Jump to content


Photo

Oscar 2018: Previsões


  • Please log in to reply
1 reply to this topic

#1 SergioBenatti

SergioBenatti

    Designer de Figurino

  • Members
  • 976 posts

Posted 15 March 2017 - 21:41 PM

Tópico para ansiosos. Tópico para fanáticos. Tópico para apostadores. Tópico para quem ama cinema. Tópico de tradição do site Cinema em Cena. Acompanharemos por aqui mais uma temporada de festivais, prêmios de crítica, polêmicas sociais, números de bilheterias, e o eterno duelo cinema de prosa versus cinema de poesia. O que veremos neste ano? Quais filmes chegarão lá? Surpresa, ou frustração, quem sairá com uma das cobiçadas estatuetas douradas nas mãos?

 

Oscarnuts, está aberto mais um ano de previsões para o Oscar!

 

Com a ajuda dos sites IMDB, Awards Daily, do texto e pesquisa deste que vos escreve, e, sobretudo, das informações e texto do excelente Termometrooscar (os quais tive de corrigir equívocos em muitos casos), eis a lista de alguns dos prováveis contendores:

 

T2 TRAINSPOTTING: Diretor: Danny Boyle. Elenco: Ewan McGregor, Ewen Bremner.

Adaptação do livro "Porno", de Irvine Welsh, conta a vida dos personagens de Trainspotting 10 anos depois.

 

On Chesil Beach: Diretor: Dominic Cooke. Elenco: Saoirse Ronan, Emily Watson, Billy Howle.

Adaptação do livro de Ian McEwan, conta a história de dois jovens recém-casados...virgens.

 

How To Talk To Girls at Parties: Diretor: John Cameron Mitchell. Elenco: Elle Fanning, Ruth Wilson, Nicole Kidman. 

Um alienígena turista separa-se de seu grupo de viajantes e desce no subúrbio de Londres onde trava amizade com dois jovens.

 

Annihilation: Diretor: Alex Garland. Elenco: Natalie Portman, Gina Rodriguez, Oscar Isaac, Jennifer Jason Leigh.

A Área X é um local que está há décadas isolado do restante do mundo. Após todas as expedições de reconhecimento terminarem de forma trágica, os membros da décima segunda missão assumem o objetivo de mapear o terreno, identificar as mudanças ambientais e, o mais importante, não se contaminarem. Baseado em famosa obra homônima. ​

 

Blade Runner 2049: Diretor: Denis Villeneuve. Elenco: Ryan Gosling, Harrison Ford, Robin Wright.

Trinta anos após os acontecimentos do primeiro filme, a humanidade está novamente ameaçada, e dessa vez o perigo pode ser ainda maior. Isso porque o novato oficial K desenterrou um terrível segredo que tem o potencial de mergulhar a sociedade no completo caos. 

 

The Sense of an Ending: Diretor: Ritesh Batra. Elenco: Charlotte Rampling, Jim Broadbent, Michelle Dockery.

Vencedor do Man Booker Prize 2011, conta as memórias de um senhor ao final da vida que tenta se lembrar de um episódio particularmente especial na sua juventude e das consequências geradas a partir dali. Envelhecimento, remorso, memória, e um final surpreendente. 

 

Dunkirk: Diretor: Christopher Nolan. Elenco: Tom Hardy, Cilian Murphy, Mark Rylance, Kenneth Branagh.

Baseado na história real da Operação Dínamo, mais conhecida como a Evacuação de Dunquerque, operação militar que aconteceu no início da Segunda Guerra Mundial.

 

The Zookeeper`s Wife: Diretor: Niki Caro. Elenco: Jessica Chastain, Daniel Bruhl.

O zoológico de Varsóvia é mantido sob o comando de Jan Zabinski e cuidados de Antonina, sua esposa. Quando o país é invadido pelos nazistas, eles são forçados a se reportar para o zoologista, Lutz Heck. Logo, Jan e Antonina começam a trabalhar com a resistência e planejam salvar centenas de vidas ameaçadas pela invasão.

 

Assassinato no Expresso Oriente: Diretor: Kenneth Branagh. Elenco: Kenneth Branagh, Judi Dench, Johnny Depp.
Várias pessoas estão fazendo uma viagem longa em um luxuoso trem. A paz, entretanto, é perturbada por um acontecimento sinistro: um terrível assassinato. À bordo da composição está ninguém menos que o mundialmente reconhecido detetive Hercule Poirot que se voluntaria para iniciar uma varredura no local, ouvindo testemunhas e possíveis suspeitos para descobrir o que de fato aconteceu.

 

Mother!: Diretor: Darren Aronofsky. Elenco: Jennifer Lawrence, Javier Bardem, Michelle Pfeiffer, Ed Harris.

Um casal tem o relacionamento testado quando pessoas não convidadas surgem em sua residência acabando com a tranquilidade reinante.

 

A Fortaleza de Vidro: Diretor: Destin Cretton. Elenco: Brie LArson, Naomi Watts, Woody Harrelson.

Baseado no livro Castelo de Vidro, da jornalista Jeanette Walls, a trama retrata a infância de Walls, criada com os irmãos no seio de uma família desequilibrada, bastante pobre e nômade.

 

Battle of The Sexes: Diretor: Jonathan Dayton, Valerie Faris. Elenco: Emma Stone, Steve Carell, Elisabeth Shue.

O longa contará a história da jovem tenista Billie Jean King, que desafia e ganha, de um veterano do esporte, em 1973. A disputa se tornou o evento esportivo mais assistido de todos os tempos e começou uma grande discussão sobre igualdade de gêneros na época.

 

A Bela e a Fera: Diretor: Bill Condon. Elenco: Emma Watson, Luke Evans, Dan Stevens

Versão da animação A Bela e a Fera em live action. Moradora de uma pequena aldeia francesa, Bela tem o pai capturado pela Fera e decide entregar sua vida ao estranho ser em troca da liberdade do progenitor. 

 

The Beguiled: Diretor: Sofia Coppola. Elenco: Elle Fanning, Kirsten Dunst, Nicole Kidman, Colin Farrell.

Um soldado da União, ferido em combate durante a Guerra de Secessão, acaba encontrando refúgio e um lugar para se curar dentro de um internato para mulheres localizado em território Confederado. Lá, o soldado se recupera, mas acaba conquistando o coração de algumas das mulheres no processo.

 

Wonder Wheel: Diretor: Woody Allen. Elenco: Kate Winslet, Juno Temple, Justin Timberlake, James Belushi.

Sinopse não sabida.

 

Victoria and Abdul: Diretor: Stephen Frears. Elenco: Judi Dench, Ali FAzal, Eddie Izzard.

Abdul Karim é um jovem indiano que é funcionário na corte do Reino Unido. À medida que o tempo passa, a rainha Victoria acaba desenvolvendo uma amizade muito improvável com esse criado específico.​

 

OKJA: Diretor: Joon-Ho Bong. Elenco: Tilda Swinton, Jake Gyllenhaal, Paul Dano, Seo-hyun Ahn.

Mija é uma jovem garota que está prestes a mudar todo o rumo de sua vida. Quando uma poderosa multinacional ameaça sequestrar sua melhor amiga, um animal de estimação chamado Okja, ela não medirá esforços para impedir o crime.

 

The Greatest Showman: Diretor: Michael Gracey. Elenco: Hugh Jackman, Zac Efron, Michelle Williams, Rebecca Ferguson.

A história de P.T. Barnum (Hugh Jackman), showman empreendedor conhecido como "Príncipe das falcatruas". Entre suas criações estão um museu de curiosidades e um circo próprio, em que eram apresentados animais, freaks e fraudes de todo tipo. Lá ele inventou o “O Maior Espetáculo da Terra”, em cartaz até hoje no Ringling Bros. and Barnum & Bailey Circus..

 

Loving Vincent: Diretor: Dorota Kobiela, Hugh Wlechman. Elenco: Saoirse Ronan, Aidan Turner, Douglas Booth.

Investigação apronfundada sobre a vida e a misteriosa morte de Vincent Van Gogh através das suas pinturas e dos personagens que habitam suas telas. Animado com a técnica de pintura a óleo do pintor holandês, os personagens mais próximos são entrevistados e há reconstruções dos acontecimentos que precederam sua morte..

 

Song to Song: Diretor: Terrence Malick. Elenco: Ryan Gosling, Michael Fassbender, Roney Mara, Natalie Portman.

Em Austin, no Texas, dois casais - os compositores Faye (Rooney Mara) e BV (Ryan Gosling), e o magnata da música (Michael Fassbender) com uma garçonete que ele ilude (Natalie Portman) - perseguem o sucesso através de uma paisagem de rock 'n' roll, sedução e traição..

 

Darkest Hour: Diretor: Joe Wright. Elenco: Gary Oldman, John Hurt, Stephen Dillane.

Winston Churchill (Gary Oldman) está prestes a encarar um de seus maiores desafios: tomar posse do cargo de Primeiro Mnistro da Grã-Bretanha. Paralelamente, ele começa a costurar um tratado de paz com a alemanhã Nazista que pode significar o fim de anos de conflito.

The Seagull: Diretor: Michael Mayer. Elenco: Saoirse Ronan, Annette Bening, Corey Stoll.

Filme baseado na peça homônima de Anton Chekov ​, que espelha relações familiares e sociais por meio de uma companhia teatral em uma pequena província russa.

 

The Yellow Birds: Diretor: Alexandre Moors. Elenco: Tye Sheridan, Jennifer Aniston, Alden Ehrenreich.

Dois jovens soldados são enviados para o Iraque. Unidos desde recrutas, os rapazes sempre se protejeram. Em meio à pressões de todos os lados, os dois acabam sob os cuidados de um sargento mais velho e enfrentam diversos atos de violência na luta diária pela sua sobrevivência.

 

Wonderstruck: Diretor: Tood Haynes. Elenco: Oakes Fegleys, Julliane Moore, Michelle Williams.

Em 1927 a pequena Rose foge de casa rumo a Nova York desejando conhecer Lillian Mayhew, estrela de cinema que idolatra. Em 1977 o menino Ben também escapa para NY, sonhando finalmente conhecer seu pai. Em determinado momento as vidas das duas crianças surdas se cruzam de maneira inesperada..

 

The Killing of a Sacred Deer: Diretor: Yorgos Lanthimos. Elenco: Nicole Kidman, Colin Farrell, Alicia Silverstone.

Steve, um carismático cirurgião, conhece um adolescente e procurar integrá-lo em sua complexa família. Quando as ações do garoto se tornam cada vez mais sinistras, a vida ideal de Steven começa a desmoronar e ele é forçado a realizar um impensável sacrifício.

Happy End: Diretor: Michael Haneke. Elenco: Jean-Louis Trintignant, Isabelle Huppert.

A crise migratória afeta de diferentes formas os membros de uma família moradora de um dos dos principais destinos de refugiados na Europa: a cidade portuária de Calais, no norte da França..

 

Downsizing: Diretor: Alexander Payne. Elenco: Matt Damon, Kristen Wiig, Cristoph Waltz

Na cidade de Omaha, as pessoas descobrem a possibilidade de reduzir de tamanho para uma versão minúscula, a fim de terem menos gastos vivendo em pequenas comunidades que se espalham pelo mundo. Um homem (Matt Damon) aceita passar por esse processo.

 

Mary Magdalene: Diretor: Garth Davis. Elenco: Rooney Mara, Joaquin Phoenix, Chiwetel Ejiofor.

A história de Maria Madalena (Rooney Mara), uma das pessoas mais notáveis que cruzaram o caminho de Jesus (Joaquin Phoenix), o messias da religião cristã, enquanto este cumpriu sua jornada no mundo.

 

Molly`s Game: Diretor: Aaron Sorkin. Elenco: Jessica Chastain, Idris Elba, Kevin Costner, Michael Cera.

Após perder a chance de participar dos Jogos Olímpicos, a esquiadora Molly Bloom (Jessica Chastain) decide tirar um ano de folga dos estudos e ir trabalhar como garçonete em Los Angeles. Através de circunstâncias curiosas, ela acaba se tornando milionária e famosa por organizar os mais exclusivos jogos de pôquer da região​.

 

Wonder: Diretor: Stephen Chbosky. Elenco: Julia Roberts, Jacob Tremblay, Owen Wilson.

Auggie Pullman (Jacob Tremblay) é um garoto que nasceu com uma deformação facial. Pela primeira vez, ele irá frequentar uma escola regular, como qualquer outra criança. No quinto ano, ele irá precisar se esforçar para conseguir se encaixar em sua nova realidade.

 

Logan: Diretor: James Mangold. Elenco: Hugh Jackman, Patrick Stewart, Boyd Holbrook.

Em 2029, Logan ganha a vida como chofer de limousine, para cuidar do nonagenário Charles Xavier. Debilitado fisicamente, esgotado emocionalmente, ele é procurado por Gabriela, uma mexicana que precisa da ajuda do ex-X-Men. Ao mesmo tempo em que ele se recusa a voltar à ativa, Logan é confrontado por um mercenário.

 

Call me by Your Name: Diretor: Luca Guadagnino. Elenco: Armie Hammer, Michael Stuhlbarg, Timothée Chalamet.

 Um adolescente e um convidado da família dele apaixonam-se na Riviera italiana.

 

Untitled Detroit Project: Diretor: Kathryn Bigelow. Elenco: John Boyega, Jack Reynor, Will Poulter.

 Trama desconhecida passada no ano de 1967, quando a cidade de Detroit passou por 5 dias de protestos e violência.

 

Untitled PTA Project: Diretor: Paul Thomas Anderson. Elenco: Daniel Day-Lewis, Vicky Krieps, Lesley Manville.

Trama desconhecida, sabe-se que o filme vai falar sobre o mundo da moda de Nova York na década de 1950. 

 

 

AND THE OSCAR GOES TO...


"A sua beleza me faz ignorar o taxímetro" (Manhattan)


#2 SergioBenatti

SergioBenatti

    Designer de Figurino

  • Members
  • 976 posts

Posted 15 March 2017 - 22:45 PM

Minha conhecida obsessão pelo Oscar instiga-me a ler os livros a serem adaptados para as telas.  Todo ano neste fórum faço um exercício de comparação entre literatura e cinema, e o que pode advir em matéria de Oscar. Ano passado, os livros eram ótimos, mas as adaptações não vingaram. Veremos neste ano. Eis o que tenho a dizer, sem Spoiler!,  sobre:

 

 

On Chesil Beach: livro "Na Praia", Autor: Ian McEwan. Editora: Companhia das Letras. 136 páginas. Mais ou menos $32.

 

Num primeiro momento, quem iria querer ler um livro sobre virgindade? Parece um tema morto, nos nossos dias. É aí que entra o colossal talento de Ian McEwan ("Reparação", alguém?!) para deixar essa novela belissimamente escrita fiel aos primeiros anos dos anos 1960, e a deixá-la com um final de encher os olhos das pessoas que se julgam as mais modernas do mundo. É uma novela, portanto, é pequeno, a ação é diminuta, daria mais certo nos palcos que no cinema a meu ver, mas...Saoirse Ronan e Billy Howle têm tudo para arrasar. Há duas temporadas, quando escrevi sobre "Brooklyn", ninguém dava bola pro filme, e eu cravava as indicações. Acontece que aqui a trama tem menos fôlego. Prevejo menos alvoroço, muito pelo tema, que, inclusive, me afastou anos da leitura deste livro. De qualquer jeito, outro personagem à feitura do rosto de época da Saoirse Ronan.

 

A personagem dela é musicista, talvez venha alguma música autoral em vez de só reproduções clássicas. O Figurino é assinado pela Suzie Davies, uma indicação, pelo excelente "Mr.Turner". 

 

Chances de Oscar: Atriz, Roteiro Adaptado, Trilha Sonora, Figurino.

 

 

A Gaivota: Autor: Anton Tchekov. Editora: CosacNaify. 128 páginas (edição. Bolso). Mais ou menos $14.90.

 

Escrita no final do século XIX, essa é uma peça fundamental para o realismo do teatro russo, mas que se tornou célebre no mundo, não tenho dúvidas, pelo seu pensamento a respeito da tessitura do próprio teatro. A história é um fiapo, nem vale a pena contar. O que ela tem de especial é o monólogo de Nina, que todas as atrizes do mundo querem recitar, que todas as mocinhas estudantes de teatro querem fazer, que infesta o Youtube com várias declamações em todas as línguas. A outra personagem mais complexa é a da atriz veterana, que comanda com sua verve e estilo os destinos de quase todos os personagens, numa vibe parecida com o delicioso "Being Julia".

 

Mais uma vez, Saoirse Ronan pegou o melhor personagem, Nina. Annette Bening pegou o segundo melhor. No mais, são papéis batidos, vistos muitas vezes ao longos dos anos. Ou seja, não há novidade.

 

O diretor, Michael Mayer, fez pouca coisa, entre elas destruir um dos meus livros favoritos "Uma Casa no Fim do Mundo".  Estou de olho na production designer Jane Musky, que sempre fez coisa boa, e que agora terá de trabalhar com cenários de teatro ao estilo russo, incluindo um lago no palco. Pode chamar muita a atenção das pessoas.

 

Sinceramente, não vejo a razão de adaptar esse texto para as telas.

 

Chances de Oscar: Atriz, Atriz Coadjuvante, Design de Produção.

 

 

The Sense of an Ending: Autor: Julian Barnes. Editora: Rocco. 160 páginas. Mais ou menos $19.90.

 

O pequeno filme inglês do ano que vai tentar bombar. Baseado em um livro vencedor do Man Booker Prize de 2011. Eu li este livro há alguns anos e me lembro pouco dele. O que é curioso pois trata-se justamente desse exercício de relembrar o passado e como vamos preenchendo os espaços em branco com ficção que contamos para nós mesmos. Tudo do Julian Barnes é feito com aquele humor inglês sutil, auto-referente, meio deprê...Ele tem passagens muito bonitas sobre o que é a memória, sobre o que é o remorso, sobre como as decisões da juventude afetam a velhice e tudo...As pessoas tendem a gostar muito do livro porque ele tem um final - digamos - impactante. De reviravolta. Eu lembro que quando cheguei a página final eu disse a mim mesmo, brincando com o título: "Quase faltou sentido ao fim". Em termos de Oscar, tudo se resume aos personagens do Jim Broadbent, o inequívoco protagonista, e da Charlotte Rampling. Se ela for proibida de dar entrevistas e de comentar a situação racial da indústria, talvez ela consiga uma segunda indicação, dessa vez a uma distante quinta vaga de Atriz Coadjuvante. Quanto ao Jim Broadbent, apesar de ele ser um ator excepcional, prevejo um ano muito forte. Não vejo ele entrando. As críticas, por enquanto, estão ruins.

 

Chances de Oscar: Os ingleses sempre puxam forte os seus compatriotas. Mas, por agora, só vejo chances muito diminutas em Atriz Coadjuvante (Charlotte Rampling).

 

T2 TRAINSPOTTING: livro "Porno": Autor: Irvine Welsh. Editora: Rocco. 568 páginas. Mais ou menos $30

 

Não tenho nem como expressar o quanto este livro é divertido. As loucuras das drogas do primeiro livro são parcialmente substituídas por doses cavalares de sexo. Enquanto lia, só pensava: como é que eles vão filmar isso? Afinal, eles agora ganham dinheiro com filme pornô caseiro. Não é que é pesado, gente, é pesadíssimo!, e engraçadíssimo! Porque tem isso: sexo tem uma dimensão de comédia. As críticas ao filme não estão muito boas. Mas tenho certeza: os leitores não hão de se arrepender. Vale cada centavo.

 

Jon Harris, indicado por "127 hours", talvez tenha o trabalho técnico mais difícil. Repetir aquela velocidade incrível da montagem do primeiro filme. É uma chance muito remota. Mas não vejo outra.

 

O roteiro do primeiro filme ganhou uma indicação, para John Hodge ( adaptou "A Praia"; escreveu "Cova Rasa", entre outros), mas creio que tudo na vida é momento. Aquele momento, aquele frisson provocado por "Trainspotting", passou. 

 

Chances de Oscar: Montagem.

 

The Yellow Birds: livro "Pássaros Amarelos": Autor: Kevin Powers. Editora: Companhia das Letras. 182 páginas. Mais ou menos $26.

 

Um draminha de guerra, estreia desse jovem autor, que foi ele mesmo militar no Iraque. Foi inflado por alguns jornais americanos até como obra-prima. Você vai ler e ....Não tem nada! Absolutamente nada. Talvez o pior livro que li nos últimos tempos. A melhor coisa é o por quê do título, que vem de uma canção de guerra do exército americano. 

 

Estavam tentando catapultar a indicação em Atriz para Jennifer Aniston, mas o filme flopou nas críticas. Porém, ainda insistem em fazer o nome dela. É uma coisa totalmente fora da realidade se conseguirem. A personagem da mãe aparece pouco e não faz nada de mais. Tem apenas um momentinho mais relevante. É puro marketing.

 

Como filme de guerra, talvez alguma chance em Som. É de uma galera que vence prêmios Emmys, mas no Oscar ainda não deu as caras.

 

Chances de Oscar: Atriz, Edição de Som.


"A sua beleza me faz ignorar o taxímetro" (Manhattan)





0 user(s) are reading this topic

0 members, 0 guests, 0 anonymous users