Jump to content
Forum Cinema em Cena

Nicholson

Members
  • Content Count

    13
  • Joined

  • Last visited

  1. Depois de muito tempo, estou relendo "O amor nos tempos do cólera". Vi o filme do Mike Newell (excelente!) e deu vontade de relembrar. É o livro mais romântico do Garcia Marquez, nele o autor exorciza definitivamente a longa solidão de Macondo. Enquanto há vida há esperança...
  2. Hoje, com um pouco mais de tempo, vou falar do meu filme preferido. Concordo com vocês: não é propriamente ficção "científica", o tema é indefinível mas pode ser classificado como ficção metafísica. "Stalker", do cineasta russo Andrei Tarkowski, é um filme de 1979. Depois que o descobri, em uma mostra de cinema fantástico há poucos anos, nunca mais deixei de vê-lo regularmente. De início em VHS; depois saiu a obra completa do Tarkowski em DVD. Ele morreu cedo e fez poucos filmes; acabei assistindo todos; o mais conhecido é "O Sacrifício"; recentemente foi feita uma segunda versão do "Sola
  3. Tenho praticamente todos os livros dele na minha estante. Passo rapidamente pra os interessados: <?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" /> Memorial do Convento – de todos os livros do Saramago é o que mais me agradou, por aquele toque de “realismo fantástico”. Aquela coisa das “vontades” humanas fazendo a geringonça voar, é uma idéia incrível. Outra: a da mulher que “sabe das coisas”, meio que onisciente, é uma sacada básica na obra dele, vai-se repetir em outros livros. O Evangelho segundo Jesus Cristo – O Jesus de Saramago é uma figura amb
  4. Sim, é do Antonioni e foi muito lembrado há pouco tempo atrás, por ocasião da morte desse grande cineasta. Tem uma seqüência que é uma das "minhas" preferidas, tipo “de todos os tempos”. Descrevo: O personagem do xarazão Jack está deitado na cama, em um hotel vagabundo. A câmera literalmente sai passeando lentamente pelo cenário, sem cortes, vagueando por ali, saindo pela janela, transpondo uma cerca, lentos travellings em uma paisagem pobre. Em algum momento dessas andanças ouve-se um tiro. A câmera vai voltando, sempre devagar, e finalmente focaliza a cama com o protagonista já mort
  5. Achei ótima a discussão desse tópico. Talvez porque tenha apreciado o filme. Li há tempos, na "Folha" uma crônica ótima do Contardo Calligaris sobre "Closer". Não exatamente sobre cinema, mas sobre relacionamentos entre pessoas e sobre as reflexões que o filme desperta. Gosto de digitar e não me importo de resumir os pontos principais da encucação do Calligaris, que é bastante produtiva. Vejam. <?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" /> "Por que, no meio de uma história amorosa que funciona, um encontro (que sempre parece mágico) pode levar alg
  6. Gosto quando discutem meus filmes. Mas vcs querem saber sobre a minha VIDA? Olhassó. De uns tempos pra cá, resolvi assumir a velhice. Mas é claro, sem perder o meu famoso charme, nem a personalidade. A carantonha sádica, os “olhos de cobra” e a voz cavernosa não mudaram. A saúde vai bem. Já tive fama de garanhão quando jovem; hoje estou meio que desativado nesse ponto, também cheio de filhos e netos etc... fazer o quê? Nem penso em me aposentar – pra mim, a carreira e o trabalho são tudo. Tenho a vantagem de poder fazer o que quero, escolher meus papéis e não dar satisfação a ninguém
  7. Ótimo o depoimento do Kiko. Gosto quando as pessoas não dizem simplesmente "amei" ou "detestei" - mas expressam vivências e sentimentos a propósito do filme. Vivo dizendo, neste e em outros fóruns que participo: filmes são pra se viajar neles... Acho Ratatouille uma obra prima, com citações espertíssimas. Vejam a seqüência final do prato servido ao Anton Ego: é puro Proust!
  8. Para mim, o filme de (digamos assim) “ficção” (ou fantasia) que mais me impressionou é o “Stalker” de Andrei Tarkovski. É um cult de todos os tempos, de uma originalidade e serenidade impressionantes. Em uma clara citação do “Mágico de Oz” (cuja idéia básica é veiculada em um contexto reflexivo e de grande beleza plástica), o filme trata de uma Região isolada e proibida, outrora visitada por alienígenas, na qual, segundo se acredita, os desejos mais secretos dos viajantes podem se realizar. É o pano de fundo para uma discussão em torno dos mecanismos do desejo; do difícil contato das pessoas c
  9. Vocês não falam nada dos MEUS VILÕES. Na interminável lista dos vilões do cinema, eu contribuí com dois grandes clássicos: o Coringa, é lógico, não podia faltar,e o assassino do machado do Iluminado. Também lógico! Só que esses dois são os mais óbvios da minha galeria de BANDIDÕES. Eu, o velho Jack, o famoso OLHOS-DE-COBRA, fiz outros muito mais sutis e complicados, de que gosto muito mais. Por exemplo, o machista mau-caráter de "Ânsia de amar"; o assassino de "O destino bate à sua porta"; e finalmente, o meu preferido, o melhor deles, o militar visceralmente violento e irracional de "Questão
  10. Aquela velha mania que eu tenho, estranhíssima, de ler as coisas. Estraga tudo. Por conta disso, achei um monte de inconsistências e FUROS no filme. Nem vou falar sobre todos, preguiça. Vou escolher “um” furo dos maiores pra servir de exemplo. Vejam a coisa dos centauros, ficou INTEIRAMENTE sem pé nem cabeça. No livro, uma das melhores seqüências é a do centauro Firenze, que substitui a professora Trelawney depois que ela é demitida. Olhassó, o Firenze é um personagem incrível. É genial aquela cena em que os alunos vão para a primeira aula: entram na sala e esta se transformou e
  11. Ponto fraco: a enrolação quando os três estão se escondendo, armando aquela tenda, brigando, arrumando comida etc... Demora demais aquela parte! Ponto forte: as referências e citações sobre o regime tipo nazista, o racismo (“sangues-ruins”), a censura à mídia, a intimidação e outras totalitarices. Genial a idéia de fazer do Harry uma espécie de paladino da liberdade. Personagem favorito: o Snape, desde o primeiro livro. Eu nunca tive certeza sobre ele, a ambigüidade funciona o tempo todo - é ótimo. Complicações desnecessárias: não chega UMA série de objetos mágicos? As Horcruxes? Ainda tem
×
×
  • Create New...