Jump to content
Forum Cinema em Cena

conan

Members
  • Content Count

    519
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    5

conan last won the day on August 10

conan had the most liked content!

About conan

  • Rank
    Fotógrafo de Still
  1. Por mim parece Stranger Things sobretudo por se passar em uma cidadezinha dos EUA. Isso foi o que que causou a sensação de estranhamento. O DNA dos Ghostbusters está associado à Nova Iorque. É estranho ver uma mudança de cenário tão brusca. Pode ser ruim ou pode ser bom. Só vendo para descobrir Mas o trailer não entregou muita coisa. Parece que só mostrou o início do filme
  2. E pelo jeito o Egon sabia que aquele lugar esconde algo importante hei
  3. O problema do outro nem era por ter uma equipe só de mulheres, mas pq foi ruim mesmo. Este parece ser melhor. Os meninos não me incomodam, a princípio. Está na moda Tem um tom mais sério. Não reproduz a ambientação dos originais, o que é difícil, pois nos dois primeiros havia um equilíbrio difícil entre exagero/gozação e narrativa séria. O remake descambou para a palhaçada, este parece ser mais sério
  4. Humm.... interessante! E não entrega o filme No trecho do 43 segundos tem uma torre de livros empilhados. Já vi isto antes...
  5. É o exemplo perfeito da ideia boa, mas péssima execução. A ideia de uma raça subaquática ou anfíbia poderia render algo interessante, como o Abe Sapien do Hellboy. O design da cidade dos Gungans era até legal (apesar do deslumbramento do CGI). Mas deu no que deu... kkkk
  6. Pois é. Não é só os novos fãs em idade. Mas tem muita gente velha aí que parece que nunca assistiu o Return of the Jedi, e idealizavam um Luke que não existiu. É uma galera tóxica que parece que nunca entendeu a mensagem explicita de toda a saga da luta dos oprimidos contra a opressão. É uma galera que se revoltou com a diversidade, com um arco mais complexo do Luke e por aí vai. É uma galera que ganhou espaço, como você colocou. Querem um universo chato, onde todos são iguais, os personagens sejam unidimensionais e a história trivial, vazia e não engajada. Os novos filmes não são perfeitos, mas tem personagens interessantes e envolventes. Não consigo entender o nível de ódio que o ep. VIII gerou em uma galera. Não ter gostado é super compreensível, mas um ódio aberto é difícil de entender.
  7. Também acho. E isso talvez seja por causa da reação das pessoas à nova trilogia I, II e III. A ideia era muito boa, mas pecou na execução. Lucas tentou expandir o universo e criar algo novo. Mas pelos filmes terem a execução fraca, os produtores jogaram fora a proposta. No ep. VII e VIII optaram pela abordagem segura, e na preocupação em mostrar a continuidade acabaram não expandindo o universo. A trilogia I, II III era um carnaval de raças, civilizações e planetas. Buscaram criar um design próprio para as naves, vestimentas e arquitetura. Talvez tenha ido longe demais. Essa leva da Disney é bem menos inventiva. Não tem mais lugares fantásticos. As naves são as mesmas (e nem usaram as inúmeras que já existiam). Gosto muito do ep. VIII, mas o trecho de Canto Bight ficou muito estranho e deslocado. Me tirou do cinema e me levou para o universo do James Bond ou Harry Potter. Ali pedia algo mais George Lucas, algo mais burlesco, mais estilo Naboo ou a Galaxy Opera House.
  8. É uma galera que pegou ranço do diretor
  9. Estou assim também... não necessariamente por causa dos filmes. Apesar de uns serem melhores e outros desnecessários. Mas por causa dos fãs. Perdi o tesão na coisa quando a galera deixou de saber assistir. Galera que nunca curtiu o negócio agora se acha no direito de meter o dedão na mitologia, levando uma visão enviesada e distorcida daquele universo como se fosse "a verdade". Por mais que seja uma minoria, é uma galera que estraga a festa. Não basta achar o filme ruim, é um povo militante que tenta enfiar na goela dos outros, fazendo campanha contra, fraudando avaliações na net... Agora estúdio é obrigado a fazer algo sem sal para não criar polêmica. E acho que o final vai ser isso: um novo episódio VII, um mais do mesmo sonso.
  10. Me incomodou bastante a explicação que eles deram para o retorno do Palpatine. Mas o que fonte disse não bate com a história vazada. e também achei fraco(SPOILER): A Rey ser neta dela. isso é igual ao que foi vazado
  11. Vai ao encontro do que foi vazado até agora. Mas pelo comentário aí, a galera está incomodada é com a Rey ser fodona. Desencana desta, ela é foda e pronto. Do mesmo jeito que o Luke foi foda na trilogia original. O povo quer babação de ovo de fã Se vier um Frankenstein é culpa de fã chorão com o ep. VIII que obriga o estúdio a meter o dedão na obra para vir uma coisa genérica e sem pé nem cabeça. Mas o problema começou com o J. J. Abrams com aquele filme genérico, um vilão chato pra caramba que ninguém dava a mínima (o Snoke), e uma história que não explicou nada sobre o que aconteceu depois do ep. VI. A única coisa boa são os personagens principais que são interessantes. O filme do Rian não é perfeito, mas está anos luz à frente do ep. VII.
  12. O que deu a treta? A história vazada não tem nada demais... mas não confio no Abrams. Por mim o Rian terminava isso.
  13. Não tem como achar isso melhor que o filme do Kubrick
  14. Eu entendo o lance pessoal com a obra. Mas aí é picuinha demais. Já fizeram tantas cagadas com os livros do King no cinema e ele implica com esse? Inclusive a miniserie, que é fiel ao livro e teve a surpervisão do King, é um lixo. Não tem como achar aquilo bom. O problema não é a proposta diferente para os personagens, mas a condução da história. A sensação de assistir a miniserie é parecida com a que eu tive lendo o livro. Muito arrastado e às vezes é bobinho... Kubrick soube tirar e adaptar os aspectos negativos (como a inserção daquele cara vestido de lobo).
  15. Eu entendo. Mas a crítica é por ter desvirtuado o tom, e não por ser algo ruim. Discordo completamente sobre a Wendy do filme. Dizer que é um retrato misógino é desconsiderar que muitas famílias são disfuncionais daquele jeito. Os personagens do livro são chatos. É uma família perfeitinha, mas que é corrompida pelo vício e pelo hotel. A família do filme é mais densa. Um pai autoritário e abusivo, uma mãe submissa e um filho autista. Por que uma mulher forte abriria a mão da vida pessoal para seguir o marido por 6 meses longe de tudo e todos? O filme apresenta a receita para o desastre, e desde o início fica claro "isso não vai dar certo" O filme apresenta personagens vulneráveis isolados do mundo, sozinhos com um lunático em potencial. O livro é um novelão, cheio de lero lero em família, uma narrativa clichê de homem bom se corrompendo e com redenção no final, e é muito mais explícito quanto ao terror, é quase um terror infantil. O filme nunca deixa claroo que são as aparições no hotel e o modo como Jack se insere naquele universo. Ainda acho que é dor de cotovelo por ter transformado o livro em algo muito melhor.
×
×
  • Create New...