Jump to content
Forum Cinema em Cena

Saga S.

Members
  • Content Count

    1943
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    2

Everything posted by Saga S.

  1. Ainda não assisti o último episódio, mas achei que a temporada mesmo sendo curta poderia ter sido ainda mais curta. Diria até que, ao contrário de WandaVision, essa série poderia muito bem ter sido um filme "menor" direto para Disney+. Diminuir esses 6 de quase 50 minutos cada episódios para um filme de quase 2 horas no máximo daria muito mais energia para o que foi apresentado. Em nenhum momento até agora existe um senso de "urgência", do tipo "algo grande vai acontecer", só uma leve ameaça no final do penultimo episódio que conclui a trama no último. Achei que encheram linguiç
  2. O próprio. Inclusive ele falou algo do tipo de que ele era um ATOR e que outros do porte físico dele (acho que citou o The Rock) não eram atores de verdade ou algo assim. Achei algo nessa linha: https://rollingstone.uol.com.br/noticia/dave-bautista-critica-capacidade-de-atuacao-de-dwayne-johnson-diz-querer-bons-papeis-nao-quero-saber-de-velozes-e-furiosos-e-bumblebee/ https://revistamonet.globo.com/Filmes/noticia/2020/09/astro-de-guardioes-da-galaxia-detona-capacidade-de-atuacao-de-dwayne-johnson-o-rock.html
  3. Acho que eu estava em outra dimensão nessa altura do filme então, pois entendi como uma cutucada para ela não esquecer do Superman.
  4. Não acho que deveria ter "sumido", apenas ser melhor posicionado e mais enxuto. Digo isso no sentido de que faria sentido sua existência para mostrar "Ó, o Superman pode/vai voltar como 'From Hell' nessa ressureição aí hein, cuidado!!" Naquele momento em que existe uma onda de impacto quando o Flash toca a Caixa Materna batendo na agua e que o Cyborg grita "Se abaixem!", todo mundo poderia perder a consciência e entrar o "Nightmare" melhor posicionado e enxuto. No caso mostraria as cenas que passa quando o Cyborg esta conectado a nave e na contagem regressiva a nave tenta avisar
  5. Acho que esse esquema de cobrar esses preços é: 1º quando você paga o preço no cinema, você tem a tela, o som, o ambiente e etc. Então você está pagando por um serviço completo para poder desfrutar do filme com a maior qualidade possível. Agora, cobrar 60 reais de uma pessoa, comum, que vai assistir o filme em uma TV, na maioria 49 polegadas com som muito fraco, na maioria das vezes, é cagar na cabeça das pessoas e cobrar delas por isso. Principalmente se a pessoa já paga um valor pela assinatura do serviço. É como se você comprasse um pacote de entradas do cinema e daí acontece
  6. Quando vi o título achei que era uma espécie de "sequência", só quando assisti o trailer que entendi que não se tratava disso.
  7. Pode até ser, mas é produto para a massa, e a massa consome e tem mais predileção para o "mais do mesmo" do que para o "fora da caixa". Eu nem tava sabendo dessa série aí, mas o Trailer me chamou a atenção para pelo menos dar uma chance.
  8. PQP. Tentei assistir mas não rolou não. O filme força a quebra da 4ª parede e, até onde consegui adiantar (uns 40 min de filme), o narrador (protagonista) é cansativo demais, chove no molhado, do tipo: Narrador: "Agora vou abrir a porta, utilizando a maçaneta." Protagonista: Abre a porta utilizando a maçaneta. Não é literalmente desta forma, mas não muito diferente. Não sei o que a "crítica" criticou, mas a avaliação dela fez mais sentido para mim do que a do público.
  9. @SergioB. deveria ganhar uma medalha de ouro pela perseverança nesse tópico.
  10. Acho que esse protagonista lutador de MMA, Cole Young, vai virar o "Johnny Cage"... Tipo Dwayne Johnson > The Rock
  11. Normalmente eu levo mais em conta a nota do público do que da crítica. Já aconteceu de ter nota ótima de crítica e público e eu não gostar do filme. Quando a nota do público é boa mas a da crítica nã, é mais fácil eu gostar do que quando ocorre o contrário. Para exemplificar, eu ainda não assisti esse filme, mas é estranho quando filmes possuem reações tão diferentes em cada "tipo" de público: https://www.rottentomatoes.com/m/lucky_2020 No momento é: 93% TOMATOMETER 58 Reviews 33% AUDIENCE SCORE Fewer than 50 Ratings
  12. Entendi que essa mudança também tem algo a ver com a mãe, os Krees e o "sumiço". Tem um fundo genético nisso na minha percepção. Na série MAoS usaram o Darkhold como motor da trama envolvendo o Motoqueiro Fantasma.
  13. Imagino que nesse tipo de filme não precisa ficar contando história de origem de TODOS os personagens. Alguns podem não ter esse desenvolvimento todo ou pode ter sua história mencionada, seja por flashback, diálogo ou os dois, enfim... Varias formas, sem necessariamente ter toda uma jornada de origem de forma explicita. Só os "protagonistas" terão origem e desenvolvimento, e olhe lá.
  14. Resumindo: Fazem praticamente o que já acontece na fonte, os quadrinhos, e no próprio MCU, quase que desde sempre. Você precisa assistir TODOS os filmes? Não. Os filmes (e suas sequências) funcionam, em sua maioria, separadamente. Mas se assistir tudo a compreensão do que se passa na maioria dos filmes aumenta ainda mais, lógico. Conheço gente que só assistiu os filmes dos Vingadores e não ficou perdido. Teve gente que ignorou alguns filmes, e também não ficou perdido. Já nos quadrinhos é um pouco mais complicado, e desconheço faz tempo como está (até por nunca ter tido con
  15. Tinha assistido só o primeiro episódio, mas ontem e hoje maratonei tudo. Que série deliciosa de se assistir. Achei irretocável, do início ao fim simplesmente perfeita. Funcionaria como filme, mas a proposta se encaixou perfeitamente em uma minissérie. Não vejo razão para uma segunda temporada, mas também não entendia a razão de se ter essa série, o que demonstra que o Kevin Feige e todo o time "MCU" possuem muita visão. Mal posso esperar pelas novas séries e filmes "MCU".
  16. Acho que ele quis dizer que a Disney/Marvel está achando que fazendo qualquer coisa dentro do universo, as pessoas vão assistir. Que as pessoas de forma geral, vão assistir o que sair, independente da qualidade. Acho...
  17. Diria que esse filme sofre do mesmo problema do filme do Superman do Brian Singer. Ficou tão preso na homenagem que o filme mesmo é uma porcaria. Não é ruim de doer, apenas extremamente datado e sem personalidade.
  18. A postagem da cidadã aí teve objetivo apenas de ofender todo mundo, que gostou ou não do filme. Essa cena... Esse filme parece ter sido feito em outra década mesmo, de 3 a 4 atrás... @Questão pontuou bem na sua avaliação.
  19. Filme muito fraco mesmo. Aquele começo, Após o Flashback, é vexatório do começo ao fim, principalmente no Shopping. Entendo a intenção, mas não funcionou para mim. O Pascal parece que encarnou o Jim Carrey. Muito tempo de filme para um fiapo de história que fica andando em círculos. O final é medonho também. Se parar para pensar nos furos então... Minha nota seria 5 por caridade.
  20. Sim, ele pode ter sido mais ponderado nas colocações, entretanto, ele parte de um pressuposto "saudosista". Digo, é óbvio que Blockbusters, Arrasa Quarteirões, Hipermegaproduções há muito tempo são feitos para serem "consumidos" nos cinemas, com cineplexes passando o mesmo filme em diversas salas e horarios, todos abarrotados de gente e com longas filas, e se tornarem "sucessos de bilheteria" o que deixa, principalmente, os estudios com seus bolsos profundos bem cheios. Poderia passa horas escrevendo títulos feitos com esse propósito e bem sucedidos nisso. Entretanto hoje estamo
  21. Entendo o posicionamento de alguns cineastas, como é o caso aqui. Mas parece que o que move a indústria é a grana, e não é pouca grana, é MUITA grana. Fora ignorar um cenário extremamente adverso em função de uma idealização e romantização. Está errada a Warner em dar uma canetada sem discutir, e mais errado ainda em se pressionar para a Warner manter o prejuízo diante de um cenário de incertezas.
  22. Sim está. E por isso mesmo eu disse "prefiro focar". A longo prazo não sei como vai ser, mas entre um universo "Star Wars" (que existe faz muito mais tempo, eu sei), e um MCU, eu tenho mais interesse em acompanhar esse segundo. Nem Cavaleiros do Zodíaco que eu sou fãzasso eu consegui acompanhar a expansão (Omega, Lost Canvas, etc)... Então quando vejo que estou equilibrando mais pratos do que posso e mais pratos estão aparecendo, não tenho problema nenhum em deixar alguns se espatifarem no chão.
  23. Não sou nenhum afficionado, mas estava acompanhando The Mandalorian. Até achei bacana a primeira temporada, mas esse tanto de Spin Off do universo Star Wars me fez desistir de ir para a segunda temporada dessa série. Tenho dificuldades em gostar de séries que fazem parte de um universo expandido ou em expansão. Essa "pressão" para que se veja outras séries é desgastante, pois o meu tempo é curto e ele vale muito, e excesso de informação e compartimentalização. Por exemplo, eu curtia assistir Chicago Fire, mas era rasa demais. Daí veio Chicago Police, ok.
  24. Vi Tenet e achei um filme paradoxal. Ao mesmo tempo que é extremamente emocionante, é extremamente apático. O filho do Denzel Washington pode ser extremamente talentoso, mas a atuação dele é o que torna tudo mais apático ainda. O modo como ele reage, com normalidade absoluta, diante de todo o "absurdo" que se apresenta e sempre com aquele ar de "sou fodão, tô entendendo tudo, sou pica", deixa tudo mais distante ainda do expectador. Já o Pattison é de longe a melhor coisa do filme. Aquele começo eu tava esperando o Bane aparecer e fazer um discursinho. Parecia que eu já tinh
×
×
  • Create New...