Jump to content
Forum Cinema em Cena

primo

Members
  • Content Count

    11516
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    22

Everything posted by primo

  1. olha que talvez tenha que mexer menos do que a gente imagina. Em tempo: no Mojo Box que atrasa um pouco, o filme tá em 993,8 mi.
  2. Patrick Wilson confirma retorno e comenta ideias do diretor Ator interpretou Orm no primeiro filme de James Wan Patrick Wilson confirmou envolvimento na sequência de "Aquaman", esperada para 2022, e já indicou os planos grandiosos de James Wan para o novo longa. O ator, que interpretou Orm no filme de 2018, disse ao THR que já sabe um pouco sobre a jornada do seu personagem [via CBM]: "Eu estou ligeiramente ciente dos assuntos de Orm". Falando sobre como retira informações do diretor, Wilson disse: "Eu só fico jogando dardos aqui e ali. Eu digo 'então, e sobre isso?' e ele responde 'bom, eis o que eu estou pensando'". Sobre o escopo do novo filme: "Posso te dizer que até os seus conceitos para o 'Aquaman 2' são ainda maiores".
  3. e teve um rumor nesta semana sobre o uniforme para o Batinson: inspirado no clássico azul e cinza
  4. The Batman | Matt Reeves confirma Andy Serkis como Alfred Pennyworth Diretor confirmou em suas redes sociais os rumores Andy Serkis será Alfred Pennyworth em "The Batman". O diretor Matt Reeves usou suas redes sociais para confirmar a escalação do ator como o fiel mordomo de Bruce Wayne. "E lá vem o Alfred!", ele escreveu, junto a um gif do ator.
  5. nessa altura do campeonato, já percebemos que, na minha opinião, você está exagerando, e que, na sua opinião, eu estou exagerando.
  6. não chega a tanto. Até pq o debate chegou a essa quantidade de postagens mais pelo background Scorsese rs Apenas não acho que seria absurdo se, mais uma vez, personagens simbólicos como Steve Rogers fossem usados como propaganda ideológica de um cenário bem específico.
  7. Vou caçar outros trechos da mesma entrevista. Vai que... Mas, de todo modo, se tiver total fundamento, eu não me surpreenderia.
  8. É um trecho de um minuto e meio da entrevista do Moore, e eu não assisti ao restante, mas pareceu pra mim que, ao citar Trump e um cenário maior, ele aponta para o uso atual de conceitos supremacistas já usados, mas agora para uma finalidade específica. Já a minha parte aponta que isso não necessariamente faz coro com a pauta Scorsese, como você também apontou. E, acrescentando, o fato de ser pauta e inspirar perguntas a ícones da nossa arte não invalida ou torna suspeita a resposta. Moore pode enxergar uma propaganda supremacista no atual uso desses símbolos da cultura pop, e ninguém está dizendo que isso é novidade, até porque não é. O que vai dizer se tem algo a mais nesse uso é a análise mais abrangente, que inclui contexto histórico e detalhes que um primeiro olhar não capta. um ponto positivo, pra minha visão sobre isso, é que eu não interpretei isso de ninguém até agora. Há muitos elogios ao filme do Coringa, sim, mas no sentido de ir um pouco na contramão, mas não li nada exagerado. Talvez eu tenha dado sorte rs
  9. no sentido de suposição? do alvo não ter dado elementos suficientes para uma afirmação?
  10. editado. entendi melhor após a sua edição ali, Gust.
  11. Não, não... foi de modo mais abrangente. Se uma propaganda governamental busca um tipo x de doutrinação (exemplo: enfatização de poderio bélico e política protecionista), imagino que seria uma campanha mais gradativa, que incluiria pitadas de outras linhas de pensamento para não gerar aversão automática à bandeira erguida, com o perdão do trocadilho.
  12. show... de qual parte, Questão?
  13. Eu não me refiro ao posicionamento que o filme abraça. Quis dizer que, se o Marvel Studios fosse propaganda bélica, eu não duvidaria que fossem produzidas histórias que aparentemente jogassem contra esse conceito, exatamente por que imagino que adotariam estratégia seria inteligente. Por isso, citei "cavalo de tróia". Imagino que a propaganda seja algo mais abrangente, ideológica.
  14. aqui de longe (e não me refiro a questões geográficas) fica difícil saber, mas, se for real o cenário de interesse político como estímulo adicional nessa leva de filmes, temos que lembrar que há inteligência por lá. Então, não seria um posicionamento aberto. Estratégia cavalo de tróia não seria uma novidade. Eu apenas não duvido.
  15. acredito que o Moore está indo além. Concordando ou não com o modo Trump de fazer "política", há no depoimento dele uma avaliação que vai muito além da pauta Scorsese. EM um primeiro momento, pode ser que os colegas possam sentir seus personagens atacados, suas preferências de entretenimento etc. Mas não precisa ser essa interpretação. Capitão América, Superman etc. O patriotismo relacionado originalmente a esses caras, bem como a relação dinheiro / poder bélico / inteligência / proteção em figuras como Bruce Wayne e Tony Stark não estão sendo exaltadas por acaso. Conversar sobre isso ou fazer uma leitura mais profunda de tudo isso pode ser uma boa neste nosso momento histórico.
  16. pode ser que estivesse com os vilões, recuperou a consciência e, sem as memórias completas, foi se atualizar.
  17. A mesma informações com outros detalhes: "Coringa" se tornou nesta semana o filme baseado em HQ mais lucrativo de todos os tempos, considerando a relação entre orçamento e lucro, segundo a Forbes. O marco de US$ 957 mi na bilheteria atingido esta semana é 15.3 vezes o custo do filme, de US$ 62.5 mi, de acordo com a revista. A Forbes não considera os valores de marketing e exibição. Seguindo esse critério, superou o marco de "O Máscara", comédia com Jim Carrey que fez US$ 351 mi com orçamento de US$ 23 mi, até então o mais lucrativo. Na mesma lista estão "Venom" (854 mi com orçamento 90 mi), "Batman" (411 e orçamento 35), "Deadpool" (783 / 58) e "As tartarugas ninja" (200 / 13.5). A Forbes prevê que, ao ultrapassar US$ 1 bilhão, o que deve acontecer nas próximas semanas, será o filme mais barato a atingir o marco, logo acima de "Jurassic Park", que superou o bilhão com custo de US$ 63 mi.
  18. caramba, eu imaginava uma resistência maior. Dependendo do trecho e da boa vontade do leitor, parece até um "vamos ver se rola". heheh
  19. Mais uma pra novela | editor de Endgame diz que Scorsese tem "ponto interessante" Jeffrey Ford foi perguntado sobre comentário sobre a Disney / Marvel Studios O editor de "Vingadores: ultimato", Jeffrey Ford, concordou com um ponto específico das críticas de Martin Scorsese ao estúdio. "Eu acho que Scorsese faz um ponto interessante quando argumenta que precisamos voltar à noção de cinema como comunidade, e sobre ser um integrante do público, testemunhando uma expressão artística na tela". Ford, no entanto, discorda de Scorsese em relação ao nível emocional que os filmes do estúdio entregam ao espectador: "Eu sei que quando vi com o público, houve uma profunda reação emocional".
  20. Justice League | John Desjardin e Bryan Hirota, supervisores de efeitos especiais do longa, deram nova confirmação sobre a existência da edição do diretor, dizendo ainda que diversas cenas do filme chegaram a passar pelo processo de finalização na pós-produção (via Comic Book Movie). ::: Segundo Desjardin, várias cenas tiveram seus efeitos visuais completados, enquanto outras já tinham, ao menos, começado o processo de edição com computação gráfica.
  21. e sem 3D eu to surpreso com isso aí, de boas! Eu não imaginava nem no momento mais otimista Meu único senão é a existência de três universos no cinema: Batinson, Aquamoa e Joakeim.
  22. curioso que a franquia principal do estúdio é comandada hoje por... dois irmãos. rs
×
×
  • Create New...