Jump to content
Forum Cinema em Cena

Abelha

Members
  • Content Count

    3178
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Abelha

  1. karaka, sou estagiária! Ainda alguém por aqui sem ser banido?
  2. Boa Tarde, Alguém por aqui???
  3. Abelha

    Divã

    Aff! Vai repicar o cabelo tb ?![/quote'] Só estou esperando ele crescer mais um pouquinho!
  4. Abelha

    Divã

    Eu comprei uma encharpe rosa!
  5. Abelha

    Amy Winehouse

    A mãe dela diz q ela bebe pq se sente sozinha mas eu acho q ela bebe tb pq tem acesso a bebida. Se há com ela tanta gente em prol da recuperação da mesma pq ela tem acesso a bebidas, drogas, etc???? Será q tem quem leve vantagem com isso ou o povo tem muita falta de pulso mesmo pra conter a moça q nem é tão forte assim, nos seus exceços.
  6. Abelha

    Divã

    è. concordo com a Barbara. Dão a ela papeis comedidos. E quanto a ser feliz, acho q a mercedes como muitas pessoas são felizes mas existe uma diferença em ser feliz e SER FELIIIIIIIIIIZZZZZZZZZZZ!!!! Não acho q ela se ferrou. Tudo na vida tem um preço a felicidade inclusive. Ela foi feliz muito mais do q seria com a rotina insosa q levava e paga o preço para isto. Assim como as pessoas acomodadas pagam o preço de nunca serem felizes de verdade.
  7. Eu concordo com Henrique.Se vc fosse boi Jorge ia ver se era bom!
  8. As panteras detonando! Foi um dinheiro jogado fora!
  9. Eu não curto sertaneja, e classicas os meus preferidos são Antonio Lucio Vivaldi (As quatro estações) e Johann Sebastian Bach( Jesus bleibet meine Freude - Jesus Alegria dos Homens), já o meu pai prefere Frederic Chopin. Beethoven acho muito barulhento! TAMTAMTAMTAMMMMMMMMMM........ Beatles, Sim tem aki HELP, em vinil antigão. Tenho um monte de discos em vinil. Tb os Carpenters q curto bastante. Mas conheci Yesterday primeiro na voz de Frank Sinatra depois dos Beatles. Tb tem aki em vinil. São do meu pai, eu não sai de nenhum sarcofago não! Sarah Vaughan, cantora de jazz, Lisa Minelli e Barbra Streisand tb estão na minha lista de favoritos. Sou bem ecletica em termos de música. Start spreading the news, I'm leaving today I want to be a part of it - New York, New York These vagabond shoes, are longing to stray Right through the very heart of it - New York, New York I want to wake up in that city, that doesn't sleep And find I'm king of the hill - top of the heap These little town blues, are melting away I'll make a brand new start of it - in old New York If I can make it there, I'll make it anywhere It's up to you - New York, New York New York, New York I want to wake up, in that city that never sleeps And find I'm A number 1, top of the list King of the hill, A number 1 these little town blues, are melting away I'm gonna make a brand new start of it, in old New York and- If I can make it there, I'm gonna make it anywhere It's up to you, New York- New York New York!!!! Curto tb Pixinguinha, Martinho da Vila, Jorge Ben, Fernanda Abreu, Charlie Brown, J. Quest, Rappa, titãs, menudo, Furacão 2000, Raça Fla, enfim... Dos Beatles alem de Yesterday gosto tb de: Here Comes The Sun George Harrison Composição: Desconhecido Here comes the sun, here comes the sun, and I say it's all right Little darling, it's been a long cold lonely winter Little darling, it feels like years since it's been here Here comes the sun, here comes the sun and I say it's all right Little darling, the smiles returning to the faces Little darling, it seems like years since it's been here Here comes the sun, here comes the sun and I say it's all right Sun, sun, sun, here it comes... Sun, sun, sun, here it comes... Sun, sun, sun, here it comes... Sun, sun, sun, here it comes... Sun, sun, sun, here it comes... Little darling, I feel that ice is slowly melting Little darling, it seems like years since it's been clear Here comes the sun, here comes the sun, and I say it's all right It's all right outras: Revolution, Help, yellow submarine, Something, imagine, .........
  10. Rodolfo Bottino: Ao completar 50 anos, ator que foi galã, fala de HIV, câncer, anorexia e outras aventuras RIO -Duas vezes por semana, Rodolfo Bottino arranca risadas e suspiros no restaurante do Centro Cultural Banco do Brasil. Quem vê o ator cozinhando um panelaço de risoto para a plateia, entre tiradas engraçadas e dicas gastronômicas, nem imagina, mas está diante de um sujeito tinhoso. Nos últimos anos, Rodolfo superou uma síndrome do pânico, driblou um câncer de pulmão e chegou a pesar 41 quilos por conta de uma anorexia severa. Foi desenganado pelos médicos, mas fez que não ouviu. Começou a ganhar peso, teve alta e aí está ele. Rodolfo não é mesmo de se conformar com diagnósticos. Portador do vírus HIV, descobriu há tempos que a única maneira de combater a morte era vivendo a vida. Sem dramas. - Hoje, o HIV é mais tranquilo do que o diabete. Pelo menos dá para comer doce - brinca. Rodolfo titubeou antes de marcar a entrevista. Nunca havia falado publicamente sobre sua saúde. Gilda, a mãe, achava que ele devia permanecer em silêncio, como faz a imensa maioria das pessoas. Tinha medo de que a exposição prejudicasse a carreira do filho. Os amigos, por outro lado, pensavam que ele não devia se censurar. Passados alguns dias, Rodolfo concluiu: falar de sua experiência poderia ajudar outras pessoas a sair do armário e vencer o preconceito. Nada mais justo. - Quem estiver lendo isso precisa saber que para tudo tem jeito - disse logo no primeiro dos cinco encontros que teve com a Revista O GLOBO. - Ninguém falou que viver é fácil. Todo dia pode ter uma porrada. Mas também pode ter uma realização. Nenhum HIV, câncer, hepatite ou diabete impede essa realização diária. O que impede é a cuca. Hoje, a cuca está sob controle graças a 16 anos de análise lacaniana, ao trabalho e à força de amigos e parentes. Mas, no início, a barra pesou. Quando os primeiros amigos começaram a descobrir o HIV, ainda no fim dos anos 80, Rodolfo fazia exames todos os meses, temendo o resultado. Um dia, ele veio. Era o início dos anos 90, o ator descobriu-se soropositivo e pensou que fosse o fim. Ainda não havia tratamento eficaz, e várias pessoas próximas estavam morrendo de doenças oportunistas. - Teve um mês de janeiro em que fui a 18 enterros - ele lembra. - Mas não era só por falta de tratamento, não. Muitas pessoas se entregavam. " Ninguém falou que viver é fácil. Todo dia pode ter uma porrada. Mas também pode ter uma realização " Outras, ao contrário, decidiam viver como se não houvesse amanhã. Rodolfo lembra bem dos amigos que moravam em Nova York e que, ao serem diagnosticados, resolveram pirar. - Neguinho saiu gastando, viajando o mundo todo, comprando tudo novo. Ia morrer mesmo... Só que aí veio o coquetel. E ficou um monte de gente viva na cadeia ou respondendo a processo - solta uma risada. Rodolfo diz que não sabe como contraiu o vírus e conta que nunca chegou a desenvolver a doença. Foi monitorando seus exames, depois começou a tomar os remédios e manteve-se bem. Ainda não havia comprimidos em postos de saúde, e ele ia à Barra da Tijuca comprar as pílulas de uma mulher que as trazia dos Estados Unidos. Ia com uma amiga, parava o carro, ela corria até o apartamento da atravessadora e voltava com o remédio malocado debaixo do braço. Era uma cena surreal. Galã na Ipanema dos anos 80, Rodolfo vivia nas noites do African Bar, no Leblon, e emendava uma festa na outra. Fumou e cheirou, mas sem grandes doideiras. Sempre preferiu viajar com vinhos e uísques. Também namorou bastante - amou homens e mulheres. Curtiu a vida. E pretende continuar curtindo. Em 2006, quando tudo seguia bem, e o HIV já não assustava, o ator descobriu que estava com câncer no pulmão. Foi operado às pressas e, pouco depois da alta, recebeu a visita dos sobrinhos baianos. Claudinho, o mais velho, matriculou o tio numa escolinha de surfe. E foi assim que, à beira dos 50, Rodolfo Bottino aprendeu a pegar onda. - Paguei esse mico de ficar remando na areia, subindo no pranchão. Alguns amigos iam assistir, não acreditavam. Seis meses após a operação, veio a quimioterapia. O tratamento arrasou com suas defesas, jogou lá embaixo as taxas que ele mantinha sob controle com o coquetel e - ironia cruel para quem ama a cozinha - tirou-lhe o tesão pela comida. Não havia rabada, macarronada ou suspiro capaz de seduzi-lo. Dos 68 quilos que sempre manteve, perdeu 27. E baixou no CTI com anorexia. Um dia, ouviu os médicos comentando que não havia mais nada a fazer. Chamou as enfermeiras, pediu que passassem a comida no liquidificador, encomendou potes e mais potes de sorvete, conclamou os amigos a levarem Nhá Benta. E derrubou o prognóstico. - Toda vez que eu o visitava no hospital era como se estivesse me despedindo. Era difícil entrar naquele quarto - lembra o amigo Luiz Salém. - E ele dizia que ia sair, fazer uma peça, escrever três livros. Tinha sempre um monte de projetos, mesmo estando mal. E não é que ele saiu, estreou peça, está escrevendo três livros e tocando um monte de projetos? Ele é uma fênix. Hoje, o monte de projetos inclui livros que misturam gastronomia e autobiografia, consultoria para restaurantes, uma futura fábrica de macarrão (cujo hit será o "cabelinho maluco", uma espécie de talharim fininho) e o blog Com Um Pé na Cozinha ( acesse ). Sem contar o teatro. Rodolfo acaba de voltar ao Rio depois de uma temporada em Brasília com a peça "Medida por medida", dirigida por Gilberto Gawronski. Para encarnar a cafetina Japassada, ele chegava três horas antes do espetáculo e dedicava-se a um demorado ritual de maquiagem, até surgir em cena, ao som de Piaf, com um figurino absurdo, que incluía até uma gaiola na cabeça. Quando entrou para o elenco, ainda estava magrinho, abatido, cansado. Ao longo dos ensaios, foi ganhando viço e mais alguns quilos. - O figurino dele é o único que eu não me incomodo em mandar alargar - brinca Gilberto, que conheceu o ator em cena três anos atrás, no espetáculo "Artorquato", sobre a história do poeta Torquato Neto.
  11. Abelha, é uma ótima leitura sim... o que estamos discutindo é a funcionalidade de um livro deste estilo. As mensagens positivas que estão no livro, você já conhece. Os comandos para se ter uma vida melhor, enfim... tudo o que está lá você já sabe. Ou seja, respostas prontas e soluções fáceis para algo que é muito mais complexo. Pensando pelo lado prático, ninguém precisa ler livros assim porque não há nada de realmente novo para você incorporar (não quer dizer que eles sejam ruins). Eu li O Segredo e, sinceramente, achei absurdas algumas coisas. Tipo quando o autor declara que nunca ficou sem uma vaga no estacionamento porque mentalizava que uma vaga já seria dele. Poxa, gente... isso não é autoajuda é autoengano. Por outro lado, também li O Alquimista e achei bacana (tem gente que coloca este livro como sendo de autoajuda). [/quote'] Bom, eu não vejo dessa forma. Não sei tudo q está lá. Senão não existiriam livros de várias tematicas com abordagens diferentes. E o q vc diz sobre o livro o segredo, acho q vc está justamente com o pensamento q o livro ensina a não ter, então pra vc pode ser auto engano mas eu considero q vc não alcançou a lição principal do livro. Vc acha q com esse pensamento, baseado no livro, vc arrumaria a vaga no estacionamento? Então tem coisas a aprender sim. Não só os livros ajudam mas palestras que trazem ensinamentos. Por uma epoca assisti umas palestras da Seicho-no-ie, uma filosofia de vida japonesa. E dali tirei muitas coisas possitivas pra minha vida q sigo até hoje. Tb a minha mãe praticava o Tai Chi Chuan e o Reik, um tratamento que utiliza uma técnica de imposição das mãos. Atua com resultados concretos na ansiedade, stress, depressão, insonia, medo, insegurança, assim como nos órgãos, tecidos e sistemas. O Reiki é preventivo e harmonizador, agindo sempre na causa dos problemas. Tb ha otimos livros de alimentação saudavel, A Cura pelos alimentos é um deles. E na medicina os tratamentos como medicina ortomolecular, medicina chinesa, acumpuntura, etc... As religiões q trazem um conforto espiritual para si e passam ensinamentos eticos e morais o q reflete no comportamento para os outros. A auto ajuda é um tema muito extenso q abrange diversas areas que eu não ouso dizer q já conheço tudo, alias nem um terço do q está ali. São inumeras obras, desde a shantala para o bebê até mentalizações e filosofias pra amenizar a dor do cancer. A psicologia é uma auto ajuda q atua em todas as areas e com bastante sucesso. Aki com a minha familia tive a oportunidade de conhecer um pouco de cada uma dessas filosofias e acho sim q os livros e a pratica da auto ajuda tem seu valor e q não é pouco. E eu pessoalmente ainda tenho meus cristais e insensos! Pra garantir! Alguns doa meus preferidos: E muitos outros q depois eu posto mais... Abelha2009-06-01 10:53:36
  12. Pois eu já acho uma ótima leitura. Nada melhor do q vc ler algo que traga uma mensagem positiva e que seja útil. Muito melhor do q ler baboseiras enaltadas sem nenhuma utilidade na vida pratica!
  13. Astronauta eu tb num gosto não. Horacio é legal, tb o Bidu!
  14. Et é um filme simpático e como todo filme q tem uma criatura estranha e é pra ser simpatico ao publico inclusive ao infantil, o personagem principal fica escondido, tem um menino amigo e no fim volta pra casa. Comovente em algumas cenas mas no geral achei um filme bobo. Até o macaco pintor da novela das seis está tendo a mesma tragetória. E A Cor Purpura, a interpretação da Woopi Goldberg é tudo!!! Ela é demais! Tubarão eu detestei! e nem gosto de lembrar dakele tum tum tum.....
  15. Alguém aí além de mim curte desenhos de massinha?
  16. Os Meus Preferidos: 1998 - O resgate do soldado Ryan (Saving Private Ryan) 1993 - A lista de Schindler (Schindler's List) 1985 - A cor púrpura (Color purple, The) 1982 - Poltergeist, o fenômeno (Poltergeist) 1981 - Os caçadores da arca perdida (Raiders of the lost ark)
  17. O Segredo! O que toda Mulher Inteligente deve saber (Julia Sokol)
  18. Adoro este: Personagem - Horácio Horácio é um filhote de Tyrannossaurus rex. Mas não parece. É gentil, amigo, preocupado em auxiliar o próximo. Tem vários amigos: o Tecodonte, o Antão, o Pterodáctilo Alfredo e uma jovem dinossaura que sonha em ser sua namorada, a Lucinda, mas a Simone, outra dinossaura também está na parada. Horácio apareceu pela primeira vez nas tiras de jornal do personagem Piteco, publicadas no extinto Diário de São Paulo. Depois ganhou espaço próprio em páginas dominicais na Folhinha de São Paulo, suplemento infantil lançado em 1963. Durante quase 30 anos suas histórias foram escritas e desenhadas exclusivamente pelo próprio Mauricio, para a Folha de São Paulo com redistribuição para diversos outros jornais.
  19. Abelha

    Notícias

    Grazi e Cauã levam seus filhotes para passear na praia Namorados, Grazi Massafera e Cauã Reymond ainda não têm herdeiros oficiais, mas já arranjaram vários filhotes para cuidar. Na manhã desta quinta-feira (28), os atores passearam com seus cachorros e se divertiram com eles nas areias da Prainha, na zona oeste do Rio Realizador dá casa a atores Danny Boyle, realizador de "Quem Quer Ser Milionário?", o filme que há meses arrecadou 8 Oscars em Hollywood, vinha sendo criticado por deixar que os jovens actores do seu filme continuassem a viver na pobreza. O cineasta acaba de desmentir os seus detractores, ao anunciar que comprou um apartamento para Azharuddin Ismail e que um outro estará em breve ao dispor de Rubina Ali. Ambas as crianças, de 9 anos, contribuíram decisivamente para o êxito do filme, que retrata a vida miserável nos subúrbios da cidade indiana de Bombaim. As barracas em que Ismail e Rubina viviam com as respectivas famílias, nos subúrbios da grande capital, foram demolidas há poucas semanas pelas autoridades indianas, por serem construções ilegais. Fotografias dos dois meninos entre os escombros comoveram o realizador britânico, que decidiu empregar parte do dinheiro ganho com o filme em apartamentos para os pequenos desalojados. "Inevitavelmente, o êxito do filme criou expectativas, que a Imprensa tratou de alimentar", disse ontem Danny Boyle, ao fazer a entrega do primeiro dos apartamentos aos pequenos. "Toda a gente estava à espera de que a vida destes jovens actores mudasse para um estilo opulento e glamoroso". Em contrapartida, o realizador decidiu criar um Fundo de ajuda encarregado de garantir a habitação e a educação de Ismail e Rubina nos próximos 9 anos - até atingirem a maioridade. É com o dinheiro deste fundo que o realizador agora pôde oferecer morada condigna às mini-stars, que de outra forma veriam o dinheiro desaparecer entre os dedos dos familiares encarregados da sua educação. Veras2009-05-29 08:16:15
  20. Abelha

    Fluminense

    A bela moderação está apagando meus posts! :/ Diguinho aceita desculpas de agressor e dá razão a quem deu tiros para o alto Volante do Fluminense decidiu não processar torcedor que lhe deu um soco Principal alvo do protesto de terça-feira nas Laranjeiras, o volante Diguinho quer esquecer o imbróglio e se concentrar na recuperação total da tuberculose e de uma lesão na coxa. Da superação fizeram parte o depoimento prestado na delegacia e um pedido de desculpas do torcedor do Fluminense que o atingiu com um soco (relembre a confusão no vídeo ao lado). - Os torcedores muitas vezes deixam a emoção falar mais alto que a razão e nós jogadores sabemos o quanto é difícil driblar isso. Ele já me pediu desculpas e aceitei – disse em entrevista ao site Justiça Desportiva. Diguinho decidiu não processar o agressor. E deu razão ao autor dos dois tiros para o alto, o despachante Róbson Braga dos Santos. que serviram para apartar a confusão. - Ele tomou a atitude certa. Acredito que se não tivesse disparado os tiros, a situação poderia ter sido mais grave. Espero que não aconteça nada com ele, pois foi uma atitude bem pensada e foi isso que falei no depoimento. Abelha2009-05-28 23:03:39
  21. Se eu morrer antes de você, faça-me um favor. Chore o quanto quiser, mas não brigue com Deus por Ele haver me levado. Se não quiser chorar, não chore. Se não conseguir chorar, não se preocupe. Se tiver vontade de rir, ria. Se alguns amigos contarem algum fato a meu respeito, ouça e acrescente sua versão. Se me elogiarem demais, corrija o exagero. Se me criticarem demais, defenda-me. Se me quiserem fazer um santo, só porque morri, mostre que eu tinha um pouco de santo, mas estava longe de ser o santo que me pintam. Se me quiserem fazer um demônio, mostre que eu talvez tivesse um pouco de demônio, mas que a vida inteira eu tentei ser bom e amigo. Se falarem mais de mim do que de Jesus Cristo, chame a atenção deles. Se sentir saudade e quiser falar comigo, fale com Jesus e eu ouvirei. Espero estar com Ele o suficiente para continuar sendo útil a você, lá onde estiver. E se tiver vontade de escrever alguma coisa sobre mim, diga apenas uma frase : ' Foi meu amigo, acreditou em mim e me quis mais perto de Deus !' Aí, então derrame uma lágrima. Eu não estarei presente para enxuga-la, mas não faz mal. Outros amigos farão isso no meu lugar. E, vendo-me bem substituído, irei cuidar de minha nova tarefa no céu. Mas, de vez em quando, dê uma espiadinha na direção de Deus. Você não me verá, mas eu ficaria muito feliz vendo você olhar para Ele. E, quando chegar a sua vez de ir para o Pai, aí, sem nenhum véu a separar a gente, vamos viver, em Deus, a amizade que aqui nos preparou para Ele. Você acredita nessas coisas ? Sim??? Então ore para que nós dois vivamos como quem sabe que vai morrer um dia, e que morramos como quem soube viver direito. Amizade só faz sentido se traz o céu para mais perto da gente, e se inaugura aqui mesmo o seu começo. Eu não vou estranhar o céu . . . Sabe porque ? Porque... Ser seu amigo já é um pedaço dele ! Vinícius de Moraes
×
×
  • Create New...