Jump to content
Forum Cinema em Cena

lcmuniz

Members
  • Content Count

    31
  • Joined

  • Last visited

  1. KarinaMarinho, impressionante sua análise, difere de tudo o que já ouvi sobre o filme mas é muito bem estruturada. Realmente é uma leitura muito legal do filme. De qualquer forma, não acho que o filme seja sobre isso porque: Não haveria explicação para a mulher que morre no hospital em chamas Também não haveria explicação para o papel do velho que cuida de Eli. Outras cenas mostram que Eli existe. De qualquer forma: seria um ótimo filme se fosse como vc pensou.
  2. Crítica maravilhosa. Ao terminar de assistir a projeção ainda não tinha digerido totalmente o que vi na tela. Mas ao ler a crítica, ela me ajudou muito a compreender toda a magnetude do filme. O filme é uma bela história de amor, mas principalmente, é realmente a história da passagem do bastão a que se refere o Pablo. E nesse ponto, nós nos vemos observadno o desenrolar de uma tragédia. Só após ler a crítica é que percebi a dimensão do personagem do velho que segue Eli. Provavelmente numa segunda ou terceira visita teria chegado a esse entendimento, mas o comentário de Pablo abr
  3. "Steven Soderbergh conseguiu levar Hollywood a produzir um longa que retratasse não apenas a importância histórica da derrubada de Fulgêncio Batista, mas também que fizesse jus ao espírito revolucionário de uma das figuras mais emblemáticas do século 20" Pergunta: qual foi mesmo a importância histórica da derrubada de Fulgêncio Batista? A troca por uma ditadura que dura já 50 anos e mantém o povo cubano prisioneiro em seu próprio país? Dá licença...
  4. O que é mais incrível é o fato de um filme ruim ter uma legião de fãs tão grande que não conseguem separa filme de livro. Pra vcs fãs do livro: o filme não é o livro. O Pable não criticou o livro. O pable criticou o filme. E não, ele não precisa ir buscar mais informações sobre o livro pra fazer sua crítica sobre o filme. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Eu não li o livro. Vi o filme e achei uma porcaria. Muit ruim mesmo. Não vou ler o livro pra ver se mudo de opinião sobre o filme. Não me interessa. Se alguem gostou do filme, eu respeito sua opinião. Se achou uma bobage
  5. Assisti ao filme. Uma bobagem só... Qual a motivação daquela cena com o pai dela? Se ela não queria que o pai fosse alvo teria que ter ido embora de onde estava. Ir pra casa pra dizer que ia embora só atrairia o vampiro pra casa dela... Além disso, que diálogo horrivel! O mais lógico era avisar o pai de alguma forma. Deixar ele em casa sozinho (o vampiro iria atrás dela lá) só iria matar o pobre coitado... Porque diabos o vampiro queria tanto matar ela e fazer o Edward sofrer? Chega até a fazer um vídeo dela chorando e tal pra mostrar pro outro? Que coisa mais imbecil!!! Quando el
  6. Sempre gostei, e ainda gosto, das críticas do site cinemaemcena. Mas ultimamente tenho percebido que a necessidade do nosso amigo Pablo de expor seus pontos de vista ideológicos o faz comenter alguns deslises. Como ele escreve suas opiniões, acho que posso então dar minha visão sobre elas também. Dito isto, quero me ater a dois pontos: 1) Logo na introdução do texto, ele afirma que o diretor quer pregar a abstinência sexual e que acha que isso é bobagem por não ser eficaz. Mais eficaz seria ensinar sobre métodos anticoncepcionais e sobre DSTs. 2) Depois fala que o diretor quer mostrar sua
  7. A conclusao foi muito rapida. Eu nao entendi... Da pra alguem me explicar o que diabos aconteceu?
  8. O filme é bom. Não ótimo, mas bom. O mais interessante do filme é a promessa doque vai ser Hellboy III. Esse sim, parece que vai ser duca pelos sinais colocados ao longo deste filme. Postei minhas observações no meu blog. Se alguém quiser dar uma olhada... :-) ai vai o endereço: www.osonhar.blog.br. Luiz Carlos Muniz www.osonhar.blog.br
  9. Cara, um filme sobre uma sociedade de tecelões assassinos com superpoderes e demais pra mim. Sou mais O Ataque dos Tomates Assassinos... Ah, a Anjelina Jolie e linda demais mas ver ela matar os caras com uma só bala num giro de 360 graus e de lascar também. Devia ter assistido O Nevoeiro... Luiz Carlos Muniz www.osonhar.blog.br
  10. Vamos lá: Tem um aspecto interessantes nos dois filmes de Batman que eu acho muito legal: os dois são praticamente uma homenagem aos melhores quadrinhos de Batman. Quando Bruce sai para impedir que o cara que vai revelar sua identidade seja morto, Alfred pergunta se ele vai usar o carro, no que ele responde que não, nunca à luz do dia... Essa mesma cena está em Batman Ano Um, de Frank Miller. Bruce vai sar e Alfred pergunta se ele deve preparar o uniforme. Bruce responde: à luz do dia nunca Alfred... Outro ponto do filme tirado dos quadrinhos é a motivação do COringa em tortur
  11. O filme foi muio bom. Quadrinhos puro. Não achei que o filme deixou de lado o lado psicológico da trama não. A trama simplesmente dosou bem as cenas de ação e as que se concentram em Banner. Também tinha gostado do filme anterior mas realmente senti falta de mais ação. E com certeza, o mostro ficou bem melhor agora (mais isso é compreensível: esse é um setor em que 1 ano é uma eternidade). No mais, pra fãs de quadrinhos foi um passeio. As referências estão super legais.
  12. Vamos lá: É a primeira vez que tenho que concordar com o Pablo sobre uma crítica negativa ao Shyamalan. Em ordem de preferência, os filmes ficam assim: A Vila, Corpo Fechado, Sexto Sentido, A Dama na Água, Sinais e este Fim dos Tempos. Só que Fim dos Tempos é muito ruim. Ainda temos o suspense que ele faz tão bem mas a história foi muito mal contada. Não sei, faltou algo pra pegar o espectador. O engraçado é que quando sentei na cadeira pra assistir ao filme, algo me dizia que o filme não ia ser bom. Não sei porque, mas tinha essa sensação. Já estava preparado pra ver um filme
  13. Achei o filme muito bom. Como já disseram, um tremendo filme de ação. Não entendi o porque da frase que diz que o filme "usa horrores contemporâneos como desculpa para criar um filme de ação" . Isso pode se aplicar a qualquer filme (desde clássico até porcarias) indistintamente. Duro de Matar, usa o horror de um atentado a um prédio como desculpa para um filme de ação?? Que bobagem... Está na cara que o mote do filme é uma vingança pessoal, isso não é escondido pelo autor em momento nenhum. Incluise no final ele parece dizer que uma vingança leva a outra e a outra i
  14. Três coisas: 1) A mãe presentear a filha com aquele óculos faz todo o sentido. Porque seria tão estranho assim? Porque é uma menina? Se fosse o pai e um garoto, estaria ok? 2) A frase famosa também faz todo sentido: o xerife espera que ambos estejam errados e que haja saída das duas maneiras. Durante o filme eu entendi assim. Não foi preciso nenhuma inteligência superior pra entender a fala. 3) O filme é ruim mesmo... estória fraquinha... Luiz Carlos Munizlcmuniz2008-03-21 23:54:30
  15. Olá pessoal, Li todos os post e gostaria de dar minha opinião sobre esse tópico polêmico. Algumas pessoas tem o hábito de discutir nos termos que Pablo usou, ou seja, "Só burro pra não entender isso, só sendo muito idiota pra gostar daquilo" e assim por diante. Isso é normal, eu realmente não me importo. É só filtrar, se você acha que ele tá errado, não será atingido pela crítica. O Pablo tem todo o direito de falar o que falou. O site é dele. O blog é dele. Ele fala o que quiser. Quem não gostar pode outro. Fico meio triste porque é triste ler isso de alguém que você tem
×
×
  • Create New...