: A ÚLTIMA CHAVE (18/01) | Lançado em 2010, Sobrenatural foi um filme menor na carreira de James Wan – quando o diretor saiu da franquia, no terceiro filme (lançado em 2015), ela já estava para lá de desgastada. Esse quarto longa, que será uma das primeiras estreias de 2018, cheira a último suspiro de uma saga cansada e que atrai o interesse de pouca gente.
THE STRANGERS: PREY AT NIGHT (09/03) | Em 2008, o diretor e roteirista Bryan Bertino lançou um pequeno longa de terror que aos poucos ganhou status de cult, Os Estranhos. Agora, dez anos depois, sem Bertino nem os astros Liv Tyler e Scott Speedman, a história continua nessa sequência tardia que só vai servir para destruir a memória de uma pequena gema do gênero.
SHERLOCK GNOMES E O MISTÉRIO DO JARDIM (22/03) | Esse é um daqueles casos em que até o filme original, Gnomeu e Julieta (2011), era bastante descartável. Surpreendentemente, o longa animado faturou quase US$ 200 milhões para seu baixo orçamento – o que gerou a “continuação” em que versões em gnomo de Romeu e Julieta se juntam com a versão gnomo de Sherlock Holmes.
SICARIO 2: SOLDADO (29/06) | Sicario, lançado em 2015, é um grande filme – em parte pelo talento de gente como Denis Villeneuve, Roger Deakins e Emily Blunt. Nenhum dos três retorna para a continuação, que parece uma extensão desnecessária de uma história perfeitamente fechada.
THE PURGE: THE ISLAND (04/07) | Um filme bacana como Uma Noite de Crime (2013), que trabalhava de forma curiosa e interessante com uma premissa criativa, não merecia duas más continuações que expandem o universo da franquia sem nunca nos engajar com os personagens contidos nele. O quarto filme será também o primeiro sem a direção do criador da franquia, James DeMonaco.
THE NUN (13/07) | Se os filmes da Annabelle não fossem chatos o bastante, James Wan e companhia resolveram criar outro longa solo de uma das vilãs da franquia Invocação do Mal. Novamente, o diretor Wan passou os deveres do spin-off para outro cineasta, menos talentoso – o pobre coitado dessa vez é Corin Hardy (A Maldição da Floresta).
O PROTETOR 2 (10/08) | Denzel Washington voltará à ação como o ex-agente secreto que se torna um assassino de aluguel para indivíduos querendo vingança. O primeiro filme, apesar de razoavelmente bem elaborado, era um desperdício do enorme talento de Washington, e quatro anos depois é difícil pensar em alguém que esteja ansioso por uma continuação.
GOOSEBUMPS: HORRORLAND (21/09) | O curioso da existência de um segundo Goosebumps é que o primeiro, lançado em 2015, fez apenas US$ 150 milhões nas bilheterias mundiais, dificilmente o bastante para justificar uma sequência. Chegando três anos depois do original aos cinemas, essa continuação só pode levar a uma queda drástica desse resultado.
COMO O GRINCH ROUBOU O NATAL (08/11) | O filme com Jim Carrey, lançado em 2000, já é desastroso o bastante, mas agora a empresa de animação que nos deu os Minions (a Illumination) quer lucrar em cima da criação clássica do Dr. Seuss. O longa animado ainda vai dar uma “história de origem” para o personagem, como se ele precisasse de uma.
BUMBLEBEE (21/12) | Porque, afinal, cinco filmes dos Transformers não foram o bastante… Nós precisamos também de um derivado sobre a “origem” de um deles, que desperdiçará atores talentosos como Hailee Steinfeld em cenas de ação entupidas de CGI e uma trama previsível.
 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Oito Mulheres e um Segredo terá participação de “vários atores” dos longas originais

Por
 Caio Coletti
 -
 19/02/2018
oceans.jpg Matt Damon no Onze Homens original
Ouça este conteúdo0:0001:15Audima

Oito Mulheres e Um Segredo não terá só a participação já anunciada de Matt Damon, membro do elenco original da franquia iniciada por Onze Homens e Um Segredo (2001).

 

Segundo o próprio Damon, em entrevista ao Toronto Sun: “Eu tenho uma participação pequena no filme, não é nada destacado… Se eu não me engano, mais alguns dos rapazes aparecem”.

Confira o trailer

O jogo vai virar quando Debbie Ocean (Sandra Bullock), irmã de Danny Ocean (George Clooney), tentará realizar o roubo do século na cidade de Nova York, no baile de gala anual do MET, que é repleto de celebridades.

Sua primeira tarefa é reunir o time de perfeito: Lou (Cate Blanchett); Nine Ball (Rihanna); Amita (Mindy Kaling); Constance (Awkwafina); Rose (Helena Bonham Carter); Daphne Kluger (Anne Hathaway); e Tammy (Sarah Paulson). Damian Lewis (Billions) faz o vilão principal do filme.

A direção está a cargo de Gary Ross (Jogos Vorazes). O roteiro foi escrito por Olivia Milch (Rainha e País).

Ocean’s Eight chega em 8 de junho de 2018 nos cinemas.

 

FONTE: OBSERVATÓRIO DO CINEMA

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 Trailer mais fraco que o primeiro. De fato, é basicamente a mesma história do primeiro filme da trilogia do Sodenbergh. Mesmo a motivação de vingança por parte da líder da quadrilha é parecida.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Oito Mulheres e um Segredo deve arrecadar US$ 45 milhões na estreia nos EUA [ATUALIZADO]

Se confirmado, valor seria maior do que o obtido com Onze Homens e um Segredo, em 2001
17/05/2018 - 22:11 - MARIANA CANHISARES
Warner Bros./Divulgação
- Warner Bros./Divulgação
 
 

Projeções indicam que Oito Mulheres e um Segredo deve arrecadar US$ 45 milhões no seu primeiro final de semana em cartaz, nos Estados Unidos. De acordo com o Deadline, se a expectativa for confirmada, o longa terá bilheteria maior do que Onze Homens e um Segredoque, em 2001, fez US$ 38 milhões no lançamento. 

Considerando a correção monetária, a produção do diretor Gary Ross superaria Doze Homens e Outro Segredo (US$ 39 milhões) e Treze Homens e um Novo Segredo (US$ 36 milhões).

O Deadline compara a projeção ao desempenho do reboot de Caça-Fantasmas, que arrecadou US$ 46 milhões no lançamento e US$ 128 milhões, durante todo o período que esteve em cartaz nos EUA. Vale notar, porém, que Oito Mulheres e um Segredo é um filme mais barato de se produzir, de modo que deve ser mais lucrativo do que a comédia.

[Atualização, às 22h56] A estimativa apurada pela Variety, porém, é mais moderada. Segundo o site, o filme deve arrecadar entre US$ 30 e 36 milhões na estreia [fim da atualização]

Nomes como RihannaSarah PaulsonMindy KalingCate Blanchett, Helena Bonham Carter, Matt Damon Richard Armitage estão confirmados no elenco. Alguns famosos devem devem fazer participações, como Kim KardashianKendall JennerAnna WintourAdriana Lima e Katie Holmes, que estarão uma cena do baile do Met.

A estreia está marcada para 8 de junho de 2018.

 

FONTE: OMELETE

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 5/29/2018 at 9:26 AM, Gust84 said:

É IGUAL.

Bizarro.

Pois é. Percebe-se claramente as contrapartes da versão masculina

Bullock= Clooney

Blanchet= Pitt

Hathaway= Garcia.

 

 Espero que essa semelhança seja só no trailer, e que o filme surpreenda de alguma forma, pois o elenco é foda. Mas parece pouco provável. Em tempo:

 

'Oito Mulheres e Um Segredo' só aconteceu graças a 'Mulher-Maravilha', diz Anne Hathaway

Publicado em 04/06/2018 às 15:28 por Thiago Muniz

Durante uma nova entrevista à EW, Anne Hathaway contou que 'Oito Mulheres e Um Segredo' ('Ocean's Eight'), a versão feminina de 'Onze Homens e Um Segredo', só aconteceu graças ao sucesso de 'Mulher-Maravilha'.

"'Mulher-Maravilha' realmente mudou o jogo em muitos sentidos. Podemos chegar a um estúdio com uma proposta como essa e com certeza há mais abertura. O movimento Time’s Up, tudo mais contribuiu para que Hollywood investisse mais em elencos femininos como neste filme"

 

Na trama, Danny Ocean, personagem de George Clooney na franquia original, morreu e deixou uma mapa para sua irmã (Sandra Bullock) vingar sua morte.

 

FONTE: CINEPOP

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aqui o review vai no mesmo caminho, sobre empoderamento feminino. Só que com mais embasamento. Vale a pena ler

. Caça-fantasmas sofreu desse mesmo problema. 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Passo. Vi o primeiro do Clooney e não achei lá essas coisas. Aqui só mudaram sexo daquilo, logo esse papo de empoderamento pra mim não cola. Papinho este que tá na moda e não me convence. Já tive uma péssima experiência vendo Caça Fantasmas, e tô torcendo pra patroa não vir com a idéia de prestigiar😣. Tá na cara que o público alvo disto é  a mulherada que desconhece a trilogia original. Remake desnecessário e oportunista desta época pós - Harvey Weinstein. Numa época de crise criativa em Hollywood, o que menos se precisa agora é de mais uma Ramba, Robocopa, etc

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Oito Mulheres e Um Segredo: Diretor explica ausência de Matt Damon
Por João Vitor Figueira — 12/06/2018 às 18:33
  

Ator da trilogia Onze Homens e Um Segredo chegou a afirmar que faria participação especial no filme. Falas de Damon sobre assédio em Hollywood e a acusação de ter acobertado crimes de Harvey Weinstein inspiraram petições contra o ator.

 

Oito Mulheres e Um Segredo conta com um elenco estelar de protagonistas e com uma série de participações especiais marcantes, incluindo a presença de atores que trabalharam em outros filmes da franquia — exceto Matt Damon. O ator da trilogia iniciada em Onze Homens e Um Segredo (2001) sob a direção de Steven Soderbergh chegou a afirmar em entrevistas que estaria no reboot feminino, mas sua presença não chegou ao corte final.

Gary Ross, diretor do filme, explicou em entrevista para o The Hollywood Reporter que a ausência de Damon se deu de forma natural e que a presença do ator não se encaixava no filme. "Escolher as participações especiais é um processo eclético que envolve pensar em como isso se encaixa na história e ajuda a narrativa", contou o cineasta, que também já comandou filmes como Jogos Vorazes e Um Estado de Liberdade. O diretor contou que algumas cenas de participações especiais foram filmadas depois que ele considerava ter finalizado o filme.

"Houve muita gente que foi graciosa conosco e que por motivos narrativos ou de edição não entraram no filme", contou o cineasta ao comentar a ausência de Damon. "Sabe, nós acabamos filmando por mais 10 dias depois que as filmagens principais terminaram, então há muito material, mas a questão [que define o que é cortado ou não] tem a ver com narrativa."

A presença de Matt Damon em Oito Mulheres e Um Segredo foi muito discutida depois que o ator foi acusado de tentar varrer para debaixo do tapete as denúncias contra o infame produtor Harvey Weinstein, que caiu em desgraça após décadas de crimes sexuais cometidos serem revelados. Sharon Waxman, editora do site The Wrap, alegou que em 2004, Damon e Russell Crowe teriam se empenhado em fazer que uma matéria que seria publicada no The New York Times não ganhasse as páginas do influente jornal. O conteúdo da matéria consistia justamente em revelações sobre os crimes do executivo. Damon negou ter agido para sabotar Waxman.

Além disso, o ator foi o autor de falas polêmicas sobre assédio sexual em Hollywood quando tentou categorizar tipos de assédio ou abuso do pior para o "menos pior". "Há uma diferença entre encostar no bumbum de alguém e de molestar ou estuprar uma criança. Ambos os comportamentos precisam ser confrontados e erradicados sem dúvidas, mas eles não devem ser confundidos", disse Damon, que depois se desculpou ("espero ser parte dessa mudança e quero acompanhar essa trajetória, mas eu devo fechar minha boca por enquanto").

Recentemente, Damon fez participações especiais em filmes como Thor: Ragnarok e Deadpool 2.

 

FONTE: ADORO CINEMA

Share this post


Link to post
Share on other sites

Este filme é errado em tantas maneiras....mas acima de tudo eh chato e sonolento..não conseguiu nem ser passa tempo sem compromisso. Oceans 8 tenta emular os filmes do Soderbergh com posição de câmeras e músicas semelhantes. Além disso as atuações da Sandra Bullock e Cate Blanchet eram caricatas, parecia que elas estavam imitando Clooney e Pitt no Saturday NIght Live, o que funcionária numa esquete porque você sabe que é uma esquete de alguns minutos. Agora em um filme de 2 horas é ruim. E para finalizar tem um plot twist brochante. #prontofalei.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 Não vi nenhum dos dois filmes, mas fica a questão, por que CAÇA FANTASMAS só com mulheres foi um fracasso de bilheteria, e OITO MULHERES se deu bem? Timing com o momento? Elenco mais chamativo? O fato da marca "Caça Fantasmas" ser bem mais forte que "Ocean insira um número"?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu, como fã, da trilogia original, vou falar que eu esperava muito menos do filme.

Não tem o charme e a "capciosidade" dos originais, mas essa fórmula básica é sustentada relativamente bem pelo elenco.

Senti falta de um vilão, e achei que o personagem do James corden destoa um pouco do tom do filme, apesar de eu adorar o cara.

Não achei uma bomba, pelo que eu esperava até gostei, mas falta um Mojo que o filme quase alcança, mas não tem força.

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 6/21/2018 at 4:34 PM, Questão said:

 

 Não vi nenhum dos dois filmes, mas fica a questão, por que CAÇA FANTASMAS só com mulheres foi um fracasso de bilheteria, e OITO MULHERES se deu bem? Timing com o momento? Elenco mais chamativo? O fato da marca "Caça Fantasmas" ser bem mais forte que "Ocean insira um número"?

Nos Caçafantasmas realmente rolou briga entre os fãs e produção/direção do filme (já que a produção resolveu responder o mimimi de fãs afoitos), e isso até atingiu o filme em si quando o diretor (que puto com esses fãs) resolve "anular" todos personagens masculinos (todos são ou  bocós ou chatos ou infantis ou etc). Eu particularmente, acho que isso deu uma estragada no filme, apesar de eu achar ela ainda bom (se for analisar Caçafantasmas original não era um filme sexista - as mulheres de lá eram mulheres fortes e relevantes - então, não sei porque fizeram o novo assim, rebaixando um dos sexos por birra). 

 

Aqui já não teve essa resposta da produção/direção, não houve briga. Simplesmente pensaram: "Estamos fazendo o filme assim, se gostam, vão ver, se não tanto faz". Talvez o público em geral respeitou essa postura.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×