UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena
Sign in to follow this  
lmborba

Oscar 2019 - Previsões

Recommended Posts

 

Primeira animação japonesa não pertencente aos estúdios Ghibli a ser indicada ao Oscar de Melhor  Filme de Animação, "Mirai" é um anime que traz um protagonista insuportável, que grita e chora o tempo todo, mas aos poucos vamos superando esse traço ocultado das crianças pequenas no cinema, e nos deixando levar pela história. Os últimos 10 minutos são lindos e comoventes, um verdadeiro prêmio a quem suportou o caráter do menino.

De qualquer forma, é o mais fraco dos indicados.

 

Mirai no Mirai (2018)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Atores mexicanos estão atacando Yalitza Aparicio, de Roma, indicada ao Oscar de Melhor Atriz

190217144615-roma-pelicula-alfonso-cuaron-netflix-pkg-antonanzas-fuera-de-camara-00014225-full-169-1068x601.jpg
A indicação de Yalitza Aparicio ao Oscar de Melhor Atriz, por Roma, está causando uma grave polêmica no México. Um grupo de atores e atrizes estão criticando a escolha da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas por dizer que a artista não tinha experiência antes do filme e que “não atuou”.
Grande parte das críticas surge porque antes de ser selecionada para Roma, a atriz era uma professora de pré-escola em uma pequena comunidade no México. Para esses profissionais, Yalitza Aparicio não tem uma vida diferente da sua personagem do longa. No entanto, os comentários começam a tomar proporções preocupantes.
A mais recente crítica foi um vídeo vazado do ator Sergio Goyri, em que o famoso reclama que o Oscar tenha “nomeado uma índia”. Além disso, a diretora María José Cuevas e a organizadora do Ariel (principal prêmio do cinema mexicano), Rossana Barro, denunciaram um grupo que queria boicotar a indicação de Yalitza Aparicio a honraria.
“Soube que há um grupo de atrizes mexicanas que está se organizado para pedir à academia de cinema do México que Yalitza Aparicio não seja considerada para a categoria de melhor atriz. É a coisa mais medíocre, patética e vil que já escutei. Não direi mais nada”, declarou a organizadora, ainda no dia 11 de fevereiro.
Para o astro mexicano Diego Luna, que saiu em defesa da atriz, está claro que as críticas vem de um preconceito que existe no México. Um outro exemplo são críticas como a da atriz Laura Zapata, que declarou em entrevista à TV Azteca que Yalitza Aparicio teve “sorte das feias”, debochando a aparência física da atriz.
Mesmo com os ataques, muitos mexicanos e muitos profissionais do cinema defendem a atriz. Uma prova da grandeza da atuação de Yalitza Aparicio é que ela é a primeira mexicana desde 2003 a concorrer ao Oscar. Naquele ano, Selma Hayek foi indicada por Frida.
Além disso, sobre as críticas, a atriz prefere não comentar.
“Comentar sobre esses comentários é dar a eles maior importância. Respeito a opinião de cada um. Eu sempre me alegro com a vitória dos outros, não costumo criticar. Mas todas as opiniões são bem-vindas”, afirmou Yalitza Aparicio em recente entrevista na TV mexicana.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Rami Malek, doe seu Oscar pra esses garotos!

Que atuações são essas?! 

Um curta maravilhoso, respeitoso(!), técnico, formidável em todos os aspectos. A censura jurídica, mas principalmente emocional por parte da mãe tentou constrangê-lo, mas ainda bem ele escapou delas. Fez muito bem a Academia em indicar esse curta irlandês. A história interessou o mundo em 1993, e, até hoje, é relevante.

30 minutos. 

 

Detainment (2018)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pelo que estou entendendo da corrida ao Oscar, "Skin" é o favorito na disputa de Curta Live Action.

Definitivamente, é o mais produzido, com várias locações, figurino, fotografia de ponta, e atores conhecidos, como a excelente Danielle MacDonald. O roteiro é bem forte, e deixa a todos atônitos no seu último segundo. Dura 20 minutos.

Tendo visto todos - e todos são ótimos - meu voto, entretanto, iria para "Detainment".

MV5BNTU5MzEyZTMtMzQ0Zi00MDZkLWI0OTYtMGU0MjhjZjQ4NjJjXkEyXkFqcGdeQXVyNDQ5MjYzNzE@._V1_.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

COMPLETE LIST OF PRESENTERS ANNOUNCED:

  • Chef Jose Andres
  • Awkwafina
  • Javier Bardem
  • Angela Bassett
  • Chadwick Boseman
  • Dana Carvey
  • Emilia Clarke
  • Daniel Craig
  • Laura Dern
  • Chris Evans
  • Tina Fey
  • Elsie Fisher
  • Danai Gurira
  • Whoopi Goldberg
  • Brian Tyree Henry
  • Samuel L Jackson
  • Stephan James
  • Allison Janney
  • Michael B Jordan
  • Michael Keaton
  • Keegan-Michael Key
  • Brie Larson
  • Queen Latifah
  • Kiki Layne
  • Congressman John Lewis
  • Jennifer Lopez
  • Diego Luna
  • James McAvoy
  • Melissa McCarthy
  • Frances McDormand
  • Helen Mirren
  • Jason Momoa
  • Tom Morello
  • John Mulaney
  • Mike Myers
  • Trevor Noah
  • Gary Oldman
  • Sarah Paulson
  • Tyler Perry
  • Amy Poehler
  • Krysten Ritter
  • Sam Rockwell
  • Paul Rudd
  • Maya Rudolph
  • Barbra Streisand
  • Amandla Stenberg
  • Charlize Theron
  • Tessa Thompson
  • Pharrel Williams
  • Serena Williams
  • Constance Wu 
  • Michelle Yeoh

Share this post


Link to post
Share on other sites

Prêmio "Un Certain Regard" em Cannes, esse filme miúdo conquista a audiência aos poucos, com sua história bizarra e instigante, ajudado por sua maquiagem excepcional. Embora não ache que o final tenha ficado bem resolvido, foi uma ótima experiência. 

Vale dizer, a cena de "sexo" mais sensacional do ano! Os atores nela, e no resto do filme, estão incríveis e irreconhecíveis.

Justíssima indicação em Maquiagem. Como, aliás, já tá virando tradição sueca.

 

Eero Milonoff and Eva Melander in Gräns (2018)

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Costume Designer’s Guild (CDG) winners:

Excellence in Contemporary Film
Crazy Rich Asians – Mary E. Vogt

Excellence in Period Film
The Favourite – Sandy Powell

Excellence in Sci-Fi/Fantasy Film
Black Panther – Ruth E. Carter

Excellence in Contemporary Television
The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story – Lou Eyrich and Allison Leach

Excellence in Period Television
The Marvelous Mrs. Maisel – Donna Zakowska

Excellence in Sci-Fi/Fantasy Television
Westworld – Sharen Davis

Excellence in Variety, Reality-Competition, Live Television
RuPaul’s Drag Race – Zaldy Goco

Excellence in Short Form Design
Childish Gambino – “This is America,” music video – Natasha Newman-Thomas

Spotlight Award
Glenn Close

Distinguished Collaborator Award
Ryan Murphy

Career Achievement Award
Ruth E. Carter

Distinguished Service Award
Betty Pecha Madden

Share this post


Link to post
Share on other sites

por falar da minha área de atuação, marketing.. pena que eu só curta bagaceira...😂

Consultores de Hollywood podem ganhar até US$ 50 mil com vitória em Melhor Filme no Oscar
Ser indicado a uma premiação não é nada simples no cinema, principalmente no Oscar. Além do filme ter grande qualidade, precisa existir toda uma campanha ao redor da obra.
O The Hollywood Reporter obteve contratos de consultores de Hollywood, que trabalham diretamente nas estratégias para que os filmes sejam indicados nas premiações e até conquistem os troféus. Além de um salário, os profissionais podem ter ganhos extras bem generosos.
O site revelou que os melhores consultores do mercado chegam a receber US$ 25 mil por mês. Alguns trabalham até para dois ou três filmes, mesmo que sejam de estúdios rivais.
O trabalho dos profissionais não é nada fácil. Na lista de tarefas estão ações como divulgação para os eleitores, monitoramento da competição, organizar exibições estratégicas, trabalhar diretamente com a imprensa das premiações, enviar cópias para nomes importantes da indústria e outras ações que caírem bem para o plano definido pelo consultor.
Os consultores podem ter ganhos extras caso o filme seja indicado a algum prêmio e claro, se sair vencedor de cerimônias. No Oscar, uma indicação para Melhor Filme vale US$ 25 mil a mais, e uma estatueta para o longa vale US$ 50 mil de bônus.
As outras duas categorias que podem gerar um bônus para os profissionais são de Melhor Ator e Melhor Atriz. Uma indicação vale US$ 10 mil e vencer a categoria gera mais US$ 20 mil para os consultores.
 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vertiginoso, aflitivo, e estonteante. Mas, no final das contas, é um filme sobre "natureza", a natureza física "conquistável", por mais difícil que seja, e a natureza inexpugnável dos homens. Por mais que a direção seja audaciosa, me pareceu linguagem de tevê.

Briga com "RBG" pela estatueta, pelo que estou sentindo da corrida.

Meu voto entretanto seria para "Of Fathers and Sons".

 

Alex Honnold in Free Solo (2018)

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Prepararem-se!

Um dos filmes mais comoventes do ano! Lindo lindo lindo de marré de si

Brinquei que o Rami Malek deveria dar o Oscar pros garotos de "Detainment", mas não, pode dar pro garoto desse filme. Ele simplesmente destrói o coração da gente, cê loko!!!

Vi em francês e acho que perdi alguns detalhes de roteiro...Tem um argumento um pouco controverso, a meu ver, com alguns exageros dramatúrgicos, mas ainda assim é excelente.

MV5BZTI4NTE3ODMtYzBhNi00NmE2LWJjY2QtNTUwY2EzYTAzOWUzXkEyXkFqcGdeQXVyODcyODY1Mzg@._V1_SY1000_CR0,0,772,1000_AL_.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Chegamos ao final da temporada. Não podemos cravar quem será o ganhador em: Atriz Coadjuvante, Documentário, Montagem, Roteiro Original, Trilha Sonora, Efeitos Visuais e...Filme. 

"As medidas de rejuvenescimento e globalização da Academia, bem como, diria eu, de conscientização sobre a necessidade imperiosa de diversificação da indústria, postas em práticas nos últimos anos, funcionaram!" Escrevi eu, em 2018. E pelo conjunto dos indicados em 2019, a impressão continua valendo. Três diretores não americanos indicados! "O conjunto de indicados mostrou-se mais diverso, multicultural, e de maior relevo cultural". Outra frase que vale. "O Brasil passou em branco novamente",  outra frase que neste ano repito, ao escolher um filme terrível, datado, fracasso de público e crítica, com aprovação somente da "esquerda caviar" do Leblon. Como eu digo todo ano: bem feito, toma na cabeça!!

Abaixo segue meu ranking top 10, considerando só filmes que mereceram alguma indicação. Logo "We The Animals",  "Burning", "Eighth Grade", "The Rider", "Tree Identical Strangers", o francês "Custódia", "Suspiria", que eu gostei muito, ficaram de fora das considerações. Assim como o brasileiro "Arábia", que é extraordinário, e deveria ter nos representado.

O filme que realmente encheu o meu cérebro (encher o cérebro é até um critério amoroso pra mim), que me emocionou, que eu vi no dia, 14-12-2018, no conforto do meu lar ( e isso será, queiramos ou não, uma tendência inevitável), encabeça a primeira posição:

 

Ranking top 10:

1) Roma

2) BlacKkKlasman

3) The Favourite

4) Shoplifters

5) Green Book

6) Cold War

7)  If Beale Street Could Talk

8 ) Cafarnaum

9) Vice

10) Spider-Man: Into The Spider-Verse

 

Menções Honrosas: "The Ballad of Buster Scruggs"; "First Reformed"; "Of Fathers and Soons"; "Black Panther"; "Can You Ever Forgive Me"; "Free Solo", "Isle of Dogs"; "Incredibles 2"; "RBG"; ""Detainment"; "Minding The Gap"; "Border".

 

Pior filme da temporada: "Fifty Shades Freed"/ "Quase Memória" (TIE!!)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ranking das 10 melhores cenas* do ano:

10) A discussão na chuva em "Green Book"

9) A personagem da Lady Gaga deitando-se na mesa do bar depois de cantar e olhando de lado para um embevecido Bradley Cooper em "A Star is Born".

8 ) A recriação da performance do Live Aid em "Bohemian Rhapsody"

7)  A cena do parto em "Roma"

6)  A descoberta de quem é o narrador em "Vice"

5) A cena da dança em "The Favourite"

4) A personagem da Glenn Close olhando com ódio para o marido durante o jantar de gala

3) A personagem da Regina King tendo um colapso de impotência em "If Beale Street Could Talk"

2) O corte final e de épocas, através da porta, em "BlacKklasman"

1) A cena da praia em "Roma"

 

 

Menções Honrosas:  A personagem da Melissa McCartyhy segurando o gato e chorando em "Can You Ever Forgive Me?"; a cena da personagem Cléo fazendo o ásana de equilíbrio em "Roma" enquanto os homens não conseguem; A cena do encontro violento em meio ao protesto de estudantes em "Roma"; Dick Cheney enrolando George W. Busch em "Vice"; O pedido de condenação em "Cafarnaum"; a Rainha gritando com o sentinela em "The Favourite"; As sessões de tiro e sangue em "The Favourite"; o piano clássico no bar em "Green Book"; O interrogatório em "Shoplifters"; O interrogatório em "Cold War"; a desintegração dos heróis em "Avengers: Infinity War".

 

Pior cena: Os integrantes da Banda Queen saindo cedo da festa para ficarem com suas esposas em "Bohemian Rhapsody".

 

* cena no sentido atécnico.

Share this post


Link to post
Share on other sites

The Independent Film Spirit Awards Winners:

BEST FEATURE

  • IF BEALE STREET COULD TALK, Barry Jenkins

BEST DIRECTOR

  • Barry Jenkins, IF BEALE STREET COULD TALK

BEST FEMALE LEAD

  • Glenn Close, THE WIFE

BEST MALE LEAD

  • Ethan Hawke, FIRST REFORMED

BEST SUPPORTING FEMALE

  • Regina King, IF BEALE STREET COULD TALK

BEST SUPPORTING MALE 

  • Richard E. Grant, CAN YOU EVER FORGIVE ME?

BEST SCREENPLAY

  • Nicole Holofcener & Jeff Whitty, CAN YOU EVER FORGIVE ME?

BEST INTERNATIONAL FILM

  • ROMA, Alfonso Cuarón

BEST FIRST FEATURE

  • SORRY TO BOTHER YOU, Boots Riley

BEST FIRST SCREENPLAY

  • Bo Burnham, EIGHTH GRADE

BEST CINEMATOGRAPHY

  • Sayombhu Mukdeeprom, SUSPIRIA

BEST EDITING

  • Joe Bini, YOU WERE NEVER REALLY HERE

BEST DOCUMENTARY

  • WON’T YOU BE MY NEIGHBOR?

JOHN CASSAVETES AWARD

  • EN EL SEPTIMO DIA

BONNIE AWARD

  • Debra Granik

SOMEONE TO WATCH

  • Alexandre Moratto – Socrates

TRUER THAN FICTION AWARD

  • Bing Liu – Minding The Gap

ROBERT ALTMAN AWARD Given to one film’s director, casting director and ensemble cast
Suspiria
Director: Luca Guadagnino

Casting Directors: Avy Kaufman, Stella Savino
Ensemble Cast: Malgosia Bela, Ingrid Caven, Lutz Ebersdorf, Elena Fouina, Mia Goth, Jessica Harper, Dakota Johnson, Gala Moody, Chloë Grace Moretz, Fabrizia Sacchi, Renée Soutendijk, Tilda Swinton, Sylvie Testud, Angela Winkler

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

PREVISÕES FINAIS: 24-02-2019

Minhas apostas em negrito, favoritos pessoais sublinhados!

Best Picture:

“Black Panther”
“BlacKkKlansman”
“Bohemian Rhapsody”
“The Favourite”
“Green Book”
“Roma”
“A Star Is Born”
“Vice”

 

Lead Actor:

Christian Bale, “Vice”
Bradley Cooper, “A Star Is Born”
Willem Dafoe, “At Eternity’s Gate”
Rami Malek, “Bohemian Rhapsody”
Viggo Mortensen, “Green Book”

Lead Actress:

Yalitza Aparicio, “Roma”
Glenn Close, “The Wife”
Olivia Colman, “The Favourite”
Lady Gaga, “A Star Is Born”
Melissa McCarthy, “Can You Ever Forgive Me?”

Supporting Actor:

Mahershala Ali, “Green Book”
Adam Driver, “BlacKkKlansman”
Sam Elliott, “A Star Is Born”
Richard E. Grant, “Can You Ever Forgive Me?”
Sam Rockwell, “Vice”

Supporting Actress:
Amy Adams, “Vice”
Marina de Tavira, “Roma”
Regina King, “If Beale Street Could Talk”
Emma Stone, “The Favourite”
Rachel Weisz, “The Favourite”

Director:

Spike Lee, “BlacKkKlansman”
Pawel Pawlikowski, “Cold War”
Yorgos Lanthimos, “The Favourite”
Alfonso Cuarón, “Roma”
Adam McKay, “Vice”

Animated Feature:

“Incredibles 2,” Brad Bird
“Isle of Dogs,” Wes Anderson
“Mirai,” Mamoru Hosoda
“Ralph Breaks the Internet,” Rich Moore, Phil Johnston
“Spider-Man: Into the Spider-Verse,” Bob Persichetti, Peter Ramsey, Rodney Rothman

Animated Short:

“Animal Behaviour,” Alison Snowden, David Fine
“Bao,” Domee Shi
“Late Afternoon,” Louise Bagnall
“One Small Step,” Andrew Chesworth, Bobby Pontillas
“Weekends,” Trevor Jimenez

Adapted Screenplay:

“The Ballad of Buster Scruggs,” Joel Coen , Ethan Coen
“BlacKkKlansman,” Charlie Wachtel, David Rabinowitz, Kevin Willmott, Spike Lee
“Can You Ever Forgive Me?,” Nicole Holofcener and Jeff Whitty
“If Beale Street Could Talk,” Barry Jenkins
“A Star Is Born,” Eric Roth, Bradley Cooper, Will Fetters

 

 

Original Screenplay:

“The Favourite,” Deborah Davis, Tony McNamara
“First Reformed,” Paul Schrader
“Green Book,” Nick Vallelonga, Brian Currie, Peter Farrelly
“Roma,” Alfonso Cuarón
“Vice,” Adam McKay

 

Cinematography:

“Cold War,” Lukasz Zal
“The Favourite,” Robbie Ryan
“Never Look Away,” Caleb Deschanel
“Roma,” Alfonso Cuarón
“A Star Is Born,” Matthew Libatique

Best Documentary Feature:

“Free Solo,” Jimmy Chin, Elizabeth Chai Vasarhelyi
“Hale County This Morning, This Evening,” RaMell Ross
“Minding the Gap,” Bing Liu
“Of Fathers and Sons,” Talal Derki
“RBG,” Betsy West, Julie Cohen

Best Documentary Short Subject:

“Black Sheep,” Ed Perkins
“End Game,” Rob Epstein, Jeffrey Friedman
“Lifeboat,” Skye Fitzgerald
“A Night at the Garden,” Marshall Curry
“Period. End of Sentence.,” Rayka Zehtabchi

Best Live Action Short Film: 
“Detainment,” Vincent Lambe
“Fauve,” Jeremy Comte
“Marguerite,” Marianne Farley
“Mother,” Rodrigo Sorogoyen
“Skin,” Guy Nattiv

Best Foreign Language Film:

“Capernaum” (Lebanon)
“Cold War” (Poland)
“Never Look Away” (Germany)
“Roma” (Mexico)
“Shoplifters” (Japan)

Film Editing:

“BlacKkKlansman,” Barry Alexander Brown
“Bohemian Rhapsody,” John Ottman
“Green Book,” Patrick J. Don Vito
“The Favourite,” Yorgos Mavropsaridis
“Vice,” Hank Corwin

Sound Editing:

“Black Panther,” Benjamin A. Burtt, Steve Boeddeker
“Bohemian Rhapsody,” John Warhurst
“First Man,” Ai-Ling Lee, Mildred Iatrou Morgan
“A Quiet Place,” Ethan Van der Ryn, Erik Aadahl
“Roma,” Sergio Diaz, Skip Lievsay

Sound Mixing:

“Black Panther”
“Bohemian Rhapsody”
“First Man”
“Roma”
“A Star Is Born”

Production Design:

“Black Panther,” Hannah Beachler
“First Man,” Nathan Crowley, Kathy Lucas
“The Favourite,” Fiona Crombie, Alice Felton
“Mary Poppins Returns,” John Myhre, Gordon Sim
“Roma,” Eugenio Caballero, Bárbara Enrı́quez

 

 

Original Score:

“BlacKkKlansman,” Terence Blanchard
“Black Panther,” Ludwig Goransson
“If Beale Street Could Talk,” Nicholas Britell
“Isle of Dogs,” Alexandre Desplat
“Mary Poppins Returns,” Marc Shaiman, Scott Wittman

Original Song:

“All The Stars” from “Black Panther” by Kendrick Lamar, SZA
“I’ll Fight” from “RBG” by Diane Warren, Jennifer Hudson
“The Place Where Lost Things Go” from “Mary Poppins Returns” by Marc Shaiman, Scott Wittman
“Shallow” from “A Star Is Born” by Lady Gaga, Mark Ronson, Anthony Rossomando, Andrew Wyatt and Benjamin Rice
“When A Cowboy Trades His Spurs For Wings” from “The Ballad of Buster Scruggs” by David Rawlings and Gillian Welch

Makeup and Hair:

“Border”
“Mary Queen of Scots”
“Vice”

Costume Design:

“The Ballad of Buster Scruggs,” Mary Zophres
“Black Panther,” Ruth E. Carter
“The Favourite,” Sandy Powell
“Mary Poppins Returns,” Sandy Powell
“Mary Queen of Scots,” Alexandra Byrne

Visual Effects:

“Avengers: Infinity War”
“Christopher Robin”
“First Man”
“Ready Player One”
“Solo: A Star Wars Story”

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

×