Jump to content
Forum Cinema em Cena

-THX-1341325107

Members
  • Posts

    20588
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by -THX-1341325107

  1. A Estatua da Liberdade é muito mais bonita que o Cristo Redentor. vs
  2. Perfeito! Essa foi uma das melhores iniciativas de todos os tempos e já estava na hora. Portanto, assino embaixo e, séries legendadas nunca mais! PARABÉNS A TODOS OS CANAIS QUE TOMARAM ESSA INICIATIVA, mais do que justa para todos os usuários porque isso demonstra bom senso e respeito para o telespectador brasileiro.
  3. Martine com gelo, batido e não mexido (007)
  4. Flood e Medidas Mensagens que não tiverem correlação com o assunto proposto no tópico, chat entre usuários e posts com apenas um smiley serão apagados. Usuários que insistirem na prática de "flood" poderão ser suspensos ou banidos do fórum. Além disso, essas medidas valem para aqueles que tiverem uma participação negativa: abrindo tópicos inadequados, em seções erradas, tópicos repetidos, insultando ou criando indisposições com outros usuários, etc.
  5. Desde quando uma situação como essa, pode ser considerada um estupro? Por favor neh gente, Menos! Isso não passa de uma fantasia sexual ou fetish, para dizer o mínimo.
  6. Ou seja, reclamar é uma perda de tempo e não vai adiantar absolutamente nada, essa lei de circo já foi aprovada mesmo e todo mundo sabe que o governo não está nem aí. E já que o governo não quer saber nossa opinião, vamos lutar contra o sistema! E o melhor de tudo, contrariar uma lei com o amparo de outra lei. -THX-2007-07-06 13:39:27
  7. Texto que encontrei na internet: Solução: não seja trouxa, seja negro Uma denúncia sobre um assunto muito sério, com um único objetivo: mostrar que o rei está nu. Pois é, tem gente aqui dizendo que os anti-cotas só reclamam e não propõem soluções. Então, vou mudar um pouco isso, e mostrar que os cursinhos têm sim divulgado uma "solução alternativa". Tá na cara que discutir não vai adiantar nada, já que o governo não está nem aí pra razão. As cotas foram implementadas, quer isso seja ruim pra sociedade (negros e brancos) ou não. O motivo é simples: as cotas são excelentes para os políticos. Assim, não resta a nós outra alternativa que não seja divulgar o que já está ocorrendo. Isso é lutar contra o sistema. Não é difícil prever o que vai acontecer, já que as cotas raciais são tão irracionais num país de mestiços como o nosso. Temos uma poderosa arma: mostrar que o rei está nu. Ou seja, mostrar o quanto esse sistema é ridículo. Assim, os cursinhos do Brasil inteiro estão instruindo seus alunos de todas as raças a fazer o seguinte: em todos os concursos que mencionarem raça, assinale lá: NEGRO. E os alunos nem vão estar mentindo. Se eles são humanos, são afro-descendentes. E se são brasileiros, o seu parentesco com africanos pode ser muito maior do que você pensa. De acordo com esses cursinhos, a conseqüência, caso você queira negar que é negro, é a sua exclusão da sociedade. Daqui a pouco, vão estar com cotas para empregos públicos, empresas privadas, etc. As suas chances de se formar, de conseguir um bom emprego, de passar num concurso pra promotor ou juiz, etc, já não dependem mais do seu mérito. Dependem da sua "raça" (ou da raça que você declarar para o governo que tem). Portanto, o discurso deles é o seguinte: "não deixe que o governo racista decida O SEU DESTINO baseado na sua cor de pele. REBELE-SE. Lute para ser julgado pelo seu mérito, e não pela sua cor". E não estão sozinhos nesse entendimento!Um professor da própria UERJ escreveu: "Todo aluno candidato aos cursos da Uerj, ou de outras universidades que venham a instituir cotas raciais, está no direito de declarar-se pardo ou negro. Sem culpa, sem vergonha e sem mentir. Nenhum de nós está obrigado a sujeitar-se ao despropósito de uns e outros, que acham que podem dividir e classificar as pessoas em “raças”. E se a gente não quiser pertencer a raça nenhuma? Se quisermos apenas mandar os racistas se moerem? Se for preciso, diga-se pardo ou diga-se negro. Está no seu direito e na sua verdade". Portanto, o lema dos cursinhos hoje é: não seja trouxa, seja negro. Isso precisa ser divulgado. Vamos desmoralizar essa sistema podre que são as cotas. Professores dos grandes cursinhos (vcs sabem quais) já estão instruindo todos os seus alunos que o "X" mais importante da prova do vestibular é aquele que vem antes da opção "Negro". Isso precisa ser divulgado. Assim, se o seu sonho (de fazer Medicina, ou de estudar numa faculdade pública, ou de conseguir um bom emprego público) não é grande o suficiente, faça o jogo do governo. Estude bastante, marque lá "raça branca", e deixe injustamente a sua vaga para alguém muito menos qualificado (e menos crédulo) que você. Os políticos agradecem. Agora, se você não concorda com o racismo das cotas, não acredita em raças, não dê o seu futuro em troca de votos para o PT (ou PSDB, ou quem for) e salário para as “lideranças raciais”. Não se intimide com tribunais raciais, eles não tem direito de dizer quem é branco. Aliás, NINGUÉM TEM, e a Constituição assegura isso: ela diz textualmente que é proibido julgar as pessoas por critérios raciais. E não seja egoísta, divulgue, para seus amigos e para todos (em especial para a turma da escola pública) o que está acontecend. Diga NÃO ao racismo. Desmascare o sistema. Diz a conclusão do professor da UERJ: A idéia de cotas raciais no Brasil é lunática e cruel. Se alguém lhe perguntar sobre sua raça, e você achar a pergunta idiota mas não puder dizê-lo, diga-se negro ou diga-se pardo. Sem culpa. Quem tem que ter vergonha é o racismo. -THX-2007-07-05 22:54:38
  8. "Tenho o maior orgulho de jogar na terra onde Cristo nasceu..." (Claudiomiro - ex-meia do Internacional-RS ao chegar em Belém do Pará para disputar uma partida contra o Payssandu pelo Brasileirão de 1972) "Para que ter olhos azuis, se a natureza deixa os meus vermelhos?" (Bob Marley) "Vou me candidatar por São Paulo, porque sou são-paulino." (Maguila) "Se Jesus Cristo não agradou todo mundo, não é eu que vai agradar!" (Carla Perez) "Isso é coisa de viado." (Pedro Bial, sem saber que estava no ar, após uma reportagem sobre um bailarino brasileiro) "A perda das vidas será irreversível. " (Dan Quayle, Ex-Vice-Presidente dos EUA) "É hora da raça humana entrar no sistema solar." (George W. Bush)
  9. Embora eu seja contra o sistema de cotas. Isso não quer dizer que o beneficiado que conclua o curso seja menos capacitado de quem passou no vestibular com mais sacrifício. Afinal de contas ambos estudarão juntos não? A instituição será a mesma e a orientação também, mas na questão capacidade o cotista não precisou provar nada para entrar, enquanto numa entrevista para uma vaga de emprego terá obrigatoriamente que provar que é capaz de exercer determinada função para o empregador. -THX-2007-07-04 14:29:46
  10. Sobre as cotas raciais, encontrei um texto interessante do Ricardo Rosenberg. Cotas Raciais: Quem é Beneficiado? Quem são os beneficiados, e quem são os prejudicados pelo sistema de cotas raciais? Aqui, vamos analisar apenas os grupos diretamente envolvidos: os negros, e os não-negros (brancos, amarelos, etc) Primeiramente, vamos dividir cada um desses grupos em 3: Negros 1: são os negros que passariam no vestibular de todo jeito, independente se há cotas ou não Negros 2: são os negros que só passaram no vestibular por causa das cotas Negros 3: são os negros que não passam no vestibular, independente da existência de cotas. De modo análogo, os não-negros: Não-negros 1: são os que passam no vestibular, com ou sem cotas Não-negros 2: são os que passariam no vestibular sem cotas, mas perderão suas vagas caso haja cotas Não-negros 3: são os não-negros que não passam no vestibular, independente da existência de cotas. Quais são as conseqüências finais das cotas para cada um desses grupos? Consequências: É justo que as cotas façam a cor dela dizer algo sobre o seu diploma? PROTESTE! Não à discriminação! Não-negros 1 (que passam no vestibular, mesmo que haja cotas): pra eles, não muda nada. Talvez eles até sejam beneficiados, caso os alunos da universidade pública passem a ser divididos em 2 pelo mercado: entre os diplomados de universidades públicas, o simples fato de ser branco (ou japonês) vai passar a ter muito valor! (pois eles terão se formado, ainda que os negros tenham sido favorecidos: ou seja, serão os “melhores entre os melhores”!) Não-negros 2 (que passam no vestibular hoje, mas perderão suas vagas caso haja cotas) : eles perdem suas vagas, e ficam indignados com a injustiça de terem tido a sua vaga "ROUBADA" por outra pessoa, só por que ela é negra. Não interessa se os pais deles deram duro pra pagar (com muito sacrifício) uma escola particular pra eles, não interessa se eles mesmos se esforçaram o máximo possível pra superar suas limitações e se qualificarem: o futuro deles foi rifado para “reparar” uma injustiça que não foi cometida por eles. Notem que na maior parte dos casos, esses caras não são “elite”: conseguiram se qualificar com muito sacrifício pessoal e familiar. São aqueles que pegaram as últimas vagas, que passaram “raspando”, com muito esforço. Mas agora, por motivos raciais, eles têm negada a sua chance de ascensão social. Não-negros 3 (que não passam no vestibular, independente da existência de cotas): pra eles, nada muda. Mas agora eles encontram nos negros uma desculpa para justificar o seu fracasso, mesmo que isso não tenha sido o caso. Nas cabeças fracas desse grupo (não são poucas!), está formado o caldeirão para justificar o ódio racial. Agora, o caso dos negros: Negros 1 (que passariam no vestibular, independente de cotas): antes, eles eram reconhecidos como vencedores. São poucos, mas esses poucos têm um reconhecimento ainda maior: a sociedade julga que eles superaram uma situação adversa para estarem onde estão, e isso acrescenta valor aos seus méritos. Conseguiram tudo com seu próprio esforço. Suas qualificações são legítimas. Mas depois da implantação do sistema de quotas, vão sempre ser olhados (injustamente) com desconfiança: como é que chegaram lá? Será que são realmente qualificados, ou o seu diploma é fruto de cota, conquistado por causa da cor da pele e não pelo seu cérebro? A cor da pele deles vai ser um fator de desconfiança. Notem que muitos deles têm perfil parecido com os “não-negros 2”, que venceram apesar das adversidades. Negros 2 (que só passaram no vestibular por causa das cotas): ascenderam às custas dos “Não-Brancos 2”. Serão beneficiados, pois “alguma coisa” é melhor do que “nada”. Mas o mercado não nasceu ontem, provavelmente as pessoas vão levar em conta a razão de eles estarem lá nos processos de seleção. E estes pagarão a fatura por estarem lá só por causa da cor da pele, passando a frente de gente que se esforçou pra competir (com estudo) e ser melhor que ele - e que ganhou, mas não levou. Negros 3 (que não passam no vestibular, independente da existência de cotas): é a grande maioria (mais de 99%), não se iludam: não há vagas para todos nas universidades públicas. Para eles, nada muda. A única diferença é que ganham o “status” indesejado de favorecidos, ainda que não o sejam: pagam a fatura (da raiva popular) sem receber a mercadoria (do favorecimento). Então, a questão é: vale a pena fazer as cotas para beneficiar uma parcela ínfima de negros (que nem são necessariamente os mais merecedores, em relação a outros negros), às custas de todos os outros negros, e dos não-negros? Vale a pena sacrificar a legitimidade da conquista de quem é negro e conseguiria entrar na universidade por méritos próprios? Vale a pena sacrificar o futuro dos amarelos e brancos menos privilegiados, que a muito custo se encaixam nas últimas vagas oferecidas pela universidade? Vale a pena fazer isso tudo sem que a verdadeira elite (filhos de políticos, dos ricos, etc) veja seus “direitos” ameaçados? Vale a pena criar 2 classes de graduados de escola pública, a dos negros e a dos não-negros? Defender as cotas é defender o racismo e a discriminação racial. E isso é injustificável. No final da história, a resposta à pergunta inicial é previsível: cotas raciais só valem a pena pros políticos que a implementarem, e pros ativistas que a defendem.
  11. "Francamente, os professores são os únicos profissionais que ensinam nossas crianças." "Uma palavra resume a responsabilidade de qualquer governante. E essa palavra é: estar preparado.” George W. Bush -THX-2007-07-03 23:46:15
  12. Comodismo jamais. Eu ainda acredito no Brasil, embora em menor grau de uns tempos pra cá, por tanto continuarei votando e justificando nas urnas minhas expectativas para um país melhor. Porém, além disso o que poderemos fazer a mais? Protestos, Atentados terroristas para pressionar o governo? O que poderíamos fazer além disso?
  13. Em conformidade com a realidade de nosso país, o vestibular é sim o meio mais adequando para o ingresso de qualquer aluno numa universidade. Independente do método adotado por países de primeiro mundo ou que, ao contrário do Brasil, não tem um sistema de ensino sucateado. Sejamos realistas! Portanto o vestibular, DEVE, TEM E PRECISA ser implementado como fator classificatório para TODOS os interessados em entrar numa universidade!
  14. Pois é, ambos os critérios seriam justos... Tanto vestibular quanto vagas para alunos brilhantes durante seu período letivo. Sim, é justo um indivíduo que se esforçou ter alguma vantagem ou premio, devido a mérito cultivado ao longo de sua jornada acadêmica. Mas qual seria o critério de avaliação? Pegar o histórico escolar e selecionar os que só tiram 9 e 10, de escolas públicas e particulares? Ou quem nunca ficou retido? O ensino no Brasil está muito nivelado e por baixo. Pegue uma escola da periferia e compare com uma escola particular, isso é possível? Claro que não, mas segundo sua teoria um aluno de uma escola com ensino inferior seria comparado com alguém teoricamente mais preparado que ele. Já vi alunos problema que não queriam nada com nada, mas como num passe de mágica ou milagre, o cara resolveu entrar na linha. Mas para criar um critério justo, é fundamental ter o mínimo de organização, coisa que o ensino no Brasil está longe de ter e como sempre só fica na promessa de políticos e quando fazem alguma coisa, vêm essas leis sem fundamento como cotas raciais.
  15. Agora você forçou a barra Plutão! Vestibular no pré-primário E qual seriam as questões da prova? Sobre papinhas, fraldas e pokémon? -THX-2007-07-02 11:53:48
  16. Mas sem vestibular o número de candidatos seria absurdo, não? Dessa forma só entraria quem chegasse primeiro. Qual seria a melhor forma de um candidato à vaga, ingressar numa universidade então? Nos post’s anteriores li porque vc é contra. Mas se o aluno se preparou a vida toda, foi um ótimo aluno durante todo o período acadêmico, mas no dia vestibular conforme vc mesmo falou "acordou de ovo virado" então isso é problema dele! Azar, tente novamente! Só os melhores conseguem entrar e isso também inclui concentração e controle psicológico na hora do exame. No esporte também é assim, se um atleta se prepara para a olimpíada durante anos, mas na hora da prova comete algum erro, ele será condecorado justamente por aquele momento e não pelo que fez antes. -THX-2007-07-02 10:55:35
×
×
  • Create New...