Jump to content
Forum Cinema em Cena

Nacka

Moderators
  • Content Count

    16039
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    2

Reputation Activity

  1. Like
    Nacka reacted to Jailcante in Blu-ray - Aquisições   
    Mais DVDs:

     
    Coleco:

     
    **Chato a Disney não padronizar e não fazer capas parecidas com os da Fox. Particularmente, não gosto quando escondem o 'Episódio VII' e 'Episódio VIII'.
  2. Like
    Nacka reacted to Jailcante in Blu-ray - Aquisições   
    Blu Rays:

     
    DVDs:

  3. Like
    Nacka reacted to Jailcante in Blu-ray - Aquisições   
    Twilight ZOne - Além da Imaginação dos anos 2000 saiu em DVD. Mais um pra coleção.

     
    Coleção Além da Imaginação:

  4. Like
    Nacka reacted to Jailcante in Blu-ray - Aquisições   
    Box Blu Ray:

     
    Box DVD de Terror:

     
    Coleção Boxes Slashers (6 volumes)

     
    Coleção Boxes Obras Primas do Terror (11 volumes - me falta o Volume 10):

     
    Livros:

  5. Like
    Nacka reacted to Jailcante in Blu-ray - Aquisições   
    Mais um box:

     
    Coleção:

  6. Like
    Nacka reacted to Jailcante in Blu-ray - Aquisições   
    Minha Coleção de Giallo (foram 7 boxes lançados até aqui com 4 filmes cada):

     
    Últimos DVDs que comprei (foi no último fds):

  7. Like
    Nacka reacted to Jailcante in Blu-ray - Aquisições   
    Box DVDs: Sessão Anos 80 Vol. 7:

     
    Os 7 boxes:

     
     
  8. Like
    Nacka reacted to Jailcante in Blu-ray - Aquisições   
    Postando aqui mesmo:
    Fiquei fã do Elton John depois do Rocketman, aí comprei umas coisas dele (tenho essas fases, fico fã e aí vou comprando as coisas):

    Filme em Blu Ray e um livro com biografia (ainda não comecei a ler)

    E como mercado de DVD/Blu Ray tá fraco, foi isso que achei de DVDs de shows dele pelas lojas por aqui.
    O bom é que peguei shows de todas décadas. 2 dos anos 70 (1976 e 1979), 2 dos anos 80 (1984 e 1986), 1 dos anos 90 (1992 - primeira turnê depois do reabilitação), 1 de 2000 e outro de 2013 (Os melhores são de 1979 e de 1992, porque tem mini-documentários e making off juntos. Os demais são só os shows).

    CDs: já tinha esse Greatest Hits faz um tempo, e aí comprei a trilha do filme recentemente (particularmente preferiria comprar LPs, como é coleção, acho bem melhor, apesar de não ter vitrola pra usá-los, mas ainda não fui atrás de comprar nada ainda).

    Os dois bonecos Funko que fizeram dele e um poster do primeiro show nos EUA.

    Poster do cartaz do filme.
     
    E é isso no momento.
  9. Thanks
    Nacka got a reaction from MaynardVob in Últimos CDs Adquiridos   
    Tópico com título auto explicativo...

    Meu último foi:



    Technique - New Order (R$ 45,00 Livraria Cultura ) É junto com Low Life (que eu já tenho) um dos melhores cds desta banda, destaque para "Round&Round"

     
  10. Like
    Nacka got a reaction from SergioB. in O Que Você Anda Vendo e Comentando?   
    Bird Box - Nem bonitinho é, só ordinário mesmo. 
  11. Like
    Nacka reacted to SergioB. in O Que Você Anda Vendo e Comentando?   
    "First Reformed" pode dar a primeira indicação ao Oscar - acreditem se quiser - a Paul Schrader. Ainda mais que a categoria de Roteiro Original está esvaziada. 
    O filme é ótimo, principalmente passados os mornos 40 minutos iniciais. Mistura religião + ambientalismo + terrorismo, de um jeito bastante singular. Em referências, o Bergniano "Luz de Inverno" e, muito na cara, "Taxi Driver" - qual o problema copiar a si mesmo?
    Ethan Hawke está divino. 

  12. Haha
    Nacka got a reaction from Gust84 in A Casa da Mãe Joana   
    Putz! Não deram seguimento a essa treta?!? Kkkkkkkk
  13. Like
    Nacka reacted to SergioB. in O Que Você Anda Vendo e Comentando?   
    Alguém anotou a placa?
    Que filmaço! Muito provavelmente o representante da França à corrida ao Oscar de Filme Estrangeiro, esse primeiro longa de Xavier Legrand ( indicado por um Curta há alguns anos, com a mesma atriz, e algo parecido na história) ganhou o Leão de Prata em Veneza em 2017. 
    É uma história de separação que vira ...nossa...um filme de terror, sem perder o tom documental. Até os 40 minutos, você pensa que é só mais um bom filme indie, mas depois, mermão, o bagulho fica tenso, agoniante. Os atores estão soberbos. 
    Necessário e urgente, em especial para os profissionais do Direito.

  14. Like
    Nacka reacted to SergioB. in O Que Você Anda Vendo e Comentando?   
    Se há um livro que merecia uma nova adaptação, é a obra máxima de Ray Bradbury. Ao esculacharem a versão HBO de 2018, deparo-me com elogios derramados ao filme de 1966, de Truffaut, quando, verdade seja dita, é um dos filmes mais baixos na filmografia do francês. Muitas das críticas a essa versão de Ramin Bahrani (o cara fez "99 homes", tem crédito suficiente!) poderiam ser tranquilamente feitas ao filme anterior: não é fiel ao livro, é nonsense, cadê o personagem tal?, efeitos de merda... A melhor coisa do filme do Truffaut eram aqueles créditos narrados e o design vermelho amalucado, o resto...
    Falando deste aqui, eu o achei razoável. Mas também creio ser a pior atuação do Michael B. Jordan que eu já vi. Oskar Werner foi bem melhor - aliás, estava na crista da onda naquele ano, tendo até sido indicado ao Oscar pelo ótimo "A Nau dos Insensatos".
    Minha opinião pessoal: Não é o Estado que vai acabar com os livros, é a própria sociedade civil. O desinteresse atual é genuíno, de dentro para fora.
     

  15. Like
    Nacka reacted to SergioB. in O Que Você Anda Vendo e Comentando?   
    Desculpem os nostálgicos -  da sua juventude perdida, mais do que tudo - mas "Gatinhas e Gatões" (no imaginativo e alegre título brasileiro) é muito ruim, e envelheceu pior ainda. 
    Vale mais pela importância social, de construção da figura do Adolescente no cinema, do que por qualquer outra coisa. Mas o produto em si é fraco.
    Apenas dois anos depois, John Hughes, no entanto, atingiria o refinamento de tudo que já estava em sua cabeça, com o excepcional "Curtindo a vida Adoidado", fazendo a comédia adolescente ser tratada como arte. 
     

  16. Like
    Nacka reacted to SergioB. in O Que Você Anda Vendo e Comentando?   
    Filme mais hypado do momento, "Hereditary" funcionou mais para mim como técnica do que como história de terror. Será que só eu achei a trama fraca? E, refletindo, eu entendi por quê. São tantos avisos, tantas pré-desculpas, tantas explicações prévias, desde o início do filme, que posso elencá-las sem ser um spoiler: sonambulismo, esquizofrenia, drogas, crenças religiosas, depressão...Faltou apenas a hipótese: abdução. É dizer: O meu espírito estava preparado para o que desse e o que viesse.
    Como técnica, gostei muito. Principalmente do Design de Produção, Fotografia, e dos atores. O Design é maravilhoso, pois várias vezes percebemos como a casa apequena os moradores; como a cama do rapaz parece diminuta bem como a janela do seu quarto; como os corredores são grandes; criando a identificação com os dioramas montados pela mãe. Aliás, isso é deixado muito claro logo no início do filme também. Gostei da Fotografia, uma escuridão pontuada de luz apenas pelo que vem das janelas, ou velas. Mas o que saltou aos meus olhos foram os desempenhos de Alex Wolff, Ann Dowd ( se ela aparece em um filme, eu já fico alerta),  e de Toni Collette - esta com boatos de Oscar. Ela demonstra um catálogo facial de terror clássico, sem economia, sem contenção. É choro, é desespero, é grito, é boca aberta sem som, é Shelley Duvall, em "O Iluminado", revisitada. Fora isso, ela tem a cena do jantar, que, talvez, sozinha, já lhe dará uma Indicação à Melhor Atriz.
    É o primeiro longa do diretor Ari Aster, e eu sempre escrevo, há vários anos (há mais de uma década), todos os anos neste fórum: Terror é um ótimo gênero para se começar a dirigir. É o mais livre.

  17. Like
    Nacka reacted to SergioB. in O Que Você Anda Vendo e Comentando?   
    Melhor filme de 2018!!!
    História dos trabalhadores brasileiros. Emocionante, delicado, inteligente, lindíssimo. Segurei as lágrimas.
    O filme é objetivo: história do trabalho. Por isso quero dizer: Objetos, carregar coisas, descarregar, dinheiro, hora de acordar, hora de dormir...Não há psicologia, nem proselitismo. O íntimo é o despertador. Inclusive sobra pouquíssimo espaço mental para o amor e para o sexo. E os primeiros 4 minutos do filme - que poderiam ser quase algo de um filme do Selton Mello - são o contrário existencial do filme que realmente começa - lá pelos 20 minutos - assim com o letreiro "Arábia". Um contrário existencial pois simplesmente o filme tem um falso protagonista, com outro modo de vida, com outra origem, outra cor, outra educação, outro tudo. Que Roteiro é esse?! 
    Um dos maiores acertos dos milhares da direção dupla do Affonso Uchoa e do João Dumans é recusar a assim chamada "estética da pobreza", ou algo do Cinema Novo. Pelo menos não como sempre os conhecemos. Eles deram um salto ao abraçar os limites da autoficção e da literatura. É um trabalho magnífico, profundamente artístico, grandemente iluminado por dentro,  de um modo que "Casa Grande", " Que Horas ela Volta?", e outros bons filmes com temática social não conseguiram ser. É outro nível.
    A parte técnica também é excelente, com destaque para as escolhas musicais, a montagem perfeitamente encaixada para o off, e para o Figurino (que soa até uma palavra pomposa para tanto realismo), mas o que "ator" (baita ator), ex-presidiário, multitrabalhador,  Aristides de Sousa, faz aqui é brincadeira. Temos que cumprimentar esse cara. Um banho de atuação/narração/vida vivida e vida sonhada. 
    Estou embasbacado. Assistam! É o filme certo para o momento do país.
     

     
     
  18. Like
    Nacka reacted to SergioB. in O Que Você Anda Vendo e Comentando?   
    "A Grande Cidade" é um filme de 1966 do Cacá Diegues (vou deixar de mencionar o subtítulo longo e denotativo) já cheio de ambição de interpretar o Brasil. Cheio de problemas técnicos, mas rico em conceituação. Trilha sonora excelente: Zé Keti, Bethânia, e Roberto Carlos arrasando com "Nasci pra Chorar".
    As favelas do Rio de Janeiro sendo formadas pelos nordestinos expulsos pela seca.
    Leonardo Villar, monstro de ator.
    "A guerra é grande e tá todo mundo nela. Eu não." gritada por um jovem Antônio Pitanga em um teatro de arena.
     

  19. Like
    Nacka reacted to SergioB. in O Que Você Anda Vendo e Comentando?   
    Revi "Hiroshima Meu Amor" pela primeira vez desde "Amour". Como eu não associei o tapa do marido no filme do Haneke ao tapa do amante japonês? E a reação MAGNÍFICA da Emmanuele Riva tanto em um quanto em outro?! O Haneke é muito gênio, Gzuz! 
    Idem Alain Resnais. Idem Marguerite Duras. Não sei se já escrevi aqui antes, mas eu não gosto muito de "Se Meu Apartamento Falasse...", ainda mais que ele ganhou o Oscar de Roteiro (Roteiro, Escrita, e História - na terminologia maluca da época) disputando com essa preciosidade aqui. Exemplo:
    "Por que você está em Hiroshima?"
    " Um filme."
    "Que filme?"
    "Eu estou atuando em um filme."
    Aí ganha aquela bobajada do Wilder...
    Riva com saudades do amado anda em zigue-zague e se bate pelas paredes do corredor do hotel... Ai, ai...Cinema! Cinema é isso!
    Trilha esplêndida de Georges Delerue, a quem já elogiei recentemente por "O Desprezo", "O Conformista"...Ele era o Desplat da época.
    Outro grande filme narrado do Resnais em interseção com um escritor.
    No mais, candidatíssimo ao filme com as palavras finais mais lindas da história do cinema.

  20. Like
    Nacka reacted to SergioB. in O Que Você Anda Vendo e Comentando?   
    Completando a sequência de filmes baseados em Alberto Moravia, "O Conformista", do Bertolucci. Direção primorosa, elegantíssima. Jean-Louis Trintignant, excelente. Já houve muitos estudos ligando caráter fascista, de figuras tidas como "fortes", à repressão sexual (No Brasil, nesse instante, podemos observar isso nitidamente). Quando falam desse filme é sempre: "Que fotografia!". Normal, é Vittorio Storaro. A trilha é do compositor de "O Desprezo", Georges Delerue, indicados tantas vezes ao Oscar, vencedor por "O Pequeno Romance", em 1980.
    Bertolucci teria sua primeira indicação ao Oscar pela adaptação desse livro. Não ganhou. Seus concorrentes em Roteiro Adaptado, em 1972, eram simplesmente: Kubrick pelo icônico "Laranja Mecânica"; o extraordinário e inigualável "O Jardim dos Finzi Contini"; o lindíssimo "A Última Sessão de Cinema"; e "Operação França", que viria a ganhar. Tipo...só isso! Todos que leram o livro sabem que o que o Kubrick fez foi incrível. O livro é dificílimo de adaptar ( e cortar! Cortou toda a última parte.). Provavelmente meu voto teria sido para ele.
    Foi muito bom ter visto todos esses filmes em sequência pois pude comprovar que diretores extraordinários fazem filmes com a sua cara, usando dos mesmos elementos presentes nos livros do Moravia: personagens centrais fortes experenciando uma libertação política.
    Os quatro personagens principais de: Lollobrigida; Loren; Piccoli e Bardot; e Trintignant;  ao libertarem seus corpos (ou mantê-los libertos), também libertaram-se/mantiveram-se longe do sistema de poder.
     

     
  21. Like
    Nacka reacted to SergioB. in O Que Você Anda Vendo e Comentando?   
    Primeiro longa do Lynch, o último que faltava para mim. A paternidade aterroriza. Contexto a se pensar: O aborto, nos Estados Unidos de 1977, já era legalizado.

  22. Thanks
    Nacka reacted to SergioB. in O Que Você Anda Vendo e Comentando?   
    O filme do dia não podia ser outro. Não sou fã alucinado do universo Marvel, bem longe disso, mas eu procuro ver todos. Fiquei bem admirado com o trabalho de coesão desse "Avengers", não é fácil unir tantos personagens, universos estéticos diferentes, histórias, expectativas de público, objetivos comerciais, para culminar nesse colossal trabalho de 19 filmes. É difícil de fazer! Não é fácil!
    O final pra mim, se é internamente satisfatório, perde de algum modo seu efeito dramático, pois sabemos todos que haverá continuação. Num sentido oposto: "Logan", pra mim, foi devastador.
    Eu gostei muito do filme, principalmente - como é natural - quando aparecem meus personagens prediletos, que são a turma dos "Guardiões da Galáxia", que têm o humor inusitado, estranho, que eu adoro. 
    No mais, vendo o cinema tão lotado, o público tão inflamado, sempre fico a desejar que a magia do cinema leve as pessoas a gostar da arte, da sétima arte,  como um todo, não apenas a gostar da sua manifestação como mercado, como entretenimento,  destinada a um cérebro pop infantilizado.
     

  23. Thanks
    Nacka reacted to SergioB. in O Que Você Anda Vendo e Comentando?   
    Suportada a primeira meia-hora, eu amei. Peguei o espírito do filme, sabem como é? Trilha sonora fundamental para a obra. Pura dor fantasma.

  24. Thanks
    Nacka reacted to SergioB. in O Que Você Anda Vendo e Comentando?   
    Precursor do neorrealismo italiano, quando tudo era "impossível", o país destruído, o povo com fome, eles mostraram que o cinema poderia ser um artesanato e não uma indústria. E fizeram com as próprias mãos.  Por "eles" entenda-se Rossellini, Sergio Amidei, de Sica, e tantos outros. Assim como os resistentes de guerra, um e cada um, mulher, criança, párocos, deram a sua contribuição antifascista.
    Indicado ao Oscar de Roteiro em 1947 - uma época maluca pois eram dadas 3 estatuetas a consagrar os diferentes aspectos de um roteiro.
     

  25. Thanks
    Nacka reacted to SergioB. in O Que Você Anda Vendo e Comentando?   
    Nesta época do ano fico vendo mais filme antigo, aí deixo passar umas novidades bacanas. Caso de "Ready Player One", que eu adorei. Há muito tempo venho pedindo a volta do Spielberg da fase de espetáculo visual. E ele veio. Adorei o dinamismo, a agilidade, a imersão no colorido, ajudado pelo trabalho mais uma vez fantástico do Adam Stockhausen no Desenho de Produção. Que ano do Alan Silvestri fazendo trilha de 3 filmes, e de dois blockbusters como esse e "Vingadores: Guerra Infinita". Será o retorno dele à temporada de prêmios? Não sei se o filme fez tanto sucesso como planejado.
     

×
×
  • Create New...