Jump to content
Forum Cinema em Cena

Guastinha

Members
  • Content Count

    22
  • Joined

  • Last visited

  1. Millenium - Os Homens que não Amavam as Mulheres The Girl with the Dragon Tattoo Vi esse filme em fevereiro, nos cinemas, mas esqueci de comentar aqui. Lembro quando saiu o filme de 2009. Eu pensei que fosse mais uma serie tipo Harry Potter, já que era uma adaptação de uma serie de livros, porem para adultos. Não dei importância. Ai começou um burburinho danado sobre a refilmagem americana, ainda mais com o David Fincher na parada, então, eu passei a prestar mais a atenção. Quando saiu, deixei para conferir nos cinemas, e fiz a coisa certa. O filme tem quase 3 horas, e é completamente imersivo, mas dentro do cinema, visto em casa não deve ter a mesma força, já que temos o poder do pause. O longa ficou a cara do diretor, me lembrou seu antigo sucesso, Seven, onde também se estabelece um constante clima de tensão que vai aumentando até culminar em um ótimo clímax. Achei injusto não ter sido indicado para melhor filme no Oscar de 2012, levando apenas uma estatueta na categoria Melhor Edição. Quem perdeu nos cinemas, vai ter que ficar grudado na TV para aproveitar os 110% do filme. IMDB: 8/10 NOTA: 8/10 Recomendado para quem gosta de bons filmes de investigação.
  2. Colheita Maldita Childrens of the Corn -1984 Cada vez mais aceito a tal regra dos 15 anos. A regra é o seguinte: Nunca reveja filmes que te marcaram quando você tinha menos de quinze anos. Pois isso pode comprometer a memória que você tinha daquele filme, geralmente para pior. Foi o que aconteceu com A Colheita Maldita. Não me lembrava de quase nada deste filme, apenas alguns flashs e a certeza que era um filme que tinha me assombrado quando criança. Ai o filme veio junto com outro que loquei, e resolvi assistir para relembrar. Que merda de filme. Hoje ele tem até uma aura Cult, mas é um filme muito ruim. Tanto tecnicamente quanto artisticamente. Trata-se de uma adaptação de um conto do Stephen King, alias, uma má adaptação, mas por ter trago um bom retorno financeiro para a época, ele gerou mais 7 seguencias e um remake. Alias, o Remake não é do filme, mas sim, uma nova adaptação do mesmo conto. Este sim, segue o texto na integra e ouvir falar que ficou muito melhor do que a primeira tentativa de 84. Agora que já fiz a burrada de infringir a regra dos 15, vou procurar o remake e confirmar se ficou melhor mesmo, ou se o problema é o texto do Stephen King. IMDB: 5,3 NOTA: 3/10 Recomendado a segunda versão de 2009. Guastinha2012-05-23 14:42:06
  3. NARC NARC - 2002 Peguei esse filme num saldão de uma locadora que estava fechando, até então não conhecia nada sobre ele. Só sabia que era um filme policial com um estilão independente. E é bem isso mesmo. Foi o primeiro do diretor Joe Carnahan, (A Perseguição) que só se concretizou devido à produção do ator Ray Liotta, que também atua no filme. Mas o longa só conseguiu um bom destaque depois que o ator Tom Cruise comprou seus direitos e o relançou com uma distribuição maior. Inclusive chegou a convidar Carnahan para dirigir Missão Impossível 3, porem trocou o diretor por diferenças criativas. NARC é um apelido para os policiais americanos que trabalham contra o narcotráfico, geralmente infiltrados. No filme um policial que após um trabalho disfarçado no meio das drogas, luta para se recuperar dos vícios adquiridos durante o período que esteve disfarçado. Agora sua próxima missão é investigar a morte de um colega que fez o mesmo trabalho seu, um policial disfarçado no meio dos drogados. E como ajuda ele vai contar com outro policial que tem queixas pelos seus excessos de violência. Um filme denso, pesado e cru. Com cenas sensíveis e outras fortes. Boas seguencias de ação, mas também tem bons momentos de reflexão. Um dos destaques é a frenética cena de perseguição, logo no inicio que inclusive deu grande destaque ao diretor pela forma que ela foi feita. Ray Liotta e Jason Patric formam uma boa dupla, com uma boa química entre os dois. Liotta está bem gordo, mas isso o torna ainda mais bruto. Este filme foi eleito por muitos como um dos melhores filmes policiais desde Operação França, Oscar de 71, inclusive o diretor de Operação França, William Friedkin é um grande admirador de NARC. IMDB: 7,3 NOTA: 7/10 Recomendado para quem gosta de um bom filme policial
  4. Battleground Skeleton Lake - 2012 Um assalto a banco deu errado e seis homens impiedosos fugiram para a floresta, com três milhões de dólares, só que acabam entrando em uma propriedade de um veterano de guerra que ainda vive para matar. E ele não gosta de visitas indesejadas. É um bacana 6x1, mas é só isso também. O velhinho é cruel e escorraça a galera, só que os assaltantes também não são bobos e estão bem equipados. No geral, o filme é fraquinho, tem algumas cenas de gore para impressionar, alguma ação e cenas de tensão, mas não ganha o expectador devido ao fraco elenco. O filme é do inicio do ano de 2012, e eu não vi nada sobre ele aqui no Brasil, mas se caso chegar a sair por aqui, deve ir direto para home vídeo. IMDB: ? /10 NOTA: 4/10 Recomendado para ver de madrugada para dar sono.
  5. Sherlock Holmes 2 – O Jogo de Sombras Sherlock Holmes: A Game of Shadows - 2011 Começando do ponto de onde o primeiro filme parou, vemos o aloprado Sherlock Holmes se desventurar ao lado de Irene Adler, até que esta tem seus serviços suspensos devido a uma suposta traição. Enquanto Watson caminha para o casório, Holmes detecta mais um plano mirabolante que precisa ser detido. Então convence Watson que esse seria o último problema que o causaria. Com a ajuda da Cigana Sinza, o trio parte em uma viagem por vários países em busca de impedir os planos de maquiavélico professor Moriarty. Esta segunda parte prima mais pela ação e dialogo cômicos do que por um enredo mais investigativo e de suspense, já que boa parte do longa é focada na ação de seus personagens e a relação entre eles, do que na criação ou a solução de um mistério. Mas isso não compromete a qualidade do filme, apenas muda o foco de seu publico. Que passa a agradar mais quem gosta de ver mais ação do que suspense. Com uma direção estilizada e dinâmica Guy Richie consegue mostrar um pouco de sua identidade underground na qual ficou conhecido e cai de vez no gosto do grande publico, com um Sherlock Holmes menos intelectual, porem mais louco e sínico. Mantendo a mesma equipe técnica do primeiro, a produção consegue manter a qualidade neste segundo filme, com destaque novamente para a trilha sonora assinada por Hans Zimmer e a ótima direção de arte que tem sucesso com a reprodução da época e dos cenários. IMDB:7,6 NOTA:8/10 Recomendado para quem viu o primeiro Sherlock Holmes.
  6. A Chave Mestra The Skeleton Key - 2005 Este é mais um daqueles filmes que depois que se sabe o final, ele praticamente perde a graça em rever. Vi a primeira vez nos cinemas em 2005 e deste então, só agora, depois de 7 anos resolvi rever novamente. Mas ainda assim, fiquei na expectativa dos acontecimentos que antes me abalou tanto. Um filme muito bem feito e estruturado, com bons atores, e um bom roteiro com um final bem planejado e fiel. Para quem já viu uma vez, talvez fiquei na expectativa dos acontecimentos principais do filme, mas para quem não conhece com certeza vai apreciar bastante. IMDB: 6,4 NOTA: 7/10 Recomendado para quem não acredita em magia negra.
  7. Imortais - Immortals - 2011 Se você gosta de mitologia grego-romana fuja deste filme, ele profana a mitologia deturpando a idéia original. Seguindo a linha de 300 do diretor Zack Snyder, e Furia de Titãs, Imortais distorce a mitologia, transformando Deuses em Power Rangers e Titãs em monstrinhos que se multiplicam. O Rei Himperíon, por um rancor particular resolve destruir os deuses do Olímpio. Para isso, ele vai usar o Arco de Épiro para libertar os Titãs, antigos inimigos dos desuses aprisionados por Zeus, e assistir de camarote o fim do mundo. Voltado totalmente para aspectos visuais, o filme tem pouca preocupação com o enredo ou mesmo a historia na qual se baseia, focando em exibir corpos em uma violência gráfica e ação descerebrada. Como num vídeo game que se executa golpes no controle com o único intuito de acabar com os inimigos para passar de fase, sem se importar com as letras que aparecem na tela. Alguns furos no roteiro chegam a irritar, alem claro da fraca atuação dos atores. Mas o que realmente importai não é tanto o desempenho de interpretação mas sim o óleo que reluz em seus corpos. O único ponto de destaque no filme seria e a sua parte visual, porem esta ainda fica prejudicada pela conversão para um fraco 3D que torna a fotografia escura demais. Imostais é o tipo de filme para se ver quando não tem nada mais importante para fazer. IMDB: 6,2 NOTA: 4/10 Recomendado para quem gosta de sangue e músculos.
  8. Amadeus - 1984 Mais que um filme sobre Mozart, o filme trata da diferença entre a genialidade e o homem comum. E claro, de sentimentos como inveja, admiração, frustração e culpa. O Filme é sobre o celebre musico, mas seu foco esta em seu antagonista, Antonio Salieri, que tem aflorado em seu intimo todos os sentimentos descritos acima por causa de Amadeus, ou como dizia o próprio Salieri, Amado por Deus. Após tentar suicídio um velho homem é internado em um sanatório, e a partir de seus delírios começamos a entender o porquê daquele sofrimento. E a sua relação com o homem, o músico, e o gênio chamado Amadeus Mozart. É um filme de encher os olhos, uma perfeita sincronização de todos os setores de uma produção cinematográfica funcionando em harmonia. Um ótimo roteiro, magníficas interpretações, somados à uma ótima direção de arte e maravilhosas músicas que complementam o todo. fazendo deste filme uma experiência única e inesquecível. Cheguei a ficar surpreendido que o filme tenha sido feito no ano de 1984. IMDB:8,4 NOTA: 10/10 Recomendado a todos os seres humanos
  9. Espíritos 2 - Você Nunca está Sozinho Nem fiquei sabendo do lançamento deste segundo filme na época. Só tomei conhecimento após um amigo muito me recomendar. Nesta seguencia, que na verdade não é seguencia coisa nenhuma.Só aqui no Brasil que saiu com esse titulo, já que a única semelhança entre os filmes é serem dos mesmos diretores e tratar do tema de fantasmas, mas a historia é totalmente diferente. O nome foi apenas um pretexto para pegar uma carona no sucesso do primeiro. Algo que vejo ser desnecessário, pois este é tão bom quando o seu suposto antecessor. A premissa deste “ Espíritos” é também muito interessante. A relação com gêmeos já gera um bom motivo para fazer filmes tensos, agora imagine gêmeos siameses. A ligação é ainda maior. Nesta trama, uma moça tailandesa tem que voltar para o seu país de origem para resolver problemas de saúde de sua mãe, e acaba tendo que lidar também com problemas de seu passado. Atormentada por sua irmã já morta ela começa a perceber a presença da falecida em todo lugar o tempo todo. Para resolver essa bizarra situação ela terá que lidar com lembranças já esquecidas. O filme conta com um roteiro inteligente que privilegia mais as cenas de tensão do que situações para provocar puramente sustos. Claro que ainda tem os famigerados e previsíveis clichês dos filmes de terror, mas que são totalmente aceitáveis, considerando que, também produção tem uma preocupação estética com o longa. Fazendo uso de fotografia bem elaborada que traz cores frias nas partes que mostram o presente da personagem e cores quentes com tons de sépia para ilustrar seu passado, tentando assim passar sentimentos como tristeza, saudades, alegria e nostalgia através de tons e texturas que combinam bem os filtros escolhidos para captação das imagens para cada situação. Destaque também para os talentosos atores que são responsáveis por grande parte da qualidade do projeto. Tão bom quanto o “primeiro” este herda também as características de qualidade e de uma boa historia com um final surpreendente para ficar marcado na memória. IMDB: 6,4 NOTA: 8/10 Recomendado para quem curte bons filmes de terror.
  10. Espíritos - A Morte Está ao Seu Lado Lembro que sai dos cinemas assombrado depois de assistir este filme, isso em 2004. Oito anos depois decidi rever-lo para poder ver a sua seguencia, que alias, não tem nada haver com o primeiro. Mesmo tendo passado todo esse tempo, algumas imagens ainda estavam gravadas na minha mente. Sinal que o filme é bom. Fantasmas e fotografias sempre tiveram uma relação, digamos, “intimista”. Todo mundo já viu ou ouviu falar de espíritos que fazem suas aparições em fotos. Isso é praticamente uma lenda mundial, que já apareceu até mesmo em games, no caso o Fatal Frame, que faz uso de uma câmera fotográfica para assustar e derrotar fantasmas. No cinema essa temática é menos explorada, e este filme coreano cobre bem essa lacuna. Contando a historia de um casal que após um acidente passam por estranhas situações. Ele, fotografo, começa a perceber borrões em suas fotos, e a sua namorada começa a ter alguns sonhos bem assustadores. Eles acabam descobrindo que estão sendo assombrados por um espírito. Como disse antes, o filme me impressionou bastante nos cinemas, mas em sua releitura eu já não achei tão bom quanto naquela época. Até porque é o tipo de filme que perde muito da graça depois que se sabe do mistério, e principalmente do final. Porem eu tive a oportunidade de notar como o roteiro trabalhou detalhes que trouxe fortes arrepios, assim como artifícios já manjados para provocar sustos gratuitos. Mesmo sendo mais um daqueles filmes orientais com meninas fantasmas de cabelos compridos, ele merece destaque,principalmente em suas cenas finais recheadas de sustos fechando o filme com um final perturbador. Para mim uma das melhores definições do que venha ser um “encosto”. IMDB: 7,1 NOTA: 8/10 Recomendado para quem curte terror asiático.
  11. Amsterdam Heavy - 2011 Um homem sai de dentro de um pequeno contêiner,e como um animal começa a agredir os outros e foge. Sem memória, ele tem que se lembrar de quem é, porque está ali e porque estão tentando matá-lo. Contando apenas com seus punhos e um ardente desejo de vingança, ele entra de cabeça no submundo violento e criminoso de Amsterdam para recuperar sua identidade e encontrar e matar as pessoas que o traíram. Mulheres seminuas, herói musculoso que passa a metade do filme sem camisa e dando porrada, explosões, brigas, tiroteios, mortes, pouca historia e ação pura e descerebrada. Para quem curte este tipo de filme pode ser que esta produção agrade. Eu já achei o filme bem chato, cheio de personagens caricatos que aparecem em cena somente para fazer poses. Sem contar que o protagonista parece uma espécie de Houdini, ele consegue escapar de situações que daria inveja ao mágico mestre das fugas. Infelizmente não valeu nem os 90 minutos perdidos, que contei os segundos para passar. IMDB: 2,7 NOTA: 2/10 Recomendado para quem curte filmes de ação com muita porrada. Guastinha2012-02-06 10:48:04
  12. A Pele que Habito. La Piel que Habito - 2011 Que filme louco, que situação louca. Quando as pistas do final começaram a aparecer eu não conseguia conceber a idéia absurda do que acontecia. Era como se me mostrasse uma imagem de uma banana e me afirmasse que aquela imagem tinha o nome de uva. Fiquei atordoado com a situação. Méritos do diretor que conduziu a narrativa de forma primorosa. Com cenas belíssimas. Valeu demais ter ido ao cinema, com certeza um dos melhores filmes de 2011, um crime não ter sido indicado a melhor filme no Oscar 2012. O filme se destaca de diversas formas, desde á historia totalmente maluca que é contada, até as questões técnicas que são primorosamente executadas. Até o titulo se encaixa perfeitamente no contexto da historia. Claro que existem alguns disparates, mas que são praticamente diluídos, pois a produção te arrasta totalmente para ficção. Pena que este é daqueles filmes que só se assiste uma vez, já que, sabendo o final ele perde boa parte da graça. Rivalizando com os já famosos filmes coreanos de vingança, A Pele que Habito é um horror que aflige não somente o corpo mais principalmente a alma. IDMB: 7,7 NOTA: 10/10 Recomendado para quem gosta de filmes com surpresas.
  13. Vício Frenético Bad Lieuntenant - 1992 Cheguei ao Vício Frénetico de Ferrara através do remake do Herzog. Logo me interessei pelo original por saber que ele é totalmente diferente do filme estrelado pelo ator Nicholas Cage. Este primeiro, de 1992 é um filme mais duro, mais crú, onde foca em um único personagem, que nem mesmo tem um nome, é apenas um Liteunant, um cargo na policia, como um tenente. Acompanhamos tudo que ele faz, vemo-lo cheirando cocaína, transando com prostitutas, abusando de viciados nas ruas, levando os filhos na escola e acordando chapado no dia seguinte para trabalhar. Um excepcional trabalho de personagem aliados a uma excelente atuação que cria uma experiência devastadora, digna de uma viagem ao inferno do submundo sujo das cidades e seus corruptos defensores. Guastinha2012-01-29 20:39:32
  14. A Vida Em Um Dia Life in a Day - 2011 O Youtube em parceria com o cineasta Ridley Scoot tiveram a idéia de pedir através do youtube que as pessoas gravassem um vídeo sobre um dia de sua vida e encaminhassem para que eles fizessem um filme com este material. Resultado: Foram aproximadamente 4.500 horas de imagens de 80.000 vídeos, enviados de 192 países, e este material se tornou um longa de 90 minutos e não me engano, o primeiro documentário colaborativo. Quanto ao filme em si, assistam e tire suas próprias conclusões. Eu particularmente gostei muito mais da iniciativa do que do resultado. IMDB: 7,8 NOTA: 5/10 Para quem gosta de experimentalismo no cinema. Guastinha2012-01-25 14:16:09
×
×
  • Create New...