Jump to content
Forum Cinema em Cena
Jim Morrison

Blu-Ray Players

Recommended Posts

 

Uma perguntinha; no meu equipamento de casa' date=' que não inclui, e por um longo tempo não vai incluir projetor e nem TV plasma ou coisa parecida, vai fazer toda essa diferença?? [/quote']

Não...na verdade, mesmo em projetores e TVs de plasma, só faria diferença se fossem de Alta-Definição.Projetores e TVs que não sejam desse tipo continuariam a mesma bosta...

 

Bom, etão ainda vai levar mmuuuuiiiittoooo tempo até eu ter um equipamento desses...

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Folks leiam isto aqui:

Sony atrasa títulos em Blu-Ray para Junho

Por Redação Home Theater

Alegando que deseja evitar os problemas ocorridos nas vendas iniciais de discos HD-DVD, a Sony Pictures anunciou nos EUA que irá retardar de 23 de maio para 20 de junho a entrega dos primeiros títulos em formato Blu-Ray.

Segundo a empresa, muitos consumidores que adquiriram cópias de filmes como "O Último Samurai" e "O Fantasma da Ópera" em HD-DVD (formato concorrente do Blu-Ray) não conseguiram comprar o player da Toshiba, até agora o único nesse formato. Como os primeiros players Blu-Ray só devem sair em junho, a Sony decidiu adiar por um mês seus lançamentos.

A empresa é uma das principais defensoras do Blu-Ray, criado pela divisão de eltrônicos da Sony. Segundo Benjamin Feingold, presidente da Sony Pictures, foram os varejistas e parceiros da distribuidora que pediram o adiamento.

Os primeiros discos Blu-ray da Sony que devem chegar às lojas são: “Anjos da Noite - A Evolução”, “Como se Fosse a Primeira Vez”, “O Quinto Elemento”, “Hitch - Conselheiro Amoroso”, “O Segredo dos Punhais Voadores”, “Coração de Cavaleiro”, “O Último Concerto de Rock”, “Resident Evil 2: Apocalipse” e “Triplo X”.

Fonte: Reuters

Agora vejam isso, um dos moderadores do HTForum fez um review mais que completo (o primeiro no país, ao que se sabe) do aparelho de HD-DVD da Toshiba:

http://www.htforum.com/vb/showthread.php?t=28570 

O artigo é longo e o tópico já tem muitas páginas, mas vale a pena é coisa de profissional e é essencial para se entender o formato.

Exemplos de como fica a imagem de filmes já lançados em HD-DVD lá fora, lá no tópico são feitas comparações entre o dvd normal e este formato:

Samurai.jpg

Samurai4.jpg

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que não está em discussão o efetivo ganho de qualidade do HD-DVD (e do Blu-Ray) em relação ao DVD atual. Isto certamente é um fato, mas o que cabe discutir é: esse ganho compensa o altíssimo investimento em players, televisores e home theaters high end, os únicos capazes de explorar e demonstrar esse ganho de qualidade? Ainda é cedo para chegarmos a conclusões definitivas, mas analistas lá de fora estão com fortes suspeitas de que ocorrerá com os DVDs de alta definição, em termos de vídeo, o que ocorreu com os formatos DVD Audio e Super Audio CD em relação ao áudio. Quando foram lançados há alguns anos, estes formatos foram anunciados como substitutos do CD, o que está muito longe de acontecer - se é que acontecerá. Formatos de certo modo concorrentes, eles ficaram restritos aos consumidores high end, e não houve até agora uma tendência de que se popularizassem, alcançando camadas inferiores de consumidores. Também não dá para esquecer o exemplo do laserdisc, que possuía qualidade bem superior ao VHS e só teve alguma repercussão nos EUA e Japão (também entre os consumidores high end), sendo finalmente vencido pelo DVD. O fato é que o nosso atual Digital Versatile Disc tem um mercado mundial gigantesco, sendo hoje um formato de baixíssimo custo para o consumidor, e estes novos formatos de alta definição não representam nenhum perigo à sua continuidade.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que não está em discussão o efetivo ganho de qualidade do HD-DVD (e do Blu-Ray) em relação ao DVD atual. Isto certamente é um fato' date=' mas o que cabe discutir é: esse ganho compensa o altíssimo investimento em players, televisores e home theaters high end, os únicos capazes de explorar e demonstrar esse ganho de qualidade? Ainda é cedo para chegarmos a conclusões definitivas, mas analistas lá de fora estão com fortes suspeitas de que ocorrerá com os DVDs de alta definição, em termos de vídeo, o que ocorreu com os formatos DVD Audio e Super Audio CD em relação ao áudio. Quando foram lançados há alguns anos, estes formatos foram anunciados como substitutos do CD, o que está muito longe de acontecer - se é que acontecerá. Formatos de certo modo concorrentes, eles ficaram restritos aos consumidores high end, e não houve até agora uma tendência de que se popularizassem, alcançando camadas inferiores de consumidores. Também não dá para esquecer o exemplo do laserdisc, que possuía qualidade bem superior ao VHS e só teve alguma repercussão nos EUA e Japão (também entre os consumidores high end), sendo finalmente vencido pelo DVD. O fato é que o nosso atual Digital Versatile Disc tem um mercado mundial gigantesco, sendo hoje um formato de baixíssimo custo para o consumidor, e estes novos formatos de alta definição não representam nenhum perigo à sua continuidade.

[/quote']

Pertinentes suas observações Saldanha, afinal quando vemos uma belezinha destas o primeiro pensamento é, quando isso vai doer no meu bolso? Mas se isso será um acerto e se essas mídias irão substituir o dvd não dá para prever agora. Já comentei a alguns posts atrás, o que os "feitores" do dvd vão fazer com tanto espaço que sobra no disco? No HD-DVD é possível gravar 48 horas de mídia, o leque de possiblidades é obsceno...

Eu particulamente não acredito nesta comparação com SACD e DVDAudio, aquilo lá não deu certo porque áudio em multicanal não é para todo mundo, tem gente que simplesmente detesta ouvir música assim e sem contar que o preço nunca baixou, tanto dos players quanto dos discos. Com filmes é diferente e como já disse, as possiblidades são maiores...

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Concordo com vcs, acho que ao menos alguém que seja o tal "high end", o fato é esperarmos estas novas tecnologias se consolidarem, a ganho é impressionante e para os cinéfilos pode virar um sonho de consumo.

Com todo este espaço em disco, eles vão lançar temporadas inteiras de séries em um único disco, já imginaram uma trilogia ou um box qualquer em um único disco?


Share this post


Link to post
Share on other sites
Bom gente, tudo se resume a uma única equação: CUSTO X BENEFÍCIO. No momento em que ela for favorável a nós, simples mortais, poderemos dizer que os DVDs de alta definição chegaram para ficar. Agora, toda a temporada de uma série num só DVD, que graça vai ter? smiley36.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Penso que todos estamos entusiasmados pela chegada do HD-DVD e Blue-Ray, e ansiosíssimos pela definitiva entrada no mercado. Mas com o advento destes formatos, uma tremenda sacanagem aparece junto: relançamentos de títulos dvd nos novos formatos. Já pensou? Aquela coleção vasta de dvds que você tem, tudo relançado em altíssima definição? Vai dizer que você não vai se sentir tentado a recomprar Harry Potter, King Kong, Homem Aranha, Exterminador do Futuro, Senhor dos Anéis, Superman, Lost, A Era do Gelo, Disney, etc etc etc... Só de pensar nisso já me dá dor de cabeça.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só para confundir... smiley36.gif 

DVD de alta resolução confunde o consumidor

 

 

 


Por Cliff Edwards da Business Week

 

A batalha entre Blu-Ray e HD-DVD já era complicada para a maioria dos consumidores. Mas os códigos de proteção anti-cópia podem representar uma dor de cabeça a mais para quem esperava encontrar nos novos formatos de alta resolução as maravilhas da alta tecnologia.

 

Os fabricantes esperam que a chegada dessa novidade estimule ainda mais um mercado que já está na casa dos US$ 120 bilhões. Da mesma forma, os estúdios de Hollywood estão esperançosos de que os atrativos dos novos DVDs - como recursos interativos e uma imagem cinco vezes mais cristalina que a dos discos comuns - façam explodir as vendas de filmes.

Mas aí é que está o problema. Os dois setores da indústria estão, na prática, dando um tiro no próprio pé antes mesmo de começarem a corrida. O fato de existirem dois formatos incompatíveis entre si já vem causando confusão entre os consumidores; afinal, um disco Blu-Ray tem exatamente a mesma aparência de um HD-DVD. Lembram-se da briga VHS x Betamax? Pois é, pelo menos naquela ocasião você conseguia distinguir entre uma fita e outra...

Na verdade, essa é apenas a ponta do iceberg. O problema maior é que a maioria dos 20 milhões de TVs do tipo HD vendidos em todo o mundo nos últimos três anos não é capaz de reproduzir a imagem dos novos DVDs em toda a sua resolução. Pior ainda: pelo menos um estúdio pretende reduzir a resolução de seus filmes para que possam ser plenamente admirados nesses TVs; o consumidor que não quiser aceitar isso ganhará a opção de ligar seu TV através de um cabo anti-pirataria - por sinal, um cabo bem caro.

"É uma loucura", compara Richard Doherty, analista da empresa Envisioneering, que faz estudos de mercado. "O adesivo no DVD player promete o equivalente a um carro de alta performance, mas outro adesivo informa que você pode estar comprando um carro velho".

O novo esquema de proteção anti-cópias representa um feito inédito: seria a primeira vez que se puniria o consumidor que não pretende fazer cópias ilegais. Lançamentos recentes como ''Batman Begins'' e ''Walk the Line'' incluem software que impede duplicação não autorizada, mas ainda assim tocam normalmente.

Os novos softwares incluídos nos dicos HD-DVD e Blu-Ray, no entanto, irão automaticamente degradar a imagem à metade de sua resolução original, a menos que o usuário possua um conector HDMI para ligar o player ao seu TV. E somente um em cada 20 TVs HD vendidos até hoje possuem essa conexão. Apenas 15% dos modelos a serem comercializados este ano incluem HDMI, sendo capazes de oferecer a resolução progressiva "full-HD" (1080p).

Para tornar tudo ainda mais confuso, a Sony e outros fabricantes estão incluindo na nova geração de players o recurso chamado "upconvert", que permite ampliar a resolução. Assim, um disco pode ter desempenho diferente dependendo do aparelho em que seja tocado. Na tentativa de evitar uma situação como essa, quatro dos estúdios mais importantes - Sony, Fox, Disney e Paramount - dizem que não pretendem usar o tal código de proteção em seus primeiros discos.

Executivos da Universal nos disseram na semana passada que também não irão usar o código; já a Warner, segundo fontes próximas ao estúdio, irá adotar o esquema de proteção em pelo menos alguns dos 20 títulos que promete lançar em abril. Já é confusão demais, suficiente para que o consumidor diga "boa noite, e boa sorte". Não é à tôa que boa parte dos formadores de opinião nos EUA, assim como alguns sites especializados, estão recomendando aos usuários que não comprem os novos DVDs de imediato e esperem para ver em que vai dar essa guerra.

Muitos acreditam que um bom termômetro será o desempenho da nova geração de videogames. A Sony promete seu PlayStation 3 para novembro, incluindo nele um drive reprodutor de discos Blu-Ray. Executivos da empresa esperam que até lá tenha sido vendida boa quantidade de TVs HD com conector apropriado. Já a Microsoft informa que planeja incluir um drive HD-DVD na nova versão do Xbox 360, que chega ao mercado mundial nos próximos meses.

Até lá, as bolas de cristal da indústria permanecerão meio, digamos, embaçadas.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
maTRIXemBlu-ray.jpg




Não estou certo se havia um tópico a respeito deste assunto. O negócio é o seguinte: qual será sua postura diante da futura e certeira disponibilidade de seus filmes favoritos em Blu-ray ou HD-DVD? Valeria a pena investir na aquisição de títulos que você já tenha em DVD "normal"?

Suponhamos, por exemplo, que você já tenha toda a trilogia O Senhor dos Anéis em DVD. Já foi confirmado que ela será lançada em HD-DVD... Pretende meter a mão no bolso de novo ou ficar como está (usando o disco comum em players de alta definição)? A diferença na qualidade da imagem seria um diferencial tão grande assim?

Os novos players a rodar discos de Alta Definição aceitarão também DVDs normais, porém a tentação de recomprar alguns títulos vai ser alta.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gustavo, como você observou, já havia um tópico com este tema, movi seu post para cá... e respondendo a sua pergunta, vou no futuro (como quase todo mundo, afinal as vantagens são óbvias) comprar um player HD-DVD mas comprarei apenas os títulos que não possuir em dvd. Imagine trocar uma coleção inteira? Fora de cogitação... smiley18.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

É, acho que eu também. Mesmo porque esta primeira leva de HD DVDs está sendo lançada com os mesmos extras das edições normais...

 

Porém, aqueles filmes editados em DVDs toscos de banca (vendidos juntos de revistas, como Num Lago Dourado) eu vou comprar.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

É, nossas coleções de DVDs já estão ultrapassadas, pois as novas mídias de alta definição já estão disponíveis em algumas lojas tupiniquins. Por enquanto as lojas só vendem os importados, mas em pouco tempo eles serão fabricados aqui. Já vi esse filme antes com o DVD.

 

O Submarino já tem até uma seção para HD-DVD e Blu-Ray chamada New Media:

 

http://www.submarino.com.br/dvds.asp?Query=NextLevelPage&amp ; ; ;ProdTypeId=6&CatId=50750&PrevCatId=43340

 

 

Pra quem ainda não engoliu a porca edição em DVD do "Exterminador do Futuro 2" da Universal, aquele DVD acelerado, com dublagem e imagem porcas e que não dá pra tirar as legendas, que tal comprar esse?

 

1476606_4.jpg

 

 

 

bot_FTB_100seguro.gif

 

 

 

 

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

Submarino:

 

R$

 

124,90

 

 

 

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

ou 3X de R$ 41,63 sem juros no cartão

 

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

 

banner_pgto.gif

 

 

 

Ou pra quem não se conforma com a imagem nojenta do nosso DVD de "Jogos Mortais":

1475984_4.jpg

 

 

bot_FTB_100seguro.gif

 

 

 

 

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

Submarino:

 

R$

 

124,90

 

 

 

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

ou 3X de R$ 41,63 sem juros no cartão

 

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

 

banner_pgto.gif

 

 

 

 

Pra quem não gostou do widescreen mutilado do nosso "Menina de Ouro", esse é uma boa pedida:

 

1470810_4.jpg

 

bot_FTB_100seguro.gif

 

 

 

 

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

Submarino:

 

R$

 

119,90

 

 

 

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

ou 3X de R$ 39,97 sem juros no cartão

 

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

 

banner_pgto.gif

 

 

 

Mas eu queria mesmo era esse Blu-Ray do filme "A Experiência", só pra ver a Natasha Henstridge peladona em alta definição:

 

1472912_4.jpg

 

bot_FTB_100seguro.gif

 

 

 

 

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

Submarino:

 

R$

 

121,90

 

 

 

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

ou 3X de R$ 40,63 sem juros no cartão

 

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

spacer_trans.gif

 

banner_pgto.gif

 

 

Mas como não sou rico e não tenho player de Blu-Ray ou HD-DVD, e muito menos HDTV, por enquanto só dá pra ficar babando mesmo...

 

Só quero ver se as distribuidoras daqui vão continuar lançando filmes com imagem ruim quando essas novas mídias forem realidade em nossas terras...

DVD Freak2006-9-10 3:42:41

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha, prá mim essa nova geração de DVDs de alta-definição ainda está a anos luz do Brasil. Para quem não tem uma TV de alta definição e um player HD-DVD / Blu-Ray (mesmo lá fora a 1ª geração destes players recém foi lançada, e apresentam vários problemas), equipamentos necessários para usufruir as vantagens dos novos formatos, estes discos importados não passam de mera curiosidade. Inclusive porque estes 1ºs títulos que estão sendo lançados em breve serão relançados em novas edições especiais com muito mais extras...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Depois de tudo que eu li sobre essas novas mídias, me arrisco a fazer a previsão de que elas NUNCA vão subsituir o DVD. Em primeiro lugar porque o DVD ainda satisfaz, com folga, 99% do mercado, em segundo lugar porque é preciso uma bela TV para notar diferença e em terceiro lugar por culpa da falta de padronização quanto a um padrão único.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Olha' date=' prá mim essa nova geração de DVDs de alta-definição ainda está a anos luz do Brasil. Para quem não tem uma TV de alta definição e um player HD-DVD / Blu-Ray (mesmo lá fora a 1ª geração destes players recém foi lançada, e apresentam vários problemas), equipamentos necessários para usufruir as vantagens dos novos formatos, estes discos importados não passam de mera curiosidade. Inclusive porque estes 1ºs títulos que estão sendo lançados em breve serão relançados em novas edições especiais com muito mais extras...[/quote']

 

Quando o DVD foi lançado lá fora, lembro de um conhecido que importou o aparelho e alguns discos, e de alguém que falou a mesma coisa sobre isso estar muito distante do Brasil ainda.

 

Acredito que agora a situação é parecida, mas não idêntica por três razões:

 

1 - Quando o DVD substituiu o VHS houve uma revolução, pois os formatos eram bem diferentes e as vantagens do DVD revolucionariam o mercado de Home Video; agora há apenas uma evolução de um formato digital para outro formato digital com maior capacidade. Os players inclusive tocarão ambos os formatos, ou seja, a existência dessas mídias não mata o DVD como o DVD matou o VHS;

 

2 - Agora a situação é mais complicada pois não é questão de apenas comprar um player compatível. Tem que comprar também uma TV compatível, a HDTV. Isso inviabiliza a aceitação desses formatos no mercado brasileiro rapidamente. Só quando essas TVs tiverem preços que caibam no bolso dos brasileiros é que esses formatos podem pensar em fazer sucesso aqui. Lembro que ocorreu algo semelhante na época que o DVD chegou por aqui (guardadas as devidas proporções), pois muita gente só tinha daquelas TVs que só aceitavam sinal PAL-M e que não tinham entrada auxiliar de vídeo, só de antena, e se viram obrigados a comprar TVs novas ao chegarem em casa e terem o desprazer de ver uma imagem em preto e branco e ainda assim com o uso de um conversor de vídeo composto para RF. O problema é que com as HDTVs não dá pra ir nas Casas Bahia e fazer um crediário que caiba no bolso dos brasileiros como eles fizeram nos últimos anos com as TVs convencionais. Aliás, nem sei se já existem HDTVs disponíveis no mercado brasileiro com resolução de 1080p, só de 720p (me corrijam de eu estiver errado), lembrando que essas TVs de Plasma que custavam 10 mil há alguns meses e hoje você encontra por menos de 5 mil não prestam pra nada, pois elas só tem resolução comum de 480p;

 

3 - A guerra dos formatos. Quando o DVD surgiu ele não disputava mercado com outro formato, o que contribuiu para sua rápida aceitação. Seria ridículo agora nós precisarmos de dois players para cada um dos formatos. O ideal seria um player que tocasse ambos, mas isso aumentaria o custo do produto principalmente por causa dos royalties e o preço seria bem maior, o que atrasaria ainda mais a aceitação do mercado. Logo, acredito que a melhor solução seja a vitória de apenas um formato. Enquanto isso não acontecer, acho muito difícil esses discos vingarem por aqui. Aliás, eu acho difícil de vingar até nos EUA enquando essa guerra existir. Até lá, continuemos com os nossos pobres e amados DVDs.

 

Mas que a alta definição é extremamente atraente, ah isso é (pelo menos para mim, já que a maioria dos brasileiros nem sequer sabe o que é isso).

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Freak, na minha opinião esses seus 3 tópicos contradizem perfeitamente a sua colocação inicial de que "a situação é parecida" com a época da chegada do DVD. Ou seja, é muito diferente. É totalmente desfavorável.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Freak' date=' na minha opinião esses seus 3 tópicos contradizem perfeitamente a sua colocação inicial de que "a situação é parecida" com a época da chegada do DVD. Ou seja, é muito diferente. É totalmente desfavorável.[/quote']

 

Quando disse que a situação é parecida estava me referindo ao fato de ouvir exatamente as mesmas coisas quando o DVD surgiu. Ouvi gente dizendo que isso nunca ia fazer sucesso no Brasil, que a realidade brasileira estava anos-luz atrás dessas tecnologias, e até mesmo que isso não ia cair no gosto do povo porque o aparelho de DVD não "gravava" e que o videocassete ainda ia reinar por muito tempo.

 

A diferença é que agora eu acho que existem motivos reais pra isso demorar a pegar e fazer o sucesso que o DVD faz e que o VHS nunca fez.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas quem disse isso na época obviamente exagerou. Na época do lançamento do DVD praticamente todos os modelos de televisores disponíveis no mercado brasileiro já aceitavam o sistema NTSC do DVD. Hoje sim dá para dizer que os DVDs de alta definição estão a anos luz daqui, devidos aos altíssimos custos envolvidos. Além disso, como já dito, a migração do VHS para o DVD representou uma revolução em termos de qualidade, o que não é exatamente o caso em relação ao DVD standard e o de alta definição. Sem dúvida os novos padrões apresentam melhor qualidade, mas ela não é tão evidente para que compense o ainda altíssimo investimento.Jorge Saldanha2006-9-10 19:11:3

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Olha' date=' prá mim essa nova geração de DVDs de alta-definição ainda está a anos luz do Brasil. Para quem não tem uma TV de alta definição e um player HD-DVD / Blu-Ray (mesmo lá fora a 1ª geração destes players recém foi lançada, e apresentam vários problemas), equipamentos necessários para usufruir as vantagens dos novos formatos, estes discos importados não passam de mera curiosidade. Inclusive porque estes 1ºs títulos que estão sendo lançados em breve serão relançados em novas edições especiais com muito mais extras...[/quote']

 

É por essas e outras que vale a pena aguardar a situação nacional ficar mais realista e favorável para essa tecnologia. Gastar os tubos agora, pra quê?

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Minha opiniao é que pode ser que substitua se os preços ficarem mais atrativos ou na mesma faixa do que os de DVD Video. Do contrario continua tudo como está, pelo menos aqui no Brasil.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já pagamos caríssimo por DVDs com edições porcas. Qto tempo vai levar pra um disco desses custar o equivalente ao q um DVD custa hj? Qto tempo vai levar pra uma Tv de alta definição poder ser comprada por R$600,00 ?? Com essa grana hj vc compra uma 21" Tela Plana q quebra o galho legal pra ver DVDs... E mesmo assim, se vc não puder investir(eventualmente muitra gente até por falta de espaço)numa TV de alta definição grande, será q numa tipo 20 poucas polegadas vai fazer tanta diferença o acréscimo de qualidade?? E será q qdo tiverrem fabricação/distribuição nacional desses discos nós vamos ser brindados tb come dições porcas dos filmes??

tantas perguntas... Aposto q isso não vinga antes duns 5 ou 6 anos... acho até q mais... O próprio DVD levou um tempinho até chegar nível de popularidade    q tem hj...

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×