Jump to content
Forum Cinema em Cena
Sign in to follow this  
lmborba

Oscar 2019 - Previsões

Recommended Posts

On 8/8/2018 at 7:51 PM, SergioBenatti said:

E essa aqui? Que desrespeito! É nivelar muito por baixo, só por que o grande público não sabe o que é Edição de Som, por exemplo.

Se fizessem isso com essa categoria eu nem iria me importar, acho ela tão inútil. Se as várias extensões da Direção de Arte são consideradas a mesma coisa, porque não fazem isso com o Som? Devia ser que nem o Bafta que não tem essa categoria (e nem a de melhor canção, diga-se de passagem.) E pensando bem, também nem ligo muito para Documentários e Curtas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bastava o olhar final de "Dangerous Liaisons" para dar o Oscar a Glenn Close em 1989, mas...o mundo é formado majoritariamente por idiotas. Sua estatueta até hoje não chegou, mesmo acumuladas 6 indicações, o que a faz, injustamente, a maior não-ganhadora viva entre os atores. A Academia terá a oportunidade de corrigir essa excrescência, ano que vem, porque ela seguramente será indicada novamente. Muitos têm comparado essa situação com a de Julianne Moore em "Still Alice", ou seja, queira ou não queira, chegou a vez dela. Em meu sentir, isso é muito possível, já que a semelhança entre os filmes, a saber,"uma grande atuação", está presente, e com um adicional: o filme "The Wife" é melhor. Não é muiiiiiiito melhor, mas é.

Jonathan Pryce está excelente também, dominando o primeiro terço do filme, mas, lentamente, Glenn vai tomando conta da situação, e o terço final é esplêndido! A cena da entrega do Nobel é magnífica. Temos de volta aquele olhar. Aquele olhar de 1989. Aquele olhar que vai fazê-la ganhar.

Que mané Lady Gaga o quê...Atriz de verdade é essa aqui.

Glenn Close and Jonathan Pryce in The Wife (2017)

Share this post


Link to post
Share on other sites

MELHOR FILME DE 2018!!

É demais! Inteligente, engraçado, divertido, sexy, poderoso, preciso no tempo e no espaço...

Vou escrever mais sobre ele ao longo da temporada de prêmios, na qual ele deve figurar. Não imagino ele fora de Filme, Direção, Roteiro Adaptado e Montagem, embora um filme do início do ano tenha dificuldades para se manter nas mentes o tempo todo.

Amei o Figurino de Marci Rodgers também, e não entendo como ninguém fala sobre ele, talvez por que os anos 1970 ainda não sejam considerados como "época" na cabeça dos votantes da categoria.

A Montagem de Barry Alexander Brown é......só a cena final já vale o Oscar. Mas o restante do filme também é pura energia.

John David Washington está excelente, e daqui por diante deixará de ser mencionado apenas como o filho de Denzel. Merece muito a indicação em Ator - que parece difícil. É comédia, é subvalorizado de cara. O elenco, como um todo,  está formidável.

A trilha sonora é uma delícia, como em todo filme do Spike. Bom gosto que só sinto com o Woody Allen.

Spike Lee, todo o poder a você! O filme respira o poder, a beleza, a história, a sagacidade, a cultura, dos negros americanos. 

É um arraso!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ótimo! Eu amo filmes de drama! Eu gosto muito deste tipo de filmes, eles sempre chamam minha atenção por causa da história muito divertida. Atualmente meu favorito é Meu Jantar Com Hervé. Eu adorei a fotografia do filme, foi um bom trabalho para a compreensão. Cada vez que eu assisto, eu acho mais coisas que diz que ele é o meu filme preferido. Tenho muita sorte porque encontrei a programação da HBO e o filme estava lá, estou contente porque vou assistir novamente. Eu sempre fico com surpresa com os filmes que eles passam.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Galera, vamos ficar de olho no curta brasileiro (que mistura ficção e documentário) "Estamos Todos Aqui", dirigido por Chico Santos, Rafael Mellim e Coletivo Badoque. Conta a história de uma transexual do porto de Santos que luta contra um despejo iminente. A produção já está qualificada a concorrer ao oscar, pois venceu um festival nacional quem mantém parceria com a Academia. O espanhol "Uno" foi o vencedor internacional, e também está qualificado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Glenn Whipp, do L.A. Times, teve uma sacada ótima: estrei num túnel do tempo e parei em 1989.

Um ano em que um filme sobre preconceito racial (com um personagem de motorista), mesmo sem ser indicado a diretor, consegue desbancar um grande filme de Spike Lee. "Green Book" tem a seu favor o boca a boca. As pessoas estão recomendando o filme umas às outras com entusiasmo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sessão da Tarde das mais bem-feitas, "Crazy Rich Asians" é uma comédia divertida e muito legal de assistir.

O que importa, na verdade, é o que está por trás do filme, sua sociologia. Sua relevância aponta para o Leste, para o Pacífico, para o dinheiro. E aponta para a decisão étnica de formar a primeira produção com cast inteiramente asiático. 

Em termos de Oscar, Michelle Yeoh luta por uma quinta vaga em Atriz Coadjuvante - que tem 4 candidatas já bem definidas. Não há tanto brilho, mas todo mundo quer compensá-la pela imperdoável não-indicação por "O Tigre e o Dragão".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bohemian Rhapsody:

Pessoalmente, detesto "Queen". Acho cafona. Então tive que diferenciar na minha cabeça o que era simples aversão musical, do que era minha concepção do que é um bom filme. Exercício de suspensão.

O roteiro não é bom. Tem muitos clichês, é fora de ordem cronológica ( o que sempre machuca a racionalidade), higieniza as relações, põe a sexualidade na sombra sem nem perceber que está fazendo isso, e isso é uma coisa muito grave! Percebo diferenças na montagem e na direção - parecem duas linhas diferentes. Mas devo dizer que é o roteiro mesmo que mais me desagradou.

O que salva pra mim é o Rami Malek. Ele segurou o touro à unha. Foi isso que ele fez. Não canta? Não canta. Mas incorpora. Dança, sente, se joga, não tem medo do ridículo, não tem medo da cafonice (disfarçada de "lírico" ou "apoteótico", não são , é só falta de gosto mesmo). Que olhos ideais pro cinema! ( Estava pensando sobre isso e me lembrava da Glenn Close, com seus olhos tão diminutos, ainda mais com a idade...Só prova a grande atriz que ela é).

Vai ser indicado ao Oscar. O filme é um sucesso popular difícil demais de ignorar. Conferi as previsões de mais ou menos 30 gurus de Oscar. Muitos o têm levando a estatueta. Mas sabemos que nos últimos tempos só Jeff Bridges ganhou o Oscar por um filme não indicado a Melhor Filme. É difícil esse caminho. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Saiu ontem a lista dos Documentários que concorrerão oficialmente às cinco vagas da categoria. Há 166 candidatos, entre eles "Free Solo", "Three Identical Strangers", "RBG", e inclusive o documentário que eu vi ontem sobre a feitura do filme do Orson Welles etc.

“Above and Beyond: NASA’S Journey to Tomorrow”
“Active Measures”
“Amazing Grace”
“American Chaos”
“Andy Irons: Kissed by God”
“Antonio Lopez 1970: Sex Fashion & Disco”
“Avicii: True Stories”
“Bali: Beats of Paradise”
“Bathtubs over Broadway”
“Be Natural: The Untold Story of Alice Guy-Blaché”
“Believer”
“Better Angels”
“Bill Coors: The Will to Live”
“Bisbee ’17”
“The Bleeding Edge”
“Boom for Real: The Late Teenage Years of Jean-Michel Basquiat”
“Breaking Point: The War for Democracy in Ukraine”
“Call Her Ganda”
“Charm City”
“Chef Flynn”
“The China Hustle”
“Christian Audigier The Vif”
“The Cleaners”
“Communion”
“Crime + Punishment”
“Dark Money”
“Daughters of the Sexual Revolution: The Untold Story of the Dallas Cowboys Cheerleaders”
“The Dawn Wall”
“The Distant Barking of Dogs”
“Divide and Conquer: The Story of Roger Ailes”
“Drug$”
“Eating Animals”
“Eldorado”
“Fahrenheit 11/9”
“Fail State”
“Family in Transition”
“Far from the Tree”
“Filmworker”
“The First Patient”
“Foreign Land”
“40 Years in the Making: The Magic Music Movie”
“Free Solo”
“Garry Winogrand: All Things Are Photographable”
“Generation Wealth”
“Ghost Hunting”
“Ghosthunter”
“The Gilligan Manifesto”
“The Gospel According to André”
“Grace Jones: Bloodlight and Bami”
“Graves without a Name”
“The Great Buster: A Celebration”
“Hal”
“Hale County This Morning, This Evening”
“Half the Picture”
“The Heart of Nuba”
“Hillbilly”
“The Homeless Chorus Speaks”
“Hondros”
“Howard”
“In Search of Greatness”
“In the Land of Pomegranates”
“Inventing Tomorrow”
“Invisible Hands”
“Itzhak”
“Jane Fonda in Five Acts”
“John McEnroe: In the Realm of Perfection”
“The Judge”
“Kangaroo: A Love Hate Story”
“Killer Bees”
“The King”
“King in the Wilderness”
“Kusama – Infinity”
“The Last Race”
“Leaning into the Wind: Andy Goldsworthy”
“Letter from Masanjia”
“Licu, a Romanian Story”
“Living in the Future’s Past”
“Liyana”
“Lots of Kids, a Monkey and a Castle”
“Love & Bananas: An Elephant Story”
“Love, Cecil”
“Love, Gilda”
“Love Is Tolerance – Tolerance Is Love – Make Tolerance Great Again!”
“Making The Five Heartbeats”
“Maria by Callas”
“Matangi / Maya / M.I.A.”
“McQueen”
“Minding the Gap”
“Monrovia, Indiana”
“The Most Unknown”
“New Moon”
“93Queen”
“Nossa Chape”
“Of Fathers and Sons”
“Of Love & Law”
“On Her Shoulders”
“Opera about Poland”
“The Opera House”
“The Oslo Diaries”
“The Other Side of Everything”
“The Panama Papers”
“Path of Blood”
“People’s Republic of Desire”
“Philosopher King – Lee Teng-hui’s Dialogue”
“Pick of the Litter”
“Piripkura”
“Police Killing”
“Pope Francis – A Man of His Word”
“The Price of Everything”
“The Price of Free”
“Qiu (Inmates)”
“Quincy”
“RBG”
“The Rachel Divide”
“The Raft”
“Recovery Boys”
“Restoring Tomorrow”
“Reversing Roe”
“The Road Movie”
“Robin Williams: Come inside My Mind”
“Ruben Blades Is Not My Name”
“Samouni Road”
“Saving Brinton”
“Say Her Name: The Life and Death of Sandra Bland”
“Science Fair”
“Scotty and the Secret History of Hollywood”
“Searching for Ingmar Bergman”
“Seeing Allred”
“The Sentence”
“Shirkers”
“Shot in the Dark”
“The Silence of Others”
“Sisters of the Wilderness”
“A Son of Man”
“Songwriter”
“Stan”
“Studio 54”
“Summer in the Forest”
“Tea with the Dames”
“That Summer”
“That Way Madness Lies…”
“They Fight”
“They’ll Love Me When I’m Dead”
“This Is Congo”
“This Is Home: A Refugee Story”
“Three Identical Strangers”
“To Be Continued”
“Transformer”
“Travel Ban”
“The Trial”
“Triumph: The Untold Story of Perry Wallace”
“Trust Machine”
“Under the Wire”
“United Skates”
“Unknown Distance”
“Up Down and Sideways”
“The Waldheim Waltz”
“We Could Be Heroes”
“Weed the People”
“What Haunts Us”
“What Lies Upstream”
“Whitney”
“Wonderful Losers: A Different World”
“Won’t You Be My Neighbor?”
“Yellow Is Forbidden”
“Yellowing”

Share this post


Link to post
Share on other sites

Viggo Mortensen durante um painel sobre "Green Book" enredou-se em uma controvérsia que pode prejudicar sua campanha ao Oscar. Ele disse:

“For instance, no one says n— anymore". 

Já veio a público se desculpar por ter usado a "N-word", a palavra cheia, mas parece que seu coastro, Mahershala Ali não gostou nada. 

Pegou muito mal. A Academia hoje em dia é feita de cristal. Mesmo num debate contra o preconceito racial, numa fala contra o preconceito, a mera citação de uma agressão verbal que faz parte da história social, tornou-se imperdoável.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não é nem pra ver, é pra dependurar na parede!

Em minha previsão para o Oscar de outubro palpitei que Lukasz Zal seria indicado na quinta vaga de Fotografia, mas agora, tendo visto o filme, acho que tem condições inclusive de ganhar, disputando esse prêmio com Alfonco Cuarón. Ele foi indicado por "Ida" em 2015, e agora consegue superar seu último trabalho, com uma sucessão de planos belíssimos em preto-e-branco. Outra semelhança é a razão de aspecto, que se não é um quadrado como naquele vencedor de Filme Estrangeiro, é quase igual. Lá a noviça aprisionada; aqui os amantes aprisionados.

O filme de Pawel Pawlikowski tem tudo para ser indicado em Filme Estrangeiro, gabaritado que está com o prêmio de Direção em Cannes neste ano.

É uma história de amor bastante elegante, um tanto austera para nós latinos, com 88 minutos pontuados por uma música soberba.

Trabalho de adulto.

Zimna wojna (2018)

Share this post


Link to post
Share on other sites

PREVISÕES NOVEMBRO/2018

BEST PICTURE
1. Green Book
2. A Star is Born
3. Roma
4. Black Panther
5. Vice
6. The Favourite
7. BlackkKlasman
8. If Beale Street Could Talk
9. First Man
10. Can You Ever Forgive Me?

BEST DIRECTOR
1. Alfonso Cuarón - Roma
2. Spike Lee - BlackKklasman
3. Adam McKay - Vice
4. Bradley Cooper - A Star is Born
5. Peter Farrelly - Green Book

BEST ACTOR
1. Bradley Cooper - A Star is Born
2. Christian Bale - Vice
3. Viggo Mortensen - Green Book
4. Rami Malek- Bohemian Rhapsody
5. Ryan Gosling - First Man

BEST ACTRESS
1. Glenn Close - The Wife 
2. Lady Gaga - A Star is Born
3. Olivia Colman - The Favourite
4. Melissa McCarthy - Can You Ever Forgive Me?
5. Yalitza Aparicio - Roma

BEST SUPPORTING ACTOR
1. Timothee Chalamet- Beautiful Boy
2. Mahershala Ali - Green Book
3. Richard E. Grant - Can You Ever Forgive Me?
4. Sam Eliott - A Star is Born
5. Sam Rockwell - Vice

BEST SUPPORTING ACTRESS
1. Amy Adams - Vice
2. Regina King - If Beale Street Could Talk
3. Claire Foy - First Man
4. Rachel Weisz - The Favourite
5. Emma Stone - The Favourite

BEST ORIGINAL SCREENPLAY
1. Roma
2. The Favourite
3. Vice
4. Green Book
5. First Reformed

BEST ADAPTED SCREENPLAY
1. BlackKklasman
2. If Beale Street Could Talk
3. A Star is Born
4. First Man
5. Can You ever Forgive me?

 BEST CINEMATOGRAPHY
1. Roma - Alfonso Cuarón
2. If Beale Street Could Talk - James Paxton
3. Cold War - Lukasz Zal
4. Linus Sandgren - First Man
5. Matthew Libatique - A Star is Born

BEST COSTUME DESIGN
1. Black Panther - Ruth E. Carter
2. The Favourite - Sandy Powell
3. Mary Poppins Returns - Sandy Powell
4. The Nutcracker and The Four Realms - Jenny Beavan
5. Mary Queen of Scots - Alexandra Byrne


BEST PRODUCTION DESIGN 
1. Black Panther - Hanna Beachler
2. The Favourite - Fiona Crombie
3. First Man - Nathan Crowley
4. Roma - Eugenio Caballero
5. Mary Poppins Returns - John Myhre

BEST FILM EDITING
1. A Star is Born - JAy Cassidy
2. BlackkKlasman - Barry Alexander Brown
3. First Man - Tom Cross
4. Mission: Impossible - Fallout - Eddie Hamilton
5. Vice - Hank Corwin

BEST VISUAL EFFECTS
1. Black Panther
2. Avengers: Infinity War
3. First Man
4. Ready Player One
5. Mission: Impossible - Fallout

BEST MAKE UP AND HAIRSTYLING
1. Vice
2. Black Panther
3. The Nutcracker and The Four Realms

BEST ORIGINAL SCORE
1. First Man - Justin Hurwitz
2.If Beale Street Could Talk- Nicolas Britell
3. Isle of Dogs - Alexandre Desplat
4. Mary Poppins Returns - Marc Shaiman & Scott Wittman
5. A Quiet Place - Marco Beltrami

BEST SOUND MIXING
1. A Star is Born
2. First Man
3. Black Panther
4. Bohemian Rhapsody
5. A Quiet Place


BEST SOUND EDITING
1. First Man
2. Black Panther
3. A Quiet Place
4. Mission: Inpossible - Fallout
5. Avengers: Infinity War

BEST SONG
1. Shallow - Lady Gaga, Mark Ronson, Anthony Rossomando ( A Star is Born)
2. All The Stars - Kendrick Lamar, SZA (Black Panther)
3. Gravity - Tim McGraw, Lori Mckenna (Free Solo)
4. Revelation - Troye Sivan & Jhonsi (Boy Erased)
5. I`ll Fight - Diane Warren  (RBG)

BEST ANIMATED FEATURE
1. Incredibles 2
2. Isle of Dogs
3. Ralph Breaks The Internet
4. Spider-Man:Into the Spider-Verse
5. Mirai

BEST FOREIGN LANGUAGE FILM
1. Roma - México
2. Cold War - Polônia
3. Capernaum - Egito
4. Shoplifters - Japão
5. Burning - Coreia do Sul

BEST DOCUMENTARY FEATURE

1. Three Identical Strangers
2. Won`t You be my Neighbor?
3. RBG
4. Free Solo
5. Dark Money

Share this post


Link to post
Share on other sites

Foi a lista que eu mais mudei nomes e posições. Pudera, quase todos os grandes filmes já estrearam (com exceção de "Vice" - a ser exibido em rodas fechadas no sábado), eu mesmo pude ver alguns deles. O que eram long shots ou se esvaíram ( "Eight Grade" em Roteiro), ou ganharam tração (como Aparicio em Atriz  e o fotógrafo polonês por "Cold War"). Como veem, estou resistente a mudar meus favoritos em Ator e Atriz Coadjuvantes, por que simplesmente não consigo acreditar que Ali possa ganhar um segundo Oscar tão brevemente, e por que a Adams têm mais história com a Academia. Mas é uma resistência até certo ponto burra pois Ali e King estão muito fortes na corrida.

Sem dúvida, a maior alteração foi "Green Book" encabeçando a minha lista pela primeira vez, em vez de "A Star is Born", pois acho que é um filme que ganhou os corações em Toronto, o que tem sido um grande termômetro (a recordar, por todos: "Slumdog Millionaire"). O musical, a meu ver, não é um grande filme e isso ficará mais claro ao correr da jornada. "Roma", que, suspeito, será meu filme predileto e o predileto dos críticos, está sendo considerado um pouco lento para os votantes tradicionais, sem contar que não há uma palavra em inglês. Acompanhando a mudança, a categoria de Diretor recebe agora o nome de Peter Farrelly na disputa, mas todos concordam que em termos de direção é apenas um filme sólido, regular. irrelevante, pois todos têm Cuarón vencendo mais uma vez.

Comparada com a última lista, "First Man" despenca em várias categorias, entre elas, Fotografia e Direção de Arte. O filme é muito bom, mas não fez sucesso.  Sua trilha, que é lindíssima, enfrenta a trilha de "If Beale Street Could Talk" que as pessoas estão amando.

Fico feliz pelo sucesso de "Burning "- representante da Coreia do Sul - entre jornalistas e público de arte nos Estados Unidos. Continua sendo um dos melhores do ano para mim. Há algumas alterações em Canção e Documentário, pois a canção do Bradley não foi para a disputa, nem o doc sobre a Primeira Guerra Mundial do Peter Jackson.

De todas as alterações, de todas as dúvidas, a maior encanação no momento é a quinta vaga de Ator. Deixei o Gosling, mas podia ser o john David Washington, ou o Dafoe. Está aberta essa vaga.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

×