Jump to content
Forum Cinema em Cena

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 06/11/20 in all areas

  1. 2 points
    Jailcante

    Quarentena do Coronavirus

    - Falcão: eu achei que era um pombo, por isso não identifiquei. hehehe - Tinha a rocha do Indiana Jones, mas achei que como tinha as Criaturas juntas que era aquela bola que elas fazem na parte 2, aí achei que era tudo do mesmo filme/franquia. - Ghost é de 1990, coloco ele como anos 90 não 80, aí achei que era O Iluminado (tem uma luz saindo do fantasma, aí pensei 'iluminado'). - Loucademia de Polícia: Sabia que tinha visto essa porta em algum lugar hehehehe (e não consegui ver o que estava escrito em cima dela) - Superman II? Essa cena é do Superman I (mas ele é dos anos 70...). - Krull: Nunca vi o filme, não sabia mesmo o que era aquele troço ali. - Tango e Cash: HAHAHAHAHAHAH - Das janelas no prédio, só identifiquei o Rocky (coloquei o Rocky 4 por causa do calção com a bandeira americana). Manequin, ok. O Feitiço de Áquila... Não ia saber nunca, se tivesse um lobo junto do pássaro, talvez saberia. A Coisa: Vi faz muito tempo, aí não liguei o nome a pessoa. Achei que era Academia de Gênios, pela cena da pipoca no fim do filme. - O Vingador Tóxico: Nunca ia saber. Só conheço esse filme de 'ouvi falar'. - Os Deuses devem estar loucos: Também não vi, não saberia identificar. Tem tanto filme que aparece jatos desse tipo, aí não saberia mesmo. - LA Bamba: Errei esse.
  2. 2 points
    Jorge Soto

    Obituários (in memoriam)

    "Sua carreira foi lendária, suas composições são atemporais". "Obrigado por definir o clima de tantos dos nossos shows desde 1983." "O dia em que tocamos pela primeira vez 'The Ecstasy of Gold' como nossa nova introdução em 1983 foi mágico! Desde então, tornou-se parte do nosso fluxo sanguíneo, do nosso fôlego, cumprimentos, orações e ritual pré-show. Eu cantei essa melodia milhares de vezes para aquecer minha garganta antes de subir ao palco. Obrigado, Ennio, por nos estimular, por ser uma grande parte de nossa inspiração e por ser uma ligação entre a banda, a equipe e os fãs. Eu sempre pensarei em você como parte da família Metallica", acrescentou o vocalista James Hetfield em uma nova publicação no Instagram.
  3. 2 points
    Jorge Soto

    Obituários (in memoriam)

    pois é, acho muita sacanagem as materias estampando sua morte com uma imagem de um dos seus poucos fracasssos, sendo que o conjunto da obra dele o beneficia. Kiefer Sutherland, Michael Douglas , Jim Carrey e muitos outros deram suas condolências, sinal que o diretor foi de grande relevãncia no século passado.. mas não, ele dirigiu Batman & Robin..aff “Hoje cedo, um dos meus melhores amigos e parceiros no cinema, Joel Schumacher, faleceu após uma longa batalha com o câncer. Sua alegria, espírito e talento vão continuar vivos em meu coração e em minha memória para o resto da minha vida. Joel me deu oportunidades e lições de vida valiosas, fazendo filmes como ‘Os Garotos Perdidos’, ‘Linha Mortal’, ‘Tempo de Matar’ e ‘Por um Fio’. Sua marca na cultura moderna e no cinema vai viver para sempre. Eu vou sentir sua falta, meu amigo.” “Joel Schumacher faleceu. Ele via coisas mais profundas em mim do que a maior parte das pessoas, e viveu uma vida maravilhosamente criativa e heroica. Eu sou muito grato por ter tido ele como amigo.” “Que grande perda, Joel, tão talentoso e compassivo. Trabalhar com você em Um Dia de Fúria foi uma das melhores experiências da minha carreira. Descanse em paz, Joel Schumacher.”
  4. 2 points
    ah, fio...eu ja não emprestop pq sei muito bem que é pedir pra nunca mais rever suas coisas... ja perdi muita coisa assim, agora aprendi a lição..nunca mais! nem disco, dvd e cd empresto.. mão-de-vaca mesmo.. so pra quem é ponta firme mesmo...e olhe lá😎
  5. 2 points
    Jailcante

    Mulher Maravilha 1984

    Quem diria que a maior inimiga da Mulher Maravilha hoje, não é a Mulher Leopardo, mas a...
  6. 2 points
    Ah cara pra mim o melhor de volta para o futuro é o 2, essa história mexeu muito comigo e o filme é GENIAL
  7. 1 point
    Jailcante

    Gotham

    Série no HBO Max sobre polícia de Gotham, no mesmo universo do próximo filme.
  8. 1 point
    Questão

    19 Dias de Horror

    Franquia bem divertida mesmo. A protagonista que faz a Tree manda muito bem, e tem bastante carisma. Mas no segundo filme, o lado Slasher vira quase subtrama mesmo. Prefiro o original, mas o segundo filme é bem legal também. Vi só o primeiro filme. Como o próprio Wes detestava a sequência e achava o seu pior filme, nunca me animei a ver. Hehehe. Dizem que o Wes deixou a família canibal no filme um pouco "simpática", por que ele queria passar a noção de duas famílias se enfrentando, e que a família "civilizada" podia ser tão selvagem quanto a canibal (a cena final é bem pra mostrar isso). Se mostrasse a família canibal só como monstros sanguinolentos, essa ideia não ia funcionar tão bem, como não funcionou no remake (Essa parte, pois no geral, também prefiro o filme do Aja). Visto DABBE: A NOIVA POSSUÍDA Na trama, Ebru (Irmak Ornek) é uma jovem psiquiatra que estuda o poder da crença nas doenças mentais, passando a estudar as ações de um curandeiro, Mestre Faruk (A. Murat Ozgen). Para concluir a sua pesquisa, Ebru leva Faruk para ver Kubra (Cansu Kurgun), uma amiga de infância que dois anos antes foi supostamente possuída por um Djinn, matando o próprio noivo no ensaio do casamento. Registrando todo o ritual de exorcismo com uma câmera de vídeo, Ebru logo vê o seu ceticismo posto a prova quando evidências apontam que há algo de sobrenatural em torno das ações de sua velha amiga. quarto filme de uma popular franquia de terror turca (cujos capítulos tem em comum somente o fato das histórias girarem em torno de Djinns demoníacos), este DABBE: A NOIVA POSSUÍDA revela-se uma grata surpresa, e olha que estou longe de ser um fã de found footages. Tá certo que o filme tá longe de se comprometer com o formato, chegando até a acrescentar alguns Slow motions e montagem paralela ao longo do caminho (são mais de uma câmera documentando os eventos), mas a atmosfera bem construída e a boa dinâmica entre a dupla principal formada pela psiquiatra e pelo curandeiro me ganharam. Ainda que o roteiro escrito pelo diretor Hasan Karacadag se entregue a algum dos clíchês envolvendo filmes de possessão e do próprio estilo Found Footage, a história traz algumas reviravoltas, pistas falsas e falsos climax que são dignos de nota, construindo uma narrativa que se não é imprevisível, ao menos consegue nos manter interessados. Enfim, vale a conferida sem muito compromisso.
  9. 1 point
    Big One

    Liga da Justiça Sombria

    O Umberto Gonzalez diz que não
  10. 1 point
    Jorge Soto

    Obituários (in memoriam)

    pois é, só em 2007 recebeu Oscar pelo Conjunto da Obra pelas mãos do Clintão..e ainda assim é pouco porque até entao o cabra ja tinha mais de 400 trilhas nas costas...😲 é aquela coisa, a pessoa so é reconhecida mesmo depois que morre, pois em vida.... E tem ainda esses moleques que acham o Hans Zimmer o the best em trilhas so por causa da trilogia Batima....sabem nada dos mestres de fato inocentes.. https://www.youtube.com/watch?v=HJDN1e_OIKw
  11. 1 point
    Jailcante

    19 Dias de Horror

    A Morte te dá Parabéns (Happy Death Day, Dir.: Christopher Landon, 2017) 3/4 A Morte te dá Parabéns 2 (Happy Death Day 2U, Dir.: Christopher Landon, 2019) 3/4 Revendo esses 2 filmes bem divertidos. Primeiro pega premissa de O Feitiço do Tempo, de um dia se repetindo várias vezes, e mistura com slasher. O segundo já fala de universo paralelo, que deixa de lado o lado slasher do primeiro filme, e virar um sci-fi, mas mesmo assim vale a pena. Por ser um sequel tão surreal talvez prefira ele do que o primeiro. Mas tanto faz, todos os dois são muito bons (queria um terceiro pra fechar uma trilogia). Quadrilha de Sádicos (The Hills have Eyes, Dir.: Wes Craven, 1977) 3/4 Quadrilha de Sádicos Parte 2 (The Hills have Eyes Part 2, Dir.: Wes Craven, 1984) 2/4 Wes Craven nos anos 1970, estava numa época de fazer filmes brutais como esse e o 'The Last House on the Left". Esse aqui se sai bem melhor. É um 'Massacre da Serra Elétrica' num deserto e com uma família sendo o foco da família de sádicos, e não grupo de jovens como no Massacre. Considero o remake feito pelo Alexandre Aja em 2006, melhor que esse, mas esse ainda mantém seu valor. O que pesa contra aqui é que a família soa quase cômica (ainda mais nos dias de hoje), passando longe da família do Letherface que era só insana. Mas ok, ainda mantém seu impacto. E pensar que tanto o original como o remake, ganharam sequels meio frouxas. A Parte 2 daqui, o Wes esqueceu que estava fazendo sequel do 'Quadrilha de Sádicos' e fez um slasher bem Sexta-feira 13 (até o Harry Manfredini que fez trilha da série do Jason, foi chamado pra fazer a daqui, o que deixa tudo mais próximo). Na mesma época, Wes estava fazendo 'A Hora do Pesadelo', e aí deve ter deixado toda sua veia criativa no filme do Freddy, e aqui resolveu só adotar a fórmula dos filmes slashers que estava fazendo sucesso na época. E é uma continuação bem forçada, já que tiveram ressuscitar um vilão do filme anterior e criar um outro que, basicamente, brotou do chão. Mas enfim, se esquecer que é sequel do 'Quadrilha de Sádicos' e tratá-lo somente como mais um slasher ali da época, até que pode funcionar.
  12. 1 point
    https://popoca.com.br/retro-nerd-duna-1984/ RETRÔ NERD: DUNA (1984) 11 de junho de 2020 • Tiago Cordeiro Guerra nas Estrelas já era um tremendo sucesso nos cinemas quando David Lych, então consagrado pelo filme Homem-Elefante, foi convidado para dirigir uma adaptação de livros que poderia fazer frente a franquia de George Lucas: Duna. Parecia muito certo que não tinha como dar errado. Spoilers: deu muito errado. O IMDB informa que Lynch recusou dirigir O Retorno de Jedi para produzir Duna. “É a sua criação, não a minha”, teria dito a George Lucas em uma tradução livre. Ou seja, é um filme que o diretor esperava ter alguma liberdade para fazer. Em um futuro muito, muito distante (10.190 D.C.), um duque e sua família são mandados pelo Imperador para Arrakis, um árido planeta conhecido como Duna, que tem uma matéria essencial às viagens interplanetárias: a Especiaria. O Imperador planeja destruir o duque e sua família, mas seu filho escapa e procura se vingar usando os habitantes do mundo e sua armas para se concretizar uma profecia. Os primeiros trinta minutos de Duna são realmente muito bons. Você é imediatamente assombrado pela maquiagem (Pier Luigi Basile), direção de arte (Giorgio Desideri) e figurinos extraordinários (Giorgio Desideri). Repare que todos os nomes em parênteses são italianos, que já faziam sucesso no cinema europeu. Figurinos e cenários de Duna são um espetáculo a parte. Essa roupa no deserto… Basile, por exemplo, fez a direção de arte também em Conan. Já Desideri cuidou da direção de arte em Bill & Ted e Coração de Dragão 2 enquanto De Rossi fez o figurino do futurista Onde Está Segunda? além de Asterix & Obelix e… Conan! Ou seja, a equipe de arte era qualificada e diversa… Com uma compreensão global da arte. Curiosamente, a única indicação ao Oscar do filme não foi para cenários ou arte mas para a edição de som (a estatueta acabou ficando para Amadeus). Apesar do sucesso do figurino, o elenco achava a roupa bem desconfortável, mas vale lembrar que isso é uma queixa comum entre quem trabalha em filmes de ficção científica. Duna envolveu mais de duzentos trabalhadores apenas para preparar o deserto mexicano para as filmagens. Virginia Madsen (Highlander II) acabou conquistando o papel de princesa Irulan, que foi cogitado para uma multidão de estrelas: Jodie Foster, Brooke Shields, Kim Basinger, Melanie Griffith, Michelle Pfeiffer, Meg Ryan, Jennifer Jason Leigh, Kristy McNichol, Tatum O’Neal, Bridget Fonda, e Sarah Jessica. Helena Bonham Carter também quase pegou o papel, mas conflitos de agenda com o longa Uma Janela Para o Amor impediram. Na audição, Virginia ouviu que a personagem seria “uma princesa do universo”, o que não deve ter ajudado muito na caracterização de sua interpretação já que atrizes e atores passam emoção. E não cargos. 🙂 Duna foi a estreia de Kyle MacLachlan (Paul Atreides, papel recusado por Val Kilmer e Rob Lowe) nos cinemas. Deve ter causado uma boa impressão em Lynch porque foi protagonista de Veludo Azul, um dos maiores sucessos do diretor, filmado logo após a história do messias do espaço. A mesma sorte não teve o cantor Sting (Feyd Rautha), com uma atuação até esforçada porém constrangedora acabou encerrando sua carreira dramática por ali mesmo. Apesar de tudo, Duna ganhou status de cult para muitos fãs. É sempre procurado na internet e poderia ser alvo de mais destaque porém Lynch considera a produção o grande fracasso de sua carreira. Frequentemente recusa convites para depoimentos em edições especiais do DVD por dizer que revisitar todo processo seria muito doloroso. Ele já preparava um roteiro de O Messias de Duna e tinha contrato para um segundo e terceiro filmes, que jamais foram produzidos. Vale lembrar que se o diretor não teve a palavra final na última edição, também recusou fazer uma versão do diretor para DVD. Ele parece querer esquecer que já fez aquilo, mas se você quiser ver por você mesmo, segue uma versão que encontramos no youtube: Curiosidades retiradas do IMDB: Ridley Scott seria o diretor de Duna, mas seu irmão morreu às vésperas do filme. Quando estava disponível preteriu a produção por Blade Runner: O Caçador de Andróides. A sequência Blade Runner 2049 foi produzida por ele e dirigida por Denis Villeneuve, que será diretor do novo Duna. O final original, cortado da versão que foi para os cinemas, teria Paul exilando o imperador Shaddam IV e concordando em casar com a Princess Irulan, o que seria o final original do livro. Na versão aprovada pelos produtores, Paul faz chover em Arrakis completando a profecia. Cerca de 1700 profissionais foram contratados e com oito sets. Lynch esteve envolvido três anos e meio na produção, que levou quase seis entre seu início e lançamento. Alejandro Jodorowsky chegou a fazer um projeto de Duna, que nunca foi filmado. Aguarde um novo post a respeito. O campo de força usado em algumas cenas de combate foi o primeiro efeito especial de computação gráfica envolvendo um corpo humano. Originalmente, Lynch queria um filme com mais de três horas. Os produtores exigiram pouco mais de duas e ele teve que cortar muitas cenas, refilmar outras e fazer uma pequena introdução narrada por Virginia, que deixou tudo com cara de filme amador. Patrick Stewart não fazia a menor ideia de quem era Sting. Quando lhe apresentaram e disseram o que faziam, lhe perguntou se era um músico solo. O cantor explicou que tocava com um grupo chamado The Police e Stewart entendeu que se tratava de uma banda de algum quartel de polícia…
  13. 1 point
    Jailcante

    Trilogia De Volta Para o Futuro

    Primeiro De Volta para o Futuro foi lançado em 3 de Julho de 1985, há 35 anos atrás: Aqui algumas imagens do ator Eric Stolz como Marty McFly:
  14. 1 point
    SergioB.

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    F I N A L M E N T E !!! "N`um vou nem falar nada"!!! Anos e anos e anos tentando ver esse "As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant", de 1972, de Fassbinder. Aliás, Fassbinder ao quadrado, Fassbinder adaptando Fassbinder. A primeira uma hora é mais "dura", mas ainda sim válida, realmente uma preparação para o vendaval que é a segunda hora, um ciclone bomba. É um caminhão passando em cima, um caminhão descarregando areia. Pagaria o que pudesse para voltar ao início dos anos 1980 e conferir Fernanda Montenegro, Renata Sorrah e Juliana Carneiro da Cunha nos papéis principais, na versão brasileira paras os palcos, que foi um enorme sucesso. Mas divago... É um texto sobre a escravização do amor, é um texto sobre a solidão homossexual, in casu, das lésbicas. A atriz Margit Carstensen tem um papel difícilimo, como a estilista esnobe, crítica, completamente sádica com sua empregada (que age como um animal servil, masoquista, na esperança muda de que obtenha algum reconhecimento amoroso futuramente ) e que vai se apaixonar perdidamente por uma arrivista, uma moça linda - que dará o troco, a fará pagar o carma - que, por sua vez, vai rejeitá-la amorosamente, depois de viver às suas custas. Pura roda da vida! Todos nós, acredito, já passamos por alguém que nos fez de gato-sapato, e, pior, descobrimos, assustados, que gostávamos disso. Éramos escravos do (des)prazer. E levou um tempo para nos libertar, geralmente com outro amor, ou com terapia. Mas divago... É um melodrama muito pomposo, alemão naquela pegada cabaré. Um único cenário: um quarto. Decorado com um painel, que nos remete a um templo de luxúria. Manequins, sem vida, sem expressão, são testemunhas silenciosas dos afetos humanos. Na segunda hora: objetos são quebrados, palavras virulentas são trocadas, os psicológicos são destruídos, e eles nada fazem....Mas divago... Fassbinder filma tudo com tanta precisão, com cada enquadramento elegantérrimo... Maravilhoso o posicionamento dos corpos sobre a cama, muitas vezes, como se uma mulher estivesse amamentando a outra...Ual! O texto é de quem conhece do riscado. Que me desculpem os héteros, mas só poderia ter sido escrito por um homossexual. Só! O grau de verdade sobre as relações é muito forte. Deixo uns acepipes: "Às vezes, havia uma certa frieza... Dava pra sentir... Você está com alguém num carro, num quarto... Quer dizer algo... Mas tem medo... Ou quer ser carinhoso... Mas também tem medo... Tem medo de perder pontos, de ser o mais fraco.... É terrível, quando sabe que não pode voltar, e começar de novo...." "Sidonie: -Todo mundo sabe que a Petra é louca pela Karin. Petra: -Louca? Não sou louca. Eu a amo. Como jamais amei ninguém antes. Valerie: -Você a ama? Você ama uma mulher? Petra: -O dedo mindinho dela vale mais que todas vocês juntas." "Marlene, dez garrafas de gin!" "Eu acho que as pessoas foram feitas pra precisar uma das outras, mas não aprenderam a viver juntas" Lembro que quando era criança, ouvi um adulto dizer algo sobre a homossexualidade feminina que me marcou muito, meu ouvido infantil já era superinteressado: "As mulheres podem sempre escolher". Fiquei com isso na cabeça, até hoje. Nunca vou saber se isso é verdade ou não. Pois não sou mulher, nem lésbica. Nunca saberei. O adulto queria dizer que, ao reverso, os homens gays estão "condenados", não podem evitar. Mas as personagens deste filme escolherem, em certa fase da vida, um homem; e sua vivência com outras mulheres tem um quê de fase redentora, como se tivessem ultrapassado gloriosamente, finalmente, as exigências familiares, a sociedade: "...E então, pouco a pouco, começou a morrer a dignidade. Vi que me tinha enganado com ele, e comigo, e decidi acabar. Acabar com o meu amor por ele. Os últimos seis meses foram horríveis, acredita, horríveis! É claro que ele reparou que tudo tinha acabado, ou pelo menos desconfiou. Mas não levou a bem. E não procedeu com muita inteligência. Já que não conseguia prender a mulher em tudo, tentou ao menos na cama. Então surgiu o nojo. Ele foi usando a técnica, a força. Deixei-o, fui aguentando, mas a verdade é que o achava um porco." Um filme obrigatório para as mulheres. Um filme infenso aos homens. O cromossomo xy não aparece. Só importa o amor das mulheres pelas outras mulheres. Minto, um homem aparece. É Fassbinder, em uma foto de jornal. Ele é o único homem desse mundo. O único homem que aparece. Amor machuca. Meu ranking Rainer Werner Fassbinder se altera, portanto: 1) Berlin Alexanderplatz (maior "filme" que já vi na vida, 15 horas); 2) As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant; 3) O Medo Devora a Alma; 4) O Direito do Mais Forte é a Liberdade; 5) Lili Marlene
  15. 1 point
    clandestino

    Liga da Justiça (HBO MAX, 2021)

    O JL foi uma bomba justamente pelo fato da Warner ter botado a mão. A Warner não estava feliz com o rumo que o DCU estava tomando e aproveito a oportunidade que surgiu do afastamento do Snyder para fazer o que bem quiser. As acusações do Fisher podem ser verdadeiras pelo fato de ninguém do cast ter elogiado a direção do Wheedon quando o filme foi lançado.
  16. 1 point
    SergioB.

    Oscar 2021: Previsões

    É impossível eliminar a figura do Tony. É como eliminar o Romeu de "Romeu e Julieta", já que o filme é uma reimaginação da peça de Shakespeare. Sinceramente, não saberia o que fazer. Talvez esperar ele conseguir alguma vitória processual na Justiça, não falo nem de mérito, mas processual, que pelo menos deixem as coisas no ar.
  17. 1 point
    Big One

    Oscar 2021: Previsões

  18. 1 point
    Jailcante

    Quarentena do Coronavirus

    Gabaritei esse aqui (sim, isso é triste hehehe)... Segundo Sol Selva de Pedra Caminho das Índias (ri) O Clone Escrito nas Estrelas Um Anjo Caiu do Céu Caminhando nas Nuvens Vale Tudo Rainha da Sucata (ri) Que Rei Sou Eu? O Rei do Gado (ri) Mulheres de Areia Roque Santeiro (ri) Fera Radical (ri) Duas Caras (ri) Vamp Cobras e Lagartos Alma Gêmea Velho Chico (ri) Vira-lata Mico Preto A Gata Comeu Barriga de Aluguel (ri) Roda de Fogo Novo Mundo (ri) Pedra Sobre Pedra Bambolê (não tenho certeza) Estrela Guia (ri) Feijão Maravilha (ri) Chocolate com Pimenta Páginas da Vida Laços de Família
  19. 1 point
    Jailcante

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    O Último Guerreiro das Estrelas (The Last Starfighter, Dir.: Nick Castle, 1984) 3/4 Garoto consegue bater o record num jogo chamado "Starfighter". Acaba descobrindo que o jogo, na verdade, era pra selecionar um piloto pra enfrentar uma batalha espacial. Esse filme é como se o Steven Spielberg resolvesse fazer um 'Star Wars'. Então, é um filme agradável, uma aventura juvenil sessão da tarde. Notável que talvez esse seja o primeiro filme a usar CG em grande parte do filme (nas batalhas espaciais). Isso em 1984. Apesar do valor histórico disso, acho que precisa de um edição 'remaster', já que o CG envelheceu muito. A Grande Aventura de Pee-Wee (Pee-Wee Big Adventure, Dir.: Tim Burton, 1985) 1/4 Pee-Wee tem sua bicicleta vermelha roubada, aí tem que enfrentar uma jornada pra achá-la. Nem Tim Burton consegue salvar isso aqui. Uma coisa e outra do estilo dele aparece (que ele usou melhor em filmes futuros, então nem precisa ver esse filme pra isso), mas é uma comédia fraca com um personagem incrivelmente insuportável. Procura-se um Rapaz Virgem (Once Bitten, Dir.: Howard Storm, 1985) 1/4 Vampira tem que achar jovem virgem, e beber seu sangue para manter sua juventude e beleza. Curioso somente pela presença do Jim Carrey num filme lançado bem antes de seus sucesso. Fora isso, pouca coisa que tinha de engraçado, já ficou datado. Presente de Grego (Baby Boom, Dir.: Charles Shyer, 1987) 2/4 Executiva casada que não planeja ter bebês, acaba tendo que lidar com um, depois que um parente distante morre e ela é a única da família pra cuidar da filha pequena dele. Talvez o marketing desse filme faça ele parecer uma espécie de "Três Solteirões e um Bebê" feminino, mas quem espera ver isso, vai se decepcionar, já que o bebê perde a função depois uns 40 min. Tem umas piadinhas típicas de como ela tenta lidar com a menina, mas logo tudo se resolve, e o filme vira outra coisa. Vira aquelas comédias de valorização do interior dos EUA (alguém da cidade grande que vai morar no interior), junto com uma comédia romântica. Um pacote meio cheio. Foi roteirizado pela Nancy Myers que viria a dirigir filmes como Alguém tem que Ceder, Simplesmente Complicado e Do que as Mulheres Gostam, então, espere algo do mesmo gênero desses. Picardias Estudantis (Fast Times at Ridgemont High, Dir.: Amy Heckerling, 1982) 4/4 Hollywood gosta de tempos em tempos lançar um filme assim, que não tem uma trama central, só está aqui pra mostrar um grupo de adolescentes vivendo sua época. Começou (acho) com Loucuras de Verão que George Lucas fez nos anos 1970, mas retratando a juventude dos anos 1960. Esse aqui já é dos anos 1980 e com jovens dos anos 1980. Depois vieram 'Jovens Loucos e Rebeldes (feito no anos 1990, mas retratando os anos 1970) e Mal Posso Esperar (feito nos anos 1990 mostrando anos 1990), entre outros. Todos não tem propriamente um personagem ou trama central, mas sim um grupo de jovens ali que vão ter suas histórias contadas num momento de virada da vida (aqui se passa momentos antes da formatura). Começo dos anos 1980, esse filme ainda pôde lidar com coisas polêmicas como masturbação, drogas e aborto entre os adolescentes, temas que eram tabus (e ainda são até hoje). **Curiosidade é que tem 3 futuros ganhadores de Oscar no elenco: Sean Pean, Nicolas Cage (ainda como Nicolas Coppola) e Forest Whitaker (sem falar da Jennifer Jason Leigh, que viria a ser indicada em futuros filmes); e foi roteirizado por Cameron Crowe (que viria dirigir Quase Famosos e Jerry McGuire). Filmes vistos nesses 2 boxes: Sessão Anos 80 Vol. 8 e 9 Já vi todos os 8 filmes dos boxes. Ranking: 8 - Os Garotos do High Society (pior filme de todos os boxes dessa coleção) - 0/4 7 - Academia de Gênios - 1/4 6 - As Grandes Aventuras de Pee-Wee - 1/4 5 - Procura-se Rapaz Virgem - 1/4 4 - Presente de Grego - 2/4 3 - O Último Americano Virgem - 2/4 2 - O Último Guerreiro das Estrelas - 3/4 1 - Picardias Estudantis - 4/4
  20. 1 point
    SergioB.

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    @Big One, só filmão bom... ("Paterson" tem aquela poesia sobre o fósforo...)
  21. 1 point
    primo

    Flashpoint (202?)

    se tiver em grupo, to incluso ae.. esse meu otimismo é só a fase de negação!
  22. 1 point
    SergioB.

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    "Bala Perdida" é o sucesso do momento da Netflix. Um filme de ação francês que me ganhou, viu?! Eu achei no começo que seria só perseguição automobilística, mas o filme tem várias cenas de lutas muito bem coreografadas, e sem piedade, tipo, mulheres apanham, mulheres batem... A história é básica, sem muitas camadas, políticas ou sociais - por que deveria? - mas a construção foi muito boa. Há um plano, mais para o final, envolvendo fogo, sem uso de dublê, que me chamou a atenção. Uma boa diversão.
  23. 1 point
  24. 1 point
    Jailcante

    Homem Aranha 3 (MCU - 05/11/2021)

    O ator J.K. SImons disse que já gravou sua próxima aparição no MCU, e que no momento não tem previsão de outra.
  25. 1 point
    troca troca
  26. 1 point
    Com a pandemia do coronavírus, a estreia de ‘Ghostbusters: Mais Além‘ acabou sendo adiada em quase um ano. Mas os reflexos da quarentena estão sendo positivos no projeto, a contar pelas novas revelações feitas pelo diretor Jason Reitman. Durante uma reunião por Zoom com o elenco original da produção, o cineasta revelou que aproveitou esse tempo para reavaliar e reajustar os detalhes finais do longa, algo que seria incapaz de fazer em sua rotina habitual de trabalho. Segundo ele: “Não posso te contar nada, mas estamos trabalhando em um novo fascículo. Nós temos um pouco mais de tempo e sabe, como diretor, eu nunca tive essa oportunidade de realmente tirar uma pausa, respirar e dar uma olhada no filme novamente. Esse tempo tem sido extremamente valioso, nós temos muito tempo agora. Eu tenho passado os meus dias editando ‘Ghostbusters’, então isso é basicamente o que tenho feito”. FONTE: CINEPOP Espero que esse tempo extra evite fulanoscuts no futuro.
  27. 1 point
    Jorge Soto

    Patrulha do Destino (Série)

  28. 1 point
    SergioB.

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    Comédia deliciosa de Neil Simon, com direção de Herbert Ross, "The Sunshine Boys"/ Uma Dupla Desajustada recebeu algumas indicações ao Oscar em 1976, entre elas Roteiro Adaptado para Simon, Ator para Walter Matthau, e Ator Coadjuvante para George Burns, que acabou ganhando a estatueta, pelas suas tiradas hilárias, e sua presença diminuta e fofa - realmente um "Deus" da comédia, como se consagraria mais tarde. O filme foi um enorme sucesso de público e crítica, repetindo sua jornada vitoriosa na Broadway. Fica claro que advém de uma peça. Há pouco de linguagem cinematográfica. Mesmo assim, é uma delícia de texto. Como toda boa comédia, aliás, seu fundo é triste: a decripitude do físico, e a igual decadência do Teatro de Vaudeville. Décadas depois, viraria um filme de tevê com Woody Allen e Peter Falk, em "Feitos Um para o Outro".
  29. 1 point
    Big One

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    A Hora do Lobo 18 (Brazil) 1968 ‧ Terror/Drama ‧ 1h 39m Filme do Bergman de 1967, casal vive numa ilha onde esposa cuida da casa e o marido é um artista, um pintor. O filme se inicia com o depoimento da espoasa, olhando pra câmera. Ela fala do marido desaparecido e do diário. E dado momento ela questiona se casais que vivem juntos por muito tempo podem ficar parecidos, inclusive ter os mesmos pensamentos. Ela poderia envlouquecer se o mariado ficasse louco? Qdo ela encontra um diário a coisa começa a andar pelo campo da loucura e do terror. O casal é convidado pelo dono da ilha a um jantar a coisa fica mais louca ainda. O artista começa a pirar e a ficar mais distante da esposa, estaria ele ficando louco é o mote do filme. A cena da pescaria arrepiou o cabelo da nuca...kkk...dá pra notar que O Farol pegou muito desse filme. Filme visto no canal Sesc Digital. https://sesc.digital/colecao/42876/cinema-emcasacomsesc
  30. 1 point
    primo

    Liga da Justiça (HBO MAX, 2021)

    saiu um rápido vídeo por aí com a Gadot e uma gravura do Uxas / Darkseid - só não consigo postar daqui
  31. 1 point
    Jorge Soto

    Patrulha do Destino (Série)

    fidelidade da galeria de vilões
  32. 1 point
    Jorge Soto

    Adão Negro (22/12/2021)

    DWAYNE JOHNSON DIZ QUE EVENTO DA DC TRARÁ NOVIDADES SOBRE ADÃO NEGRO Esta semana, a DC anunciou o DC Fandome, um grande evento online onde serão divulgadas novidades sobre seus principais projetos em várias mídias, como cinema, TV e games. Mulher-Maravilha, The Batman e o “Snydercut” de Liga da Justiça serão alguns dos filmes que ganharão mais informações durante o evento, mas não para por aí: Adão Negro, o esperado filme sobre o grande rival do herói Shazam, também marcará presença. A confirmação do filme no evento foi divulgada pelo próprio Dwayne Johnson, que viverá o personagem principal no filme. Em seu Instagram, ele postou um pequeno vídeo, afirmando com todas as letras que comparecerá ao evento para falar sobre o projeto: “A hierarquia de poder do universo DC está para mudar. Eu me unirei ao épico e primeiro DC Fandome em 22 de agosto de 2020. Esta é para vocês – os fãs.” Um trailer não deve ser mostrado no evento, uma vez que as gravações do filme só devem começar entre o final de agosto e o início de setembro. Ainda assim, são esperados grandes anúncios, como o elenco escalado para viver os heróis da Sociedade da Justiça.
  33. 1 point
    WARNER BROS ESCLARECE VETO AO BRASIL EM CONCURSO DA DC FANDOME Foi anunciado ontem o DC Fandome, evento da DC Comics que promete reunir os fãs da editora para diversos anúncios e comemorações, incluindo novidades sobre filmes, séries e jogos. Parte do evento será um concurso de cosplay, do qual o Brasil não poderá participar. No entanto, o motivo é diferente do que noticiamos ontem, e o regulamento foi alterado para esclarecer isso. A assessoria da Warner Bros deixou claro que o Brasil ficará de fora do concurso por motivos que não são políticos. O embargo que o país está sofrendo dos Estados Unidos não influenciou nessa decisão, ainda que o antigo regulamento desse margem para essa interpretação. No novo documento, fica claro que a decisão foi tomada por conta da burocracia nos concursos culturais do país. O trecho atualizado no regulamento explica: “Você não é elegível para participar deste Concurso Criativo se você é nativo ou um residente legal do Brasil, devido às restrições para competições e prêmios no Brasil.” Somente então são mencionados os países embargados: “Você também não é elegível para participar deste Concurso Criativo se você é nativo ou residente legal de países que foram embargados pelos Estados Unidos (incluindo, sem limitar, Crimeia, Cuba, Irã, Coréia do Norte, Sudão, ou Síria.).” Ainda de acordo com a assessoria da Warner, a empresa estuda uma maneira de incluir a participação dos brasileiros, mas isso ainda não está garantido, uma vez que é um processo burocrático e lento.
  34. 1 point
    Algumas fotos que vi de rosto ela fica parecida...ela é boa atriz...tem tudo pra ser bom.
  35. 1 point
    é treta politica de embargo mesmo do Trump... coisa da má fama que o Bozo ta dando ao páis pela gestão da pandemia, como se os States fossem exemplos de combate á mesma, tao com mais de 50% dos obitos do mundo ator de Atlanta caracterizado do Joker...um Joker afro Robert Pattinson revela treino para ser herói Robert Pattinson preferiu não seguir a rotina de exercícios para estar em The Batman durante a quarentena do coronavírus (COVID-19). O fato causou curiosidade em muitos fãs da DC. A especulação era de que o astro de The Batman teria que ter uma rotina forte para entrar em forma como Bruce Wayne. Agora, essa dúvida chegou ao fim. A For Men Healthy revelou qual é a rotina sugerida para Robert Pattinson, após fazer uma entrevista com o ator. O treino envolve uma variedade de atividades e ainda uma alimentação saudável.Muitos fãs da DC imaginaram que Robert Pattinson deveria ganhar muita massa muscular para o papel. Porém, a rotina não envolve apenas treinos na academia. O novo Batman, além de ir para musculação, precisa fazer corridas de 5 a 10 km de 3 a 4 vezes na semana e precisa ter um “treinamento de estilo militar com sacos de areia”. Além disso, o famoso treina boxe. Na alimentação, Robert Pattinson não pode beber álcool. Além disso, cortou carne e frituras para acelerar a transformação física. Com essa rotina, fica claro que a DC não pretende ter o ator como outros intérpretes do Batman. Talvez por conta das aparições de Christian Bale e Ben Affleck, fãs imaginaram que Robert Pattinson deveria ter a mesma forma física para o papel. The really Batman training😂
  36. 1 point
    Jorge Soto

    Matrix 4

    eita, a ausencia do Morpheus do Lawrence Fisburne no filme leva a crer que o personagem do Yahya Abdul-Mateen seja pra representa-lo mais jovem...ja tem teoria de viagem no tempo, a muleta narrativa mais usada ultimamente..😂 Uma das teorias mais populares de Matrix 4 estabelece que a trama será focada em uma viagem no tempo. Neo e Trinity seriam trazidos de volta para lidar com uma nova ameaça, precisando visitar versões anteriores da Matrix e diferentes épocas de Zion para combatê-la. Com isso, eles acabariam encontrando uma versão mais jovem de Morpheus, provavelmente com uma personalidade menos sábia. Mas esse não pode ser somente o caso de Morpheus. Personagens como Cypher e Agente Smith poderiam voltar sendo interpretados por atores mais jovens, numa trama de viagem no tempo. Isso até faria sentido, pois sabe-se que Joe Pantoliano e Hugo Weaving não estão no elenco de Matrix 4. No caso do Agente Smith, a trama com viagem no tempo não é nem mesmo necessária para que o personagem seja interpretado por um novo ator. Afinal, ele pode trocar a sua própria aparência com certa flexibilidade.
  37. 1 point
    Alien vs Predador era um crossover de franquias que sempre relutei em conferir mas aproveitei a falta de boas estréias pra matar essa desfeita..aff! Na boa, esta produção aqui leva jeito de caça-níquel refinado uma vez que tem muitas coisas interessantes, mas não alavanca em nada a mitologia dos bichos em questão. Resumindo, é um bom filme de aventura mas que não acrescenta nada ás franquias. Uma ou outra referência ás franquias e a presença do sempre bom Lance Henricsen valem a conferida, e só. Pena que não reutilizaram a final girl depois, uma vez que se empenha bastante em ser a futura Ripley. 7,5-10 Alien vs Predador 2 já é de fato um filme totalmente desnecessário que dispensava facilmente a griffe das franquias que faz uso, uma vez que se resume a um slasher genérico com os monstros em questão. Pior que é muito bem produzido, uma pena que o roteiro não ousou mais e muito menos não reutilizaram personagens das franquias envolvidas, vai ver reconheceram a roubada que seria. Entupido de clichês de filme teen e com fotografia escura onde não se enxerga nada, pra não só detonar esta película ele pelo menos tem alguma ousadia em ser um tiquim politicamente incorreta ao matar sem dó crianças e gestantes. Mas ainda assim não é suficiente pra ficar acima da média. 5-10
  38. 1 point
    nao consigo dar nota a baixo de 5... sou generoso demais. Na verdade o 7 é somente pela parte visual e tecnica, produção bem cuidada e deslumbrante. Já o resto... embalagem bonita com pouco conteúdo.
  39. 1 point
    Sim, concordo. O Robocop do Padilha é bem melhor que essas 2 sequels xoxas.
  40. 1 point
    SergioB.

    Destacamento Blood (Spike Lee)

    "Da 5 Blood"/ Destacamento Blood é o grande filme do ano até aqui. Principalmente por que ele chegou no momento certo: 1) não só considerando que ele foi bancado por um serviço de Streaming como a Netflix , plataforma ideal para esses tempos de pandemia; 2) considerando que ele chega em um momento de luta pelos direitos dos negros nos Estados Unidos e no mundo todo; 3) pelo momento da carreira de seu diretor Spike Lee, não mais tido como um excêntrico reclamão como eu me recordo da imagem dele no final dos anos 1990, mas agora um ganhador do Oscar competitivo, um belo afterglow. São muitas as decisões inteligentes neste filme: A primeira tem a ver com a utilização do mesmo conjunto de atores para interpretar seus papeis na época da Guerra. Não há portanto quebras da atuação, bem como nos abre a possibilidade de suspeitar que algumas das tomadas possam ser apenas projeções da consciência, lembranças até mesmo ficcionais, e não efetivamente "passado". Esses planos são acompanhados também por uma mudança da Fotografia. Não somente de cores e texturas, mas inclusive na razão de aspecto, que passa para 4:3. Ou seja, há um recurso narrativo inclusive na própria Fotografia, assinada aqui por Newton Thomas Sigel, que criminosamente nunca foi indicado ao Oscar. Creio que dessa vez ele não passará em branco. A Montagem do inglês Adam Gough, outro que deve conseguir sua primeira indicação ao Oscar, é outro trabalho muito rico. Admito até que possa haver quem não goste dela, mas será impossível ficar a ela indiferente. O filme é todo "quebrado"! Por quebrado, digo, se o texto cita um negro assassinado no passado por policiais, aparecerá uma foto dessa pessoa, não em um cantinho do vídeo, mas quase como uma interrupção da cena mesma, bem como há a incursão de pequenas imagens (não queria falar imagens, queria dizer, precisamente, vídeos!) reais, antigos, mostrando um discurso, ou um noticiário, veiculando algo importante parta a história negra americana. O filme, portanto, é todo permeado por objetos imagéticos não pertencentes mesmos à trama, mas que provam a ideia geral do filme: A Guerra do Vietnã foi travada em solo americano, com desproporcionalmente mais sangue negro derramado. É Spike Lee na veia. Um texto incendiário, que fustiga Trump e seus eleitores, até não poder mais. Este texto é divertido em certos momentos, polítizado em muitos momentos, cheio de gírias da comunidade negra americana a todo momento. Precisava ser dito por bons atores, também, e o é. Mas, em seu elenco, brilha com destaque o ator Delroy Lindo. Não é que brilha. O ator passa com sua luz por cima de todos. Ele deve ter umas 4, ou 5 cenas de clipes de Oscar, uma melhor do que a outra. Seu personagrem me lembrou Humphrey Bogart em "O Tesouro de Sierra Madre", de 1948, aquele sujeito ambicioso, ardiloso, palavroso. Bati palmas para a cena em que ele revela algo de sua condição pessoal, enquanto vai abrindo caminhos na mata fechada. O que é aquela cena? Nossa! Em minhas previsões, o colocava como Coadjuvante - assim como os demais analistas - mas é indubitável que ele é Lead. É a mesmíssima situação de Forest Whitaker em "O Último Rei da Escócia". Sinceramentre, considerando sua espetacular atuação, e as condições políticas que mencionei no primeiro parágrafo, para mim, desde já, é o favorito ao Oscar de Melhor Ator. A Trilha de Terence Blanchard está recheada de Marvin Gaye, e tenho dúvidas se conseguirá atingir o percentual prescrito para ser considerada Original, apta a ser indicada ao Oscar. Já as indicações para a turma do Som parecem certas. E indicação também para Spike Lee, como Roteirista e Diretor. Se vidas negras (agora, tardiamente) importam, a vida dos negros no cinema por muito tempo só importou a ele. É bom honrá-las.
  41. 1 point
  42. 1 point
    Em vez disso, o estúdio levará A Origem, de Nolan, de volta aos cinemas para um relançamento em 17 de julho, enquanto Tenet estreará duas semanas depois. “Estamos especialmente entusiasmados, neste ambiente complexo e em rápida mudança, por trazer Tenet, de Christopher Nolan, uma produção com uma escala de cair o queixo, aos cinemas do mundo todo em 31 de julho”, o presidente do estúdio Toby Emmerich disse em um comunicado (via Comic Book). “Já faz mais tempo do que qualquer um de nós poderia imaginar desde que assistimos a um filme no cinema e, para agradecer aos fãs de Chris enquanto contamos até o dia de estreia de Tenet, também estamos animados em oferecer a obra-prima A Origem nos cinemas para seu 10º aniversário em 17 de julho.” Sequência de A Origem? Após o primeiro teaser do filme, muitos fãs dos trabalhos anteriores de Nolan o compararam instantaneamente com A Origem, alguns até sugerindo que poderia ser uma sequência secreta. De acordo com o ator John David Washington, esse simplesmente não é o caso. Pelo contrário, o ator disse que os filmes são parentes, mas apenas isso.“Eu diria que Tenet é um parente de A Origem”, explicou anteriormente Washington. “Eles são parentes por casamento. Eles se reúnem para ações de graças, churrascos em família, como esse tipo de coisa. Fora isso, um mora na Europa, o outro mora em Compton.” Tenet chegará aos cinemas em 31 de julho.
  43. 1 point
    vixe, criticas negativas...😂 NOVO FILME DA DISNEY ESTREIA COM NOTA EXTREMAMENTE BAIXA NO ROTTEN TOMATOES O filme Artemis Fowl, que deveria ter sido lançado nos cinemas, estreou hoje no serviço de streaming Disney+. Com o lançamento, vem também a opinião da imprensa especializada, que em sua maioria não se agradou do filme dirigido por Keneth Branagh. O embargo para as críticas de Artemis Fowl caiu, e por enquanto, elas já são 69 textos submetidos ao Rotten Tomatoes. Deles, apenas 9 aprovaram o filme, que amarga o selo de “Podre” com 13% de aprovação. A maioria das críticas concordam que o filme vai deixar os fãs do material original irritados, ao mesmo tempo que falha em estabelecer seu universo ficcional para aqueles que não estão familiarizado com os livros escritos por Eoin Colfer. Com a enxurrada de críticas negativas, dá para especular que para além da pandemia de COVID-19, a decisão de não lançar o filme nos cinemas também tinha a ver com a recepção, que o estúdio provavelmente já previa. Na trama de Artemis Fowl, um garoto de 12 anos extremamente inteligente descobre um mundo mágico. Decidido a roubar a fortuna do local, ele sequestra um elfo e cobra um resgate para libertá-lo. Só que logo a Liga de Elite da Polícia parte em uma caçada para pegá-lo. No elenco estão nomes como Josh Gad, Colin Farrell e Judi Dench.
  44. 1 point
    primo

    Patrulha do Destino (Série)

    Pois é! Kkk não foi por falta de aviso
  45. 1 point
    Big One

    O Que Você Anda Vendo e Comentando?

    Depois de Horas 1985 ‧ Comédia/Humor negro ‧ 1h 38m Sabe aquele filme que você viu a muito tempo, provavelmente numa sessão Coruja da Globo d madruda, que você não se lembra do filme direto ? Bem, esse é o caso de Depois de Horas do Scorsese. Como.ja disse aqui em outras oportunidades adoro esses filmes da década de 70 e 80 que retratam uma Nova York rústica, escura, deve ser uma memória afetiva dos filmes que eu via. Enfim. Este filme é uma delícia, primeiro que todo mundo parece bipolar, a pessoa está conversando normalmente e de repente tem uma reação exagerada. O protagonista sai para se encontrar com um garota e se mete em uma sucessão de confusões. Aliás já na cena do taxi com o taxista rasag do pelas ruas é muita engracada,. Aqui Scorsese acelerômetro a cena pra dará.a impressão de mais velocidade e humor. Já é possível notar os.mocomebtos de camera característicos do Scorsese que ele usa até hoje. Aliás a cena final no escritório com a câmera percorrendo entre as mesas é ótima. Pena que durou pouco. Aliás até no poster acertaram. Que poster bonito.
  46. 1 point
    Questão

    Patrulha do Destino (Série)

    Venho falando isso há um ano. Hehehehe
  47. 1 point
    Jorge Soto

    Homem Aranha - Aranhaverso

  48. 1 point
    Jailcante

    Queria saber o nome de um filme

    Totalmente Selvagem (Something Wild - 1986)? No mais, tem tópico próprio pra perguntar nome de filme.
  49. 1 point
    SergioB.

    Qual Livro Você Está Lendo?

    F I N A L M E N T E !!! A desconstrução dos super-heróis, segundo Alan Moore. Watchmen: O poder não como natureza, mas como uma questão política.
  50. 1 point
    Fernando

    Notícias

    Fontes rejeita devolver R$ 30 mi por "Chatô" <?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" /> SILVANA ARANTES Da Folha de SP – Ilustrada O ator Guilherme Fontes refutou ontem a cobrança de R$ 30 milhões endereçada a ele pela Ancine (Agência Nacional do Cinema), como ressarcimento ao Estado pelo uso de dinheiro público na produção do filme "Chatô". Em carta-cobrança enviada a Fontes em dezembro passado, a Ancine estabelecera 30 dias de prazo para que ele recolhesse o valor aos cofres públicos ou apresentasse o filme concluído. Em carta protocolada ontem na Ancine, Fontes classifica a cobrança de "indevida" e reitera seu pedido ao órgão para que renove o prazo de captação do orçamento que falta à conclusão do filme. "Chatô" permanece inacabado desde 1999, quando suas filmagens foram interrompidas, sob suspeitas de irregularidade levantadas pelo MinC (Ministério da Cultura). O MinC havia autorizado o ator a captar R$ 12 milhões para a produção do filme, com benefício das leis de renúncia fiscal (Rouanet e do Audiovisual). O TCU (Tribunal de Contas da União) inocentou Fontes das suspeitas de fraude depois de analisar sua prestação de contas. Em 2001, além de concluir que não havia desvios no uso do dinheiro, o TCU determinou ao MinC que renovasse os prazos para que Fontes captasse o restante de seu orçamento previsto. O ator havia reunido até ali R$ 8,5 milhões dos R$ 12 milhões autorizados. Alberto Daudt, advogado de Fontes, afirma que a carta-cobrança da Ancine é "uma retaliação" ao mandado de segurança com o qual ele tentou obrigar a agência, no ano passado, a renovar o prazo de captação para Fontes. A agência afirmou que não comentaria a declaração. Segundo a assessoria da Ancine, a carta protocolada ontem por Fontes foi encaminhada à procuradoria da agência, "que fará o encaminhamento cabível". Daudt diz que estuda entrar com ação criminal contra a diretoria da Ancine, por prevaricação. Segundo o advogado, a agência agiu em desacordo com suas próprias normas, porque não calculou devidamente o valor da cobrança e enviou-a a Fontes sem lhe dar o direito de defesa. "Erraram feio ao me fazer essa cobrança", diz Fontes, que afirma estar se "organizando para concluir o filme". "Mas ainda estou refém desses caras [a diretoria da Ancine]. Eles me seqüestraram."

Announcements

×
×
  • Create New...