Jump to content
Forum Cinema em Cena

filmesking

Members
  • Content Count

    538
  • Joined

  • Last visited

About filmesking

  • Rank
    Fotógrafo de Still
  1. Esse tópico vai servir como índice remissivo para as próximas vezes que falarem que o liberalismo não funcionou assim como o socialismo. Assim, a gente discute outros tópicos que venham a ser criados sem entrar nesse mérito ou, pelo menos, discutindo-o aqui.
  2. Antes de começar algumas discussões aqui no Geral, eu gostaria de perguntá-los. O que aconteceu em 1929? Afinal, 1929 representa para muitos a prova de que o liberalismo é falho. Será? A Grande Depressão - uma análise das causas e consequências http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=376 Trecho: ''Até hoje muitos ainda acreditam que a Grande Depressão refletiu o colapso de uma velha ordem econômica que se baseava em mercados desimpedidos, concorrência desenfreada, especulação, direitos de propriedade e a simples busca pelo lucro. De acordo com eles, a Grande Depressão comprovou a inevitabilidade de uma nova ordem baseada na intervenção estatal, nos controles burocrático e político, nos direitos humanos e no assistencialismo governamental.'' O artigo não prescinde nenhum conhecimento anterior nem de economia, apenas uma mente aberta e crítica. Gostaria que todos lessem, principalmente antes de falar novamente que o modelo liberal se demonstrou falho. Não obrigo ninguém a ler, mas creio que seja interessante começar por aí a desconstruir certos mitos.
  3. Fico feliz que você tenha a clareza de ver que nenhum trabalho é obrigação. Mas confesso que não entendi muito bem o que você falou acima. Me pareceu um texto contraditório algumas vezes. Vou lhe falar algumas coisas e você diz o que acha para eu entender melhor. Trabalho é uma troca de serviço. Uma pessoa vende seus serviços e a outra compra. Como toda troca, a relação contratual entre empregador-empregado é voluntária(só não é mais voluntária devido as ridículas leis trabalhistas fonte de toda essa discussão) e, como tal, parte do pressuposto que é vantajosa para ambos os membros. Caso alguma parte estiver insatisfeita desistirá do acordo feito em termos especificados no contrato. Se alguém troca 1 barra de ouro por 1 litro de água é porque a troca para os 2 é vantajosa. Na concepção SUBJETIVA do indivíduo o cara que ganhou uma barra de ouro está satisfeito e o cara que ganhou a água está satisfeito, pelo menos à princípio. Trabalho nunca foi obrigatório, trabalho obrigatório = trabalho escravo. E por favor, trabalho= acordo moral, você usou um termo inapropriado ao quadrado.
  4. Melhor filme que assisti no ano por uma única razão: conteúdo O filme não se trata obviamente sobre política e há quem o considere feminista, o que dsicordo. Mas as pinceladas econômicas existentes junto com a perfeita atuação de Meryl Streep me fez aplaudir em pé no final. Não sou mais tão assíduo ao cinema, mas digo com certeza que o conteúdo tão necessário e infelizmente tão contra a crença geral, não vejo desde o discurso do arquiteto no filme vontade indômita.
  5. Existem consequências negativas para empresa que acarretam prejuízo mesmo nesse mercado pouco competitivo. Não é à toa que as ações da empresa caem...
  6. Hehehe, eu falei que mudou o assunto no sentido do salário mínimo(o do bipartidarismo realmente já se foi há um tempo, mas iremos retornar). Você aparentemente ignorou o fato de o salário mínimo aumentar sim o desemprego, iimpossibilitar a entrada de jovens desrteinados no mercado de trabalho,e ferir o direito que alguém tem de trabalhar para outrem em termos que de acordo com a opinião das pessoas envolvidas é vantajoso, mesmo que o trabalhador prefira mais e o empregador menos. O seu único argumento(ignorando tudo acima) pareceu se concentrar nas grandes corporações que forçariam péssimas condições de trabalho. O problema, caro Plutão, é que as grandes corporações existem e sustentam suas posições monopolísticas quando existe o GOVERNO para protegê-las e impedir a concorrência, através de regulamentações ou simples favoritismos provenientes de lobbystas. O livre mercado somente iria aumentar a concorrência em qualquer setor, ele iria diminuir o poder de barganha que uma ou poucas empresas possuem sobre uma massa de trabalhadores. Consequentemente os salários acabariam por aumentar. A Chevron que você citou está está inserida em um dos setores mais regulados, o do petróleo. Em um ambiente onde realmente houvesse concorrência um desastre ambiental desses já seria suficiente para que o prejuízo suportado por ela a levasse à falência. Você cita a Nike, por exemplo, por maltratos aos pobres chineses. Antes de mais nada, milhões de chineses querem migrar para Honk Kong para trabalhar sob as mesmas condições que você crítica. E creio que o governo brasileiro, por exemplo, prejudica muito mais aqueles trabalhadores do que a Nike. O governo estrangeiro é que dificulta a procura pelo produto da Nike, impossibilitando que os trabalhadores de lá ganhassem mais...(e lá vamos nós para outro assunto depois, o velho protecionismo) filmesking2012-03-04 19:44:12
  7. Plutão, você despreza tudo que foi dito no vídeo? Não consigo acreditar, cara, sério mesmo. Você mudou totalmente de assunto e não percebeu, estávamos falando dos efeitos negativos da existência de um salário mínimo e você veio falar do poder de barganha de grandes corporações, isso é falta de concorrência e de liberdade no mercado, é outro assunto(que claro tem ligações com a falta de liberdade e intervencionismo). Mas vamos lá, mesmo isso não tendo nada a ver com a questão dos benefícios ou malefícios do salário mínimo, me cite uma dessas grandes corporações que vc está se referindo.
  8. O pensamento de que guerra e destruição trazem prosperidade é uma bela falácia econômica que terei prazer de demonstrar quando houver oportunidade. Quem se importa são pessoas, indivíduos. Sistemas econômicos são sistemas econômicos. Alguns propiciam um ambiente moral, outros não. Se uma pessoa é forçada por meio de violência ou da ameaça de violência a realizar uma determinada ação, então não mais está havendo uma escolha moral de sua parte. Uma ação é moral apenas quando ela é livremente efetuada; uma ação dificilmente pode ser classificada como moral se alguém é obrigado a realizá-la sob a mira de uma arma. Obrigar ações morais ou proibir ações imorais, portanto, não é algo que irá fomentar a difusão de moralidade ou virtude. Pelo contrário, a coerção atrofia a moralidade, pois ela retira do indivíduo a liberdade de ser moral ou imoral, e, portanto, priva forçosamente as pessoas da chance de serem morais. Assim, paradoxalmente, uma moralidade compulsória rouba de nós a própria oportunidade de sermos morais.
  9. O sujeito é um economista ganhador do prêmio Nobel. Tudo bem isso não é lá grande coisa Keynes ganhou também. Mas isso já dá o crédito do sujeito ser chamado pelo nome, Gustavo Adler. E ainda aguardo sua resposta do que é socialismo para trabalharmos em cima disso, obrigado. Pode pesquisar na internet, não há problema nenhum nisso.
  10. Eu fiz uma pergunta, você não respondeu(responda, aí podemos conversar e eu responder, caso contrário não há diálogo). Eu assisti 2min do seu vídeo, creio que você não assistiu 2min do que passei.
  11. Por favor, vejam esse vídeo de 3min sobre os efeitos do salário mínimo e me digam o que acharam, depois continuamos a discussão sem problemas.
×
×
  • Create New...