Jump to content
Forum Cinema em Cena

Críticas e Publicações do Cinema em Cena

Discuta as críticas de nosso editor, Pablo Villaça!


569 topics in this forum

  1. A Fita Branca

    • 1 reply
    • 754 views
    • 1 reply
    • 599 views
  2. Guerra ao Terror 1 2

    • 27 replies
    • 2.4k views
  3. Zumbilândia

    • 6 replies
    • 1k views
    • 2 replies
    • 632 views
  4. Invictus

    • 1 reply
    • 718 views
  5. Astro Boy

    • 2 replies
    • 580 views
  6. Amor Sem Escalas

    • 11 replies
    • 1.3k views
    • 0 replies
    • 753 views
  7. Vício Frenético

    • 2 replies
    • 673 views
    • 1 reply
    • 567 views
    • 6 replies
    • 950 views
  8. Sherlock Holmes

    • 13 replies
    • 1.5k views
  9. Caro Francis

    • 2 replies
    • 625 views
    • 2 replies
    • 681 views
  10. Avatar 1 2

    • 49 replies
    • 6.4k views
    • 4 replies
    • 998 views
  11. Anticristo

    • 9 replies
    • 1.7k views
    • 42 replies
    • 5.2k views
  12. Julie e Julia

    • 0 replies
    • 455 views
  13. Deixa Ela Entrar 1 2 3

    • 65 replies
    • 15.1k views
  14. Polícia, Adjetivo

    • 0 replies
    • 381 views
  15. Lua Nova 1 2 3 4 9

    • 208 replies
    • 16.2k views
    • 6 replies
    • 610 views
  16. 2012

    • 19 replies
    • 2.9k views

Announcements

  • Posts

    • Voltando a normalidade. Lá, pq aqui. Duna será lançado direto nos cinemas e só depois vai para a HBO MAX.   
    • Há duas coisas que me parecem perpassar pelas obras de Rohmer: acaso e flerte. Um leva ao outro. Jean Louis Trintignant faz um engenheiro de 34 anos, recém-chegado de uma temporada no exterior. Católico, frequenta uma igreja em que há uma jovem estudante do qual fica atraído. Ele se decide que quer casar com ela, afinal representa seu padrão: bela, católica e virginal. No entanto, o acaso faz com que ele trombe com um antigo amigo, marxista e filósofo, que o leva a uma noite na casa da ex-amante, Maud. Ela é o oposto da jovem católica: divorciada, mãe, ateia e que transa casualmente. Como um bom Rohmer, há o encontro, há as discussões (Pascal e correntes religiosas), há o flerte, mas nem sempre há o gozo. Novamente ele trata das inseguranças das próprias convicções.   Imagino também o quão entediado que Rohmer ficaria das relações do século XXI, em que você parece já saber de tudo sobre o outro; ou então, busca-se apenas o comodismo e segurança de estar na bolha. Não há o espaço para conhecer alguém completamente novo; não há espaço para o choque de ideias e moral. E nada mais tentador do que ir contra os próprios dogmas.
    • nova série DC no netflix     
    • (180) Na expectativa  por "A Hero", vi o terceiro longa do iraniano Asghar Farhadi, "Fireworks Wednesday", de 2006. E foi um alívio, pois o último filme que vi dele, "Dancing in the Dust", de 2003, me foi uma experiência odiosa. Este é muito bom, quase um prelúdio para "A Separação". Mais intrigas de casal, vejam só, e mais questões de apartamentos... Uma jovem prestes a se casar vai trabalhar em um apartamento como diarista, e logo percebe que o marido e a esposa estão vivendo uma crise, às vésperas de se mudarem para Dubai. Descobrimos que a esposa sente um ciúme louco do marido, e desconfia, meio sem motivos, que ele tem uma caso com a vizinha. Logo, ela colocará a diarista para fazer uma pequena investigação. Um enredo de fotonovela, uma ponte México-Irã, mas que vai nos revelando aos poucos o machismo presente na sociedade iraniana, a posição subalterna da mulher - dependente emocional, vítima das tradições. Pode-se achar o filme meio chato até uns 45 minutos, mas depois a coisa engrena. O final é muito bom. Fica a pergunta de um solteiro: Quem gostaria de casar depois de testemunhar de perto o casamento alheio?  
    • Pelo menos sabemos que os proximos filmes do Aquaman serao de qualidade...🤣😂🐳
  • Popular Contributors

×
×
  • Create New...