Jump to content
Forum Cinema em Cena

Penny Lane

Members
  • Posts

    476
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Penny Lane

  1. Correndo o risco de floodar....meu ultimo cometario sobre o assunto: Porque todo mundo nesses quadrinhos fica lindo e magro na adolescência?! Isso não procede! Bolinha 'garotão'? Really? Ok.. parei...
  2. Isso é o Cebolinha encoxando a Mônica?! O que ocorre? Estou completamente por fora dos babados 'souzeanos'! No meu tempo ela usava esse coelhinho aí para dá porrada! Mônica rules!
  3. Eu aprendi a ler com Mônica, tá!? Me disseram que agora tem uma versão "malhação" de Mônica!? Procede?! ps- é incrível nossa capacidade de fugir do assunto! auahauah
  4. Assistir 'Let the Right One In' em casa, ano passado, por dica da Veras. É um filme unico no gênero. Eu me surpreendi com a capacidade de Tomas Alfredson de estabelecer uma relação de afeto entre o espectador e o casal protagonista, fazendo com que torçamos para um final "feliz" para Oskar e Eli, mesmo que essa felicidade signifique a morte de vários inocentes. (Será que foi só eu? Já me sentindo uma psicopata em potencial aqui...). Quando presenciamos Oskar sendo afogado na piscina por um grupo de bullies, de uma certa forma, torcemos (ou eu pelo menos torci )para que Eli o salvasse, o que digamos é algo no mínimo repulsivo pois trata-se da morte de crianças! Mesmo entendendo a natureza de Eli, e as suas motivações que vão sendo reveladas gradativamente durante o filme, eu ainda me senti pertubadoramente feliz com o desfecho final. Ai... Enfim... Deixe Ela Entrar é 'one of a kind', sem dúvida. Penny Lane2009-11-23 11:20:43
  5. Fiquei longe do Fórum por falta de tempo , mas é sempre diversão garantida passar aqui quando um filme fandemonium estreia no cinema. Esclarecimentos iniciais: Sim, eu lih os livros... e gosto. Sim, eu adoro a temática... sim, eu já vi Nosferatu, li Dracula de Bram Stoker e adoro a versão do Copolla, gosto de muita coisa da Rice, mas das adaptações cinematográficas eu só gostei de Entrevista, lih tudo da Charlaine Harris (Sou fã de carterinha! Adoro o jeito desbocado e cheio de vícios de linguagem que ela escreve em primeira pessoa), tentei ler os livros do Vianco (Dica do Renato, se não me engano), mas não rolou comigo, e acho que um dos melhores filmes do ano passado foi "Let the Right One In" (uma das melhores sequências finais dos últimos tempos...). Tenho meus "prazeres culposos" e a série Crepúsculo é um deles. E essa "versão vampírica" de Romeu e Julieta funciona nos livros, principalmente se você for um romântico inveterado que chora até com a sequencia final de "Uma linda mulher", ou se você for uma adolescente descobrindo as alegrias e tristezas dos relacionamentos, onde cada coração partido, cada "não" e cada "sim" parecem tão definitivos que nada, nada é mais importa naquele exato momento. Quando crescemos, percebemos que "aqueles" momentos acabam sendo bem mais cômicos e indiferentes do que "definidores" (ou não.. cada um com seu cada qual...) Tendo dito isto, eis o que eu achei do filme em questão:(SPOILERS) A cena inicial tenta ser épica: Uma lua sendo obscurecida...(Wait? Um eclipse lunar? Esse não seria o próximo filme? Não, silly! É uma lua e suas fases... até a Lua Nova.. got it?? ...ah.. NOT!).. até que o título do filme é revelado. E em seguida uma citação de Romeu e Julieta, Shakespeare..." These violent delights have violent ends, And in their triumph die, like fire and powder, Which, as they kiss, consume." E eis que os desavisados da plateia aguardam algo incrivelmente inspirador, e trágico, e romântico e ... e ... , bem, Shakespeariano. Rhm.... ...Então, como eu ia dizendo, o filme mostra Bella Swan, a adolescente comum que namora um vampiro de 109 anos, em uma clareia, olhando para o que parece ser sua Avó. Mas espere! Edward, o vampiro, está entrando na clareia. Ele não pode fazer isso! A avó de Bella vai ve-lô! Ele vai se expor ao sol e com isso sua pele vai brilhar como um diamante (tem coisas que nunca.. e eu enfatizo, NUNCA deveriam sair das páginas de um livro...e Edward purpurinado é definitivamente uma delas). Mas a avó de Bella aparentemente não se importa. Ela parece a vontade, feliz de vê-lo.. ela quase que repete os movimentos de Bella. Então, quando a garota se aproxima de sua avó ela toca um espelho! Não é sua vó, e sim ela mesma, velha e castigada pelo tempo, com Edward do seu lado, lindo e purpurinado, congelado para sempre no esplendor de seus 17 anos. “Feliz aniversário Bella.” E a garota acorda...a Stewart inicia uma sequência de diálogos sobre sua idade e sua vontade de ser imortal e logo de cara percebemos que Kristen continua rasa em sua interpretação (ou forçada.. não sei, sempre me parece que ela está exagerando nas expressões...) Na cena que se segue, uma das muitas em Slow Motion,temos finalmente Edward Cullen, em sua primeira aparição no filme, chegando no estacionamento da escola, ocupando 4 vagas com seu Volvo e se aproximado como em um comercial de absorvente (sabe, quando a garota sempre parece flutuar em sua perfeição mesmo usando.. a enfim, vocês entenderam...) Recusando celebrar seu aniversário, Bella aceita o convite de sua amiga, a vampira Alice, Ashley Greene, para comparecer a uma festa em sua homenagem na casa dos Cullen, sobre os efeitos do poder de persuasão de Jasper Cullen(que controla as emoções, caso você não tenha percebido...o.O Porque isso ficou “obvio” com aquela cara de quem está tentado colocar um ovo que o ator Jackson Rathbone faz...) ,. Nessa cena, ainda nos primeiros 10 minutos de filme, temos uma ideia do nível de interpretação que vai envolver o coven dos Cullen. E logo depois temos o ULTIMATE disso. Eu sei que os vampiros de Meyer são descritos como criaturas serenas, mais isso não quer dizer "incapazes de exprimir sentimentos"... é incrível o amadorismo dos atores que interpretam esses personagens... amadorismo, falta de interesse ou sei lá o que. Temos 6 atores em cena, onde cada um espera a fala do outro terminar para começar recitar a sua parte, como numa peça infantil onde as crianças, com medo de esquecer a fala, ficam repassando na cabeça até o exato momento de dizê-las, e então acabam perdendo o momento. Aí temos uma série de slow motions mostrando o que deveria ser a principal sequência do filme, a cena em que Bella é atacada por Jasper. Não há muito o que dizer... ruim (ponto). Segue-se então uma das piores interpretações dos últimos tempos. Edward Cullen, após internamente ter tomado a decisão de abandonar Bella para protege-la dos monstros que são ele e sua família, vai deixa-la em casa logo após o incidente. O que deveria ocorrer: Bella, sentido “o clima” no caminho de volta, pede ao namorado que esqueça o ocorrido e que a beije pois é o aniversário dela.,goddamit . Ele, transtornado, a beija. Mas de uma maneira diferente. Bella sente que é um beijo urgente, profundo e sem as restrições que normalmente são feitas por ele para que não seja ultrapassado o limite e ele se perca na luxúria do momento e acabe a matando.. (ui... eu sei..). E é aí que ela sente que algo muito ruim está para acontecer. O que ocorre no filme: Kristen Stewart implora por um beijo... e Robert Pattinson a beija com receio, fazendo uma cara de nojo profundo como se estive beijando aquela senhora que foi mostrada na sequência inicial do filme. (WTF?). É perturbador. O melhor é que para os "desavisados" é só uma interpretação ruim...quem instruiu esse cidadão nessa cena? Não dava para gravar algumas tomadas a mais para ver se "uma" ficaria razoável? Em seguida Stewart tenta aprofundar um pouco mais sua interpretação, enquanto, para mim, Pattinson já desistiu de tentar.. ele só leva o personagem com caras e bocas dignas de uma sessão de fotografia da Vogue. Eu realmente acho que o coitado deve passar o tempo todo preocupado em tentar fazer um sotaque americano decente, o que o deixa pouco articulado e incapaz de abrir a boca para falar... como quem acabou de aplicar botox. Depois da fatídica cena do break up, temos ilustrada a depressão de Bella Swan através de uma passagem de tempo quase redundante. Enquanto as estações do ano claramente se sucedem ao olhar de uma Bella catatônica, legendas com os ditos meses são acrescentadas... Ok.. uma alusão as páginas em branco do livro, apenas com a indicação dos meses que se passaram, como uma maneira de enfatizar o vazio que esse período significou na vida da protagonista. Mais uma vez algo que NÃO deveria ter sido seguido ao pé da letra no filme. A cena em que Bella Swan percebe que ao se aproximar de motociclistas "do mal" em um bar derrubado em Port Angeles ela "escuta" a voz de Edward alertando-a sobre o perigo dessa situação, realmente existe no livro. Mas no filme, a roteirista achou que apenas se aproximar de uma bando de marginais não seria o suficiente. E apenas ouvi-lo também não! Ela tinha que vê-lo! Ela tinha que subir na garupa de um dos bad boys e dar um pequeno passeio de moto pela cidade, fazendo cavalos de pau e se divertido a beça! Depois o rapaz gentilmente a deixa no mesmo local de onde saíram porque existem almas caridosas no mundo. (Na real, o cara levaria ela para o meio do nada e dizia o clássico; Ou dá ou eu te abandono aqui, boneca! Isso em um dia bom!). Nas sequências seguintes somos apresentados à Jacob Black e seus bíceps, luizinho e huguinho, irmãos menores de seu abdômen, o zezão. Nesse ponto o filme fica até assistível . As passagens de tempo são mais amenas e marcada pelas tomadas das diferentes fases do concerto das motocicletas que Bella trás para o amigo mecânico. Após a inserção desse personagem, quase esquecemos quem é Edward e porque ele usa purpurina no corpo. Minha teoria é que, com aquele “six pac” a mostra, despertando desejos criminosos na platéia, já que o índio em questão tem apenas 16 anos (assim como seu interprete), acabamos esquecendo de prestar atenção nas interpretações, na Stewart ou em qualquer outra criatura em cena. A hipnose dura até a sequência em que Alice, a vampira e BFF, retorna após ter uma visão de sua amiga pular de um penhasco... o que na verdade era apenas um salto recreativo, porque É super divertido pular de penhascos em um mar congelante! Mais interpretações pobres de Greene, e mais cortes bruscos... até que descobrimos que Edward, que aparece no que deveria ser uma favela do Rio de Janeiro com vista para o Cristo Redentor, ao saber que Bella supostamente teria cometido suicídio, decide ir a Itália e morrer também, mas pelas mãos dos Volturi. Temos então outros cortes, blá blá blá...mais Greene em cena, agora pior do que nunca (eu já disse que a Greene é ruim? Não?) , e então temos Itália e Volturis! E sim , É a melhor sequência do filme. Nos 15 minutos que se seguem temos interpretações mais imponentes que em todo o resto do filme, até mesmo por parte do elenco principal, que talvez tenha se inspirado e decidido que era melhor fazer bonito alí, ou seriam profundamente humilhados. Michael Sheen como Aro está incrivelmente divertido. Também foram agradáveis os segundos em que Dakota Fanning aparece como a vampira sado Jade (a carinha dela quando percebe que não consegue infligir dor em Bella...muito bom! ). O momento mais “What the Fuck” do filme foi sem dúvida a visão do “futuro de Bella” que Aro teve ao tocar Alice. Se igualou com o sonho EMO que Bella tem de Edward a mordendo quando ela descobre que ele é vampiro, após perguntar ao Google – o oráculo, em Crepúsculo. Depois disso só mais interpretações ruins, e um final decepcionante. Só faltou o ""to be continued" para completar a sensação de que tinha acabado de assistir um enormemente longo episódio da série "The Vampire Diaries", que por sua vez parece uma versão para TV do filme Crepúsculo... Não há praticamente um momento sem uma música indie no fundo, que normalmente não consegue enfatizar a sensação que deveríamos sentir com a cena. Nada se compara a trilha de rádio AM de Crepúsculo, claro. Pelo menos dessa vez as músicas são boas e a trilha instrumental também. A montagem é mais um fraco do filme, onde cortes bruscos e falta de continuidade fazem com que momentos importantes sejam perdidos e deixam o espectador que não leu os livros totalmente desbaratinado. Como a Mônica disse, falar que Lua Nova é melhor que Crepúsculo é como chover no molhado, já que Crepúsculo na verdade é tão amador que chega a ser engraçado. Eu sou adepta a teoria de que errar é humano, mas insistir no erro é burrice. Se o elenco não poderia ser modificado, e se foi impossível melhorar as atuações, o mínimo que poderia ser esperado era uma caprichada na parte técnica do filme. Claro que houve uma enorme evolução, com todo aquele CGI, mas falhas de maquiagem, e de continuidade não deveriam ocorrer em um filme que exige tão pouco. Para finalizar, tenho certeza que a grande maioria dos fãs da série vão certamente adorar o filme, o que já podemos perceber com os números das bilheterias. Também acredito que Weitz tentou realmente fazer algo para esses fãs, e não para o publico geral. Não o culpo, pois quando se tem uma base de fãs tão fiel como as da serie Twilight, não há muita necessidade de agradar à mais ninguém, já que é sucesso garantido. Sem contar que ele já foi tão criticado por não ser fiel na sua adaptação da Bússola de Ouro, que dessa vez não quis correr o risco e seguiu a cartilha com o que ele tinha em mãos. Esperto foi o David Slade que escalou Bryce Dallas e outros novos vampiros e vai deixar que grande parte do filme envolva esse outro núcleo! Way to go, Slade.... Se Crepúsculo foi aceito e defendido tão arduamente, Lua Nova será adorado e definitivamente prevejo reações bem mais fervorosas das devotadas fãs da série. Para mim foi divertido. Eu ri muito. É isso. Penny Lane2009-11-23 12:44:31
  6. O Ethan? Mas naum faz sentido... enfim, e o que faz sentido em Lost, neh!?
  7. Fazia tempo que não concordava com o Pablo.. mas dessa vez, completamente.
  8. Jesus Maria José! Que episódio foi esse!? Um dos melhores de Lost EVER! Sem dúvida! Go Sawyer! Go Sawyer (fazendo dancinha aqui) Mas sobre o episódio! Não que ele não tenha sido previsível. Foi exatamente o que eu achava que tinha acontecido com eles, mas foi ótimo ver como aconteceu. Eu espero que Sawyer continue tendo uma importância significativa daqui pra frente. Vê-lo como lead foi no mínimo interessante! E isso sem duvida daria outra perspectiva a essa temporada! Espero demais que esse novo shipper não seja dissolvido! Eu sempre achei que ambos são super bad asses e combinam demais! Mais um ânimo de renovação na serie! ótimo episódio para se iniciar um hiato! Agora fica aquela aflição para próximo! Eu adoro quando Lost confirma as minha teorias! Dessa vez acertei a da Charlotte e a dos Losties.
  9. Gente do Céu o que foi isso! O 5.7 foi uma coisa de louco! Demais! Um dos melhores pra mim até agora e, pra variar, o Ben fodástico! Agora eu não sei quem é bom, quem é mal ... quem sou eu? onde estou? em que ano?
  10. uhaauhhuuaiuhhuaah Rob... Eh Crepúsculo para maiores de 18 anos então, neh? Porque enquanto a Stephanie prega a abstinência sexual, a Charleine coloca mais sexo em um episódio que em uma temporada inteira de Californication! auhahuahahuha (tá exagerei, but you got the picture..) Alias, a Stephanie Meyer deu uma chupada full (no bom sentido) da obra da Charleine! Ou vocês realmente acreditam que é apenas uma grande coincidência que os protagonistas de Twilight sejam formados por um telepata e uma pessoas que é imune aos poderes dele.. Ela só trocou as bolas, literalmente.uahauhuahu Estou ansiosa para a próxima temporada! Não li os livros ainda! Nunca optei por um filme ou uma serie e deixei de ler a fonte... dessa vez quero que True Blood me surpreenda!Nem Spoilers da segunda tp tou lendo! Embora alguns cheguem até mim inevitavelmente ¬¬
  11. também adorei a cerimônia! Muito aconchegante esse cenário! O arquiteto do Kodak tá de parabéns! E amei os números do Hugh Jackman.. ele se saiu muito bem como host! A meneira como foi apresentado ao premios foi ótima! A dinâmica com a plateia também! A melhor abertura dos ultimos tempos! Só não entendi o porque de apresentadores como os do High School Musical e Twilight .. o.O
  12. Ok.. foi só eu ou a Kate acabou de mandar a Meryl 'engolir essa' ..
  13. Você é famoso? Chorando de rir aqui , Angelito! ahuahuahauuaah
  14. Eh serio...não consigo entender essa adoração exagerada com esse filme!!! Desde quando aquilo eh trilha séria!? pelo amord!
  15. hein ? a montagem do filme é excelente. e lá vem mais uma comparação desmedida com cidade de deus... Ok.. naum vou discutir Backin...eu achei o filme terrível.. e achei a montagem a coisa mais normal do mundo... mas eu sou do achismo.. dando minha opinião não tecnica de apreciadora...
  16. 5x6 Ok! Tô mais perdida que cego em tiroteio depois desse ep! O que foi aquilo mesmo!? Acho que os próximos episódios vão girar em torno das circunstâncias que levaram todos àquele avião! Peguntassssss!!!! O que aconteceu com o Aron? Quem convenceu o Hurley de voltar para a ilha? O espírito do Charlie? E ele conseguiu aquele violão onde? Alguem mais acha que o Ben matou a Penny? Desgraçado! Quando ele disse que ia cumprir uma promessa que vez à um velho amigo eu disse: ' Ih! Fudeu Desmond!' Quem mais estava naquele avião? Será que o Desmond, o Aaron? Acho que sim, de uma maneira ou de outra eles devem está naquele avião! Olha, esse episodio gerou mais perguntas que respostas... não entendi o esquema do sapato e o porque da Mrs. Hawking dizer que o Locke estava alí para ser o conector.. o substituto do pai do Jack.. pra mim teve duplo sentido aih! Que acham.. talvez isso explique o porque de ser o pai do Jack quem aparece na ilha interagindo com se fosse o porta voz do Jacob! Se o Locke aparecer agora desta maneira, aíh faz sentido, neh? Mas tem umas coisas.. assim.. sei la! Pra mim antes eles embasavam mais cientificamente as teorias.. agora eles só jogam as informações... tipo.. como aquele pendulo funciona? Porque em LA!? Eu tenho muitas duvidas! Lost tá me deixando doida, certeza da bahia...
  17. Até hoje eu não compro essa de que o Mayer NUNCA leu nada sobre vampiros antes.. conta outra Steph... Lendo New Moon você percebe referencias claras aos vampiros da Anne Rice.. e Jane.. Jane é a Claudia! Não vem que não tem! É a Claudia nascida em Smallville e com um puta super poder! A Fanning faria uma ótima Jane sim, espero que ela fique no papel. E assim, ká entre nois..eu naum acho que é uma franquia ruim.. é lucrativa e tem uma base de fãs bem firme, ou seja, pra atrizes em inicio de carreira ou jovens o sufuciente para arriscar isso é uma mina de ouro! Eu ainda tenho esperanças que New Moon seja mais bem sucedido em termos de qualidade que Twilight...
  18. Minhas primeiras impressões dessa nova temporada: Ep 1 - Muuuuuito bom! Um dos melhores episódios de inicio de temporada de Lost! De cara temos muitas coisas sendo explicadas... e complicadas também. Adorei ver o Daniel ais envolvido na trama! Afinal, quem melhor que um puta físico pra nos explicar o que diabos acontece naquela ilha!? Ep 2 - Muito fraco.. na verdade não acrescentou muita coisa à história, apesar de haver a questão do diálogo do Daniel com o nosso sempre Brother! Ep 3- Genteoquefoisso! Muito bom, focado na ilha e no Desmond! Vou ter que reve-lo porque ainda naum consegui absorver algumas informações .. principalmente sobre a garota do Daniel.... o.O Enfim, Lost de volta me pondo doida pra dedel! Espero que Charlotte não morra... ela naum cheira nem fede, mas aparentemente tinha uma historia pra contar.. afinal ela 'nasceu na ilha'.. ou seja.... Vamu que vamu que ainda tem mais coisa pra nos deixar malucos até o fim dessa temporada!
×
×
  • Create New...