UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena

All Activity

This stream auto-updates     

  1. Today
  2. Gust84

    Universo Cinematográfico da Marvel

    Eu acho mais fácil ser algo como o Questão apontou, e acho que pode ser bem orgânico, no sentido de colocar um Marco zero. Uma criança desenvolve poderes, faz alguma coisa numa escola, e aparece o Xavier ou alguém investigar. Tá feito.
  3. Yesterday
  4. Questão

    The Lighthouse (Robert Eggers)

    Festival de Cannes 2019: Protagonizado por Robert Pattinson, novo filme do diretor de A Bruxa é só elogios pela crítica Por Renato Hermsdorff — 20/05/2019 às 09:19 Cem por cento de aprovação no Rotten Tomatoes (até agora); nota máxima no AdoroCinema. Divulgação Depois do sucesso de A Bruxa, coprodução brasileira de terror, era grande a expectativa em torno novo projeto de Robert Eggers. Pois contrariando o dito de que “quanto mais alto, maior é a queda”, o diretor vem conquistando a crítica com The Lighthouse, protagonizado pelo (futuro Batman) Robert Pattinson e o (ex-Duende Verde) Willem Dafoe, exibido no Festival de Cannes pela programação da Quinzena dos Realizadores (portanto, fora da disputa pela Palma). A produção, que se passa no Início do século XX, traz Thomas Wake (Dafoe) como o responsável por cuidar de uma farol de uma ilha isolada. Depois de perder seu assistente, ele contrata o jovem Ephraim Winslow (Pattinson) como substituto. Mesmo assim, o experiente funcionário não permite que o novato acesse de fato farol, o que alimenta (claro) a curiosidade do personagem de Pattinson. Getty IMages Pattinson e Dafoe em evento da revista Vanity Fair. O AdoroCinema, que classificou o filme como “visceral”, conferiu nota máxima, 5,0, ao longa: “O resultado não se contenta com a beleza estonteante das imagens nem com o refinamento da produção. Quando chega a hora de partir para o terror, Eggers oferece cenas chocantes, de uma brutalidade explícita e banalizada – mais uma vez, os animais desempenham um papel importante, como em A Bruxa. O diretor aproxima-se de Lars von Trier na estética da violência, apostando na possibilidade de ser ao mesmo tempo mais gore e mais refinado” (Leia mais aqui). Pela crítica internacional, a recepção não foi diferente. “Realizado com habilidade extraordinária, The Lighthouse é um filme que você não pode classificar, e isso é parte de seu apelo”, aponta o texto da Variety. “Eggers confirma sua reputação instantânea como um mestre do ‘New England Gothic’ com esse claustrofóbico segundo longa”, destacou o profissional do The Hollywood Reporter. A indieWire tascou: “É o melhor filme sobre companheiros de quarto [‘roommates’] já feito. Até a publicação desta matéria, ainda não havia um consenso sobre a avaliação do filme no site Rotten Tomatoes. Com 12 textos contabilizados, no entanto, a provação é de 100%. The Lighthouse ainda não tem previsão de estreia no Brasil FONTE: ADORO CINEMA
  5. Questão

    A Dama e o Vagabundo (Live Action)

    A Dama e o Vagabundo: Live-action terá canções inéditas de Janelle Monáe Por Vitória Pratini — 07/05/2019 às 20:00 Música dos gatos siameses vai ser refeita para filme do Disney+. Walt Disney Animation Studios; Axelle/Bauer-Griffin/FilmMagic O live-action de A Dama e o Vagabundo, desenvolvido para o serviço de streaming da Disney, terá canções inéditas de Janelle Monáe. A atriz de Moonlight: Sob a Luz do Luar e Estrelas Além do Tempo, que dará voz à Peg, cadelinha do canil, também contribuirá para a trilha sonora e cantará duas músicas originais do filme. De acordo com a Variety, o coletivo de artistas da Monae, Wondaland, também está "reinventando" uma faixa do filme original de 1955. Trata-se da canção dos "Gatos Siameses", gravada originalmente para a versão animada por Peggy Lee. Na trama, a dupla felina Si e Am vem do Sião para os Estados Unidos. Eles e seu famoso refrão — "Somos siameses, se você quiser / Somos siameses, se você não quiser... Essa casa é nosso novo lar, se gostarmos vamos por aqui ficar" — há muito são considerados uma representação digna de constrangimento da cultura asiática. Alguns ainda afirmam que a representação de Si e Am são resultado de uma ansiedade pós-Segunda Guerra americana sobre o "outro" estrangeiro, mostrando o imigrante como parte de um grupo duvidoso e sedutor com motivos obscuros. Os colaboradores da Wondaland, Nate "Rocket" Wonder e Roman GianArthur, estão trabalhando em uma versão diferente para a dupla. No novo filme, eles não serão gatos siameses. Ainda há a possibilidade de Wondaland fazer uma nova versão da canção "He's a Tramp" ("Infiel", em português), cantada pela personagem de Monae, Peg. A reformulação da música dos gatos não seria a primeira mudança que a Disney fez a um clássico animado em sua versão live-action. A Bela e a Fera apresentou Le Fou, interpretado por Josh Gad, como homossexual. Na animação original, o personagem ansiava pelo corpulento macho alfa Gaston sem uma motivação clara. Os próximos live-action da Disney, como Aladdin e Mulan, também vão buscar representar com mais precisão a etnia de seus respectivos personagens. A Dama e o Vagabundo tem previsão de estrear exclusivamente no Disney+, nos Estados Unidos, no dia 12 de novembro. Ainda não há previsão de estreia no Brasil. Tessa Thompson e Justin Theroux dublarão os protagonistas. FONTE: ADORO CINEMA
  6. Questão

    Jogos Mortais (Spin-Off - Prod.: Chris Rock)

    Pra mim, JOGOS MORTAIS acabou no 6º filme (na verdade, considero os três primeiros, e o sexto) o resto pra mim é ruim demais. Nem me dei ao trabalho de ver aquela tentativa de reinício que foi o JIGSAW.
  7. A Variety anunciou nesta terça-feira (21) que a adaptação de The Long Walk, baseado na obra de Stephen King, encontrou seu diretor. De acordo com o site, André Øvredal (Histórias Assustadoras para Contar no Escuro) foi escolhido para comandar a produção, que acontece pela New Line. A história de The Long Walk é ambientada no futuro, e gira em torno de 100 adolescentes que embarcam em uma competição chamada de “A Longa Marcha”, onde os participantes precisam manter uma velocidade de 4 milhas por hora, ou serão baleados caso contrário. FONTE: OBSERVATÓRIO DO CINEMA Houve um tempo em que o Darabont tava interessado em adaptar este livro. Pena que não rolou. O romance é bom, mas acho difícil imagina-lo como um filme.
  8. Jorge Soto

    Once Upon a Time in Hollywood - Dir Quentin Tarantino

    Um brazuca já não curtiu https://entretenimento.uol.com.br/noticias/redacao/2019/05/21/era-uma-vez-em-hollywood-filme-de-tarantino-e-uma-decepcao-monumental.amp.htm
  9. Jorge Soto

    The Batman (Matt Reeves - 25/06/2021)

    off BATMAN RECRIA MEME FAMOSO EM NOVA HQ! ATENÇÃO: ALERTA DE SPOILERS! Mais uma vez, o Batman é levado ao limite em suas histórias e no novo arco “The Fall and The Fallen”, vemos o morcego e a Batfamília enfrentando o Bane em seu próprio território. Nas novas histórias, vemos uma alternância entre dois períodos de tempo diferentes, sendo o primeiro em que o Batman de Flashpoint aparece e liga o Batsinal na cor vermelha. Quando a Batfamília aparece em socorro de Bruce, ele diz que Bane estava dominando a cidade através de uma base construída no Asilo Arkham.Quando os heróis chegam ao Asilo para investigar, não encontram nenhum vestígio de Bane, o que coloca a palavra de Bruce em xeque, ainda mais com Alfred dizendo que estava preocupado com ele desde o término do noivado com a Mulher-Gato.A história segue com um diálogo do Robin de Tim Drake, que tenta consolar Bruce ao dizer que entende pelo que ele está passando, porém a resposta de Bruce é um soco no rosto de Tim, mostrando que ele está mais instável do que todos imaginavam. A cena recria um antigo meme (este que ilustra a capa da matéria) que mostrava o Batman estapeando o Robin, porém de uma maneira bem mais sombria.A edição segue com Bane e o Batman Flashpoint invadindo a Mansão Wayne e o Batman tentando derrotar o vilão. Não se sabe se a conversa entre Tim e Bruce foi real, contudo, vemos que, novamente, Bane está conseguindo quebrar o Batman, mas desta vez, não de maneira física, mas sim, mentalmente. fez bem em bater..😂
  10. Jorge Soto

    Monstro do Pântano

    eu não sabia que um ex-007 era o Xavier do grupo... é referência pra mais de metro até pro Capitão!😁
  11. Tensor

    Once Upon a Time in Hollywood - Dir Quentin Tarantino

    Tão falando que o filme tem muito coração. Eu espero todo tipo de elogio aos filmes do Tarantino, menos esse. Mas são tempos que pedem coisas assim. Ansiosissímo.
  12. Jorge Soto

    Patrulha do Destino (Série)

  13. Tensor

    Oscar 2020: Previsões

    A nota dele ta insana http://www.todaslascriticas.com.ar/cannes/2019?fbclid=IwAR1SRBaWflvTN1tErZShJFevtiTCS2sRRsFX0TJbEBZeQKbyKWdS7ZDZHuo
  14. Tensor

    Oscar 2020: Previsões

    Mas tão elogiando absurdamente o Brad Pitt. Parece que é o representante garantido do filme nas premiações.
  15. SergioBenatti

    Oscar 2020: Previsões

    Não falaram nada do Al Pacino , e pouco da Margot Robbie. Acho que vou ter que alterar algumas previsões.
  16. Tensor

    Oscar 2020: Previsões

    Taí o filme do ano será?
  17. SergioBenatti

    Oscar 2020: Previsões

  18. Jorge Soto

    Os Vingadores 4: End Game

    legenda: “Quem sou eu? Haha! Vocês nunca vão adivinhar e eu não vou dizer! Mistérios são divertidos!!!” fico imaginando qual é o preço astronômico da multa em doletas se o cara solta um spoiler numa dessas postagens "inofensivas" em rede social..🙄 Jon Favreau cozinha para os Vingadores no trailer de The Chef Show A Netflix vai ganhar uma nova série de culinária, dessa vez com ninguém menos que o diretor de Homem de Ferro, Jon Favreau. Confira o trailer abaixo.O Talk Show de culinária busca capturar a magia do filme Chef, também dirigido e estrelado por Favreau.Para isso, como o trailer deixa bem claro, veremos alguns convidados especiais, como Robert Downey Jr, Gwyneth Paltrow, Tom Holland, os irmãos Russo, além do diretor Robert Rodriguez.Favreau também escreve e dirige o programa, além de trablhar como apresentador.The Chef Show estreia, na Netflix, no dia 7 de junho. esse filme Chef é bem legal e percebe-se que o Favreau curte muito mais cozinhar que dirigir filme..a silhueta de leitão dele ja denuncia!😂 Ta cheio de atores miguxos famoso dele fazendo ponta, inclusive a Viúva, mas é daqueles filmes pra assistir de estômago cheio senão ferrou😂
  19. SergioBenatti

    Oscar 2020: Previsões

    Once Upon A Time…In Hollywood First Reactions: Magdalena Miedl: ONCE UPON A TIME IN HOLLYWOOD is Tarantino’s most tender film. Who’d have thunk. Jason Gorber: Historically dubious, thematically brilliant, QT finds his form in film that could win Palme d’Or or be picketed by audiences, or maybe both. Thrilling, provocative, blackly comical, intensely unsettling masterwork Emma Stefansky: I reeeeally liked ONCE UPON A TIME IN HOLLYWOOD Jordan Ruimy: QT’s latest has some of the best sequences of his career, but also some of the draggiest. A scrambling, ambitious, maddening, beautiful film. Brad Pitt steals the show. DiCaprio, as always, fantastic. Isabel Stevens: Once Upon a Time in Hollywood or Tarantino’s bromance. Naturally in love with “the old timey movies” and LA. On set Western scenes are my fav. Wasn’t expecting to be so charmed by it Joe Utichi: Once Upon A Time… In Hollywood is so gloriously, wickedly indulgent, compelling and hilarious. The film QT was born to make. The world is a more colourful place in Quentin Tarantino’s twilight zone. Round two, please. Peter Bradshaw: Quentin Tarantino’s brilliant exploitation black-comedy Once Upon A Time In Hollywood finds a pulp-fictionally redemptive take on the Manson nightmare: shocking, gripping, dazzlingly shot in the celluloid-primary colours of sky blue and sunset gold. Tim Grierson: Like a lot of recent Tarantino, this is baggy, self-indulgent, fascinatingly its own thing and ambitiously conceived. Of course it’s accomplished, sometimes dazzlingly so, but it ends up being as hit-or-miss as his last few Xan Brooks: Tarantino lays a gaudy, explosive counter-culture circus. DiCaprio & (especially) Pitt terrific value under the lights, while evil scurries in the shadows. Some, um, third-act issues but the film’s highs are electric Alex Billington: To be completely honest I’m not yet sure what to make of Once Upon a Time in Hollywood. Need to let this one marinate, don’t have an instant reaction. Most of the film is pretty good, I’m having fun watching them play around in late 60s Hollywood. Then the finale is HOLY FUCK. Damon Wise: I wouldn’t change a single second of Once Upon A Time … In Hollywood. It did not disappoint
  20. Jorge Soto

    Monstro do Pântano

    ibagens (mode primo on)
  21. Jorge Soto

    Godzilla 2 (20??)

    “A vigília terminou. Agora o verdadeiro rei vai surgir”, diz a chamada zoando Game of Thrones🤣
  22. Jorge Soto

    Os Vingadores 4: End Game

    Sim, uma baita troca..mas toda beneficiada pelo roteiro. A Sif das HQs tem todo um arco de paixonite pelo Thor que sequer foi aproveitado na franquia (a atriz tem forte presença em comédias românticas), limitando o personagemn dela a mera amiguinha guerreira, idem aqueles outros três cavaleiros que foram pro saco em Ragnarok. Já a Valquíria das HQs é uma personagem totalmente apagada e sem graça, mas em Ragnarok conseguiram dar um protagonismo maior á ela (beneficiado pelo talento da atriz, claro) criando uma identidade e presença que a personagem sequer sonhou nas HQs. Tanto que agora Valquíria tem presença maior nos quadrinhos. Enfim, uma troca que deu certo... mas eu ainda gostaria de ver a Sif, que em sites gringos dizem que foi vitima do estalo.
  23. Jorge Soto

    Once Upon a Time in Hollywood - Dir Quentin Tarantino

    se bobear é mesmo, ainda mais nesse Taratinoverse😂... os personagens de seus filmes sempre fazem referências ou tem alguem ligado a outro filme do cabra..
  24. Jailcante

    Os Vingadores 4: End Game

    É que fiquei imaginando ela bêbada, perdida naquela planeta capturando o Thor. Seria uma virada boa pra personagem. hehehe
  25. Questão

    Os Vingadores 4: End Game

    Baita troca, na minha opinião. Valquíria tem mil vezes mais carisma do que a Lady Sif sequer sonhou ter um dia. Mas ainda queria saber o que aconteceu com a Sif.
  26. Jailcante

    Os Vingadores 4: End Game

    Ator que fez o corpo do Capitão velho, desde Janeiro vinha divulgando o visual, mas sem falar do que era.
  27. Jailcante

    Once Upon a Time in Hollywood - Dir Quentin Tarantino

    Aqui estão questionando se o personagem do Kurt Russel seria irmão do personagem dele no A Prova de Morte. Ambos são dublês e o personagem no A Prova de Morte diz que entrou no ramo de dublês por causa do irmão. Então, o personagem aqui seria o irmão mais velho do outro filme. https://bloody-disgusting.com/movie/3562477/wherein-speculate-kurt-russell-playing-stuntman-mikes-brother-upon-time-hollywood/
  1. Load more activity

Announcements

×